4.12.13

Wagner destaca ações e políticas públicas para a juventude baiana.

O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.

“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.
“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.
“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.O lançamento do ‘Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra’, denominado ‘Juventude Viva’, na segunda-feira (2), em Salvador, pelo governo federal, é destaque do programa Conversa com o Governador desta terça (3). Jaques Wagner enfatiza a importância da ação na Bahia “o estado mais africano, o maior contingente de negros do país”, que vai envolver a capital e outros 19 municípios baianos, com recursos da ordem de R$ 200 milhões.
“Então, realmente [esta] é uma semana bastante intensa em programações de parceria com o governo federal, com o foco na juventude, que é quem mais a gente tem que cuidar”, afirma o governador. Ele chama a atenção para a expectativa do ‘Plano Juventude Viva’, que vai ajudar na redução dos crimes que resultam em morte na Bahia, uma vez que a ação “vem se somar ao programa estadual Pacto pela Vida”.
O governador informa ainda sobre a realização nesta terça, na capital baiana, da VI Reunião da Conferência de Ministros e Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que será encerrada no Hotel Fiesta, no bairro de Itaigara, e da VI Bienal de Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa - Política de Juventude e Cultura Livre, com abertura às 17h, no Teatro Castro Alves (TCA).
Ele destaca também o lançamento nacional, na quinta-feira (5), no Palácio Rio Branco, na Praça Municipal, da campanha ‘Proteja - Não Desvie o Olhar - O fim da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, e a realização pela primeira vez em Salvador, este mês, do programa Saúde em Movimento, que prevê dez mil consultas oftalmológicas e três mil cirurgias de catarata.
Pacto pela Vida - O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil, Gilberto Carvalho, e a ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Iguadade, Luiza Bairros, participaram, na Escola Parque, no bairro da Caixa D’Água, do lançamento do ‘Plano Juventude Viva’, que é voltado, como explica o governador, para reverter o quadro de homicídios e de outros crimes contra a juventude negra, “garantindo seus direitos por meio de várias ações”.
A ação, de acordo com Wagner, se agrega ao programa estadual Pacto pela Vida, que, dentro de sua concepção na área de segurança, é voltado à promoção da paz social, buscando reduzir o índice de crime com morte no estado. Ele espera que, com mais essa ação do governo federal, seja concretizado o objetivo “de diminuição, como já chegamos este ano, até agora, de 14% de homicídios, mais especificamente em relação à juventude negra”.
Sobre a VI Reunião da Conferência da CPLP, que envolve diretamente o Brasil e países que foram colônia de Portugal, principalmente na África, o governador explica que o propósito é discutir “programas interessantes para que possam ser adotados, sempre com o foco na juventude”. O mesmo acontece com a VIª Bienal de Jovens Criadores da mesma comunidade.
“Nós teremos vários jovens apresentando trabalhos nas áreas de política para juventude, e de cultura, especificamente”, diz Wagner, explicando que, dos 35 trabalhos brasileiros escolhidos - “e aí é o meu orgulho” –, seis são oriundos da juventude da Bahia.

Nenhum comentário: