27.4.20

Digital Influencer ajuda a quebrar o isolamento social






É muito comum nos dias atuais ouvir falar em digital influencer, que em nosso bom português significa Digital Influenciador, que são pessoas com um número significativo de seguidores, seja no Twitter, Facebook, Instagram, ou em outras plataformas. O Digital Influenciador, consegue alcançar e falar com milhares ou milhões de pessoas diariamente, oferecendo conteúdos, mostrando seu dia a dia.

Explicado isto, vamos abordar o impacto que esses “famosos” podem causar na vida de quem os segue. A influencer Gabriela Pugliesi conhecida por compartilhar sua rotina de vida fitness, e alimentação saudável, foi a primeira brasileira famosa com coronavírus a ter seu diagnóstico divulgado, e neste final de semana, após a quarentena, e estar curada, e aparentemente “imune”, pois ainda não temos dados científicos conclusivos de que uma vez infectado e curado, não se infectará mais, a influencer resolveu quebrar o isolamento social, e reunir amigos em sua casa, com comidas e bebidas, como a mesma falou posteriormente, além de ter fotos e vídeos do evento publicados. Em um dos vídeos a mesma aparece dizendo “fo*a-se a vida”.


O fato é, que o evento repercutiu negativamente nas redes socais, e alguns famosos repudiaram o acontecimento, como a apresentadora Tatá Werneck, que chamou a atitude da influencer de “inadmissível”, e o cantor Emicida, que usou de sua live para também “puxar a orelha” de Pugliesi.
Uma suposta vizinha de Pugliesi postou uma dura crítica no instagram da mesma: “Indignada com a falta de respeito e gentileza de vocês. Não dormimos a noite, por conta da algazarra que fizeram nessa madrugada. Música alta e gente berrando! Se não estivéssemos em ‘isolamento’ teríamos ido pessoalmente falar com você. Festa até 7h da manhã? Vocês acham que estão aonde? O direito de vocês termina quando há desrespeito ao dos outros. Péssimo”. A influenciadora, usou do Instagram para se desculpar pela atitude, e se disse arrependida.

O que nos leva a refletir, esses influenciadores tem “o poder” de influenciar milhares de pessoas, o que os leva a ter uma responsabilidade enorme perante a sociedade. Pessoas estão morrendo, valas comunitárias estão sendo criadas para enterrar as vítimas da COVID-19, profissionais de saúde lutam diariamente para salvarem vidas, não se infectarem, além de infelizmente terem que escolher quem vai morrer, por falta de leitos suficientes nas UTI’s. Chega a ser desrespeitoso com quem está cumprindo o isolamento social.

O distanciamento social para quem pode, é sinal de respeito a si e ao próximo, e um ato deste, é o escárnio da sociedade, daqueles que podem ter assistência privada, e não dependem de um sistema de saúde público, que está prestes a entrar em colapso, devido ao coronavírus, como milhões de brasileiros. É um desrespeito para as inúmeras famílias que perderam seus entes queridos, e para todos os seguidores da mesma, que querem estar em suas casas, mas não podem por diversos motivos, e ainda ouvir a influenciadora dizer “fo*a-se a vida”

Vale refletir, que sociedade é esta que estamos vivendo?




Por: Carola Santos.

Nenhum comentário: