29.4.17

Márcio Macêdo: greve geral foi dia histórico para o Brasil.

O secretário nacional de Finanças do PT, Márcio Macêdo, participou, nesta sexta-feira (28), em Aracaju, da manifestação em apoio à greve geral. A adesão ao movimento de combate às reformas trabalhistas e da Previdência e contra a nova lei da terceirização teve adesão de 35 milhões de trabalhadores em todo o país.

“Esta sexta-feira foi um dia histórico para o Brasil. A greve geral, com manifestações em todo o país e em especial a que participei em Aracaju, me emocionou e me fez lembrar uma frase de Lula: Que ninguém, nunca mais, ouse duvidar da capacidade de luta da classe trabalhadora”, afirmou Márcio Macêdo.

Para o dirigente petista, o dia de paralisação foi a forma encontrada pelos trabalhadores brasileiros para expressarem o seu descontentamento com o governo de Michel Temer e com as reformas que estão em curso no país.

“A classe trabalhadora parou neste 28 de abril para denunciar as reformas neoliberais que Michel Temer tenta impor ao país. Somos contra a terceirização, contra o assassinato da Aposentadoria, contra a reforma trabalhista, que tenta acabar com a organização dos trabalhadores. Foi um dia também para dizer Fora Temer, fora golpistas”, ressaltou.

Márcio se disse ainda muito satisfeito por ver a forte adesão dos sergipanos à greve. “Fiz questão de estar em Aracaju, para ao lado do meu povo fazer parte deste momento histórico. Aracaju e todo o Sergipe deram o seu recado de maneira muito clara”, afirmou. Em Aracaju, mais de 60 mil pessoas foram às ruas protestar, de acordo com as centrais sindicais.

Nenhum comentário: