14.10.17

Parem de espalhar o pânico contra Lula!



A advogada Tânia Mandarino, de Curitiba, no Paranã, ficou indignada com uma postagem que está circulando na internet. Segundo a informação contida na notícia espalhada, o ex-presidente Lula estaria correndo sérios riscos de ser presos em “48 horas”. Caso a notícia fosse verdadeira, o prazo já teria espirado e o provável pedido já deveria ter acontecido, pois os originais dos recibos originais solicitados pelo juiz federal Sérgio Moro, dos pagamentos de aluguéis do apartamento em São Bernardo do Campo em São Paulo, ainda não foram entregues.

E é neste ponto que a Tânia fala. Segundo ela, na informação está “tudo errado pois o prazo começa a contar no dia 26”. A determinação teria acontecido, segundo a informação do Site que deu a notícia, ontem, dia 13. O que já sabemos, não aconteceu.

O prazo só estará contando a partir da segunda-feira, 16, que é quando começa a contar o prazo de dez dias para que a defesa tome conhecimento do despacho do juiz.


Depois disso, a partir do dia 26, começa a contar o prazo de 48 horas. Se a defesa abrir essa intimação no sistema da Justiça Federal e der ciência da notificação, o prazo pode ser aberto antes do dia 26. Antes disso, tudo não passa de especulação e cria pânico entre a militância Petista.

Nenhum comentário: