2.4.21

Celebrando a Dança produzida no interior, Mostra Liquidificador de Corpos promove apresentações em várias cidades


As transmissões online são gratuitas e seguem até o dia 10 de abril

Artistas da Dança do interior realizarão apresentações em várias cidades nos próximos dias, integrando a Mostra Itinerante Liquidificador de Corpos 2021. Com intervenções urbanas, mostras coreográficas, espetáculos ao vivo e gravados, videodanças e exposição na rua, a programação traz um panorama de obras de artistas de municípios do interior da Bahia, Pernambuco, Goiânia e Ceará. As transmissões devem ser realizadas de sexta (02) ao sábado (10), todas com acesso gratuito.

Concentrando suas ações em lives no Instagram e em exibições no Youtube, a mostra se adapta ao ambiente virtual, permitindo que os artistas se apresentem em suas localidades e o público possa assistir de suas casas. “Acredito que nossa edição virtual vem potencializada ao mostrar cenários de muitas regiões e permitir que os grupos adaptem seus trabalhos a esse novo momento. Mesmo distantes, vamos ter encontros lindos entre dançantes de nossos interiores brasileiros”, aponta Adriano Alves, coordenador geral do projeto.

Trazendo como eixo temático "Pontes virtuais para artistas da Dança no interior", a curadoria de todas as ações ressalta essas potencialidades da produção de Dança que está fora dos grandes centros e muitas vezes não acessa os espaços de circulação de obras. “Foi incrível conhecer tantos corpos dançantes, mesmo que virtualmente, durante a seleção das obras. Tem muita gente produzindo com qualidade no interior e esperamos que esse seja apenas o começo para a construção de uma rede entre a gente”, completa o coordenador, que também integrou a equipe de curadoria.

A abertura agendada para às 15h de sexta (02) conta com uma live realizada pela equipe para apresentar a programação e falar sobre a exposição ‘Traços Coletivos’, montada nas ruas de Juazeiro-BA com ilustrações do artista visual Santiago, que homenageia os 10 anos do Coletivo Trippé, realizador da mostra. O primeiro dia ainda contará com a apresentação em live do espetáculo ‘Fabulações Cotidianas’ de André Vitor Brandão e Alan Barbosa, às 17h. A programação detalhada pode ser acessada no link.

Atividades formativas - Estão abertas inscrições para 10 oficinas gratuitas de Dança, oferecidas virtualmente para iniciantes e capacitação. Forró, Vogue, Ballet, Stiletto e ritmos populares brasileiros, para iniciação. 'Construção Poética em Dança', 'Oficina de iluminação', 'Curadoria, gestão e produção em dança' e 'Dança e Poesia: Procedimentos para Alargar Horizontes', para capacitação. Cada oficina tem 25 vagas, destinadas por ordem de inscrição no formulário online disponíveis no link na programação.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Nenhum comentário: