Dimas Roque: Dia D oferta cerca de 700 vagas de emprego para pessoas com deficiência

25.9.19

Dia D oferta cerca de 700 vagas de emprego para pessoas com deficiência



Imagem ilustrativa 

Acontece amanhã (26), das 7 às 17h, no Terminal Rodoviário de Pituaçu, em Salvador, o Dia D de Inclusão Profissional das Pessoas com Deficiência e Reabilitados do INSS. Aproximadamente 700 oportunidades de trabalho, exclusivas para profissionais com algum tipo de limitação física, visual, auditiva ou intelectual, serão oferecidas por 50 empresas da capital baiana, durante a ação promovida pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). 

As vagas contemplam diversas áreas de atuação, entre elas operador de caixa, assistente administrativo, engenheiro civil, médico e recepcionista. Além da intermediação de mão de obra, o Dia D realizará emissão de Carteira de Trabalho e do Passe Livre; oficinas de construção de currículos; orientações para o mercado de trabalho; e cadastro para estágio e cursos profissionalizantes. A expectativa é atender mais de 1.200 pessoas com deficiência e reabilitados.

Documentação

Para ter acesso a qualquer serviço, os candidatos devem levar RG, CPF, comprovante de residência atualizado e Carteira de Trabalho (CTPS). Inscrições para estágio e cursos exigem também apresentação de currículo e comprovante de escolaridade, respectivamente.

Os documentos complementares para emissão da 2ª via da CTPS são: carteira antiga, Boletim de Perda ou Roubo da anterior e documento oficial que conste número e série. Os interessados em tirar o Passe Livre devem portar atestado médico com CID, cópia de documento de identificação, comprovante de renda familiar (extrato bancário ou a Declaração de Benefício – Nada Consta do INSS), Carteira de Trabalho, e, caso haja acompanhantes, a cópia do RG e CPF do acompanhante.

O Dia D conta com a parceria da Superintendência Regional do Trabalho (SRTE), da Secretária de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), do Ministério Público do Trabalho e do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Nenhum comentário: