16.1.17

Ele é a Esperança de um Brasil mais justo.

O torneiro mecânico que mudou a vida de milhões de brasileiros para melhor, poderia ter deixado a Presidência da República e retornado para sua casa tranquilamente. Se tivesse feito isso, já teria deixado o seu nome marcado na história do país onde a elite rica teima em destruir as políticas sociais e maltratar os mais pobres. Mas ele é um incansável, e preferiu continuar na luta por mais justiça social.
Após oito anos como presidente e deixado a função como o mais prestigiado entre todos os que ocuparam a cadeira no Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva está às voltas com o clamor popular do seu retorno ao cargo. Mas o que teria ocorrido para que neste momento Lula seja novamente a esperança do povo, e não só dele, mas de toda a classe política?
Respeitado como exímio negociador pelos políticos, Lula conseguiu do seu jeito agradar aos grupos partidários e aprovar, ao mesmo tempo, programas de inclusão social que beneficiaram aos que antes estavam abandonados pelos mandatários anteriores.
Com o atual governo sendo rejeitado pela maioria esmagadora da sociedade, e não vendo a perspectiva de que outro nome a nível nacional possa ter sucesso no próximo pleito eleitoral, há a percepção em boa parte da sociedade de que, continuando os desmandos atuais e os novos que parecem vir (esse governo não tem limites para seus erros), o nordestino Lula se tornará um candidato imbatível para Presidente da República. Ele já disse que “se deixarem” será candidato novamente.
Para o Partido dos Trabalhadores será a oportunidade de retorno ao poder central e de colocar o Brasil de volta nos trilhos do desenvolvimento, agora voltado muito mais aos anseios do que apregoam as esquerdas.


Dimas Roque é membro do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores. 

Nenhum comentário: