11.8.15

Prefeito de Santa Maria da Vitória quer contrapartida do Estado para a manutenção da UPA 24h.

O prefeito de Santa Maria da Vitória, Padre Amário dos Santos Santana, foi recebido em audiência pelo Secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) da Bahia. O prefeito solicitou o apoio de Josias Gomes para que o Estado passe a dar contrapartida financeira mensal para a manutenção dos serviços da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.
Segundo Amário Santana, o município só recebe R$ 170 mil do Ministério da Saúde para um gasto total de R$ 340 mil. “Além dos 50% do governo federal, o Estado tem que contribuir com 25% e o município com 25%. Por isso, a contribuição da Bahia é fundamental para darmos continuidade ao bom atendimento aos moradores da cidade e dos municípios vizinhos”, diz o prefeito.
Ele informa que a Prefeitura ainda tem gastos com o hospital municipal, e com os 10 Postos de Saúde da Família (PSF), onde trabalham 5 médicos cubanos, 3 via Provab – convênio com governo federal –, e 2 bancados pelo município.

“Em última instância se não recebermos a contribuição do Estado seremos obrigados a pedir o descredenciamento e a desativação da UPA 24h”, informa o prefeito de Santa Maria da Vitória.

Nenhum comentário: