4.10.17

Oposição na Bahia estaria por trás do bloqueio do empréstimo de R$ 600 milhões.


Ontem, 03, durante o Papo Correria que o governador da Bahia Rui Costa faz todas as terças-feiras pelo facebook, respondendo a perguntas enviadas por internautas ele falou, mais uma vez, do empréstimo, já assinado, com o Banco do Brasil e que segundo o próprio, está bloqueado a pedido de políticos da oposição ao seu governo. Rui não nomina quem são essas pessoas, mas não será preciso ser um gênio para se saber de quem ele está falando.

Semanas atrás, vários deputados denunciaram que o veto ao empréstimo seria de pessoas ligadas ao Democratas da Bahia. Segundo essa denúncia, o prefeito de Salvador ACM Neto estaria envolvido nisto. E tudo começou na votação do primeiro pedido de afastamento do presidente Temer. Seria uma troca de favores. Deputados votariam para ele continuar e em troca quem sofreria o prejuízo seria o governo Rui Costa. Até o momento, não se tem notícias de que a acusação tenha sido desmentida por parte dos acusados.

Pois, Rui ontem informou durante a entrevista que “todo o dinheiro do empréstimo será usado para obras no interior do estado”. Ainda segundo o governador, antigamente bastava a palavra, bastava o fio do bigode para quem usava bigode. Mas hoje em dia pelo visto nem contrato assinado tá valendo.

O governo do estado deu entrada na justiça contra o Banco do Brasil para que ele cumpra o contrato.

Na situação em que todo o Brasil se encontra política e economicamente, sabermos que uma briga dessas está acontecendo por picuinhas eleitorais, é de causar indignação em todos nós. A Bahia não merece estar sendo prejudicada por quem quer que seja. A acusação é grave e merece uma resposta dos acusados. Calar é assinar a confissão de culpa.

Nenhum comentário: