15.9.21

Um Fuleiro na presidência



No nordeste quando o Cabra não presta para nada é comum se dizer que ele é um fuleiro. É o sujeito sem princípios, insignificante, sem valor algum, um irrelevante para o grupo de amigos, aquele que, mesmo indesejado, aparece em todo encontro. E quando ele chega todos viram a cara.

Mas há aquele fuleiro que, mesmo não valendo uma pataca, se dá bem na vida. Uns ficam ricos por alguma mutreta, outros conseguem se eleger politicamente a algum cargo na cidade e há Jair Bolsonaro. Esse é o fuleiro oficial do Brasil, pois conseguiu chegar à presidência da república.

Neste caso, o fuleiro, é desprovido de qualquer empatia para com seus semelhantes. Chegou à presidência com a condescendência de boa parte dos meios de comunicação de massa do país. Hora participando de programas humorísticos, hora usando sua verborragia e vendendo notícias falsas como se verdadeiras fossem enquanto todos achavam graça e ficavam calados.

Mas todo fuleiro precisa de um grupo semelhante para poder ocupar espaço. Em todo grupo há fuleiros iguais que vivem no armário e não externam publicamente suas ideias. Já quando o Cabra safado se destaca, todos os outros fuleiros se sentem emponderados e começam a ter ações idênticas.

Este fenômeno acontece hoje muito nos grupos de bate papo nas redes sociais. Há tanta gente fuleira, despiroca, sem um mínimo de senso critico, que em alguns casos se pode deduzir que o “Pinel é aqui”. É caso para internação mesmo como o uso de camisa de força.

Essa gente posta uma falsa notícia. E elas fazem isto mecanicamente durante boa parte do dia. Logo são desmascaradas ao serem informadas do erro na informação. Simplesmente mudam de assunto e publicam novas mentiras como se nada tivesse acontecido. Na grande maioria das vezes, o que colocam nos grupos são correntes atacando alguém que pensa diferente ou um grupo político que discordam deles.

O Fuleiro do Bolsonaro e seus Fuleiros Minions precisaram ser estudados. A loucura deles nós poderemos ficar sabendo o que os fez tão idiotas daqui a alguns anos, mas o estrago que eles estão fazendo com o Brasil, isto, levará muito tempo ainda para que se possa concertar.

Nenhum comentário: