3.9.21

Indústria baiana gera cerca de 40 mil empregos em 12 meses



Nos últimos 12 meses, a indústria baiana teve saldo positivo ao gerar mais de 39,5 mil empregos. Já no acumulado de janeiro a junho de 2021, o saldo também foi favorável para o segmento, com a geração de 22,4 mil postos de trabalho. Até junho deste ano, 30 empresas foram incentivadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), o que resultou no aporte de R$ 139 milhões em investimentos privados. O mesmo período teve o melhor resultado na produção física da indústria baiana mensal e esses dados constam do Informe Executivo da Indústria de julho, divulgado pela instituição.

"Esses dados presentes no Informe da Indústria, divulgado pela SDE, confirma que ao promovermos o desenvolvimento, impulsionamos a modernização da indústria baiana. Estamos no meio do segundo semestre de 2021 e cada vez mais confirmamos que seguimos no caminho certo ao gerar empregos, aumentar a renda local para combater a desigualdade social em diversos municípios da Bahia", destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal.

Ainda em junho, as maiores taxas de crescimento foram observadas nos setores de Informática (92,8%), seguido dos setores de Couro e Calçados (78,7%) e Outros Produtos Químicos (12,6%). Já o segmento que mais gerou empregos foi o de Couro e Calçados, ao promover 1 mil postos de trabalhos, seguido pelo de Coque, 408, Têxtil, 387, Produtos Alimentícios, 320, Metal, exceto Máquina e Equipamentos, 162, e Minerais não-metálicos, com a geração de 138 postos de trabalho.

Foto: Carol Garcia.

Nenhum comentário: