4.8.20

Binatural deve implantar unidade de biodiesel na Bahia e gerar 1,1 mil empregos


Empresa vai investir R$ 70 milhões em unidade em Simões Filho.

Desde 2006 em atividade no Brasil, a empresa de biodiesel Binatural deve investir R$ 70 milhões na sua segunda planta industrial no país, a ser implantada no município de Simões Filho, na Bahia. Com faturamento anual projetado de R$ 1 bilhão, a unidade baiana terá capacidade de produção de 360 milhões de litros de biodiesel por ano e previsão de gerar 100 empregos diretos e outros 1 mil indiretos, beneficiando a Região Metropolitana de Salvador (RMS). A assinatura do protocolo de intenções com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), ocorreu na segunda-feira-feira (03). A empresa tem sede no estado de Goiás.

“Investir na produção de biocombustíveis, mais do que promover o desenvolvimento e gerar emprego para o povo baiano, é também demonstração de zelo pela sustentabilidade do planeta. Atrair investimentos com esse propósito é fundamental, não apenas para a economia, mas também para a qualidade de vida das pessoas”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

De acordo com André Lavor, presidente da Binatural, o Projeto Axé, como está sendo chamado, terá suas obras iniciadas em meados de agosto, com duração prevista de 10 meses. “Este é o maior investimento da Binatural em seus 14 anos de história e um importante marco que reforça a competitividade da companhia. Nosso foco em eficiência operacional tem sido essencial para alcançar resultados expressivos nos últimos anos. Com este anúncio, aliamos a nossa essência inovadora à trajetória de sucesso e reforçamos nosso compromisso com a sustentabilidade. A escolha do estado da Bahia está alinhado com os planos estratégicos da Binatural em atender o mercado do Nordeste”, declara.

“A Bahia já é um grande consumidor do nosso produto e, devido a isto, decidimos ampliar nossa operação para o estado, onde estaremos perto da produção de diesel, das bases das principais distribuidoras de combustíveis do Nordeste. Além do acesso ao Porto de Aratu, para exportação de alguns co-produtos”, explica Luís Carlos da Costa Filho, diretor Industrial da Binatural.

Foto: Planta industrial do município de Formosa/Goiás - Crédito: Divulgação.

Nenhum comentário: