27.4.17

Nota: Deputados e Deputadas em defesa do PT na Bahia.

Em defesa da democracia interna do PT da Bahia

O PT realiza seu 6ºCongresso num momento dramático da vida brasileira. O golpe de estado avança sobre os direitos do povo. A agenda neoliberal exige forte resistência dos movimentos sociais, das frentes populares e dos partidos de esquerda. Ao PT está reservado o desafio de ocupar o seu papel de principal partido de oposição e estruturar a alternativa popular pra barrar o golpe.

Não há saldo mais positivo para o nosso congresso senão a atualização do programa do PT, da sua capacidade de refazer os laços orgânicos com as lutas sociais e recuperar a confiança de amplos setores da sociedade civil. A candidatura Lula presidente deve emergir com a força desse movimento de revitalização do PT.

Na Bahia, a luta pela reeleição do nosso projeto sob a liderança do governador Rui tem centralidade. Da mesma forma, eleger Wagner Senador e dar a Lula a maior vitória de todo Brasil. Pra isso, precisamos de um PT unido e pactuado com sua militância.

É imperativo, portanto, que a vontade dos filiados que foram as urnas no PED seja respeitada. O reconhecimento da decisão pela totalização dos votos feita pelo Diretório Estadual é o fator determinante da estabilização política do PT baiano. A democracia interna é um patrimônio que deve ser preservado para que o PT da Bahia continue liderando o ciclo de vitórias que o coloca entre uma das mais destacadas seções estaduais do nosso partido. 

Salvador, 26 de abril de 2017.

Deputados Federais PT

Afonso Florence 
Jorge Solla
Nelson Pelegrino
Robinson Almeida
Waldenor Pereira

Deputados Estaduais PT

Bira Coroa
Gika Lopes
Joseildo Ramos
Marcelino Galo
Maria Del Carmem
Neusa Cadore
Zé Neto
Zé Raimundo.

Nenhum comentário: