30.4.17

Belchior partiu e nos deixa saudades.

Acordei hoje, 30, e recebi a notícia da morte de Belchior em um aplicativo de bate papo.O cantor na noite deste sábado, 29, em casa, em Santa Cruz (RS), aos 70 anos. Foi um choque para mim. Não que ele tivesse sido um amigo pessoal e convivido diariamente da sua intimidade. Não foi por nada disso. Mas ele esteve presente em minha vida através das suas poesias e músicas durante a minha juventude e agora adulto, um dia serei, estou.
Como que de súbito meus olhos ficaram encharcados de lagrimas. Me surpreendi com a reação do meu corpo, da minha alma. Aí, lembrei que faz alguns anos, antes do sumiço voluntário dele, produzi um show no COPA – Clube Operário de Paulo Afonso de Belchior. O Paulo Thear, empresário de Salvador me telefonou e perguntou se eu tinha interesse em fazer o evento. Não pensei duas vezes e respondi que “sim”. Era o momento de fazer a festa e ouvir um dos maiores poetas do Brasil.
Com bom público. Pudemos ouvir seus clássicos como, “medo de avião, paralelas, a palo seco, alucinação e apenas um rapaz latino-americano”. Que traz em seus versos “Eu sou apenas um rapaz, Latino-Americano. Sem dinheiro no banco. Sem parentes importantes, E vindo do interior...”. Tantas foram as vezes que reproduzi parte da letra “Mas se depois de cantar, você ainda quiser me atirar, mate-me logo! À tarde, às três, que à noite, tenho um compromisso, e não posso faltar, por causa de vocês...”, que me sentia o personagem narrado nela. Ao terminar o show, fomos jantar. E ele na maior simplicidade, sentou no calçadão da Getúlio Vargas em Paulo Afonso. Várias pessoas que passavam, pediram para tirar fotos e todas foram atendidas. Em um dado momento ele pegou um charuto e degustou como se lhe fosse mais saborosa que a comida servida. Foi uma noite incrível.

Belchior parte deixando saudades e a frustação de não ter visto um registro seu em DVD com grande produção. Que se registre que ele se junta a Gonzaguiha, Tim Maia, e Chico Science para fazerem um som de qualidade no céu.

Nenhum comentário: