30.12.13

Eles estão condicionados a estar contra tudo o que Dilma fizer.

Jabor, Merval, Boris, Catanhede, Mirian, Veja, Estadão, Folha, Globo, Band e tantos outros tem um lado e deles não arredaram o pé um só milímetro. Eles não aceitam dividir os seus benefícios com os mais pobres, sejam estes salariais ou de status social. Não se conformam que foi nos governos do Partido dos Trabalhadores que as classes se encontraram nos aeroportos e adentraram no mesmo avião. Este tipo de gente prefere a desmoralização da “alta sociedade”, que joga ovos em quem passa no asfalto despercebido. Eles jogam mesmo sujo para manter seus privilégios, não olham na mesma direção do olho do povo. Querem estar sempre acima de todos, inclusive da lei. Ou locupletados com quem as deveria defender.
O governo, durante estes onze anos, já fez várias concessões em direção a este grupo. Definido muito bem como PIG – Partido da Imprensa golpista. Mas não há em nenhum momento deste período qualquer arrefecimento das criticas, ou mesmo da fabrica de denuncias que se tornaram. Neste quesito temos um os chamados “dois pesos e duas medidas” para acusações. Qualquer um destes veículos de comunicação ao relatarem denuncias envolvendo militantes do PT, as transforma no “maior escândalo já visto no país”. Praticam uma disputa de quem faz a manchete mais inquisitória contra o partido e seus lideres políticos. Já quando noticiam uma falcatrua de um grão ducado ligados intrinsecamente ao pensamento deles, o primeiro parágrafo é para chamar a atenção de que é somente uma acusação e carece de apuração. Nunca na história deste país um grupo que tirou milhões da miséria e deu qualidade de vida a classe mais pobre sofreu tanto ataque como o PT sofre diariamente.
Se ligarmos a TV, lá os comentaristas parecem que receberam um único e-mail com as informações a serem destiladas durante o dia. Falam na mesma hora com o mesmo conteúdo, com palavras idênticas e formato igual. Ou está faltando palavras no dicionário deles, ou tem algo articulado pelos donos de suas vozes. Nem Garrincha teria a coragem de perguntar se eles “combinaram com os Russos”, Neste caso os Russos/Patões determinam a quem e como eles devem atacar.

E estamos chegando ao final de 2013. Com muitas ranhuras, é verdade, mas prontos e dispostos a enfrentar os pit bulls da imprensa golpista. A enfrentar o santo palco inquisitório que se tornou o STF – Supremo Tribunal Federal. A enfrentar de frente os nossos erros e a lutar dia-após-dia pela reeleição da Presidenta Dilma e de nossos candidatos a Governador, Deputado Federal e Estaduais em cada canto deste imenso Brasil. Vamos do Oiapoque ao Chuí enfrentar cada batalha para ao final podermos juntos celebrarmos a vitória de cada um representante do Partido dos Trabalhadores.

Luiz Carlos Belluzzo vê Dilma reeleita este ano.

O economista Luiz Gonzaga Belluzzo, de 71 anos, catedrático da Universidade de Campinas (Unicamp) e ex-professor da presidenta Dilma Rousseff, aposta que o empresariado brasileiro, mesmo com severas críticas ao governo petista, tende a apoiar a campanha à reeleição, enquanto segue com o objetivo de manter a atual administração política e econômica do país em “uma camisa de 11 varas (dificuldade extrema, da qual é difícil ou impossível sair, segundo o dicionário Aurélio)”. Belluzo, em uma longa entrevista ao diário conservador paulistano Folha de S. Paulo, lembra que há um forte componente ideológico imposto por setores dominantes do mercado financeiro, o qual tem ganhado terreno frente às teses, supostamente desenvolvimentistas, defendidas pela equipe econômica do governo.

Fonte: Correio do Brasil.

29.12.13

Enquanto o próximo Natal não chega.

Eu hoje me emocionei com a chegada do Papai Noel ao estádio Andrezão em Canindé de São Francisco. Me lembrei da minha infância em Paulo Afonso na Bahia quando no antigo 120, estádio de futebol da cidade a Chesf – Companhia Hidrelétrica do São Francisco distribuía presentes aos filhos dos seus trabalhadores. As cenas daquela época me vieram a cabeça em fleches.
Não lembro o ano, mas tenho comigo imagens que não saem da minha mente. Eu ficava no alambrado, espremido pelos mais velhos e pelos filhos dos funcionários. Os que recebiam as senhas e eram identificados, recebiam a permissão para entrar no gramado do campo. Era lá que aconteciam as entregas dos presentes, enquanto eu permanecia vendo milhares de presentes serem distribuídos.
Eu lembro de um carro de plástico imitando uma carreta com três troncos de madeiras, também de plástico, em sua carroceria. Até hoje eu me lembro de ver os meus amigos de infância que tinha seus pais como funcionários da empresa puxando eles pelas ruas. Hoje eu lembrei dessas imagens. Talvez tenha sido a presença daquele casal de velhinhos, personagens do Natal consumista.
Hoje as crianças têm a oportunidade que não tive no passado. A felicidade está ao alcance das mãos e dos olhos de cada um. E é tão pouco para as administrações públicas. Ver, sentir o clima de emoção em cada rosto, das crianças e de seus pais, é algo impagável. E as lembranças do passado hoje surgem com um significado profundo de alguém que pode agora participar de uma festa onde todos, eu falei, todos, podem sentir o que não me foi proporcionado na infância. A minha alegria é muito grande hoje.


Inauguração de Praça leva milhares de pessoas ao Povoado Capim Grosso.


Ontem, 28, o Povoado Capim Grosso no município de Canindé de São Francisco recebeu milhares de pessoas durante a inauguração da nova Praça Júlio Nazário Luiz. Presentes o Prefeito Heleno Silva, o vice Avelar Feitosa, o vereador Luciano Ferreira e familiares do homenageado que declararam durante o descerramento da placa estarem felizes com tributo ao genitor.
O Prefeito Heleno ao subir ao palco, onde aconteceu a apresentação da Banda Marcelo Silva e Forrozão Beijo Colado, fez uma avaliação do trabalho que foi realizado durante o ano de 2013 por sua administração. Falou da importância do homenageado Júlio Nazário ser do próprio povoado, e fez um relato do que vem em 2014 para os moradores.

Com a Praça superlotada o cantor Marcelo Silva e a Banda Beijo Colado fizeram um show empolgante e contagiaram a todos. As crianças aproveitaram a oportunidade e brincaram nos aparelhos disponíveis na praça.

Solucionado o crime da Camisa de Bloco.


Um indivíduo de 21 anos foi preso após assassinar um gerente de duas lojas de roupas no centro de Paulo Afonso, a 434 km de Salvador. Willian da Silva Ribeiro, de 21 anos, foi detido por investigadores da 18ª Coorpin-Paulo Afonso (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior), na noite de quinta-feira (26).
Flagrado na Praça do BTN, bairro BTN II, Ribeiro é responsável pela morte de Thiago Barbosa de Jesus, de 27 anos, no domingo (22).
Em depoimento, segundo a polícia, o acusado confessou a autoria do crime e disse que matou o gerente após roubar uma camisa de bloco carnavalesco, a vítima reagiu e Ribeiro, que portava um revólver calibre 32, atirou.
A arma, segundo o homicida, estaria com um amigo, identificado como Mário, que é foragido e está sendo procurado.
Gonte: Portal i9.

Piranhas em Alagoas é apontada como provável cidade a receber uma Usina Nuclear.

Governo brasileiro já projeta local onde uma usina nuclear poderá ser instalada no Nordeste. Agora a atenção está voltada para o município de Piranhas (291 km de Maceió) no sertão oeste alagoano, em função da declaração pública do chefe do escritório da Eletrobrás/Eletronuclear de Recife, apontando o município como o provável destino para a instalação da usina nuclear nordestina, as margens do Rio São Francisco.
Se vem dinheiro, vem também os problemas em caso de desastre nuclear, para a população e tido o meio ambiente.

Piranhas em Alagoas é apontada como provável cidade a receber uma Usina Nuclear.

Governo brasileiro já projeta local onde uma usina nuclear poderá ser instalada no Nordeste. Agora a atenção está voltada para o município de Piranhas (291 km de Maceió) no sertão oeste alagoano, em função da declaração pública do chefe do escritório da Eletrobrás/Eletronuclear de Recife, apontando o município como o provável destino para a instalação da usina nuclear nordestina, as margens do Rio São Francisco.
Se vem dinheiro, vem também os problemas em caso de desastre nuclear, para a população e tido o meio ambiente.

26.12.13

O impossível acontece (Emiliano José)


O impossível acontece: juiz decide aplicar penas suplementares e ilegais aos presos da AP 470 da Papuda. Primeiro, mantém em regime fechado quem devia estar em semiaberto. Segundo, sem quê nem pra quê, manda confiscar os livros deles, entrega-os à biblioteca do presídio. Terceiro, determina escassas duas horas de leitura por dia. Fui preso político: passei quatro anos na PLB da Bahia. Depois da fase da tortura líamos todos os livros que passavam pela censura da Cadeia: e passava quase tudo que naturalmente não era uma censura letrada. Podíamos ler Asterix e O Capital. Ou O vermelho e o negro. E ninguém ditava nossas horas de leitura. Agora, sob o Estado de Direito, um juiz, a seu talante, resolve atropelar mais ainda a lei, pretendendo superar a ditadura. Está conseguindo.Ganha um lugar na história. Nada honroso, é verdade. Mas, o ineditismo do ato ditatorial fora de época lhe está assegurado. Resta, penso, que não se cruze os braços. Que haja reações. O ovo da serpente do autoritarismo está aí, chocando sob variadas formas, malgrado nossa bendita democracia. Não podemos deixar passar isso, naturalizar o arbítrio. De tudo que sei, há ilegalidades flagrantes acontecendo. Já abriram o portão, pisaram em nossas flores. Não podemos permitir que suprimam nossa voz. Providências jurídicas já. Mobilização de nossa gente, já! 
Não bastasse o julgamento de exceção, querem também impor cumprimento de pena de exceção. Guantanamo, não!

Governador entrega moradias para 520 famílias em Feira de Santana.

O governador Jaques Wagner inaugura, nesta sexta-feira (27), em Feira de Santana, o residencial Solar Jardim das Oliveiras, um empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida que vai realizar o sonho da casa própria para 520 famílias (mais de 2.080 pessoas). A inauguração será às 9h, na Rua Capim Grosso, s/n. - Feira de Santana, Bahia.

As 520 unidades do residencial são do tipo apartamento, distribuídos em 26 blocos com cinco pavimentos. Cada imóvel possui dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Foram investidos R$ 21,3 milhões pelo Governo Federal, com contrapartida de R$ 40,2 mil do Governo do Estado, por intermédio da Embasa.

Na Bahia, foram contratadas 65.403 unidades habitacionais no Minha Casa, Minha Vida I, em municípios acima de 50 mil habitantes e Regiões Metropolitanas. O estado foi o primeiro a atingir, em oito meses de programa, a cota de 32 mil unidades destinada a esta faixa. Nas duas fases do programa foram contratadas 135.784 unidades habitacionais pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Destas, 51.524 já foram inauguradas.

Canindé: Povoado Capim Grosso recebe nova Praça neste sábado, 28.

A comunidade do Povoado Capim Grosso no Município de Canindé de São Francisco receberá uma nova Praça. Ela fica localizada na entrada principal de acesso. A inauguração será neste sábado, 28, às 20h com a presença de autoridades e convidados. E contará ainda com um Show de Marcelo Silva e Forrozão Beijo Colado, atração que é sucesso na região.
A Praça Júlio Nazário Luiz tem área total de 4.262 m². Dentro dela haverá um parque infantil com 863,12 m², quiosque de sombra com mesa de jogos, 16 brinquedos de diversas atividades, sendo uma das poucas praças no país com alguns deles voltados especialmente para cadeirantes. Vale ressaltar que há acessibilidade para deficientes em toda a sua extensão. Mais duas áreas de ginástica, com sete equipamentos apropriados para atividades físicas visando idosos com área de 131,30 m². Dois quiosques de lanches e venda de alimentos, mesas de jogos espalhadas por toda a área.

O Prefeito Heleno Silva fará a inauguração, junto com familiares do homenageado Júlio Nazário Luiz, um dos primeiros moradores do Povoado. O projeto para que a Praça tivesse este nome foi aprovado por todos os Vereadores em sessão na Câmara Municipal de Canindé.

24.12.13

Lançado o Blog da Verdade. Tudo sobre a Ação penal 470


O deputado estadual Fernando Mineiro (PT-RN) acaba de lançar um novo blog, o “Ação 470 – o que setores da mídia não dizem sobre o suposto mensalão”. 



O espaço virtual reúne fatos, documentos e até provas que desmontam a história oficial contada e repetida por parte da mídia sobre aquele julgamento.

O acervo possui publicações, reportagens especiais e artigos que expõem outros fatos, sem o viés político que marcou a cobertura dos veículos tradicionais de comunicação.

Dentre elas, matérias da revista Retrato do Brasil, de Raimundo Rodrigues Pereira, o livro “A Outra História do Mensalão”, do jornalista Paulo Moreira Leite, e uma entrevista do jurista Ives Gandra, na qual ele afirma, por exemplo, que José Dirceu foi condenado sem provas.

“O objetivo é reunir, num mesmo espaço virtual, uma coletânea de textos que ofereçam uma visão mais plural. Permitindo, assim, que as pessoas possam comparar fatos, argumentos e versões, para que tirem suas próprias conclusões”, explica Mineiro, na apresentação do site.

É isso, tirem suas próprias conclusões.

17.12.13

Wagner afirma que está fazendo revolução silenciosa na Bahia.

Em seu programa de rádio desta semana, o governador Jaques Wagner ressalta que o governo estadual vem fazendo uma espécie de revolução silenciosa na Bahia. “Com muita humildade, mas com segurança e orgulho, eu digo que a gente tem feito uma caminhada importante para a melhoria das condições de vida de todos os baianos e para a melhoria da economia do nosso querido Estado”.
O governador enfatiza os avanços nos indicadores sociais, com a redução das taxas da mortalidade infantil, do analfabetismo e do desemprego – “gerando 550 mil empregos” -, além da redução do número de homicídios por meio das ações do programa estadual Pacto pela Vida.

Wagner também fala sobre o destaque da Bahia no leilão de energia eólica, realizado na última sexta-feira (13) pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), ao arrematar “mais de 40% de tudo que foi leiloado”, e do voo inaugural Salvador-Paulo Afonso realizado nesta segunda-feira (16).

Ministério Público propõe 13 ações civis contra ex-prefeitos e servidores baianos.

O Ministério Público Federal (MPF) em Paulo Afonso/BA propõe, até o fim deste mês, 13 ações civis públicas contra ex-prefeitos e servidores dos municípios baianos de Fátima, Paulo Afonso, Jeremoabo, Paripiranga, Heliópolis, Macururé, Euclides da Cunha, Quinjique, Glória, Rodelas e Sítio do Quinto por improbidade administrativa, cujos prejuízos devem chegar a mais de R$ 3 milhões. Desvios de verbas da União, fraudes em licitações e superfaturamento de contratos foram alguns dos ilícitos apontados pelo procurador da República Marcelo Jatobá Lobo nas ações.
Os esquemas envolvem, ainda, empresas, empresários e profissionais como advogados, engenheiros e contadores, também acionados pelo MPF.
Das 13 ações, 11 já foram ajuizadas. As que envolvem os municípios de Glória e Rodelas ainda serão encaminhadas à Justiça Federal. Em caráter liminar, as ações requerem a indisponibilidade dos bens dos envolvidos que, se condenados, deverão ressarcir os cofres públicos pelo prejuízo causado. Os réus ainda estão sujeitos a pagamento de multa e às penas previstas no artigo 12 da Lei nº 4.829/92, entre elas a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e a proibição de contratar com o poder público.
Dos atos de improbidade apurados pelo MPF em Paulo Afonso, merecem destaque os praticados em Fátima, entre 2001 e 2008, durante as gestões de Manoel Missias Vieira.
A fim de averiguar a prática de tais ilícitos, foram instaurados 14 inquéritos civis que revelaram uma série de irregularidades, a exemplo de desvios de recursos federais e procedimentos licitatórios fraudulentos.
Segundo o procurador, “inúmeras ilicitudes foram surpreendidas, algumas das quais de intensa gravidade, gerando vários inquéritos civis e policiais”.
Diante da complexidade dos atos infracionários ocorridos em Fátima, o MPF ajuizou, neste mês de dezembro, três ações distintas de improbidade contra o ex-prefeito, servidores municipais, empresas, entre outros. O prejuízo causado à União soma cerca de R$ 806 mil.

Governador participa do voo inaugural de Salvador para Paulo Afonso.

Mais uma linha aérea, agora entre Salvador e Paulo Afonso, no norte do estado, passa a atender baianos e turistas com três voos semanais. O voo inaugural da nova rota da Azul Linhas Aéreas foi realizado nesta segunda-feira (16), com a presença do governador Jaques Wagner. As operações aprovadas pela Anac serão realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras, saindo da capital às 12h22 e chegando a Paulo Afonso às 13h40. No retorno, saem às 14h10 e chegam a Salvador às 15h35.

As novas rotas foram viabilizadas por um decreto assinado pelo governador, autorizando a redução da alíquota do ICMS no querosene de aviação para a malha aérea regional. De acordo com a legislação tributária vigente na Bahia, a alíquota para querosene de aviação, que é de 17%, pode ser reduzida na medida em que a companhia aérea amplia o número de voos e de municípios atendidos no estado. 

A Azul, devido à operação regular em seis municípios baianos, já tinha direito a uma alíquota reduzida para 14% que, com a inauguração do voo para Paulo Afonso, passará a ser de 12%. No acordo firmado, a empresa também se compromete a aumentar as aquisições de querosene de aviação no estado, de forma a compensar a redução na alíquota.

5.12.13

Morre aos 95 anos de idade Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul.

O ex-presidente e líder histórico da luta contra a segregação racial da África do Sul, Nelson Mandela, morreu nesta quinta-feira, 5 de dezembro de 2013. A notícia foi transmitida à nação e ao mundo pelo presidente sul-africano, Jacob Zuma.
"Meus amigos sul-africanos, nosso amado Nelson Rolihlahla Mandela, o presidente fundador da nossa nação democrática, foi embora. Ele morreu em paz, na companhia da sua família, por volta das 20h50 (horário sul-africano) neste dia 5 de dezembro", comunicou Zuma em rede nacional, enquanto uma multidão de sul-africanos, permeada por policiais e jornalistas, se mobilizava na frente de sua casa, à espera da notícia.
Nelson Mandela, ex-presidente da
África do Sul
(Fonte: http://moralheroes.org/
nelson-mandela
)
"Ele está descansando. Ele está em paz. Nossa nação perdeu seu maior filho. Nosso povo perdeu um pai", resumiu Zuma.
Mandela tinha 95 anos e há muito lutava contra doenças decorrentes do período em que permaneceu preso por conta de sua luta contra o Apartheid, regime segregacionista que imperou durante décadas no seu país. Ele passou 27 anos preso para depois se eleger presidente da África do Sul, de 1994 a 1999.
Durante o último ano, Mandela havia passado muitos meses internado em condições críticas, mas recentemente retornara para seu lar, onde permaneceu até hoje, ao lado de familiares e amigos.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/africa/nelson-mandela-ex-presidente-da-africa-do-sul-morre-aos-95-anos,c03d61438b4c2410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html

4.12.13

Piloto do Helicóptero do Pó em Minas trocou mensagens com o senador Perrela.

Vem chumbo grosso no caso do helicóptero que foi capturado pela Policia Federal em Minas Gerais. Segundo informações de uma pessoa influente no estado, foram trocados 70 mensagens entre o piloto e o senador nos dias que antecederam a prisão.
O piloto Rogério Almeida Antunes já teria declarado que é funcionário do senador Perrela. Outra informação a ser percebida é a de que o prefixo da aeronave era PP, com função estritamente particular e não poderia ser alugado.
E mais informações são descobertas a cada dia que passa no caso do Pó de Minas. A mesma pessoa que informou sobre os torpedos entre o piloto e o senador, afirma que aquela não foi o primeiro voo para o Espírito Santo. Considerada rota de tráfico internacional pelo Porto. E todas a idas foram autorizados por torpedos. O que complicará a defesa do senador.

Já está provado que o piloto era funcionário da Assembleia Legislativa de Minas e prestava serviços para a empresa dos filhos do senador Perrela. O que se espera agora é que tudo venha a público e que todos saibam o que acontece na “república do pó”.

Wagner destaca ações e políticas públicas para a juventude baiana.

O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.

“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.
“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.
“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.
“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.

29.11.13

Laudo que envolvia filho de Joaquim Barbosa foi escondido durante o processo.

O grupo Tom Brasil contratou Felipe Barbosa, filho do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, para assessor de Imprensa na casa de shows Vivo Rio, em 2010. Até poucos dias atrás, antes de ele ir trabalhar na TV Globo com Luciano Huck, Felipe ainda era funcionário da Tom Brasil.
Nada demais, não fosse um forte inconveniente: a Tom Brasil é investigada no inquérito 2474/STF, derivado do chamado “mensalão”, e o relator é seu pai Joaquim Barbosa. Este inquérito, aberto para investigar fontes de financiamento do chamado “mensalão”, identificou pagamento da DNA propaganda, de Marcos Valério, para a Casa Tom Brasil, com recursos da Visanet, no valor de R$ 2,5 milhões. E quem autorizou este pagamento foi Cláudio de Castro Vasconcelos, gerente-executivo de Propaganda e Marketing do Banco do Brasil, desde o governo FHC. Estranhamente não foi denunciado na AP-470 (chamado “mensalão”) junto com Henrique Pizzolato.
Outra curiosidade é que um dos sócios do grupo Tom Brasil, Gladston Tedesco, foi indiciado na Operação Satiagraha, sob a acusação de evasão de divisas como cotista do Opportunity Fund no exterior, situação vedada a residentes no Brasil. Ele negou ao jornal Folha de S. Paulo que tenha feito aplicações no referido fundo.
Tedesco foi diretor da Eletropaulo quando era estatal em governos tucanos, e respondeu (ou responde) a processo por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público.
Pode ser só que o mundo seja pequeno, e tudo não passe de coincidência, ou seja lobismo de empresários que cortejam o poder, embora o ministro Joaquim Barbosa deveria ter se atentado para essa coincidência inconveniente, dada a sua dedicação ao inquérito.
Entretanto, não custa lembrar que se o ministro, em vez de juiz, fosse um quadro de partido político, o quanto essa relação poderia lhe causar complicações para provar sua inocência, caso enfrentasse um juiz como ele, que tratou fatos dúbios como se fossem certezas absolutas na Ação Penal 470. Também é bom lembrar que o ministro Joaquim Barbosa já declarou que não tem pressa para julgar o mensalão tucano, no qual Marcos Valério é acusado de repassar grandes somas em dinheiro para a campanha eleitoral dos tucanos Eduardo Azeredo e Aécio Neves.
PS O Cafezinho: Barbosa manteve-se o inquérito 2424 em sigilo absoluto. Neste inquérito, constavam documentos que podiam inocentar vários réus da Ação Penal 470. Os documentos também envolviam, conforme denúncia da Rede Brasil Atual, o seu próprio filho, que trabalhou numa empresa investigada por receber R$ 2,5 milhões de Marcos Valério. Tudo muito estranho. Ainda iremos escrever um bocado sobre isto. Aguardem.

Ministério do Esporte, ECT e CBT anunciam contemplados com a Bolsa Atleta.

Os tenistas brasileiros Marcelo Melo e Bruno Soares são os mais recentes contemplados com a Bolsa Atleta Pódio, que oferece apoio complementar aos brasileiros com chance de disputar medalhas nos Jogos Olímpicos e nos Jogos Paraolímpicos de 2016. Além da bolsa, os tenistas contam com apoio dos Correios, patrocinador oficial do tênis brasileiro, que mantêm contrato com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A parceria assegura aos atletas os recursos necessários para formação de equipes técnica e multidisciplinar, viagens de treinamentos e competições e materiais esportivos.
Com a inclusão dos tenistas, passou para 127 o número de atletas que tiveram os nomes anunciados pelo Ministério do Esporte para receber a Bolsa Pódio. São 68 bolsistas de sete modalidades olímpicas: judô (27), vôlei de praia (15), atletismo (19), pentatlo moderno (1), ginástica artística (3), taekwondô (1) e tênis (2). E 59 atletas de dez paraolímpicas: atletismo (24), bocha (4), canoagem (3), ciclismo (1), esgrima (1), halterofilismo (2), judô (7), natação (14), remo (2) e tênis de mesa (1).
Os valores das bolsas são de R$ 5 mil, R$ 8 mil, R$ 11 mil e R$ 15 mil, para atletas de modalidades olímpicas e paraolímpicas individuais. Para ter direito ao apoio, os atletas devem atender a vários critérios técnicos, entre eles estar situados entre os 20 melhores do ranking mundial de suas provas e comprovar evolução na carreira compatível com a expectativa de medalha nos Jogos Rio 2016. Os atletas não selecionados na Bolsa Pódio continuam recebendo a Bolsa Atleta do Ministério do Esporte.
O programa Atleta Pódio faz parte do Plano Brasil Medalhas, que conta com R$ 1 bilhão adicional em investimentos públicos federais para este ciclo olímpico. A meta é colocar o Brasil entre os dez primeiros países nos Jogos Olímpicos e entre os cinco primeiros nos Jogos Paraolímpicos, em 2016. Os recursos do Plano significam incremento aos investimentos já existentes no esporte brasileiro. Além de formação de equipes técnica e multidisciplinar, viagens de treinamentos e competições e compra de equipamentos e materiais esportivos, o Plano assegura construção ou reforma de centros de treinamento para as modalidades olímpicas e paraolímpicas.
Ricardo Leyser, secretário de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, explica que o investimento que o governo vem fazendo na preparação das equipes brasileiras para 2016 pretende garantir a melhor performance de cada modalidade independentemente de medalha. “É preciso que cada modalidade melhore seu desempenho em relação aos Jogos anteriores mesmo que sua perspectiva de medalha seja para 2020 ou 2024”. Ele diz que “Os investimentos estão beneficiando não só as equipes principais, mas também a base, e isso indica que as novas gerações poderão ter resultados mais expressivos do que os esperados para 2016”. Leyser afirma que isso é “Fruto da realização dos Jogos Olímpicos no Brasil. Do contrário, o esporte brasileiro jamais receberia tanta atenção e investimento”.
O presidente da CBT, Jorge Lacerda, afirma que “Estamos conseguindo fazer o tênis crescer em todos os segmentos com o patrocínio dos Correios e os apoios recebidos do COB e do Ministério do Esporte. Hoje contamos com o Bruno Soares e o Marcelo Melo, que recebem grande apoio e estão entre os dez melhores do mundo nas duplas. Além deles e outros profissionais de alto rendimento estamos investindo em atletas da nova geração que já começou a mostrar resultados importantes. Nos últimos anos nossos juvenis vêm se destacando entre os melhores do mundo, o que nos dá não apenas a expectativa de uma grande participação olímpica no Rio 2016, mas também um legado para os anos seguintes”.
Além do tênis, os Correios são patrocinadores oficiais também das modalidades olímpicas handebol e esportes aquáticos. O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, ressalta que até 2016 a estatal irá investir cerca de R$ 11 milhões por ano na formação e preparação de atletas como parte do Plano Brasil Medalhas. “Por meio desses patrocínios, os Correios cumprem seu papel de empresa pública e agentes do governo federal, fomentando o crescimento do esporte brasileiro, apoiando o desenvolvimento dos atletas de ponta e mantendo escolinhas que atendem milhares de crianças e adolescentes”.
"É fundamental tudo isso o que está acontecendo, a Confederação, os Correios, os meus patrocinadores, o Ministério. Acho que sem esse apoio é praticamente impossível você conseguir alguma coisa. A gente sabe o custo do esporte para se ter uma equipe de alto nível, para financiar viagens, treinamentos, tudo o que um atleta precisa. O apoio é fundamental, sem esse tipo de coisa acho que a gente não consegue ir para a frente", afirma Bruno Soares.

"Hoje a estrutura que os juvenis têm é fenomenal. Você vê que eles têm suporte da CBT e dos Correios para viajar, têm treinador, preparador físico... Isso na minha época não tinha, na do Bruno também não. Com certeza ajuda muito a desenvolver o atleta, porque você não tem aquela preocupação de precisar viajar sem dinheiro. Os juvenis de hoje devem aproveitar muito essa oportunidade, porque não é qualquer um que tem. Nem mesmo em outros países, muitos não têm o que eles estão tendo no Brasil", afirma Marcelo Melo.

Rui Costa será anunciado amanhã como o candidato do PT ao Governo da Bahia.‏

Governador da Bahia Jaques Wagner disse em uma rádio na capital que seu candidato ao governo em 2014 é mesmo Rui Costa. Secretário da Casa Civil do estado, Economista graduado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Rui Costa nasceu em Salvador (BA), no bairro Liberdade, no dia 18 de janeiro de 1963. O primeiro contato com as teorias políticas ocorreu no curso de Ciências Sociais, da UFBA.
"A minha indicação para o diretório estadual do PT é o secretário da casa civil Rui Costa. Escolhido o nome, vamos todo mundo para rua. Agora é Rui se colocar e se apresentar", afirmou o governador, no programa de rádio.
Costa iniciou sua caminhada política com a luta sindical, ao lado do atual governador da Bahia, Jaques Wagner, no Polo Petroquímico de Camaçari, na década de 80. Aos 22 anos, foi um dos líderes da primeira grande greve que paralisou o Polo. A atuação sindical levou Rui à direção do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Petroquímica (Sindiquímica). Também naquele período, ele atuou na criação do Partido dos Trabalhadores no Estado da Bahia.
A luta em defesa dos trabalhadores foi fundamental para a sua eleição como vereador, em 2000. Dois anos depois, coordenou a campanha de Jaques Wagner ao Governo do Estado. Em 2004, foi reeleito vereador com 9 mil votos, o maior número da bancada petista.

Crédito de US$ 50 mi o Turismo na Bahia tramita com urgência no Senado.

Foi incluída na pauta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, nesta sexta-feira (29), a apreciação do relatório com parecer sobre a autorização para a contratação de operação de crédito externo entre o Estado da Bahia e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no valor de até US$ 50.822.905,00. Os recursos servirão para o financiamento parcial do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo na Bahia (Prodetur Nacional – Bahia).
Membro da Comissão, o senador Walter Pinheiro (PT/BA) conseguiu encaminhar rapidamente a matéria na CAE, com a designação do relator. Ele pautou a matéria para a próxima terça-feira e vai entrar com pedido de urgência para votação imediata no Plenário. “Foi designado como relator o senador Humberto Costa que se manifestará na próxima reunião da Comissão. Vamos pedir urgência para que a matéria possa ser votada e apreciada em plenário na outra semana, vencendo todos os trâmites no Senado já no  início deste mês de dezembro”,  antecipou Pinheiro.
A autorização para a operação foi encaminha ao Senado em mensagem da Presidenta Dilma, lida no Plenário da Casa na noite da ultima terça-feira e,  após articulação de Pinheiro com o presidente da CAE, senador Lindbergh Farias, foi garantida a inclusão da pauta na próxima reunião da Comissão.  Pinheiro, que já foi secretário do Planejamento da Bahia, destacou a importância do Prodetur: “Esse programa desenvolve os segmentos náutico e cultural na zona turística Baía de Todos-os-Santos, desenhando uma nova economia para a região”.

Governador assina termo para instalação da UFSB em Teixeira de Freitas

Governador assina termo para instalação da UFSB em Teixeira de Freitas

O governador Jaques Wagner assinou nesta quinta-feira (29), em Teixeira de Freitas, o termo de cooperação técnica que vai possibilitar a implantação na cidade do campus Paulo Freire da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). O campus terá um Centro de Formação em Ciências da Saúde (CFCS) e um Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC).

"Esse é um projeto inovador que vai beneficiar todo o e extremo sul. É um templo de cidadania  e dignidade para nossa juventude", comentou o governador. Ainda segundo Wagner, as aulas devem começar no segundo semestre de 2014. Serão oferecidos cursos de medicina, enfermagem, psicologia, entre outros. De acordo com o reitor da UFSB, Naomar Almeida, serão abertas 600 vagas para os cursos, inicialmente, sendo que a previsão é ampliar para nove mil.

26.11.13

Pelo direito a ter direitos.

Grupo de militantes estão empenhados em mostrar ao mundo o que vem acontecendo na justiça brasileira no caso da AP470.
"Manifestamos nossa esperança no aprofundamento da democracia brasileira. Apoiamos a luta contra a intolerância, o preconceito social e ideológico e a manipulação da informação que destrói histórias de vida ao sabor dos interesses políticos. A sociedade que desejamos ver construída é a da igualdade dos direitos e das liberdades democráticas.

Defendemos a presunção de inocência até que se prove o contrário e o amplo direito de defesa. Somos a favor de um julgamento justo e respeitoso aos envolvidos na Ação Penal 470, lembrando que um Estado democrático de Direito fundamenta-se no respeito aos direitos humanos".

Bahia: Concurso vai preencher 1.383 vagas.

Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) publicou, ontem, o edital do concurso para delegatários dos cartórios extrajudiciais do estado. O edital havia sido suspenso em agosto pelo então presidente do TJ Mário Alberto Hirs, porque o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), responsável pelo processo seletivo, não incluiu no texto as audiências públicas exigidas em concursos do Judiciário.
São 1.383 vagas para titulares de cartórios de notas e registros do estado, sendo 922 para provimento e 461 para remoção, conforme previsto pelo Conselho Nacional de Justiça. Para concorrer às vagas para provimento, o candidato precisa ser bacharel em Direito ou ter exercido, por dez anos antes da primeira publicação do edital, a função em serviços notariais ou de registros. Para remoção, é preciso provar a titularidade plena de serventia extrajudicial em qualquer localidade da Bahia por mais de dois anos.
Das vagas, 5% serão destinadas a pessoas com deficiência. As inscrições, que vão de 7 de janeiro a 5 de fevereiro de 2014, custam R$ 200 e serão feitas somente pela internet, no site:www.cespe.unb.br.
O concurso deveria ter sido realizado desde 2011, quando foi aprovada a Lei 12.358, determinando a privatização dos cartórios e dando aos delegatários o direito de assumir as unidades. Agora serão   preenchidas vagas dos cartórios que ainda estão sob guarda do TJ.
No entanto, uma Ação de Inconstitucionalidade movida pela Procuradoria-Geral da República fez com que a realização do concurso fosse suspensa. O edital está disponível no site do TJ:www.tjba.jus.br.

25.11.13

Vem aí matérias bombásticas sobre Aécio Neves e as drogas.


Era previsível a retaliação por parte de integrantes do MPMG e da Polícia Civil, que após a tramitação irregular de uma denúncia apócrifa, tenta envolver o portal jornalístico por defender o denunciante da Lista de Furnas e do mensalão, Nilton Monteiro. Tudo ocorreu após a recusa pelo diretor responsável do Novojornal a um interlocutor do Governo de Minas em retirar de pauta duas matérias envolvendo três ex-governadores, um ex-vice-governador de Minas e o presidente da Cemig.
Sabe-se hoje que a retaliação contra o portal jornalístico foi conduzida pelo Procurador André Estevão Ubaldino Pereira, chefe do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal (CAO Crimo) e Coordenadorias Regionais de Combate às Organizações Criminosas (CRCOCs), todos os órgãos ligados ao MPMG.
A primeira matéria ainda não publicada narrará o que vem ocorrendo na Coordenadoria de Combate e Repressão ao Tráfico Ilícito de Entorpecentes, mais conhecida como Coordenadoria Antidrogas, que além de sua inércia em apurar, desapareceu com o procedimento instaurado em função das overdoses que quase levaram a óbito Aécio Neves, quando o mesmo exercia o Governo de Minas Gerais.
É necessário destacar que tais overdoses ocorreram dentro do Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador de Minas guarnecido pela Polícia Militar, 24 horas por dia. Corporação Militar que cumpriu sua obrigação entregando através de seu serviço reservado um detalhado relato do ocorrido a Coordenadoria Antidrogas, inclusive, sobre a transferência de Aécio Neves em helicóptero operado pela Polícia Militar para o Hospital Mater Dei em Belo Horizonte.
A matéria do Novojornal não tem como destaque o fato de Aécio Neves ser um dependente químico, pois além de não ser novidade, trata-se de uma doença tratável. O objetivo é demonstrar que em função de seu vício, houve a tomada do Poder por setores da área criminal do MPMG, assim como, ligada à defesa na justiça de grandes traficantes, culminando com a nomeação do ex-secretário de Defesa Social o advogado Mauricio Campos.
Refém de seu vício, o ex-governador Aécio Neves viu-se envolvido, mesmo que para alguns involuntariamente, na defesa de um afrouxamento por parte das autoridades públicas na repressão e combate ao tráfico de drogas, com a justificativa da introdução de uma política pública no Estado visando à descriminalização das drogas, mesmo antes da aprovação de leis neste sentido.
A matéria mostrará ainda que tal política pública visava manter uma Apartheid do vício. Enquanto para as classes sociais mais elevadas, onde o preço da droga chega a ser três vezes maior, o consumo é considerado “recreativo”, nas classes menos favorecidas, onde predomina a droga de baixo custo desta maneira com pequeno lucro, é tratado com prisão. Evidente que independente do mérito da legalização ou não das drogas, o que será abordado é a necessidade de combate a quem fornece a droga, o traficante e as organizações criminosas a que pertencem.
Mostraremos que nos últimos dez anos não houve em Minas Gerais através da Coordenadoria de Combate e Repressão ao Tráfico Ilícito de Entorpecentes, qualquer operação de destaque com a desarticulação de grandes quadrilhas e apreensão proporcional, fruto de um trabalho de inteligência que merecesse o mesmo cuidado obtido no combate a crimes fiscais.
O Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal, foi transformado em um braço auxiliar e arrecadatório do Executivo através da Secretaria da Fazenda, que mesmo ao arrepio da Lei, forneceu e mantém os equipamentos de escuta telefônica e outras tecnologias utilizadas de maneira irregular, conforme denunciado por Novojornal na matéria “PGJ/MG serve apenas de fachada para Central de Grampo Clandestino”. Fato reconhecido em relatório pelo CNMP– Conselho Nacional do Ministério Público.
A segunda matéria, esta já publicada, foi “Juíza do mensalão mineiro manda investigar morte de modelo” diz respeito à morte da modelo Cristiane Aparecida Ferreira. Após sua publicação acompanhada dos documentos exibidos na reportagem do mensalão tucano comprovando que modelo assassinada recebera R$1.800.000,00 de Walfrido dos Mares Guia, obrigou a Juíza Neide da Silva Martins e o Promotor João de Medeiro à abrirem nova linha de investigações para analisar nova vertente criminal.
Depoimentos informam que Cristiane Aparecida Ferreira atuou transportando valores milionários a serviço do esquema do mensalão tucano.
No entender de diversos criminalistas que se dedicam ao caso, a morte da modelo não foi um crime passional em relação ao seu namorado, Cristiane estaria jurada de morte por esposas de diversos figurões da sociedade mineira. Segundo um dos criminalistas que atua no caso, o assassinato da modelo realmente foi cometido por Reinaldo Pacífico, conforme sua condenação, porém, provas e evidências demonstram que houve um ou mais mandantes, porque Cristiane tornara-se “perigosa”, para o esquema, pois além de conhecer toda operação mantinha relação amorosa com os principais operadores do esquema, desta forma, no entendimento destes criminalistas, a morte da modelo foi uma queima de arquivo.
Como narrado anteriormente, diante das provas existentes nos autos, a Juíza da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte determinou a abertura de um novo inquérito para apurar exclusivamente a participação de Cristiane no esquema conhecido como mensalão tucano.
O processo tramita em Belo Horizonte por decisão do ministro Joaquim Barbosa. Segundo os criminalistas, comprovadamente Cristiane mantinha um caso amoroso com o atual presidente da Cemig Djalma Moraes, com o ex-ministro e ex-vice-governador Walfrido dos Mares Guia e com o ex-governador Newton Cardoso e Itamar Franco.
“Com a abertura deste novo inquérito, quebra-se a resistência do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal dirigido pelo Procurador André Estevão Ubaldino Pereira, que recusava reabrir o caso da morte da modelo”, conclui um dos criminalistas ouvidos por Novojornal.
A matéria noticiava ainda que o inquérito que apurou o crime ocorrido no San Francisco Flat, um aparte hotel de luxo da capital mineira, teve várias de suas páginas arrancadas se transformando em ação penal com a condenação do despachante Reinaldo Pacifico, que até hoje continua solto sem qualquer explicação das diversas autoridades envolvidas.
Infelizmente, fazer jornalismo em Minas Gerais onde o Estado foi capitulado pelo pior lado da classe política do Ministério Público e da Polícia Civil, tornou-se profissão de alto risco. A matéria relativa às overdoses de Aécio Neves será publicada simultaneamente com o lançamento de um livro que abordará seu comportamento desde que veio para Belo Horizonte em 1983 da Cidade do Rio de Janeiro até sua gestão frente o Governo de Minas Gerais.
A reportagem do Novojornal procurou em janeiro de 2013 o ex-governador e atual senador Aécio Neves e o Hospital Mater Dei por duas vezes e os mesmos recusaram-se a comentar as internações ocorridas. O Procurador André Estevão Ubaldino Pereira, chefe do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal (CAO Crimo), foi consultado sobre possíveis ocorrências de overdose do ex-governador e até o fechamento desta matéria nada respondeu.

Baiano fazendo tatuagem na bubda.

21.11.13

Novembro Negro: CUT e Sindae realizam atividade nesta sexta, 22.



Na Semana da Consciência Negra, a CUT-BA realiza em conjunto com o Sindae-BA/CUT a Roda de Diálogos: ações e políticas de reparação e combate ao racismo. O evento acontece na sexta-feira, 22, de 9h às 12h, no auditório do Sindae-BA. O endereço é: Rua General Labatut, 65, Barris.
A roda de diálogo vai debater também o olhar da mídia sobre população negra. O mercado de trabalho, cotas na universidade, políticas públicas de igualdade, a obrigatoriedade do estudo da cultura negra nas escolas brasileiras e Selo da Diversidade são outros temas propostos para a atividade.
Entre os palestrantes estão confirmados o secretário estadual de Promoção da Igualdade Racial, Elias de Oliveira Sampaio, que abordará o sistema de cotas na universidade e outras políticas públicas e a supervisora técnica do Dieese, Ana Margarethe, o professor Marco Sitael e o vereador Gilmar Santiago.

Ipirá - Governador entrega moradias no município.

O governador Jaques Wagner entregou, nesta quinta-feira(21), 240 unidades habitacionais programa Minha Casa, Minha Vida no residencial Parque das Acácias, no município de Ipirá. Beneficiando cerca de 960 pessoas, o empreendimento fica no Loteamento Alvorada, Ruas B e C, s/n. Cada casa tem dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Em Ipirá outras 480 moradias já foram inauguradas nos residenciais Parque do Mirante, com 240 unidades, e Parque dos Coqueiros, também com 240 unidades habitacionais.

O governador assinou ainda a ordem de serviço para início da obra de implantação do sistema de esgotamento sanitário do município, um investimento de R$ 41 milhões, com recursos do PAC 2, que vai beneficiar 41,9 mil habitantes.

19.11.13

Wagner no 2º Encontro de Prefeitos da Bahia.

Ontem, 18, o Governador Wagner participou do 2º Encontro de Prefeitos da Bahia, que tem a educação e tecnologia como temas centrais desta edição, que acontece até amanhã. Além de mais de 350 gestores municipais, o evento reúne também representantes do governo federal, como os ministros da Educação, Aloísio Mercadante, e das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que também marcaram presença. É importante que exista essa reunião dos prefeitos para este momento de reflexão, principalmente neste ano tão duro do ponto de vista fiscal. É um boa oportunidade para o compartilhamento de programas criativos e melhores práticas. O tema desta edição também é muito oportuno, pois nosso governo vem se esforçando para continuar melhorando a educação na Bahia e temos o orgulho de ter tirado o estado de uma condição muito ruim, alfabetizando mais de 1,1 milhão de pessoas, com o maior programa de alfabetização do país. E nada disso funcionaria sem a parceria com os prefeitos e com as cidades.

16.11.13

A verdade é dura a Rede Globo apoiou a Ditadura.


Zé Dirceu em Carta Aberta Ao Povo Brasileiro.

O julgamento da AP 470 caminha para o fim como começou: inovando – e violando – garantias individuais asseguradas pela Constituição e pela Convenção Americana dos Direitos Humanos, da qual o Brasil é signatário.
A Suprema Corte do meu país mandou fatiar o cumprimento das penas. O julgamento começou sob o signo da exceção e assim permanece. No início, não desmembraram o processo para a primeira instância, violando o direito ao duplo grau de jurisdição, garantia expressa no artigo 8 do Pacto de San Jose. Ficamos nós, os réus, com um suposto foro privilegiado, direito que eu não tinha, o que fez do caso um julgamento de exceção e político.
Como sempre, vou cumprir o que manda a Constituição e a lei, mas não sem protestar e denunciar o caráter injusto da condenação que recebi. A pior das injustiças é aquela cometida pela própria Justiça.
É público e consta dos autos que fui condenado sem provas. Sou inocente e fui apenado a 10 anos e 10 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha – contra a qual ainda cabe recurso – com base na teoria do domínio do fato, aplicada erroneamente pelo STF.
Fui condenado sem ato de oficio ou provas, num julgamento transmitido dia e noite pela TV, sob pressão da grande imprensa, que durante esses oito anos me submeteu a um pré-julgamento e linchamento.
Ignoraram-se provas categóricas de que não houve qualquer desvio de dinheiro público. Provas que ratificavam que os pagamentos realizados pela Visanet, via Banco do Brasil, tiveram a devida contrapartida em serviços prestados por agência de publicidade contratada.
Chancelou-se a acusação de que votos foram comprados em votações parlamentares sem quaisquer evidências concretas, estabelecendo essa interpretação para atos que guardam relação apenas com o pagamento de despesas ou acordos eleitorais.
Durante o julgamento inédito que paralisou a Suprema Corte por mais de um ano, a cobertura da imprensa foi estimulada e estimulou votos e condenações, acobertou violações dos direitos e garantais individuais, do direito de defesa e das prerrogativas dos advogados – violadas mais uma vez na sessão de quarta-feira, quando lhes foi negado o contraditório ao pedido da Procuradoria-Geral da República.
Não me condenaram pelos meus atos nos quase 50 anos de vida política dedicada integralmente ao Brasil, à democracia e ao povo brasileiro. Nunca  fui sequer investigado em minha vida pública, como deputado, como militante social e dirigente político, como profissional e cidadão, como ministro de Estado do governo Lula. Minha condenação foi e é uma tentativa de julgar nossa luta e nossa história, da esquerda e do PT, nossos governos e nosso projeto político.
Esta é a segunda vez em minha vida que pagarei com a prisão por cumprir meu papel no combate por uma sociedade mais justa e fraterna. Fui preso político durante a ditadura militar. Serei preso político de uma democracia sob pressão das elites.
Mesmo nas piores circunstâncias, minha geração sempre demonstrou que não se verga e não se quebra. Peço aos amigos e companheiros que mantenham a serenidade e a firmeza. O povo brasileiro segue apoiando as mudanças iniciadas pelo presidente Lula e incrementadas pela presidente Dilma.
Ainda que preso, permanecerei lutando para provar minha inocência e anular esta sentença espúria, através da revisão criminal e do apelo às cortes internacionais. Não importa que me tenham roubado a liberdade: continuarei a defender por todos os meios ao meu alcance as grandes causas da nossa gente, ao lado do povo brasileiro, combatendo por sua emancipação e soberania.
Zé Dirceu.

Miruna Genoino em Carta Ao Povo Brasileiro.

Com essa frase, meu pai, José Genoino Neto, cearense, brasileiro, casado, pai de três filhos, avô de dois netos, explicou-me como estava se sentindo em relação à condenação que hoje, dia 9 de outubro, foi confirmada. Uma frase saída do livro que está lendo atualmente e que me levou por um caminho enorme de recordações e de perguntas que realmente não têm resposta.
Lembro-me que quando comecei a ser consciente daquilo que meus pais tinham feito e especialmente sofrido, ao enfrentar a ditadura militar, vinha-me uma pergunta à minha mente: será que se eu vivesse algo assim teria essa mesma coragem de colocar a luta política acima do conforto e do bem estar individual? Teria coragem de enfrentar dor e injustiça em nome da democracia?
Eu não tenho essa resposta, mas relembrar essas perguntas me fez pensar em muitas outras que talvez, em meio a toda essa balbúrdia, merecem ser consideradas...
Você seria perseverante o suficiente para andar todos os dias 14 km pelo sertão do Ceará para poder frequentar uma escola? Teria a coragem suficiente de escrever aos seus pais uma carta de despedida e partir para a selva amazônica buscando construir uma forma de resistência a um regime militar? Conseguiria aguentar torturas frequentes e constantes, como pau de arara, queimaduras, choques e afogamentos sem perder a cabeça e partir para a delação? Encontraria forças para presenciar sua futura companheira de vida e de amor ser torturada na sua frente? E seria perseverante o suficiente ao esperar 5 anos dentro de uma prisão até que o regime político de seu país lhe desse a liberdade?
E sigo...
Você seria corajoso o suficiente para enfrentar eleições nacionais sem nenhuma condição financeira? E não se envergonharia de sacrificar as escassas economias familiares para poder adquirir um terno e assim ser possível exercer seu mandato de deputado federal? E teria coragem de ao longo de 20 anos na câmara dos deputados defender os homossexuais, o aborto e os menos favorecidos? E quando todos estivessem desejando estar ao seu lado, e sua posição fosse de destaque, teria a decência e a honra de nunca aceitar nada que não fosse o respeito e o diálogo aberto?
Meu pai teve coragem de fazer tudo isso e muito mais. São mais de 40 anos dedicados à luta política. Nunca, jamais para benefício pessoal. Hoje e sempre, empenhado em defender aquilo que acredita e que eu ouvi de sua boca pela primeira vez aos 8 anos de idade quando reclamava de sua ausência: a única coisa que quero, Mimi, é melhorar a vida das pessoas...
Este seu desejo, que tanto me fez e me faz sentir um enorme orgulho de ser filha de quem sou, não foi o suficiente para que meu pai pudesse ter sua trajetória defendida. Não foi o suficiente para que ganhasse o respeito dos meios de comunicação de nosso Brasil, meios esses que deveriam ser olhados através de outras tantas perguntas...
Você teria coragem de assumir como profissão a manipulação de informações e a especulação? Se sentiria feliz, praticamente em êxtase, em poder noticiar a tragédia de um político honrado? Acharia uma excelente ideia congregar 200 pessoas na porta de uma casa familiar em nome de causar um pânico na televisão? Teria coragem de mandar um fotógrafo às portas de um hospital no dia de um político realizar um procedimento cardíaco? Dedicaria suas energias a colocar-se em dia de eleição a falar, com a boca colada na orelha de uma pessoa, sobre o medo a uma prisão que essa mesma pessoa já vivenciou nos piores anos do Brasil?
Pois os meios de comunicação desse nosso país sim tiveram coragem de fazer isso tudo e muito mais.
Hoje, nesse dia tão triste, pode parecer que ganharam, que seus objetivos foram alcançados. Mas ao encontrar-me com meu pai e sua disposição para lutar e se defender, vejo que apenas deram forças para que esse genuíno homem possa continuar sua história de garra, HONESTIDADE e defesa daquilo que sempre acreditou.

Nossa família entra agora em um período de incertezas. Não sabemos o que virá e para que seja possível aguentar o que vem pela frente pedimos encarecidamente o seu apoio. Seja divulgando esse e/ou outros textos que existem em apoio ao meu pai, seja ajudando no cuidado a duas crianças de 4 e 5 anos que idolatram o avô e que talvez tenham que ficar sem sua presença, seja simplesmente mandando uma palavra de carinho. Nesse momento qualquer atitude, qualquer pequeno gesto nos ajuda, nos fortalece e nos alimenta para ajudar meu pai.
Ele lutará até o fim pela defesa de sua inocência. Não ficará de braços cruzados aceitando aquilo que a mídia e alguns setores da política brasileira querem que todos acreditem e, marca de sua trajetória, está muito bem e muito firme neste propósito, o de defesa de sua INOCÊNCIA e de sua HONESTIDADE. Vocês que aqui nos leem sabem de nossa vida, de nossos princípios e de nossos valores. E sabem que, agora, em um dos momentos mais difíceis de nossa vida, reconhecemos aqui humildemente a ajuda que precisamos de todos, para que possamos seguir em frente.
Com toda minha gratidão, amor e carinho,
Miruna Genoino.