14.5.20

Entrevistadores do Ibope são confundidos com marginais



A situação parece estar mesmo deixando todos a flor da pele. São tantos boatos, tantas fake news que uma simples equipe de entrevistadores do Ibope - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística que estão na cidade de Paulo Afonso na Bahia se viram em uma situação constrangedora no dia de hoje, 14.

Nos grupos de bate papo apareceu uma informação de que “duas pessoas” estariam entrando nas casas das pessoas na cidade. Foi o bastante para os propagadores de inverdades saírem a usar o famoso, “telefone sem fio”. Aquele que quando criança e em uma fila, alguém diz uma frase e ao chegar ao final ela está totalmente desvirtuada. Foi isto que aconteceu.


Na verdade, os pesquisadores, e são em torno de 15, estão na cidade realizando o trabalho para a Universidade Federal de Pelotas no Rio Grande do Sul, que realiza um “grande estudo epidemiológico sobre o Covid-19 no Brasil” e Paulo Afonso foi uma das cidades escolhidas para a testagem. O estudo está sendo feito em 133 cidades do Brasil e deve durar em torno de três meses.

Então, para que a população mantenha a calma e não receba estes profissionais com portas na cara, atacando como se fossem marginais ou chamando a polícia, é bom perceber que existem pessoas que estão realizando um trabalho que possivelmente poderá ajudar a todos.

Registre-se que o único grupo que teve a sensibilidade para levantar os fatos dessa história foi o “Coração de Estudante” no whatsapp. Lá, as pessoas buscaram todas as informações para só depois emitirem uma opinião pública.


13 comentários:

Aristóteles Brito disse...

O cara chega com um crachá mais confeccionado, com o cordão da Skol. E pra achar isso normal?

Unknown disse...

É esse pessoal nao informa as autoridades daqui nao e?ate a secretaria de saúde emitiu uma nota informando q eles não representava os agentes de saude do município

Léo Brandao disse...

Queria entender para que serve a caixa térmica, já que é pesquisa

Unknown disse...

Como é que vem pesquisadores pra cá e nem a secretaria de saúde sabia disso? Estranho né.

Unknown disse...

Fazer uma pesquisa dessa em plena pandemia com o povo assustado, é obrigação informar ao gestor de saude municipal.

Unknown disse...

Fazer uma pesquisa dessa com o povo assustado em plena pandemia, é obrigação informar ao gestor de saúde municipal.

Unknown disse...

Fazer uma pesquisa dessa em plena pandemia, acho que é obrigação informar ao gestor de saúde municipal

reporter amador spotter day disse...

Em fevereiro de 2020 um carro com logo falso da coelba passou no jardim aeroporto e os caras entrou na casa de 1 senhora ameaçando ela de ter a luz cortada e os caras foram embora com os dados pessoais dela... cade a polícia de Paulo Afonso ??

reporter amador spotter day disse...

NO CASO DO IBGE DO RIO GRANDE DO SUL
EU MESMO NÃO ACEITARIA VISITA DO IBGE,
PORQUE OS PRESÍDIOS GAUCHOS TÃO SUCATEADOS,
E OS PRESOS CUMPREM PENA EM VIATURAS DA POLÍCIA NA PORTA DAS DELEGACIAS SUPERLOTADAS.,
E AS RUAS FICAM SEM NENHUM PATRULHAMENTO POLICIAL POR FALTA DE VIATURA…
AINDA BEM QUE PAULO AFONSO-BA É DA BAHIA BEM LONGE DAQUELE MALDITO ESTADO GAUCHO SEM LEI

Unknown disse...

Eu encontrei esse pessoal mesmo ali na Otaviano Leandro de Morais,fiquei curioso mas segui não vi nada de suspeito.

Unknown disse...

Não vi nada demais nesses pesquisadores do Ibope .eles se identificaram e a pedido do ministério da saúde para mapearem com os testes rápidos para covid 19.Muita gente distorce a informação dos pesquisadores.E olha que essa pesquisa está sendo feita em várias cidades do Brasil.

Unknown disse...

Realmente viu!!

Unknown disse...

Como q está acontecendo uma pesquisa dessas sem as autoridades serem informadas e ainda emite nota alertando a população de não receber? Hoje tinham duas mulheres aqui na rua Barão do Rio Branco estavam com os aventais lilás.