23.9.21

A “ixquerda” que compartilha conteúdo do inominável



Não é de hoje que se reclama de parte da militância de esquerda no Brasil que ela mais ajuda a direita do que anda atrapalhando nas redes sociais. Já se foi dito que “compartilhar conteúdo de Bolsonaro só ajuda ao deixar em evidência”, mas mesmo assim, essa turma continua a fazer isto.

Tiremos como dois exemplos, para não precisarmos nos alongar, as manifestações de 07 de setembro onde tanto o Bolsonarismo quanto a esquerda foram às ruas. Nas semanas que antecederam aos atos, uma enxurrada de banner, vídeos, cards, áudios da direita eram repercutidos por parte da esquerda. Essa turma alegava que seria para criticar, mas na verdade estavam fazendo propaganda do material deles. E não adiantava chamar a atenção para isto, eles não escutam a ninguém.

Enquanto faziam grande propaganda das manifestações Bolsonaristas, as informações dos atos da esquerda eram em menor número distribuídos. E mais uma vez, não adiantava chamar a atenção desse pessoal, eles não escutam a ninguém.

Agora a esquerda tem um ato marcado para o dia 02 de outubro e pouco se vê a “ixquerda” distribuindo material de divulgação nas redes sociais. Eles se preocupam como já falado, muito mais com o que Bolsonaro e seus filhos fazem do que com a pauta da esquerda.

Este é um fenômeno que ainda não se achou um antídoto para ele, mas não devemos acreditar que seja irreversível. Sempre há uma esperança de mudança. A mudança tem que ser minha, sua e de toda a esquerda. Nós precisamos focar muito mais no que nos une do que no que nos separa. Nós temos a oportunidade de vermos o retorno de um governo popular ao Brasil e para ajudarmos nisto, o foco nas nossas pautas é essencial.

Criar, curtir, compartilhar o material de toda a esquerda ajudará a dar visibilidade aos que nos são iguais e neste momento é disto que todos precisam. Inclusive os medalhões da política poderiam ajudar fazendo a mesma coisa com o material produzido pela militância. Afinal, ninguém solta à mão de ninguém deve ser duplo.

Nenhum comentário: