26.9.16

2016 cada vez mais próximo de 1964.

Ministro da Justiça, indicação do PSDB, vai a Ribeirão Preto (onde candidato do PT esta em 1° lugar), em oposição ao PSDB, e anuncia (em evento de um deputado do PSDB) que nesta semana Lava Jato faria mais prisões.
Hoje o Brasil acorda com a notícia que imprensa já tinha montado: a prisão de Palocci (pra quem não se lembra Palocci já foi prefeito de Ribeirão).
E por que, por exemplo, Cunha não tá preso, não se fala em processos de sujeitos da cúpula do Governo do PMDB e PSDB que tem mais evidências e delações que os que estão sendo expostos na mídia (a intenção é esta)?
Obs: em tempo, Ministro da Justiça já foi advogado do Eduardo Cunha.
Porque não se trata de justiça. Trata-se de ação política. Não tem nada a ver com provas. Firma-se "convicção" baseado no interesse e cálculo político partidário.
Detalhe, quem pediu a prisão não foi o Ministério Público, foi a própria Polícia Federal controlada pelo indicado do PSDB de Alckmin.

Política e Justiça política. As instituições estão derretendo... Nossa democracia cada dia mais corrompida e a escalada de autoritarismo do Estado não tem como resultar em nada positivo.

Autor desconhecido.

Nenhum comentário: