31.1.12

A Chesf – Companhia Hidrelétrica do São Francisco, assim como qualquer outra empresa ligada a governos, passa por processos de alternância de poder. Esta semana aconteceu com a APA – Administração Regional de Paulo Afonso, que tinha Gilberto Pedrosa, o Maninho, já fazia sete anos no cargo. E pelo bom trabalho que desempenhou durante esse tempo, ele recebeu o convite para assumir a administração da empresa na cidade de Salvado, capital da Bahia.
Segundo o Diretor Administrativo da empresa Pedro Alcântara, foi o destaque de Maninho e de sua equipe, que o credenciou a este novo desafio. E teria ele mesmo feito o convite, que já foi aceito por Maninho.
A presença de Maninho em Salvador servirá para “reposicionar” a administração regional de Salvador. Ele servirá como o interlocutor mais próximo do governo da Bahia, com órgãos ambientais. É no estado onde estão os maiores empreendimentos da Chesf no Nordeste e como estava havendo dificuldade nesta interlocução, a chegada Maninho deverá sanar essa dificuldade.
Alcântara disse também que “em principio não” haverá mais mudanças na estrutura atual da APA. Ele também elogiou por várias vezes a equipe, dizendo que “é uma equipe competente. Que tem cumprido as suas metas”. E disse ainda que “não queremos quebrar a continuidade da boa administração que vinha sendo feita”.
Maninho está encarando esta mudança como um novo desafio em sua vida. E mostrou estar satisfeito com esta mudança que ira possibilitar a ele maior visibilidade política no estado.
Desde o dia 25 de janeiro, quarta-feira, começaram a ser notificados os quatro vereadores de Cícero Dantas acionados na justiça eleitoral, e podem perder os seus respectivos mandatos por infidelidade partidária. Os vereadores têm um prazo de cinco dias, da data que foram notificados, para apresentarem suas respectivas justificativas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A ação por perda de mandato eletivo foi impetrada pelo diretório do PV (Partido Verde) de Cícero Dantas e pelo próprio Ministério Público. No processo é ressaltado o que determina e prever o Supremo Tribunal Federal (STF) “que os mandatos pertencem aos partidos em caso de desfiliação”. Fato que aconteceu com quatro vereadores de Cícero Dantas. (Banzaê News)
É que na semana passada quando esteve no Programa do Varella da Rede Record da Bahia, o prefeito de Paulo Afonso recebeu dele vários e-mails que, segundo o apresentador, seriam reclamações e criticas de moradores da cidade.
Ta tudo bem, ta tudo certo!
Agora onde foi parar essa papelada?
Será que o prefeito vai dizer o que danado estava escrito nelas e se tudo o que ta lá vai ser resolvido? Eu estou doido para saber a resposta para colocar aqui em primeira mão.
E dessa vez a cidade premiada com a visita dos assaltantes foi Poço Redondo em Sergipe, que fica a 175 KM de Aracaju.
A informação dada pelo Portal iTnet é a de que quatro homens chegaram em duas motos. Armados renderam funcionários e clientes e levaram um valor ainda não informado as autoridades policiais.
Dizem que a policia ainda não encontrou os quatro que cometeram o crime. Mas é bom saber antes se nas viaturas tem gasolina para não terem quem empurrar na estrada.
Não é de hoje que moradores de vários povoados reclamam de falta de água e da qualidade da que recebem. Claro quando isso acontece.
Dizem que o município tem 30, isso mesmo, trinta carros Pipas colocando o liquido precioso para os moradores da Zona Rural. Então deve estar acontecendo algo de muito errado no setor responsável pela distribuição. Não é possível que se deixe moradores passar sede e que se venha com uma desculpa esfarrapada de que, “foi o caro que quebrou”, ou de “que é a bomba do poço que está quebrada e veio da outra administração”. Acorda ai meu povo. Já chegamos ao quarto ano da atual administração e você que estão nos cargos deveriam saber que isso é conversa para Boi Dormir.
Enquanto restar pessoas para darem desculpas esfarrapadas, o povo continuará a ter problemas com o abastecimento de água na zona rural.
Um homem tentou matar a mulher neste domingo (29), com uma espingarda soca tempero, arma de fabricação caseira. A tentativa de homicídio ocorreu na Rua Adolfo Santos, bairro Campo Grande, em Delmiro Gouveia. Benedita Ferreira da Conceição, 40 anos, que está gestante de três meses, foi alvejada com um tiro na perna. Segundo a vítima, o autor do disparo foi seu esposo Pedro Gomes dos Reis, vulgo Pedrinho e um comparsa conhecido por Adriano do Trator. De acordo com informações, o crime aconteceu na residência do casal. Benedita Ferreira foi encaminhada para a Unidade de Emergência de Delmiro Gouveia e devido à baixa gravidade dos ferimentos, ela foi medicada e liberada logo em seguida. Segundo informações da polícia, Benedita foi levada por familiares para o Estado de Pernambuco. Pedrinho e Adriano foram presos por policias militares e encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia, onde respondem por tentativa de homicídio. (Cada Minuto)
Uma elegia. Um canto profundo de dor. K. tem um quê de kafkiano, e Kafka chega a aparecer rapidamente no decorrer do texto. O autor, Bernardo Kucinski, jornalista, professor aposentado da USP, diz na abertura que tudo no livro é invenção, mas quase tudo aconteceu. Diria que tudo é realidade, e que a ficção serviu como uma luva para torná-la mais próxima dos leitores. Explicável, pelo talento do autor, que em nenhum momento, haja escorregões panfletários, se é que se pode acusar alguém de panfletário numa situação de tanto terror, como foram os anos da ditadura que alimentou tantos criminosos. Ela mesma, um crime.

O protagonista é um pai desesperado, que vaga atormentado por todos os cantos que possa, atrás do paradeiro da filha desaparecida. K. é o seu nome. Simplesmente K. O desaparecimento causa nele uma revisitação de todo seu passado de judeu polonês, militante de esquerda, fugido do nazismo, que experimentara a repressão em terras européias e que no Brasil reconstruíra a vida passando de mascate a comerciante estabelecido, e aqui, mais do que lá, cultor das letras, especialmente em iídiche, língua falada pelos judeus da Europa Oriental. A morte da filha enche-o de dor e de culpa – culpa pelo que não fez, pela convivência que acredita não ter tido enquanto ela era viva. É um belo romance, com o protagonista dando unidade a textos aparentemente desconexos.

Para quem não viveu aquele tempo, creio ser um livro essencial. Porque não é um relato histórico simplesmente. O relato da História passa ao largo da dor, da singularidade do sofrimento, da tragédia individual. Esta, quando revelada, consegue captar com mais riqueza e densidade o significado dos acontecimentos. A ficção, mesmo que profundamente assentada na realidade, tem esse condão – o de penetrar o espírito do tempo, de enxergar a alma de cada período, de perceber de modo mais obsceno a crueldade, que é sempre humana, de compreender o quanto de terror os homens podem produzir – uma ditadura é feita de pessoas, ela é, me desculpem, humana. Não é desumana, como às vezes quer uma espécie de retórica.

Lembro sempre, embora pareça óbvio, que só a espécie humana tortura. Os animais não o fazem. Se matam, o fazem pelas leis da sobrevivência. A ditadura matou, torturou, fez desaparecer pessoas. K vive o sofrimento profundo do desaparecimento de sua filha e mergulha num labirinto, atrás de alguma pista que lhe permita entender o que houve, enfrentando um sem-número de indicações falsas, extorsões, negativas de que ela tenha sido morta, e a descoberta que além da filha há tantas outras pessoas desaparecidas. E que há presos políticos, que ele um dia visita, e ali desaba numa revelação do quanto a dor o havia atingido, do quanto era insuperável aquela perda, até porque não pudera fazer o luto, não pudera enterrá-la. Nunca pôde. O livro nos coloca, como diz a professora Maria Victoria Benevides, dentro da dor e da memória.

Kucinski consegue, driblando seu protagonista, revelar facetas da ditadura, entre as quais a do frio e cruel torturador e matador Sérgio Paranhos Fleury, e, também, características da famosa Casa de Petrópolis, a Casa do Terror, onde tantas pessoas foram mortas. Creio ter sido um exercício sofrido, o de Kucinski. Uma dura catarse. Fala, na verdade, creio, de seu pai, que não conheço e não sei o nome, e de sua irmã, Ana Rosa Kucinski Silva, além, também, do marido dela, Wilson Silva. Os dois, militantes da Ação Libertadora Nacional (ALN), foram presos e desaparecidos em São Paulo na tarde de 22 de abril de 1974.

A família não poupou esforços para tentar localizar Ana Rosa e Wilson Silva, sem sucesso, chegando a pagar US$ 25 mil a militares, que prometiam informações, dinheiro jogado fora porque era somente uma extorsão, facilitada pelo sofrimento, pela angústia de quem quer rever ou enterrar a filha. A covardia e pusilanimidade acadêmicas do Departamento de Química da USP levaram a que Ana Rosa fosse desligada da universidade por abandono de emprego, injustiça que só foi corrigida 21 anos depois. Coragem e covardia convivem em ditaduras. K. é um ato poético de coragem. E um pranto dolorido. (Jornal A Tarde. Emiliano é jornalista, escritor e deputado federal PT/BA.
O Gilberto Pedrosa deixará a Administração Regional de Paulo Afonso na Bahia após anos no cargo. Maninho, como é mais conhecido, vinha desempenhando um trabalho que é considerado por muitos, tão importante quanto o de prefeito municipal da cidade. O cargo é responsável pela chefia de todo o efetivo da Chesf – Companhia Hidrelétrica do São Francisco em Paulo Afonso, Piranhas em Alagoas e Jatobá em Pernambuco.

Disputado por muitos políticos que tem votos nos quatro estados que fazem fronteira, que neste caso inclui também Sergipe. Há muito tempo que os partidos ligados a base de apoio da presidenta Dilma lutam para retirar do Partido dos Trabalhadores da Bahia a chefia da APA. E só agora o Senador pelo PMDB, Rennan Calheiros conseguiu esta proeza.

O nome do novo APA é Augusto César morador da cidade de Piranhas/AL. Ele é ligado politicamente ao Rennan. Que aos poucos vem ocupando espaço na estatal.

Maninho, em conversa ontem com o Site Notícias do Sertão, nos disse que o melhor seria esperar o anúncio oficial da empresa para que o fato fosse divulgado na imprensa. Nós fomos surpreendidos quando vimos todas as informações referentes ao caso estar postada em outro Site de Notícias da cidade. E isto só aconteceu porque, a pedido de Maninho, seguramos a notícia.

Ele deverá ir para Salvador, onde ocupará o cargo de mesma importância que o que ocupava em Paulo Afonso. Caso o PT da Bahia consiga, Maninho assumira a administração da Chesf em Salvador.

Com a saída de Maninho da APA/CHESF em Paulo Afonso, quem perde é o PT da Bahia que mais uma vez vê seus indicados serem substituidos por pessoas ligadas a outras lideranças politicas de outros partidos da base da Presidenta Dilma. Perde também o PP, que vinha lutando para ocupar a cadeira e, vai ter que ver outro nome no Diário Oficial da União, que não é um dos seus indicados.

30.1.12

O domingo, dia 29 de janeiro, nos trouxe a notícia desagradável da morte de mais um pioneiro de Paulo Afonso. Diogo Andrade de Brito faleceu no começo do dia, às 7 horas da manhã, na mesa de cirurgia de um hospital em Salvador.
Todos nós perdemos um pouco. Perdeu o esporte, a música, a política, a justiça, a maçonaria, os companheiros da terceira idade.

Apesar da tristeza que nos envolveu com o impacto da notícia, não dá para visualizar nenhuma imagem nos últimos tempos que mostrem um Diogo triste e acabrunhado como poderia ser até normal para quem carregava quase 87 anos nas costas.

A alegria do músico da antiga Banda da Chesf, os acordes da música As Águas da Cachoeira, que fez em homenagem à Cachoeira de Paulo Afonso, os causos e histórias que a sua fantástica memória trazia para os risos de quem estava à sua volta, o pé de valsa, de bolero, de forró, qualquer que fosse o ritmo nas festas do pessoal da terceira idade que ele ajudou a construir e coordenar na FASETE e nos outros espalhados pela cidade, tudo isso nos traz à memória o Diogo que amava a vida que viveu intensamente.

Ele foi o primeiro Secretário da Câmara Municipal de Paulo Afonso, eleito pelo Partido Social Democrata - PSD e, quando este Poder Legislativo comemorava o seu Jubileu de Ouro, em 7 de abril de 2009, ali estava Diogo, na tribuna, lendo de forma perfeita e numa lucidez impressionante, a primeira ata, que ele mesmo redigira, a próprio punho, há cinquenta anos, em 9 de abril de 1959.

Em seu livro, Paulo Afonso, nós fizemos esta história, Euclides Batista conta, de forma abreviada, a caminhada de Diogo por estas terras pauloafonsinas. Em 13 de abril, Diogo da Gente, como o chamou Euclides, completaria 87 anos. (Com informações da Folha Sertaneja)
O ex-delegado da Polícia Federal e hoje Deputado Federal Protogenes fez uma declaração polemica no Twitter. E disse ele: “Hoje vou divulgar a pérola do dia: a relação corrupta do Naji Nahas com PSDB na tentativa de privatizar a CESP no governo Serra. Foi o bastante para que a informação circulasse em muitos dos Sites de Redes Sociais pelo Brasil.
Ainda não se sabe a hora em que isso vai acontecer, mas durante esta segunda-feira, 30 de janeiro de 2012, os representantes do PSDB Nacional devem estar se perguntando o que vem de chumbo grosso por ai.

28.1.12

Em entrevista a Varela no programa Balanço Geral (26.01), o Prefeito Anilton Bastos disse que “os olhos do governo precisam se voltar mais para a cidade”, fazendo referencia aos investimentos públicos que são feitos no litoral norte da Bahia, o que concordo plenamente, alargando o alcance da reivindicação também os demais Municípios da 10ª Região Administrativa que estão órfãos de políticas públicas quando não dirigidos por alcaides incompetentes ou corruptos.
Quando a gente volta a temas já tratados corremos o risco de ficar repetitivo e o que se discute poderá ser posto em segundo plano, sem a dimensão real do problema ou dos problemas.
Se por um lado os Órgãos Públicos do Estado não se preocupam com Paulo Afonso, exceto quando se trata de arrecadação, a sociedade organizada comete seus próprios pecados quando se omite em reivindicar e até fazer suas exigências.
Enquanto penso em alinhar algumas palavras para atender o noticiasdosertão em minha coluna nem sempre semanal, vem a mente o problema do nosso Poder Judiciário Estadual e a velha questão do Hospital da Chesf.
Repetido o que afirmei anteriormente, a Comarca de Paulo Afonso tem jurisdição sobre o Município sede (Paulo Afonso) e Santa Brígida, e agora também sobre o município de Glória, já que sobo eufemismo agregação, o TJBA extinguiu a Comarca de Glória.
O município de Paulo Afonso tem uma população de 108.419 hab. e se somam14 228 hab. de Glória e mais 15.059 hab.do município de Santa Brígida, com base nos números fornecidos pelo Censo-2010, totalizando um universo de 137.706 pessoas.
Assim temos um uma vara crime para um inverso de 137.706 hab. e mais duas cíveis, uma vara para cada universo de 68.853 hab., o que evidencia um descaso da Administração do TJBA para com Paulo Afonso, o que ratifica o pensamento de Anilton Bastos quando diz que os olhos do Estado deverão se voltar para Paulo Afonso.
Impensável a Comarca de Paulo Afonso sem ao menos 04 varas cíveis, 02 criminais (uma cumulando a vara privativa do Júri) e uma vara da fazenda pública, enquanto na situação atual temos uma vara crime e duas cíveis, todas elas cumulando processos de diversas varas outras especializadas, o que explica a deficiente prestação dos serviços.
O Dr. Pantoja nos últimos mesestentou junto ao TJBA instalar uma Vara da Fazenda Pública já criada na lei de Organização judiciária do Estado, para desafogar a Vara Crime e os mentores de nossa Corte Estadual de Justiça tiveram melhor e desastrosa idéia de descobrir um santo para cobrir outro.
O Pleno do TJBA determinou que os feitos da Vara da Fazenda Pública de Paulo Afonso serão redistribuídos e processados nas combalidas Varas Cíveis e para agravar mais ainda a situação, os processos que tramitavam na Comarca de Glória serão redistribuídos para a Comarca de Paulo Afonso. A Comarca de Paulo Afonso é autossuficiente na arrecadação das custas cartoráriase como a Comarca de Glória tinha Escrivães e pessoal de apoio, o lógico seria não agregar a Comarca, cabendo à instalação, pelo menos, de mais uma Vara, uma transmudação da Comarca de Glória para Paulo Afonso.
Como o Fórum de Paulo Afonso não tem mais capacidade de atender as necessidades dos serviços, o Dr. Rosalino teve a idéia de sugerir ao TJBA que solicite da CHESF as instalações do antigo Grande Hotel para utilização pela Justiça. Os Drs. Pantoja e Rosalino tiveram as ideias para minorar as deficiências do Poder Judiciário em Paulo Afonso e o problema é o não aproveitamento delas.
A extinção de 47 Comarcas em todo o Estado se deu sob a justifica de contenção de gastos, quando o que existe é a má-administração dos recursos pela direção do TJBA, a falta de uma administração pública profissionalizada com planejamento como palavra de ordem.
Sai Presidente e entra Presidente e os olhos do TJBA não se voltam para Paulo Afonso. Outra do TJBA. O Dr. Pantoja é titular da Vara Especializada dos Juizados Especiais e responde cumulativamente pela Vara Crime, atuando como 1º Substituto da 2ª Vara Cível e foi designado para responder pelo expediente da Comarca de Chorrochó. O Dr. GlautembergBastos que Juiz da 2ª Vara Cível e está em gozo de férias, foi designado para responder o expediente da Comarca de Abaré, num, verdadeiro “samba do crioulo doido”.
Têm-se duas Varas Cíveis e nas substituições delas, o Juiz Titular de uma devia ser o 1º Substituto da outra e ambos 1º e 2º Substitutos da Vara Crime, conforme ordem estabelecida. O Dr. Pantoja que já responde pelos Juizados, Vara Crime, Comarca de Chorrochó, também responde pela 1ª Substituição da 2ª vara Cível. É preciso dizer no TJBA: Meus filhos, quando não souber pergunte!
No site quarttopoderli uma matéria de Paulo Lopis que é escrivão aposentado da vara crime de Paulo Afonso, ex-secretário municipal, ex-vereador além de outros títulos que carrega consigo com mérito (Paulo soube que estava com saúde abalada e espero melhoras) sobre a idéia lançada pelo Dep. Estadual Mário Júnior em instituir uma Fundação para gerir o HNAS, cuja idéia, segundo Paulo, já havia sido defendida pelo ex-deputado Luís de Deus, presto algumas informações complementares.
A CHESF quer a todo custo tirar de si a administração do HNAS e vem tentando criar alternativas. A última, não sei vingou, era de transferir a administração do hospital para o Estado que mal pode com as próprias pernas na área da saúde. Para quem estiver na base política do Governador é abelha no mel, cargo para distribuir a torto e a direito, um mel na cabeça.
Quando no exercício da presidência da OAB-Paulo Afonso participei ativamente de um fórum convocado pela CHESF para discutir o HNASonde participavam a ASCOPA, Prefeitura, Câmara, Lions, Rotary, Maçonaria, Igreja e outras entidades que não lembro, ondeforam postadas e trazidas experiências de outras cidades. Pensou-se em uma Associação constituída pelas entidades de Paulo Afonso, um Consórcio de Prefeituras, entrega aos Governos da União ou do Estado, e, particularmente, coloquei a idéia de se instituir uma fundação pela própria CHESF para tal fim. Brindeiro que era Administrador da CHESF em Paulo Afonso e posteriormente elevado a diretor da estatal, salvo melhor juízo, anos depois me convidou e a Dra. Isabel Adelaide, na época promotora de justiça aqui, para dizer que a CHESF optara pela Fundação. A idéia também não vingou.
Outra alternativa era a municipalização do HNAS por intermédio de uma Associação constituída, ou a ser constituída pelo Município que inclusive indicou os nomes das pessoas que a constituiriame deixo de citá-las, propositadamente. Eu, Dra. Adelaide, Dom Mário (a Igreja como um todo), Zé Ivaldo e tantos outros nos opusemos frontalmente a idéia da fundação por problemas de ordem jurídica e prática. O Poder Público não pode instituir associação e uma associação constituída por pessoas determinadas seria uma privatização a custo zero.
A idéia de uma fundação não é ideia nova, é comida requentada. Apenas fica o relato. Tenho comigo cópia de artigos que escrevi na época sobre a tal associação e não sei se na época foram lavradas pela CHESF atas das reuniões, creio que sim. Relembrando ainda a história de nossa cidade, Prof. Galdino é quem bom nisso, o SAMPA foi instituído por entidades de Paulo Afonso, dentre as quais, a OAB-Paulo Afonso.
Paulo Afonso, 28 de janeiro de 2012.

Fernando Montalvão é colunista do Site Notícias do Sertão. montalvao@montalvao.adv.br
Tit. do escritório Montalvão Advogados Associados.
Pinheirinho tinha jurisprudência na justiça brasileira, faltou a Alkimim e ao PSDB compromisso com a vida das pessoas.
“A desocupação da área, à força, não acabará bem, sendo muito provável a ocorrência de vítimas fatais. Uma ordem judicial não pode valer uma vida humana. Na ponderação entre a vida e a propriedade, a primeira deve se sobrepor”. Esta foi a afirmação do ministro Fernando Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (hoje aposentado).
Como no Bairro de Pinheirinho, em São José dos Campos, no bairro Renascer, em Cuiabá, as empresas proprietárias da área conseguiram, na Justiça estadual, mandado de reintegração de posse, com uso de força policial, caso necessário.
No caso de Mato Grosso, contudo, o governador não cumpriu a ordem judicial. A empresa recorreu ao STJ, pedindo a intervenção federal no estado pelo descumprimento da decisão judicial, mas a Corte Especial do tribunal, por seis votos a quatro, rejeitou o pedido.
Em seu voto, o ministro Fernando Gonçalves anotou que não se tratava de negar à massa falida da empresa seu direito à propriedade da área. Mas de ponderar os valores constitucionais em jogo na disputa.
De um lado, o direito à vida, à liberdade, à inviolabilidade domiciliar e à dignidade da pessoa humana. De outro, o direito à propriedade. A maior parte dos ministros entendeu que o direito à propriedade não poderia suplantar as demais garantias.
José Maria de Abreu Dutra.

27.1.12

Confirmada a apresentação do Ministério de Louvor Diante do Trono no Celebrai de 2012 que, nos últimos anos tem sido realizado no final da Semana Santa e que, este, ano, em face da agenda do Diante do Trono, foi antecipado para o dias 2 e 3 de março.

O Secretário de Turismo da Prefeitura, Jânio Soares e o Diretor de Eventos, Anderson Tavares, Koca, confirmaram que tudo está acertado para a vinda do grupo gospel que mais tem se projetado no Brasil e que sempre reúne grande público em suas apresentações.

Diante do Trono lançou recentemente o seu CD/DVD Sol da Justiça, o álbum de Nº 14, que já vendeu cerca de 100 mil cópias.

Gravação dos DVDs do grupo já reuniram até mais de dois milhões de pessoas como a realizada no Campo de Marte, em São Paulo e mais de um milhão em Salvador (Esperança), em Brasília e em outras capitais brasileiras. Diante do Trono tem também uma produção voltada para as crianças.

Alguns integrantes de Diante do Trono também fizeram carreira solo com grande aceitação popular, como André Valadão, irmão de Ana Paula que já esteve em Paulo Afonso no Celebrai de 2009 e Nívea Soares.

Com a glória de Deus, esse será o melhor Celebrai de todos os tempos. (Ascom/PMPA)
As pessoas beneficiadas foram ate o Ginásio de Esportes da cidade.
Logo pela manhã formou-se uma fila em frente do Ginásio de Esportes do Município, com pessoas vindas de ônibus, carros particulares, a pé e ate em “carroça de burro”. Todos estavam lá por um objetivo, receber da prefeitura o “Cartão Cidadão”, que da o direito ao seu portador de receber R$ 52,00 (cinqueta e dois reais) para ser utilizado em compras de alimentos, em substituição à sexta básica.
A secretaria de ação social preparou uma festa para a entrega dos cartões. Já na entrada as pessoas eram recebidas e recebiam um adesivo com o nome do povoado ou bairro que residia. Já dentro do ginásio o locutor solicitava que elas se encaminhassem aos lugares reservados para cada grupo.
Eram 10h da manhã e ainda não tinha começado a distribuição dos cartões, o que deve acontecer no final dessa manhã e seguir durante a tarde.

26.1.12

Em reunião fechada com representantes do comitê internacional do Fórum Social Mundial, Dilma Rousseff critica duramente ação policial contra sem teto em São Paulo. Segundo ela, governo federal negociava solução amistosa e foi surpreendido por despejo, hipótese que não tinha sido colocada concretamente. Ministra dos Direitos Humanos também condena violencia.

A presidenta foi provocada a tocar no assunto pelo empresário Oded Grajew, ex-presidente do Instituto Ethos de Responsabilidade Social, segundo relato feito à reportagem por uma pessoa presente à reunião. O empresário entregou a Dilma um documento sobre direito à moradia escrito por entidades populares que atuam na área.

Em resposta, a presidenta criticou duramente o que aconteceu, embora, segundo este participante, não tenha culpado ninguém especificamente. “Pinheirinho é barbárie”, disse a presidenta de acordo com relato de um outro participante da reunião.(André Barrocal da Carta Maior)
A matrícula na rede estadual será encerrada nesta sexta-feira (27), às 20h. Os estudantes e seus familiares devem se dirigir a qualquer escola estadual, independentemente da que deseja estudar. Quem está de férias na capital, por exemplo, pode fazer sua matrícula para uma escola do interior. Mais informações estão disponíveis no Portal da Educação ou pelo telefone 0800 285-8000 - a ligação é gratuita.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia informa que mais de 968 mil estudantes já estão matriculados nas escolas da rede estadual até as 17h desta quinta-feira (26). O movimento está tranquilo e o processo transcorre normalmente. O Sistema de Gestão Escolar (SGE) tem registrado a realização de mais de 100 matrículas por minuto.

Documentação

Para fazer a matrícula, é necessário apresentar original do histórico escolar ou atestado de escolaridade, original e cópia da Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade, do CPF, obrigatório para o curso Técnico de Nível Médio, do comprovante de residência, e código do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (SETPS), constante no SalvadorCard, obrigatório para as escolas do município de Salvador e facultativo para os estudantes dos cursos de educação profissional. (Secom/Bahia)

25.1.12

Baseados na Emenda Constitucional 58/2009, que estipula o número máximo de vereadores nos municípios, os vereadores da cidade de Jeremoabo na Bahia aumentaram o número dos edis para a legislatura que virá. Agora serão 13.
A Lei usa o número de habitantes como base de calculo. Sendo assim, Jeremoabo que tem mais de 30.000 e menos de 50.000 habitantes tem por direito como elevar esse número.
Já em Paulo Afonso ate o momento os vereadores da oposição e situação estão em uma verdadeira queda de braços. Oposição quer aumentar porque sabe que isto é bom para a cidade, pois terá novos vereadores para o embate e a situação atual que não quer ver todo o dinheiro que entra na Câmara ser gasto e pagamentos diretos a essas possíveis pessoas. E o que fazer com o dinheiro que agora sobra e que ira sobrar a cada mês?
Em Paulo Afonso, aumentar o número de vereadores não ira de forma alguma ter influência nos gastos legislativos. E tem uma outra coisa, os vereadores não precisariam votar mais nada, já que tem uma Lei aprovada por eles mesmos aumentando o número de vereadores. Ta faltando mesmo é decisão de todos.

24.1.12

A Câmara de Vereadores de Paulo Afonso vem passando por uma reforma geral desde meados de dezembro de 2011. Até o momento, os trabalhos estão dentro do cronograma previsto e os serviços continuam a todo vapor. Os reparos constam de: Reestruturação e construção de novos gabinetes, nova sala de impressa, reforma do plenário, entre outras frentes de obras. As verbas são oriundas do próprio Legislativo. O presidente da Casa, vereador Regivaldo Coriolano, e os demais vereadores acompanham diariamente os trabalhos. O Plenário Manoel Josefino Teixeira vem recebendo uma atenção especial e nos próximos quinze dias estará pronto, inclusive com nova iluminação que trará mais visibilidade ao ambiente. Os gabinetes estão recebendo uma estrutura de laje para comportar outras salas em cima. Uma nova sala de imprensa com espaço e a comodidade necessária ficará localizada no primeiro andar com visão privilegiada para o plenário. Os trabalhos administrativos estão transcorrendo normalmente e o recesso parlamentar se encerrará na segunda quinzena de fevereiro. Até lá, a maior parte da reestruturação do prédio do Legislativo estará concluída. (ASCOM/CMPA)
Não basta ser eleito ao cargo de prefeito de uma cidade, muito menos se isso significar que aconteceu com uma margem pequena de votos. A pessoa que consegue esta façanha, não tem o direito de fazer o que lhe der na “telha”. Vejam o caso do prefeito de Paulo Afonso na Bahia o Anilton Bastos que no primeiro dia do seu governo demitiu milhares de pais de famílias, deixando muitos deles com problemas financeiros na cidade. Ele também fechou a “Casa do Homem do Campo”. Uma residência que era utilizada por pessoas da zona rural da cidade que ao virem ao centro não conseguiam retornar as suas residências e tinham naquelas instalações um local que os acolhia com qualidade de vida. Entre outras coisas, o prefeito fechou a “Maternidade Municipal” que funcionava no Hospital do Bairro Tancredo Neves II.
Para os que conhecem os corredores de uma administração pública sabem que Anilton não tomou essa decisão sem ouvir antes alguns de seus assessores, principalmente os que tinham em suas pastas os projetos que foram fechados. O que me chama a atenção é que nenhum deles conseguiu convencer o prefeito de que o que ele estava fazendo era um erro gravíssimo, do ponto de vista social e político. Por que pessoas que foram despejadas e não utilizam mais o hospital no BTN sofrem ate hoje com essas decisões equivocadas do governo municipal. E no caso da maternidade há algo muito grave a ser investigado pelo Ministério Público local que seria o beneficiamento do Imip - Instituto Materno-Infantil de Pernambuco com a transferência dos serviços para o Hospital Nair Alves de Souza. A quem interessava que estes serviços fossem cobrados lá?
Mais ai nós chegamos ao caso das pessoas que foram aprovados no concurso público realizado pelo município em 2008 e que teve 1.800 para diversos cargos e tendo um cadastro de reserva. Anilton ao demitir as milhares de pessoas em seu primeiro dia na prefeitura mandou um recado a todos, “este será um governo terceirizado” e desandou a contratar trabalhadores através do Reda – Regime Especial de Direito Administrativo. Hoje com 2.138 ou mais, caso alguém tenha sido contratado após a decisão da justiça que manda admitir todos os aprovados e demitir os que lá estão, ilegalmente, segundo a decisão.
O que me deixa sem entender é como nenhum dos assessores diretos do prefeito Anilton conseguiu fazê-lo entender naquele momento que o concurso tinha sido legal. Não precisava ir muito longe nos argumentos, bastava lhe dizer que a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil e MP – Ministério Público participaram da fiscalização de todo o processo em que foi feito o concurso e declararam a época e continuam afirmando que tudo foi feito dentro da legalidade. Tanto é verdade que o órgão da justiça entrou com um pedido para que todos os aprovados assumam suas funções, e conseguiu o que queria.
Então para que serve um prefeito ter assessores que não discordam de uma opinião sua? Ora, ser auxiliar não significa concordar com tudo o que o seu líder faz, tem horas e ai são nestas que aparecem os homens, que se deve discordar e se preciso for falar alto para ser ouvido, mesmo que isso signifique ser olhado com desdém pelo morubixaba. Ter pessoas que riam toda a vez que o patrão lhes conta uma piada, mesmo sendo ela a mais horrorosa possível, é compactuar com todos os erros sociais. E o governo Anilton vem pecando bastante neste quesito, muito por culpa do próprio e muito mais porque seus assessores mais próximos deram mostras desde o inicio do seu governo que vieram para ser “chumbetas”. O que foi e é ruim para o prefeito e para a sociedade pauloafonsina. Para que serve ter assessores assim?
O Governador da Bahia Jaques Wagner não é um adepto de mudanças bruscas em sua vida e isto ele trouxe para a política que vem praticando no comando do estado nestes cinco anos e poucos dias. Ele talvez não tenha pensado em mudar alguma peça no seu secretariado neste inicio de ano. Mesmo os ocupantes das pastas que possivelmente serão candidatos a prefeitos em suas cidades no interior, esperariam o momento oportuno para desembarcar.
Eis que surge o caso José Sérgio Gabrielle, agora já considerado, ex-presidente da Petrobras. Que foi demitido pela presidenta Dilma no inicio desta semana. Ele só ficou sabendo através do noticiário de sua saída.
Para socorrer Gabrielle, o Governador Wagner se apressou em informar que a saída da Petrobras aconteceu devido a um convite seu para que Sérgio viesse a ocupar uma secretaria em seu governo. Claro que esta informação não convenceu a ninguém fora do Palácio da Aclamação. Isto porque, sendo o ex-presidente é um dos possíveis candidatos do Partido dos Trabalhadores ao Governo do Estado em 2014.
Para não deixar Gabrielle a sol e chuva, o governador terá que mudar algumas das peças do seu governo para acomodar seu amigo de partido. Hoje existem algumas possibilidades onde ele poderá vir a estar no governo do estado. Uma delas seria no lugar de James Correia secretário da Indústria, Comércio e Mineração. Este iria para o lugar de Adalberto Martins que hoje é secretário de Educação no estado. Seria uma modificação “sem traumas”, segundo uma pessoa influente no governo da Bahia. Outra possibilidade que o governador poderá vir a usar será a antecipação da saída de Carlos Brasileiro da Secretaria de Planejamento, já que ele será candidato a prefeito do PT na cidade de Senhor do Bomfim.
Tudo poderá vir a acontecer agora, só porque Wagner precisa acomodar Gabrielle dentro do governo. Seria uma saída honrosa para um caso mal conduzido. A demissão do presidente da Petrobras pelos meios de comunicação.
Wagner não é adepto de mudanças bruscas, mas sabe que não pede deixar um quadro do PT da Bahia tão valoroso com Gabrielle na rua da amargura. Ainda mais que ele é um dos Pré-candidatos a sua vaga em 2014. Quem sobreviver, verá!

23.1.12

Presidente da Câmara Municipal de Canindé de São Francisco convocou Sessão Extraordinária e a polícia na tentativa de intimidar servidores municipais

No dia 19 de janeiro do corrente ano, a Câmara Municipal de Canindé de São Francisco realizou sessão extraordinária, sem muita divulgação, para aprovar projetos encaminhados pelo executivo municipal. Mas, os vereadores foram pegos de surpresa com a ocupação da câmara por centenas de servidores municipais.

Dentre os diversos projetos a serem votados, constava o Projeto de Lei que estabelece gratificações sem critérios objetivos. Tal Projeto de Lei prejudica e inviabiliza a valorização dos servidores. Segundo o texto, gratificações não são devidas a todos os servidores, mas somente àqueles em que o executivo tem confiança. Ou seja, se o prefeito tem uma raivinha do trabalhador, ele não garante a gratificação. Eis a questão: “Os servidores municipais de Canindé recebem salário pelo exercício do seu trabalho ou pela vontade do prefeito Orlandinho”?

Diante do absurdo, os servidores que realizavam assembléia concomitantemente à sessão, ocuparam a Câmara de Vereadores do município e explicaram para os vereadores que o Projeto em questão não beneficiaria os trabalhadores, além de ser inconstitucional, contudo, os vereadores foram a favor do Projeto de Lei encaminhado pelo Prefeito Municipal.

O SINDISERVE-CANINDÉ propôs que o Projeto de Lei não fosse votado, mas ao invés de discutir e debater o conteúdo do projeto, os vereadores preferiram atacar a honra do presidente da entidade e indo à tribuna para abater a moral dos representantes dos servidores, numa tentativa em vão de desestabilizar a organização sindical. Porém os trabalhadores, cientes das reais intenções dos parlamentares, manifestaram-se vaiando os vereadores.

A sessão transcorreu de forma conturbada, e o vereador Juarez pediu vistas, alegando que todos só tiveram acesso ao referido projeto um dia antes, não tendo tempo suficiente para analisá-lo. Em seguida, o Presidente da Câmara, Vereador Joselildo, mais conhecido como PANK, concedeu apenas 20 minutos para o vereador Juarez ler e interpretar o projeto.

“Um projeto de Lei como este, que requer interpretações, precisa de um período de tempo maior para análise, mas o presidente PANK, autoritariamente, concedeu somente 20 minutos para que seu colega pudesse avaliar o texto, e ainda desrespeitou o direito do pedido de vistas do vereador”, declara Edmilson Balbino Santos Filho, presidente do SINDISERVE-CANINDÉ.

Insatisfeito com a postura do vereador Juarez e a pressão dos servidores presentes, o presidente da câmara, PANK, convocou a polícia militar e civil para retirar o vereador do plenário.

“Nunca vi isso na minha vida, um presidente do legislativo tão autoritário ao ponto de desrepeitar seu próprio colega de vereança”, declara o servidor José Gonçalves Sobrinho.

“Os vereadores de Canindé de São Francisco deixaram cair as máscaras de opositores, pois votaram cegamente em Projeto de Lei que agrada Prefeito em detrimento dos servidores do município. Isso é muito complicado!” declara Emanoel Messias Aleixo da Silva, diretor do SINDISERVE-CANINDÉ.

Os vereadores Luciano Ferreira e Adriano de Bomfim, que se dizem oposição, antes da presença do povo, votaram no referido projeto, contudo com a chegada em massa dos trabalhadores, sentindo-se acuados, abstiveram-se do voto, optando pela omissão. No popular, ficaram em cima do muro.

Os vereadores de Canindé pensaram em realizar uma sessão nas “caladas”, que ocorreria na maior tranqüilidade, se não fosse a perspicácia dos servidores públicos. E, infelizmente, aqueles eleitos para representar o povo, fizeram dos direitos dos trabalhadores um caso de polícia. E mais, demonstraram despreparo, arrogância e prepotência.

Os servidores municipais repudiaram a atitude dos vereadores de Canindé de São Francisco, especialmente do presidente da câmara, o vereador PANK. Esperamos que reavaliem seus comportamentos e se retratem com os servidores municipais publicamente.

Na cidade, os comentários sobre o triste episódio crescem em grande proporção, causando indignação na comunidade. E fica uma reflexão: “Qual é a punição para vereadores que desrespeitam o Estado Democrático de Direito?

DEPARTAMENTO DE DIVULGAÇÃO E CULTURA DO SINDISERVE-CANINDÉ.

Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Canindé de São Francisco – SE.
Justiça acata pedido do MPF em Vitória da Conquista e determina que a União garanta a matrícula, na primeira série do ensino fundamental, de alunos que completarem seis anos até o final do ano letivo na região.

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista (BA), a Justiça Federal concedeu liminar determinando que a União se abstenha de impedir a matrícula, na primeira série do ensino fundamental, nas redes pública e particular, de crianças que completarem seis anos em qualquer época do ano letivo em que ocorrer a matrícula. Para isso, deverá ser comprovada a capacidade intelectual do aluno mediante avaliação psicopedagógica feita pela própria unidade de ensino. A Justiça Federal fixou multa diária de dez mil reais caso a União descumpra a decisão, válida para os municípios abrangidos pela Subseção Judiciária de Vitória da Conquista.

A ação, de autoria do procurador da República Mário Medeiros, tem por objetivo afastar a regra estabelecida em Resolução editada pelo Conselho Nacional de Educação, órgão vinculado ao Ministério da Educação, que restringiu o acesso ao ensino fundamental apenas a crianças com 6 anos completos até o dia 31 de março do ano em que for feita a matrícula. Tal regra afrontaria o artigo 208 da Constituição da República, que garante o acesso ao ensino de acordo com a aptidão cognitiva de cada um. A decisão liminar também acatou o entendimento do MPF de que critério puramente cronológico não deve prevalecer, pois desconsidera inúmeros fatores que compõem a maturidade da criança para receber a formação do ensino fundamental, como, por exemplo, a influência do meio familiar e cultural.

A União deverá comunicar a decisão a todas as secretarias de ensino dos municípios abrangidos pela Subseção Judiciária de Vitória da Conquista e à Secretaria de Educação do Estado da Bahia, no prazo de 15 dias, sob pena de multa diária no valor de dez mil reais. (Ascom/MPF)

22.1.12

A Lei sobre danos e reparos ambientais, tem em sua premissa, mostrar consciência relativa por parte do agente causador do dano de que o reparo jamais será igual e que terá sérias consequências de impacto ambiental sobre a não conformidade ocorrida.
Essa Lei pode até versar sobre condicionantes e tal, para que possamos mitigar e repor de forma linear com ações ecologicamente corretas a flora e/ou a fauna por ora danificado pelo agente causador e só.
Mas, o que foi danificado e supressivo terá a natureza como repor no tempo de forma rápida? Os impactos poderão causar de imediato na biodiversidade local?
Haverá o retorno das árvores que tiveram supressão vegetal em grande volume da mesma forma de antes?
Sabemos que no momento de imputar culpabilidade civil ambiental do dano e gerar um inquérito, devemos também observar que não é justo a compensação monetária da vítima, e, sim a prevenção do dano ecológico e a reintegração dos bens ambientais lesados, determinando condicionantes, indenizações e ações socioambientais inerentes ao evento.
Há maneiras diretas de reparar o dano ao meio ambiente com a recuperação de faixas ciliares, plantios de mudas, palestras, apoio nas ações de educação ambiental nas comunidades, apoio irrestrito na recuperação de áreas degradadas.
Entende-se por dano ambiental toda agressão contra o meio ambiente, causada por atividade econômica potencialmente poluidora ou por ato comissivo praticado por qualquer pessoa. (SIRVINSKAS, 2005, p.108).
Silvano Wanderley – Mestrando em Gestão e Auditoria Ambiental / Ambientalista.

19.1.12

Envolvidos em esquemas de falsificação de documentos públicos para, de forma ilegal, tornarem-se proprietários de imóveis – na maioria fazendas – localizados no município baiano de São Desidério, o empresário Marcos Valério Fernandes e mais 34 pessoas foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público do Estado da Bahia. Ele, seus sócios (Ramon Hollerbach e Francisco Marcos Castilho Santos), empresários de Minas Gerais, da Bahia e de São Paulo, agropecuaristas, agricultores, lavradores, advogados e oficiais de cartório estão sendo acusados pelos promotores de Justiça Carlos André Milton Pereira e George Elias Gonçalves Pereira de crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, uso de documentos falsos, entre outros.

Segundo os promotores de Justiça, diversas quadrilhas, que nem sempre tinham ligação, atuavam no esquema de criação de matrículas falsas de imóveis que, às vezes, nem existiam. Essas quadrilhas foram desarticuladas no início do último mês de dezembro durante a ‘Operação Terra do Nunca’, mas, até serem desmontadas, promoveram diversas falsificações de documentos nos cartórios de Barreiras e São Desidério, oeste baiano. As falsificações, relatam Carlos André e George Elias, eram efetivadas com o auxílio das oficiais de cartório Maria de Fátima Melo, Ana Elizabete Vieira e Nadir Tavares Botelho, que recebiam vantagens econômicas ilícitas para isso e foram denunciadas também pelo crime de corrupção passiva. Com o apoio das duas últimas, por exemplo, a empresa de Marcos Valério e Ramon Hollebarch conseguiu criar, a partir de um terreno de 360m² localizado em Barreiras, “cinco enormes propriedades rurais” em São Desidério. As escrituras públicas constantes nos autos, afirmam os promotores, eram elaboradas no tabelionato, repletas de falsificações e assinadas por um analfabeto e pelos dois empresários, que, aliás, “nunca vieram aos municípios de Barreiras e São Desidério”. (MPF/BAHIA)
A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta terça-feira (18) as leis que regulamenta as profissões de cabeleireiro, barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador (lei 12.592/12)e de turismólogo (Lei 12.591/12). A presidente, no entanto, vetou artigos dos projetos de lei que exigiam qualificação para o desempenho das atividades.

Em sua mensagem de veto, Dilma explica que, de acordo com a Constituição, é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, cabendo apenas impor restrições na hipótese de a atividade ser passível de causar algum dano à sociedade. A decisão de vetar, ressaltou a presidente, foi tomada com base em consulta aos ministérios do Trabalho e Emprego, da Justiça, da Saúde, à Secretaria-Geral da Presidência da República e à Advocacia-Geral da União. (Agência Senado)

18.1.12

A Prefeitura de Paulo Afonso está apoiando mais uma beldade Pauloafonsina que participará do Miss Bahia no dia 26 de Janeiro em Salvador . Dessa vez, Luana Flávia, 21 anos Técnica Ambiental representará a cidade de Paulo Afonso, consagrada como a Miss Paulo Afonso em Outubro de 2011.
Essa é a primeira vez que a Miss participará do evento, mas tem grande expectativa de fazer bonito no concurso. “É uma responsabilidade muito grande levar o nome da minha cidade e a beleza do meu povo para ser representando. Estou confiante que trarei um bom resultado” destacou Luana. O currículo da pauloafonsina já é grande em concursos de beleza, em 2011 obteve o 4º lugar no Miss Mundo Bahia, 1º lugar no Top Model Sesc Paulo Afonso, Miss Physicus, além da participação do Concurso Menina Fantástica. Para as garotas que sonham em chegar lá a Miss Paulo Afonso deixa a dica. “É importante ganhar experiência e jamais desistir de um sonho” enfatizou a Miss Paulo Afonso. (Com informações da Ascom/PMPA)
Comunicado do Ministério das Comunicações:
Inicialmente, o Ministério das Comunicações vai identificar se o possível estupro foi veiculado na TV Globo, emissora outorgada concessionária do serviço de radiodifusão de sons e imagens, fiscalizada pelo ministério, ou apenas nos canais de TV por assinatura, fiscalizados pela Anatel, nos termos da Lei Geral de Telecomunicações - LGT.
Já foi solicitada à TV Globo a gravação da programação veiculada nos dias 14 e 15 de janeiro de 2012, para degravação. As imagens serão analisadas e, se estiverem em desacordo com as finalidades educativas e culturais da radiodifusão e com a manutenção de um elevado sentido moral e cívico, não permitindo a transmissão de espetáculos, trechos musicais cantados, quadros, anedotas ou palavras contrárias à moral familiar e aos bons costumes, expondo pessoas a situações que, de alguma forma, redundem em constrangimento, ainda que seu objetivo seja jornalístico (art. 38, alínea "d" do Código Brasileiro de Telecomunicações - Lei n˚ 4.117/62 - c/c art. 28, item 12, alíneas "a" e "b" do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão - Decreto n˚ 52.795/63), será instaurado Processo de Apuração de Infração neste ministério, cujas sanções cabíveis incluem a interrupção dos serviços (Parágrafo único do art. 63 e multa nos termos do art. 62 do mesmo Código).
Paralelamente, foi solicitado à Anatel que faça também a verificação da veiculação nos canais de TV por assinatura.

17.1.12

Até o meio-dia desta segunda-feira, o Programa Universidade para Todos (ProUni) recebeu inscrições de 553 mil candidatos interessados em uma das 195 mil bolsas de estudo disponíveis para o primeiro semestre deste ano. Os interessados podem se inscrever até as 23h59 de quinta-feira, exclusivamente pela internet.
O estado com maior número de inscrições até o momento é São Paulo, com 220.696 candidatos. Em seguida, vêm Minas Gerais, com 122.601; Rio de Janeiro, com 74.078; Bahia, com 72.297; e Rio Grande do Sul, com 72.058. Podem participar do ProUni estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral em escola particular. Também é necessário ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 e alcançado pelo menos 400 pontos na média das provas objetivas e não ter zerado a redação.

Do total de bolsas oferecidas, 98 mil são integrais e 96 mil, parciais, que custeiam 50% da mensalidade. O benefício integral é destinado àqueles com renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais podem ser pleiteadas por quem tem renda familiar per capita de até três salários mínimos. (Correio do Brasil)
Informes de agências de notícias que circularam nesta segunda-feira na Líbia, na Sérvia e na Rússia relatam a primeira aparição do coronel Muammar Gaddafi após a notícia de sua morte, durante os conflitos ocorridos naquele país, ano passado. De acordo com a agência internacional de notícias RicTV, Gaddafi teria falado aos líbios na transmissão da uma rádio argelina.
O líder líbio, que teve sua morte atestada por meios oficiais do novo governo daquele país, estaria vivo, na verdade, e refugiado no país vizinho, de onde articularia uma reação à tomada do poder por tribos rebeldes que contaram com o apoio das forças da Organização do Tratado Atlântico Norte (Otan). Estas mesmas fontes garantem que o homem confundido pelos rebeldes era um primo distante de Gaddafi, chamado Ali Madzid Al Andalus. O sósia era famoso em Sirte, onde vivia e morreu, por sua aparência similar à do então governante. Ouvida pela agência RicTV, a família dele confirma sua morte em 20 de outubro do ano passado, mesma data atribuída ao assassinato de Gaddafi. Fontes independentes também confirmaram aos jornalistas que o dirigente líbio estava distante de Sirte em 20 de outubro. (Correio do Brasil)
O livro de Amaury Ribeiro Jr. estava anunciado havia tempo. Desde que a velha mídia quis culpar o autor, numa espécie de habeas corpus preventivo encomendado por José Serra, de montar um dossiê contra o então candidato tucano à Presidência da República. No entanto, talvezA Privataria Tucana não fizesse tanto sucesso não fosse o extraordinário silêncio das principais famílias da chamada grande mídia. Dizia-me um amigo, jornalista dos bons, que caso saísse com aquele título e com todas as páginas em branco, o livro causaria estardalhaço de qualquer maneira pelo escândalo do silêncio.

Diríamos que a velha mídia desconhece os novos tempos. Parece não saber que deixou de falar solitariamente. Há outros atores no pedaço, que não podem mais ser ignorados, subestimados, como ela o faz. Há as exceções da grande mídia, como CartaCapital, como Terra Magazine, há os blogueiros progressistas e há as impressionantes redes sociais, que se comunicam horizontalmente, não esperam mais a palavra de ordem dos vetustos senhores midiáticos.
As redes sociais divulgam o que consideram apropriado, tornaram-se mais capazes de captar o que é notícia do que eles, os comunicadores de antanho, que se acreditam ainda senhores da capacidade de decidir o que é e o que não é acontecimento digno de ser noticiado. Houve choro e ranger de dentes quando as redes sociais elevaram sua voz, disseminaram-na, provocando colunistas, tevês, jornalões, revistas, todo o conservadorismo midiático, sobre o porquê daquele silêncio.

O silêncio tornou-se um escândalo. Afinal, em poucas horas o livro tornara-se um best-seller, não poderia ser ignorado. E não poderia, além de tudo, porque revela, de maneira muito clara, uma parte ponderável do escandaloso processo de privatização levado à frente pelo governo neoliberal de Fernando Henrique Cardoso que envolveu, de maneira absolutamente comprovada, o ex-governador de São Paulo e ex-candidato a presidente da República, José Serra. Tanto quanto sua filha, Verônica Serra, ao lado de vários outros atores importantes, sócios de Serra, mesmo que não formais. Há, aliás, um capítulo dedicado a isso: “Os sócios ocultos de Serra”, agora não mais ocultos.

Não poderia ser ignorado, vírgula. Afinal, o livro mexe com as vísceras de um projeto político e econômico que envolvia a velha mídia de modo direto, pois ela fora, uma parte dela, beneficiária do processo de privatização, e não podia, portanto, usar critérios jornalísticos diante da publicação, critérios que, aliás, abandonou de há muito. Melhor calar. Melhor persistir em sua impressionante partidarização, em sua filiação tucana, ao menos filiação econômica. Melhor fazer de conta que nada acontecera. Melhor acreditar que, não noticiando, o fato não existe.

E vamos ser claros: a velha mídia tem identidade profunda com o pensamento neoliberal, e não por acaso sempre combateu o governo Lula e combate agora o governo da presidenta Dilma. Tem lado, isso não se pode negar. O autor, no capítulo “O indiciamento de Verônica Serra”, ao abordar a fantasiosa versão da campanha presidencial passada, quando a velha mídia falava nas supostas tentativas de violação do sigilo fiscal dos apoiadores do candidato tucano, diz que “pela primeira vez, de modo tão escancarado e comovente, a mídia revelou sua alma serrista”. Aqui, um reparo: não foi a primeira vez. Isso vem de longe.
A tática do silêncio, do encobrimento de fatos jornalísticos, que às vezes funciona, nesse caso foi um equívoco grave. Tornou o livro muito mais impactante. Foi uma correria às livrarias. Estas e o editor se viram em palpos de aranha para atender aos milhares de solicitações, logo que a primeira edição de 15 mil exemplares se esgotou. O silêncio dos senhores midiáticos foi parcialmente responsável por esse sucesso. Tiro no pé. E a velha mídia viu-se à beira de um ataque de nervos.

Sabe-se, afinal tudo transpira, que Serra chegou a ligar para um colunista, de sua amizade, e não são poucos os bons companheiros dele na velha mídia, para agradecer a defesa que o conhecido jornalista fizera dele mas, encarecidamente, pedia-lhe que não abordasse mais o assunto, nem para defendê-lo. Melhor calar.

Nas redações dos jornalões, as discussões se acirraram, o mesmo nas tevês, nas revistas. Afinal, todos estavam nus, no meio do estádio lotado, e a torcida gritando, pedindo gol. Os que resolveram noticiar alguma coisa o fizeram de forma envergonhada, e sem ir a fundo, e tentando encontrar algum meio de defender Serra, sua filha, seus parceiros. Diríamos, sem a pretensão de parafrasear ninguém: uma vergonha.

As redes sociais, os blogs progressistas, CartaCapital, Terra Magazine, entre outros, já falaram muito sobre o livro, e bem. Encontraram um amplo espaço, aberto pelo estrondoso silêncio. Seria pretensioso e redundante fazer uma resenha. Registro apenas que é um trabalho jornalístico precioso, típico de um repórter aplicado, meticuloso, que mergulha atrás das provas, que documenta tudo, que vasculha, que não subestima os fatos, como deve ser todo bom jornalista. Não denuncia de maneira irresponsável, como tem acontecido tanto ultimamente. Não trabalha na linha do teste de hipóteses de um Ali Kamel. Claro que qualquer publicação está sujeita a críticas, mas inegavelmente esta tem muito mais méritos que defeitos.

Serra e seus bons companheiros estão pagando o preço de ter subestimado o autor. Apressaram-se em atacá-lo durante a campanha, como se fossem vítimas, especialmente Serra e sua filha, e agora estão sentindo o peso da verdade, absolutamente documentada. Aparece ali toda a voracidade tucana de desmontar o Estado brasileiro, de vender as estatais a preço de banana, numa operação política e econômica balizada pelo Consenso de Washington, que levou nações pelo mundo afora à bancarrota, e seus povos à miséria. O livro, no entanto, não trabalha com esse específico enfoque.

O que quer, e consegue, é demonstrar como o tucanato, a família Serra na linha de frente, confundiu inteiramente os negócios públicos com os privados, privatizou o dinheiro público, subordinou os interesses nacionais aos grandes grupos econômicos interessados na privatização. E como recolheu avidamente as sobras polpudas desse processo, de modo direto, escandalosamente, como o demonstra a impressionante massa de documentos que o autor apresenta.

Verônica e seu marido, Alexandre Bourgeois, o quase-primo José Marin Preciado, Ricardo Sérgio de Oliveira, Vladimir Antonio Rioli foram os principais operadores de Serra. A quem não domina isso de perto, impressiona o jogo de prestidigitação financeira das operações, as viagens do dinheiro que sai do Brasil e volta, as mirabolantes operações de lavagem de dinheiro público, as incontáveis empresas offshore (ou empresas-camaleão), que servem a esse fim, as tentativas de apagar as pistas, agora desmascaradas pelo livro. O dinheiro público apropriado para fins de acúmulo patrimonial privado parece, como diria o autor, ter vida própria, está sempre mudando de nome, de endereço, de forma.

O esquema Serra parece ter alguma forma de magia: seus operadores tiram sempre da cartola uma maneira de esquentar o dinheiro conseguido ilegalmente. Foi, como diria a chamada de primeira página do livro, o maior assalto ao patrimônio público brasileiro. E documentado, fartamente documentado, provado. E há sempre, mais do que comprovada também, a presença de um personagem constante na vida dos escândalos brasileiros, Daniel Dantas, sócio de Verônica Serra.
Esta, aliás, devidamente indiciada pelo crime de violação do sigilo bancário de 60 milhões de brasileiros em janeiro de 2001, no apagar das luzes do governo Fernando Henrique Cardoso. A empresa Decidir do Brasil, nascida de uma sociedade em Miami entre Verônica Serra e sua xará Verônica Dantas, irmã e sócia do banqueiro Daniel Dantas, conseguira a proeza ao assinar um convênio com o Banco do Brasil.

Como se vê, o Estado brasileiro, então, estava devidamente privatizado, entregue aos interesses de uma família e seus operadores. Também a Iconexa S.A., empresa de Alexandre Bourgeois, o genro de Serra, foi indiciada em 2005 pelos crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de bens. A nossa velha mídia não viu nada disso. Não queria ver, fazia questão de não ver. Afinal, não se constituíam em fatos jornalísticos na sua ótica partidarizada. Atingia o coração do tucanato.

O esquema de corrupção montado por Serra e seus operadores não dispensou a ajuda de agentes da Polícia Federal nem de ex-membros da repressão política à época da ditadura. É certo que Serra mudou muito, deu um giro de 180 graus em suas posições políticas. Da Ação Popular ao PSDB foi um longo caminho percorrido, vindo da esquerda para a direita. Mas o livro mostra que ele se apropriou dos métodos da própria ditadura, e foi buscar ajuda entre aqueles que participaram do aparato repressivo contra a esquerda brasileira.

Assim, valeu-se não só de Marcelo Itagiba, ex-deputado federal e delegado federal, como também de Ênio Gomes Fontelle, conhecido como “Doutor Escuta”, ex-oficial da chamada comunidade de informações organizada pelos militares, mais precisamente do Serviço Nacional de Informações. Serra sempre foi muito bom na construção de dossiês, sempre teve gente especializada nesse trabalho. E por isso, para tentar esconder o que fazia, denunciava os adversários de cometer o crime que rotineiramente praticava.

Uma coisa é certa: estamos diante de um livro indispensável para a compreensão do que foram os anos de Fernando Henrique Cardoso e José Serra. Do que significou o neoliberalismo no Brasil. De como foi montada uma operação familiar para assaltar os cofres públicos. De como se fizeram fortunas fáceis. Afinal, não há experiência neoliberal na América Latina que não tenha se valido de tais expedientes. É uma prática intrínseca ao projeto.

O livro também deixa claro como a velha mídia brasileira se associou a essa empreitada, sem vacilações. Por questões políticas, ideológicas e, nenhuma dúvida, materiais. Houve tentativas de desqualificação do trabalho, anteriormente ou a posteriori, com a publicação já nas ruas. Equivocadas, de modo geral. Houve os que disseram tratar-se apenas de um trabalho decorrente das contradições, aliás nada desprezíveis, entre os tucanos Serra e Aécio. Se estas contaram, não foram essenciais, pois o autor se dedicava ao texto havia mais de uma década.

Por cima de tudo isso, e desmontando todas as tentativas de desqualificação, o livro se constitui num tapa na cara dos que assim agiram, um soco no estômago. Concorde-se ou não com ele, concorde-se no todo ou em parte, veio para ficar. Torna-se uma referência essencial quando quisermos visitar a década perdida, a dos anos 1990. Perdida para a maioria. Ganha para uns poucos, aqueles que protagonizaram o maior assalto ao patrimônio público de nossa história.

Emiliano José é jornalista, escritor, deputado federal (PT/BA)

16.1.12


Essa pode ser considerada uma idéia Genial da Prefeitura de Piranhas em Alagoas. A reativação da estrada de ferro do município. O percurso de 11 Km irá ligar o Centro Histórico de Piranhas até o lago de Xingó,tornando-se mais um atrativo turístico da região. O projeto começará a ser executado com a chegada dos trilhos e em seguida a Maria-Fumaça será implantada.

A chegada da Maria-Fumaça está prevista para o próximo dia 26 de janeiro. A primeira remessa dos trilhos já está no município e em breve irá viabilizar o primeiro quilometro da linha férrea turística, com ponto de origem na Esplanada do Recinto, no Centro Histórico. De acordo com o Secretário Municipal de Planejamento, Breno George, ainda este ano serão contratados mais R$ 3 milhões, assegurados pela emenda do Senador Benedito de Lira e Ministério do Turismo.

O Secretário Municipal de Infra-Estrutura Claudio Monteiro, informou que o trajeto do trem será finalizado no circuito do terminal turístico que será construído às margens do lago da Hidroelétrica de Xingó. Para a prefeita Mellina Freitas, a iniciativa de reativar o trecho da linha férrea que margeia a serra à beira rio, será mais um impulso significativo para a geração de emprego e renda no setor turístico do município. “Esse é mais um sonho que estamos começando a realizar, pois estamos sempre pensando em melhorias para o nosso município”, declarou ela. (com informações da Ascom/Piranhas)
A televisão é dos meios mais importantes de comunicação na história da civilização e se bem utilizada, traz benefícios imensuráveis para a formação do homem no campo da cultura, da educação, dos esportes, entretenimento, formação política e por ai afora.
No modelo neocapitalista como acontecera no modelo capitalista, à busca desenfreada pelo lucro impõe a perda do controle de qualidade e a televisão brasileira, especialmente a aberta, tem um apetite voraz para apresentação de programas de baixa qualidade, dilacerando os valores da sociedade e pondo em risco os princípios que regem a família.
A TV Globo que efetivamente tem qualidade técnica e mão de obra qualificada se tornou a mais influente na sociedade brasileira, impondo modas, alterando costumes, determinando em várias situações o cotidiano da sociedade brasileira e as telenovelas são o maior exemplo. As demais emissoras televisivas não ficam por menos e o mais importante é o índice de audiência em detrimento da qualidade.
A TV Globo está, salvo engano, na 15ª edição do BBB, programa que vem chamando a atenção e acompanhado 24 horas por dia pela Internet, um verdadeiro bordel a céu aberto onde se reúne de tudo. Como não há cenas explícitas de sexo não se poderá falar em programa pornô, ficando mais bem enquadrado como programa erótico já que por debaixo dos edredons se desenrolam e são induzidas cenas de sexo em horário nobre. Pedro Bial, um dos melhores apresentadores da TV brasileira, jogado como apresentador dos BBB, em programa recente foi indagado se gostava de vê TV e ele respondeu que sim. Que gostava de assistir os piores programas de TV, quando Boni, ex-globo, também presente, disse que sendo assim ele assistia o BBB.
Como a TV Globo vem sendo perseguida pelas concorrentes e em vários programas já foi batida pela TV Record do Bispo Edir Macedo, para manutenção do seu alto índice de audiência retirou da Rede TV os programas de luta livre com suas denominações UFC, MMA e outras que não as entendo, entregando a narração a Galvão Bueno sua maior estrela da narração esportiva. Não nos colocamos no Coliseu de Roma porque ali, conforme autorização imperial, um gladiador poderia ou não tirar a vida do gladiador oponente perdedor. Confesso que assisti ainda na Rede TV algumas lutas e fiquei horrorizado com a violência das lutas e a carnificina resultante com sangue para todo lado.
Embora aficionado por Boxe, a nobre arte, quando de alto nível, mesmo reconhecendo que o esporte é violento pelas sequelas deixadas para os boxeadores onde já houve casos de morte, a sua violência não chega aos pés da carnificina encontradas na UFC, MMA e outras categorias.
Ambos os programas, BBB e UFC são exemplos de como a TV não deveria ser utilizada. Vejo a televisão aberta nos programas de notícias e eventos esportivos. Nos demais horários prefiro percorrer a TV Brasil, TV Cultura e TV Escola. Nas TVs do Senado, Câmara e Justiça são apresentados excelentes programas, notadamente os documentários e programas musicais que valorizam as culturas regionais.
Se a TV Globo optou pelo bordel e pela carnificina, há um fenômeno atual do simples que deu certo. Refiro-me ao hit de Michel Teló ”Ai se eu te pego”.O cantor sulino e de música sertaneja gravou uma música simples e voltada apenas para ser curtida nos embalos jovens, descompromissada, e de um momento para outro estourou no plano internacional a partir da exibição de vídeo na internet de Marcelo e Cristiano Ronaldo, boleiros do Real Madrid. Em diversas partes do Mundo os gols estão sendo comemorados com gestosda música de Teló e a musica já recebeu versões no hebraico, polonês, alemão, dinamarquês e se tornou uma febre no cenário musical e vemliderando os ranking das mais tocadas em vários países.
Alguns dirão que a música é sem qualidade e não representa o melhor da música brasileira. Certo. Teló não é nenhum Vila Lobos, Tom Jobim, Vinicius de Morais, Toquinho, Caetano Veloso, Chico Buarque, Tom Zé, e isso pouco importa, o importante é se divertir. Teló é o simples queem determinado momento deu certo.
COPINHA PAULO AFONSO. Sexta-feira encontrei Beto da Liga inconformado. A 15ª edição da Copinha Paulo Afonso de Futebol que aconteceria agora no mês de janeiro não mais acontecerá. Segundo ele, o Município se recursou a ceder 08 Escolas para acomodar as delegações vindas de outros Estados quando o pedido fora formulado em julho e reiterado em novembro. Já estavam confirmadas delegações de diversos Municípios da Bahia e dos Estados do Pará, Sergipe, Alagoas, Pernambuco e da crônica desportiva centrada no Sul do País. O evento do ano passado carreou para Paulo Afonso mais de 1.500 pessoas em delegações, além de turistas voltados para o evento, olheiros de futebol e outros profissionais do esporte. Em anos anteriores já defendi a inclusão da Copinha promovida por Beto no Calendário de eventos da cidade a receber amplo apoio do Município e do empresariado local. A falta de visão impediu o evento. A Copinha de Futebol de Paulo Afonso está para o Nordeste como a Copinha de São Paulo está para o Brasil. Inúmeros jogadores saídos da Copinha de Beto atuaram e atuam em diversos Clubes Brasileiros e do Exterior. Creio que o Dr. Anilton em ano de reeleição deveria chamar a coisa nos eixos. Não é porque o evento não é da iniciativa do Município que não deva ser realizado.
Paulo Afonso, 15 de janeiro de 2012.
Fernando Montalvão (montalvao@montalvao.adv.br).
Titular do escritório Montalvão Advogados Associados.

15.1.12

Hoje (15) durante a manhã, mais precisamente às 8h e 44 minutos, duas pessoas da empresa AFA que presta serviços a Chesf – Companhia Hidrelétrica do São Francisco estavam puxando um cabo guia de 230 mil Volts na PA III, conhecida como Nova Zebu, que fica do lado Alagoano, quando houve um acidente grave quando se chocou com a rede energizada.
No local onde ocorreu o acidente houve incêndio em toda a área ao redor
As duas foram encaminhadas ao hospital Nair Alves de Souza. Uma delas está gravemente feriada com queimaduras por todo o corpo continua no Centro Cirúrgico. A outra está internada, mas também com queimaduras pelo corpo.
A falta de energia em toda a região durou ate às 10h e 05 minutos, quando foi restabelecida completamente.
O crescente interesse de estrangeiros em vir para o Brasil, aproveitando o bom momento econômico do país, levou o governo a encomendar um projeto para alterar a política de imigração: a meta é flexibilizar as regras de concessão de vistos de trabalho e facilitar a entrada de profissionais qualificados. De janeiro a setembro de 2011, o governo concedeu 51 mil autorizações de trabalho para estrangeiros, 32% a mais do que em 2010. Só uma multinacional de recrutamento on-line tem cadastrados 400 mil currículos de pessoas interessadas em trabalhar no Brasil, dos quais 80 mil foram enviados ano passado. Coordenador da equipe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) que elabora a nova política, Ricardo Paes de Barros diz que a ideia é estender tapete vermelho para os europeus desempregados pela crise e estabelecer limites para a entrada de imigrantes que fogem da pobreza - como vem acontecendo com os haitianos. (O Globo)
Enquanto isso, os brasileiros são barrados ou expulsos da Espanha.
Decididamente o mundo passa por uma revolução nas relações humanas. Após a criação da internet, esse novo mundo virtual começou a levar as pessoas a terem contato com outras de todos os cantos e recantos no planeta. Agora é possível ter amigos mesmo que nunca os tenha visto ou vá conseguir vê-los pessoalmente. Isso parece não importar para um grupo de pessoas que vivem quase que sua vida, agora virtualmente.
Com o barateamento dos computadores, a criação de Redes Sociais feitas para pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que querem partilhar objetivos comuns. Houve uma mudança significativa para um grupo que buscava ser ouvido e visto. Se antes o Bate-papo se resumia as salas de portais de notícias com do UOL, ou ao ICQ “Eu Procuro Você” (I Seek You), pioneiro em mensagem instantânea e que depois de copiado pela Microsoft virou o MSN. Hoje, quem tem computador e passeia pela Rede, não consegue viver sem ele. Encontra-se “amigos” e como em um passe de mágica, minutos depois já se está falando na maior intimidade.
Essa enxurrada de opções de comunicação entre as pessoas invadiu de vez o dia-a-dia de cada um que vive esse mundo virtual. Twittwe, ICQ, MSN, Orkut, Facebook, Google +, Blog, Site, Flick... Eu contabilizei mais de 311 possibilidades onde se pode conviver virtualmente nesse mundo novo. Seria essa a nova Ordem Mundial? Onde as pessoas se despem de seus pudores e buscam os seus 15 minutos de fama como preconizou Andy Warhol, “No futuro toda a gente será famosa durante quinze minutos”. Vejo essa busca em muitos daqueles que vivem virtualmente. São os que eu chamo de “especialistas em tudo”. Se o assunto é política, lá está a pessoa a dar a sua opinião sem respeitar o contraditório. Se for futebol, ela conhece tudo. Saúde? Sabe de cada problema enfrentado pelo governo! Sobre Cuba essas pessoas falam com propriedade de quem vive na Ilha de Fidel. E assim o é para todos os assuntos levantados nas redes sociais. Muitas delas tornaram-se intrasigentes. Não aceitam questionamentos e caso isso aconteça, parte para o ataque logo que questionadas. Com elas, não fale de religião. Gritam que o “estado é laico”, mas professam a religião do ateísmo.
Mas há um mundo fora da Vida Virtual para todos nós. E esse quando branco em frente aos seus olhos, onde letras são colocadas e formam palavras não substituem a família, os amigos de infância, os amigos que encontramos ao longo de nossas vidas. Dentre esses, muitos são conquistados nessas redes, mas que se fortalecem e se materializam quando nos conhecemos pessoalmente. Viver esse mundo virtual está criando uma categoria de pessoas deslocadas do mundo real. Mas é nas ruas, no trabalho, no babá de fim de semana com os amigos que o mundo verdadeiramente acontece. Outro é o mundo de Tron onde pessoas vivem entre Bits – Dígitos Binários (BInary digiT).
A rede serve também para mobilizar, desmentir boatos, mostrar a todos a sua opinião, suas idéias e criações e encontrar pessoas que podem vir a serem novos e queridos amigos, pode ate mobilizar para “marchas”, mas esse mundo virtual não é nada sem o contato real para quem busca amizades. Há um mundo fora das redes sociais.

14.1.12

Após uma longa reunião na manhã deste Sábado, 14/01, no auditório do Colégio Agrícola em Poço Redondo, O Prefeito Frei Enoque renuncia ao cargo.

Em seu discurso, Frei Enoque exaltou o seu vice Roberto e disse que ele é a pessoa certa para dar continuidade ao seu trabalho, pedindo ao povo para aceita-lo como Prefeito e também como seu próximo candidato.

O motivo da renuncia segundo Enoque foi a Igreja. Na escolha entre um e outro ele resolveu ficar com a Igreja afirmando que é a sua família junto com o povo e é desse lado que ele pretende ficar.

Enoque falou ainda das dificuldades e de seu sucesso na administração de Poço Redondo durante Três mandatos, ressaltando dizendo que nem todos os políticos são ladrões e citou exemplos de Manoel de Rosinha e Aragão que segundo o Frei hoje eles tem menos do que quando não era Prefeito.

O Frei anunciou oficialmente para mais de 200 pessoas presentes no auditório que, só fica no comando da Prefeitura de Poço até o dia 31 de Janeiro do corrente ano e que no dia 01 de Fevereiro o seu vice Roberto Araújo assume. (Welder Ban/Soudemontealegre)

13.1.12

Oposição identifica manobra de quem quer atrapalhar um acordo.
Há alguns dias surgiu à notícia em alguns meios de comunicação local, principalmente na internet, a notícia da “candidatura” de Antônio Martins a prefeito de Paulo Afonso/BA pelo Partido Progressista. Como que em um passe de mágica, para algumas lideranças, o nome foi “plantado” com uma única finalidade, criar duvidas entre eles e dividi-los.
Identificado o problema, as mesmas lideranças chamam a atenção para as notícias que estão sendo colocadas para atacar lideres da oposição. Para eles, tudo isso faz parte de uma só campanha. É a de criar o maior número de embaraços aos mesmos. E de onde parte, “o quartel” já teria sido identificado.
Segundo o Vereador Daniel Luiz “não há nada que possa impedir a união da oposição este ano. Nós já estamos vacinados contra esse tipo de propaganda”.
E que o principal é ter um candidato forte da oposição.

Hoje (13) o deputado estadual pelo PP – Partido Progressista esteve em Glória, onde sua mãe é a prefeita e lá ele disse que a candidatura a prefeito na cidade de Paulo Afonso está descartada neste momento.

Segundo quem esteve ao seu lado, quando Junior foi perguntado se iria ser candidato a prefeito, ele foi firme ao negar tal postulação. “Não sou candidato. O PP tem nome, que não é o meu. Mas o que vamos discutir com a oposição é o nome mais forte para vencer as próximas eleições em Paulo Afonso”, disse o deputado.

Dessa forma, estaria se encerrando as especulações que há meses vinham acontecendo. E confirma a afirmação feita pelo seu pai durante a semana passada, no restaurante Barbacoa em Salvador. Que naquele momento deixava claro que pensa para o filho, vôos mais autos em nível de Bahia.
Eles pedem a “Convocação Já!” de todos os 1.800 aprovados no concurso municipal.
Marcada para hoje, a caminhada pelas ruas da cidade em direção a Prefeitura de Paulo Afonso para pedir a “Convocação Já!” de todas as 1800 pessoas que foram aprovadas no concurso público realizado pelo município, saiu às 10h da manhã da Igreja Nossa Senhora do Socorro se resumiu a distribuição de panfletos.
No panfleto os aprovados dizem que “chegou a hora da sociedade se aliar aos concursados”. Fazem a convocação aos pauloafonsinos para que os apóie, já que estudaram, fizeram e foram aprovados no concurso. Fiscalizado por várias entidades, dentre elas a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil e pelo MP – Ministério Público local. Que disseram a época não te havido nenhuma irregularidade no mesmo. E foi uma ação do mesmo MP que julgada pelo Superior Tribunal de Justiça deu ganho de causa a todos. Mandando o prefeito admitir os aprovados e demitir todos os que ocupam suas vagas atualmente.
A comissão que vem conduzindo o trabalho de mobilização e os vereadores que fazem oposição ao prefeito Anilton Bastos, afirmam que o mesmo vem desafiando a Justiça Brasileira. Essa afirmação se baseia, segundo eles, porque, derrotado por duas vezes no Tribunal de Justiça da Bahia, não cumpriu ate o momento a decisão da corte. Sempre usando artifícios para protelar “o inevitável”.
A comissão dos aprovados promete continuar unida e mobilizando a todos. Eles discutem atualmente qual a maneira mais drástica a ser tomada para que a justiça, o prefeito, a sociedade e o Brasil possam saber o que vem acontecendo aqui em Paulo Afonso.

12.1.12

Com a possibilidade da convocação agora em fevereiro de todas as pessoas aprovadas no concurso público da Prefeitura de Paulo Afonso na Bahia. Aqui está a lista oficial com o nome de todos e a classificação para os cargos.
Espero estar dando uma contribuição, tanto aos aprovados quanto a própria prefeitura que pode não ter em mãos a real situação.
E se em fevereiro, como todos os aprovados esperam, forem convocados, eu quero o meu picolé de limão que apostamos.
Clique aqui e vá à lista oficial.

11.1.12

A Comissão dos concursados da Prefeitura de Paulo Afonso agradece a todos os que participaram da reunião realizada ontem , no SINERGIA. Ficamos felizes ao notar que ainda há tanto interesse dos pauloafonsinos em relação a nossa nomeação.
É para tanto que temos nossa próxima mobilização marcada para a próxima Sexta-feira , pela manhã, em frente a Igreja Perpétuo Socorro, a fim de mostrar novamente ao gestor da cidade que seus atos ao longo desses anos de governo atrapalhado tem prejudicado tantas familias pauloafonsinas e não estamos esquecidos.
Portanto , companheiros, rumo à vitória.
Daniele Rodrigues.
O deputado Bira Corôa (PT), presidente da Comissão de Promoção da Igualdade do Legislativo estadual, parabenizou a atitude da delegada Elza Bonfim em ter agido de acordo com a lei ao flagrar ato de racismo em um supermercado de Salvador. Na última sexta-feira (6), a delegada deu voz de prisão a uma cabeleireira que ofendeu a operadora de caixa do estabelecimento, chamando-a de “preta e burra”.

Em ofício encaminhado com cópia para o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e o delegado geral da Polícia Civil, Hélio Paixão, o parlamentar disse que atitudes como a de Elza precisam ser destacadas e divulgadas para promover uma reflexão na sociedade. Bira Corôa reforça que a ofensa sofrida pela trabalhadora não se apaga facilmente, mas a atitude da delegada “contribui para diminuir o sentimento de impunidade e promover o combate a práticas de intolerância e preconceito racial”.

A lei 2.848, em seu artigo 140, determina para crime de injúria – com a utilização de elementos referentes à cor, raça ou etnia – uma pena que varia de um a três anos de detenção e multa.
A Prefeitura Municipal de Piranhas/AL, inscrita no CNPJ sob o Nº 12.225.546/0001-20, torna público o resultado da 1ª Etapa do processo seletivo, para preenchimento de 06 (seis) vagas de Aprendiz (Guia Ambiental Mirim) do Parque Ecológico Pedra do Sino.
Os Classificados deverão comparecer a Secretaria Municipal de Pesca e Meio Ambiente entre os dias 10 e 13 de janeiro de 2012, das 08h às 12h e das 13h às 17h munidos de documentos solicitados no edital.
1. Aline de Oliveira (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
2. Dalbert de Freitas Pereira (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
3. Daniela Silva Feitosa (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
4. Débora Ferreira de Lima (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
5. Hélio Júlio Lima (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
6. Janerson Luiz Ponciano da Silva (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
7. João Vinicius Ventura Acioli (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
8. Lucas Vinícius dos Santos (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
9. Mamupirag de Oliveira Trajano Filho (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
10. Maria Damina Rodrigues Araújo (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
11. Pedro Henrique Silveira Teixeira (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes)
12. Roberta dos Santos Rodrigues (Esc. Mun. Profa. Ivan Fernandes). (Ascom/Piranhas)
Foram realizadas no último domingo (08), as Eleições Diretas para a escolha dos 05 membros e suplentes do Conselho Tutelar dos Municípios de Abaré, Chorrochó e Macururé. A eleição aconteceu de 08h às 17h.

A apuração dos votos de Abaré foi realizada na manhã desta segunda-feira (09) no Fórum Drº Olinto Lopes Galvão, na Comarca de Chorrochó, sob acompanhamento da Promotora de Justiça de Chorrochó Drª Ana Patrícia.

Abaré, os conselheiros eleitos foram Junior com 894 votos, Albani com 818 votos(reeleita), Erineide com 686 votos(reeleita), Rozânia com 677 votos, Sirlene 656 votos.

Total de votos apurados 1.664, Brancos 06 e Nulos 16.

Chorrochó: Os conselheiros eleitos foram Josivânia com 434 votos, Regiane 187 votos, Maria Cleonice 180 votos(reeleita), Fabiana 179 votos, Charles 162 votos.

Total de votos apurados: 2.576; Brancos: 36; Nulos: 68.

Macururé: As eleições para conselheiro tutelar do município vão ser investigadas e provavelmente serão anuladas pelo Ministério Público devido a várias denuncias de irregularidades na votação,ainda será divulgada uma nova data para as eleições de conselheiros tutelares de Macururé.

Os eleitos serão nomeados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes, em sessão solene,local e data a ser publicado. (Grande Rio)
Duas pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em um acidente na BR-116, próximo à cidade de Tucano, a 252 quilômetros de Salvador. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor de uma veículo de modelo Fiat/Strada perdeu o controle e bateu no fundo de um Celta/Chevrolet deixando duas pessoas mortas.

O acidente aconteceu por volta das 17h20 desta terça-feira (10) no km 262,4 da rodovia. Segundo a PRF, Cleide Selma de Jesus, 40 anos, e Cláudio da Conceição, 27 anos, estavam sentados nos bancos de trás do Celta sem o cinto e morreram com o impacto da batida.

Os outros ocupantes do veículo Valdenilson Ferreira dos Santos, Edvaldo Santos Silva, 26 anos, e Valdeniro Santos de Jesus, 15 anos ficaram feridos e foram encaminhados para o hospital municipal de Ribeira do Pombal. O condutor do Strada, Jaelson de Almeida Luís, 38 anos, também ficou ferido e foi levado para o hospital municipal de Euclides da Cunha. (Correio da Bahia)
Não existe obra nenhuma sendo construída em Salvador, sede da Copa de 2014, além do Estádio. Fico me perguntando: como as pessoas vão chegar ao estádio? Como vai ficar o acesso ao Dique e pelo Dique do Tororó? A Estação da Lapa vai ficar do mesmo jeito? E vai ter segurança? E as pessoas vão conseguir ir de carro ao Estádio? Enfim... elabore você mesmo algumas perguntas, e se pergunte se já existem respostas visíveis.

O pior de tudo, no final, é essa cultura gerada do "para 2014...". Salvador é uma cidade que urge soluções, e não dá para esperar para a Copa. Por isso, o Salvador PráJá! está lançando a campanha "#Salvador Dois Mil e Já! - Não deixe para 2014, o que tem de ser feito Agora!"

Por exemplo...

Eu tenho certeza que o Metrô já está pronto. Mas a última notícia é que só será inaugurado no segundo semestre. Sintomaticamente, em um ano de Eleições Municipais, que ocorre de Junho a Outubro (ou provavelmente Novembro, no caso de Salvador com segundo turno). Isso não lhes sugere algo?

Leia mais no Blog Salvador Prá Já. http://www.salvadorpraja.com.br/
Esse é o entendimento do advogado das pessoas que querem assumir os postos de trabalho.
Ontem (10) ao dar as explicações aos concursados, sobre qual o processo que teria ganho a causa no STF – Superior Tribunal Justiça e quais as providências que ainda podem ser tomadas, o advogado Celso Pereira disse que ainda caberá, coso o prefeito Anilton queira um último recurso. Mesmo sabendo que não obterá êxito.
As mais de 500 pessoas que passaram pelo Sinergia, também foram informadas de que a ação que deu o ganho de causa foi a proposta pelo Ministério Público local. Que neste caso manda o prefeito convocar imediatamente, assim que for notificado, todos os aprovados no concurso e demitir todos os terceirizados que estão ocupando as vagas temporariamente.
Diante de todos que lá estavam Celso disse que, “existe mais um ato, que nós chamamos no direito de agravinho, um agravo regimental”. Que se o prefeito (município) se julgar prejudicado pela decisão do presidente do supremo, terá cinco dias após a publicação no diário oficial, que deve ocorrer no primeiro dia de fevereiro. Ele poderá pedir para que a decisão seja apreciada pela corte especial do tribunal composta por doze juízes. Caso isto ocorra, a apreciação ocorrerá na primeira seção do pleno. E após isso, só restará ao prefeito cumprir a decisão, segundo Celso Pereira.

10.1.12

Representantes do Conselho de Comunicação Social da Bahia, o primeiro a ser criado no Brasil, tomaram posse nesta terça-feira (10), em solenidade no auditório do Ministério Público da Bahia, no Centro Administrativo, com a presença do governador Jaques Wagner.

"O que a gente fez foi regulamentar o artigo 277 da Constituição Baiana, que prevê essa interação e o direito à informação da sociedade", afirmou o governador.

Segundo ele, o Conselho foi criado a partir da Conferência Estadual de Comunicação. "A sociedade civil elegeu os seus membros que hoje estamos aqui dando posse. Eu entendo que comunicação e informação são elementos fundamentais de uma verdadeira democracia amadurecida como é a do Brasil".

O Conselho tem caráter consultivo e deliberativo, é composto por 27 representantes, sendo sete do poder público e 20 da sociedade civil, e presidido pelo secretário de Comunicação Social, Robinson Almeida. O órgão tem como objetivo planejar e elaborar políticas públicas voltadas para a comunicação no estado.

Primeiro órgão do gênero, o Conselho constitui-se num espaço onde os movimentos sociais, empresários e o governo do Estado têm para discutir os problemas de comunicação na Bahia. "Vamos pautar o debate do fortalecimento do mercado de comunicação para que seja possível gerar mais empregos e apresentar conteúdos regionais, preservando a nossa identidade cultural", informou Almeida.

Os representantes da sociedade civil que vão compor o Conselho foram eleitos no dia 25 de novembro, em votação realizada na Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem). (Secom/BA)
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial