30.12.13

Eles estão condicionados a estar contra tudo o que Dilma fizer.

Jabor, Merval, Boris, Catanhede, Mirian, Veja, Estadão, Folha, Globo, Band e tantos outros tem um lado e deles não arredaram o pé um só milímetro. Eles não aceitam dividir os seus benefícios com os mais pobres, sejam estes salariais ou de status social. Não se conformam que foi nos governos do Partido dos Trabalhadores que as classes se encontraram nos aeroportos e adentraram no mesmo avião. Este tipo de gente prefere a desmoralização da “alta sociedade”, que joga ovos em quem passa no asfalto despercebido. Eles jogam mesmo sujo para manter seus privilégios, não olham na mesma direção do olho do povo. Querem estar sempre acima de todos, inclusive da lei. Ou locupletados com quem as deveria defender.
O governo, durante estes onze anos, já fez várias concessões em direção a este grupo. Definido muito bem como PIG – Partido da Imprensa golpista. Mas não há em nenhum momento deste período qualquer arrefecimento das criticas, ou mesmo da fabrica de denuncias que se tornaram. Neste quesito temos um os chamados “dois pesos e duas medidas” para acusações. Qualquer um destes veículos de comunicação ao relatarem denuncias envolvendo militantes do PT, as transforma no “maior escândalo já visto no país”. Praticam uma disputa de quem faz a manchete mais inquisitória contra o partido e seus lideres políticos. Já quando noticiam uma falcatrua de um grão ducado ligados intrinsecamente ao pensamento deles, o primeiro parágrafo é para chamar a atenção de que é somente uma acusação e carece de apuração. Nunca na história deste país um grupo que tirou milhões da miséria e deu qualidade de vida a classe mais pobre sofreu tanto ataque como o PT sofre diariamente.
Se ligarmos a TV, lá os comentaristas parecem que receberam um único e-mail com as informações a serem destiladas durante o dia. Falam na mesma hora com o mesmo conteúdo, com palavras idênticas e formato igual. Ou está faltando palavras no dicionário deles, ou tem algo articulado pelos donos de suas vozes. Nem Garrincha teria a coragem de perguntar se eles “combinaram com os Russos”, Neste caso os Russos/Patões determinam a quem e como eles devem atacar.

E estamos chegando ao final de 2013. Com muitas ranhuras, é verdade, mas prontos e dispostos a enfrentar os pit bulls da imprensa golpista. A enfrentar o santo palco inquisitório que se tornou o STF – Supremo Tribunal Federal. A enfrentar de frente os nossos erros e a lutar dia-após-dia pela reeleição da Presidenta Dilma e de nossos candidatos a Governador, Deputado Federal e Estaduais em cada canto deste imenso Brasil. Vamos do Oiapoque ao Chuí enfrentar cada batalha para ao final podermos juntos celebrarmos a vitória de cada um representante do Partido dos Trabalhadores.

Nenhum comentário: