9.4.21

Escola Família Agrícola recebe apoio para produção de alimentos


Para garantir a segurança alimentar e nutricional, agregar valor social, ambiental e econômico ao trabalho dos jovens do campo e das suas famílias, o Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, está implantando quintais agroecológicos e produção agroecológica integrada e sustentável (Pais) na Associação Mantenedora da Escola Família Agrícola dos Municípios Integrados da Região de Irará (Aefami).

O objetivo é apoiar a produção de alimentos como hortaliças, frutas, raízes e tubérculos e a produção de plantas alimentícias não convencionais (PANC), de forma sustentável, para melhorar as condições de vida da população beneficiária. Além disso, contribuir para que a oferta de alimentos básicos e saudáveis seja mantida, até incrementada, a fim de enfrentar os efeitos de redução dos cultivos desses alimentos durante a pandemia do novo coronavírus.

A presidente da Aefami, Lucimara Santos, explica que os quintais produtivos serão implantados na propriedade de 20 estudantes e o sistema Pais na unidade da escola: “Queremos potencializar as ações da escola no período de alternância, no sentido de viabilizar a produção junto a essas famílias, que são sócias da associação, e também criar uma oportunidade de incremento e renda. Os quintais são muito apropriados para a agricultura familiar pois congregam várias espécies de plantas herbáceas, arbóreas, culturas anuais e frutíferas, em uma área e a gente consegue potencializar a produção de alimentos”.

A AEFAMI atende aos municípios de Água Fria, Coração de Maria, Irará, Pedrão, Ouriçangas, Santanópolis e Santa Bárbara. Para a implantação das ações também serão adquiridos insumos produtivos, equipamentos de infraestrutura e serviços.

O estudante Willian de Jesus dos Santos, da comunidade da Palma, em Irará, é um dos beneficiados: “Produzimos hortaliças para vender em feiras livres e vender de casa em casa. Com esse projeto, tenho certeza que vamos aumentar e melhorar a produção, e isso vai, sem dúvida, melhorar as condições de vida da minha família”.

A ação na AEFAMI integra os 324 projetos que estão sendo executados, em 181 municípios, por meio do edital emergencial de Segurança Alimentar e Nutricional, que contribui para minimizar o possível impacto que a pandemia do novo coronavírus pode causar no processo de produção e comercialização de alimentos. Um investimento de R$544 milhões direcionado para 8 mil agricultores familiares de todo o estado.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial.

Nenhum comentário: