10.4.17

Nem tudo é defensável, no caso Sherazade.

Tem feministas acusando Silvio Santos de machismo e de assédio moral porque ele falou isso para a apresentadora Raquel Sherazade, durante a cerimônia de entrega do Troféu Imprensa: " Você começou a fazer comentários políticos no SBT e eu pedi para você não fazer mais, porque você foi contratada para ler notícias, não para dar sua opinião. Se você quiser fazer política, compra uma estação de televisão e faz por sua conta". Ora, isso deve ter sido combinado antes e se não foi, nem por isso a moça que é a favor de linchamentos de negros e pobres vai pedir demissão do emprego. Não sou solidária com todo tipo de mulher. Ser feminista, para mim, nada tem a ver com achar que toda mulher é vítima. Há mulheres más, perversas, principalmente quando são empoderadas, que fazem vítimas em suas próprias famílias e fora delas. Portanto, a todas e a todos que vierem querer argumentar comigo em defesa da fascista do SBT eu só direi uma coisa: vão catar coquinho.


Por Maria Luiza Quaresma Tonelli.

Nenhum comentário: