13.5.20

Vereador Mário Galinho entrou pelas portas dos fundos no Hospital Covid-19



No domingo, 10, o vereador de Paulo Afonso, Mário Galinho, teve uma atitude no mínimo inoportuna. Ele, segundo informações veiculadas na imprensa, teria invadido o Hospital Covid-19 da cidade durante a noite.

As postagens da ação ainda foram postadas pelo mesmo em suas redes sociais e agora poderão ser usadas contra o mesmo em processo a ser movido pelo município.

Segundo o Procurador, Igor Montalvão, em entrevista a uma rádio local, ele informou que “é conferido o direito fiscalizar” do vereador o poder executivo. Mas ele faz uma ressalva para a atual situação. “Numa situação pandêmica de crise sanitária, há restrições a direitos”. Isto acontece quando a saúde pública é colocada em risco. E este seria o caso.


Ao entrar sem autorização, Galinho, correu o risco de ser contaminado e colocou os profissionais da saúde, também, em situação de possível contaminação, já que não usou equipamentos adequados para poder estar dentro da unidade.

“Não há direito absoluto no ordenamento jurídico brasileiro. A partir do momento que ele passa do seu direito e ele começa a violar um direito de toda a coletividade, do interesse público, ele comete o abuso do direito”, disse Igor Montalvão.

Galinho se notabilizou nos ultimos anos por sua participação públicas em redes sociais. Talvez ele não tenha ainda entendido que "tudo tem um limite". E ele ultrapassou um agora.

Nenhum comentário: