5.1.18

O Neoliberalismo e o estado mínimo. ( Por Cris Penha)

Na teoria o NEOLIBERALISMO é um sistema econômico onde o Estado é mínimo e o mercado funciona perfeitamente, em ampla concorrência, com o mercado provendo todos os bens e serviços que a população necessita, garantindo o desenvolvimento e a distribuição de renda.

Mas na prática, aqui e até nos EUA, é o sistema onde as empresas e bancos, quando estão à beira da falência, como na crise de 2008, correm ao governo pra que esse os salve com o dinheiro que sobrou após os cortes de programas sociais e aposentadorias do povo ou com emissão de dívida pública.

É o sistema onde o sujeito neoliberal crítico do socialismo, quando tem o tratamento de saúde recusado pelo plano privado ou não tem como pagar R$ 50 mil/mês numa caixa de medicamento de alto custo, entra na Justiça pra que o governo banque seu tratamento ou viaja pra um país onde há sistemas de saúde universais e gratuitos pra ser tratado e salvo.

É o sistema onde a classe média e a elite defendem o fim dos programas sociais aos pobres, mas não querem que o governo acabe com as Universidades Públicas gratuitas ou com as deduções de imposto de renda que só beneficiam as camadas de alta renda.

É o sistema onde os empresários dizem defender o liberalismo e a concorrência, mas não querem abertura econômica, fraudam licitações e impedem que acabem com subsídios/desonerações que o governo banca com os impostos que apenas os pobres a classe média pagam, sendo que muitos desses benefícios fiscais não são repassados aos consumidores.

É o sistema onde o mercado defende a privatização de empresas saudáveis e sem grandes concorrentes, mas com empréstimo do governo a juros de pai pra filho pra pagar em 30 anos.

É o sistema onde a mídia critica o tamanho do Estado, convence a população a defender o Estado Mínimo, mas vive da publicidade do governo e quando está em dificuldades vai no banco público pegar empréstimo subsidiado.

É o sistema onde o "artista" vive criticando o tamanho do Estado, os programas sociais e leis de incentivo à cultura, mas capta recursos pela Lei Rouanet pra bancar seu filme ou espetáculo.

É o sistema onde as empresas aéreas prometem baixar o preço das passagens se cobrarem pela bagagem, mas fazem o contrário deixando os defensores do neoliberalismo indignados e sem explicações.

É o sistema onde a elite sonegadora reclama do sistema tributário e age no Congresso, subornando governos e deputados, pra ter suas dívidas perdoadas.

É o sistema que diz defender a liberdade mas que só aprova leis a favor das corporações e que restringem a participação popular, após a compra de políticos por lobby ou propinas, como num certo país onde o presidente eleito não teve a maioria dos votos ou como no nosso, onde não teve nenhum.

Entenderam o que é, na prática, o verdadeiro NEOLIBERALISMO e por que é um sistema defendido apenas por ingênuos, corruptos e hipócritas, principalmente os que mais vão lucrar com ele?

Por Cris Penha.

Nenhum comentário: