23.10.17

Eles querem Lula Presidente. (Por Dimas Roque)


Quando começou a onda na política e com a complacência da justiça da caça a Luís Inácio Lula da Silva, na tentativa de não o ter como candidato a presidência da república no próximo ano, poucos sabiam no que estavam se metendo. É que teve gente de quase todos os partidos festejando essa possibilidade. O que eles não esperavam é que com o passar dos dias as coisas fossem tomando outra forma.

A operação Lava Jato, que se pretendia ser o caminho para a “purificação” dos políticos, se revelou mais envolvida em jogos de bastidores que os próprios investigados. Sobra denuncia de participação de advogados ligados ao juiz Sérgio Moro, de envolvimento em venda de sentenças lá pelas bandas de Curitiba. E quem diz isto, é, um dos que estão sendo acusados, o senhor Rodrigo Tacla Duran. Ele apresenta, segundo as denúncias, provas de que teria feito pagamentos a esposa do juiz. E se isso não bastasse para implodir a operação, também teriam recebido dinheiro o melhor amigo de Moro, Carlos Zucolotto.

O mundo da política ao se dar conta do que está acontecendo, parece que acordou e resolveu reagir. As vezes da tribuna dos plenários da Câmara e do Senado. Outras vezes usando a internet, onde argumentos não faltam de deputados e senadores para denunciar o que chamam de acordo com “supremo e com tudo”.

É bem verdade que Rennan Calheiros já tinha avisado quando do julgamento de Delcidio Amaral. Naquele momento, ele chamou a atenção e disse que a autorização para o afastamento e prisão do mesmo, seria um erro e que no futuro o mesmo poderia acontecer com qualquer um.


Passado a fase da tentativa de destruição de Lula, o que não aconteceu e mostra que só o fortaleceu junto à opinião pública, basta ver as pesquisas durante esse período, os políticos com vasta experiência em eleições, começam a mandar sinais de que não há outra saída para o país que não seja através do retorno de Lula à presidência da república. O impedimento dele de participar da campanha como candidato, já é visto como mais um “golpe” e deslegitimará o processo eleitoral. Além de ser, Lula, o maior cabo eleitoral brasileiro. E é aí que as grandes “raposas” políticas apostaram as suas fixas para buscarem votos junto ao eleitorado. Para essa turma não há outra saída, eles precisam do Petista para se manterem vivos na política brasileira.

Dimas Roque.

Nenhum comentário: