24.4.17

EXCLUSIVO: Diretório do PT na Bahia confirma a vitória do MUDA PT.

Em reunião nesta manhã, 24, o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores na Bahia, manteve a vitória da Chapa Muda PT nas eleições internas que aconteceram no dia 09 de abril.
Foi aprovada a apuração da COE - Comissão Eleitoral, como oficial. Desta forma foi reconhecida a vitória. Os recursos existentes vão ser encaminhados para o Diretório Nacional. É importante dizer que o Diretório Estadual reconhece o resultado anunciado pela COE.
Quando já não se acreditava que pudesse haver conciliação entre as tendências internas do Partido, os agrupamentos dão mais uma prova de que o Partido deve ser preservado. O reconhecimento, por parte da maioria, mostra mais uma vez que a apuração feita pela COE indicava que um novo presidente virá para conduzir os trabalhos no PT.
No Congresso estadual, Waldenor Pereira, 61 anos, deverá ser confirmado como o novo presidente da legenda. Natural de Caculé-BA, é economista e professor universitário. É pós-graduado em Consultoria Empresarial, pelo CEBRAE/SUDENE/UFPE, Metodologia do Ensino Superior, pela UFRRJ e Programação e Orçamento Público, pela UFBA e possui Diploma de Estudos Avançados - DEA em Gestão Pública pela Universidade Complutense de Madrid - Espanha.
Como professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), por duas vezes, foi eleito Reitor (1995-2002), foi Pró-Reitor de Administração e Finanças (1991-1995), Coordenador do Colegiado do Curso de Administração (1990-1991) e é responsável pelas disciplinas Teoria Econômica e Elaboração e Análise de Projetos do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas.
Enquanto Reitor, foi, por dois mandatos, Presidente do Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia.
Como economista, trabalhou por 15 anos no CEDIN/SUDIC (Órgão da Secretaria Estadual de Industria e Comércio) e por 16 anos na PROJETAR - Projetos e Consultoria, na função de Consultor Empresarial. Nesses períodos, elaborou projetos e prestou consultorias a centenas de empresas industriais, comerciais e de serviços do Estado da Bahia e, especialmente, da região sudoeste.
Como político, nos últimos 37 anos participou dos principais movimentos populares de Vitória da Conquista e região. Nesse período, foi diretor do Grêmio Estudantil da Escola Normal (IEED), dirigente do Centro dos Estudantes Universitários e Secundaristas de Conquista (CEUSC), presidente da Comissão Diocesana de Justiça e Paz, fundador da Associação de Professores de Vitória da Conquista (APVC), fundador e dirigente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ADUSB). É militante fundador do Partido dos Trabalhadores (PT) em Vitória da Conquista, tendo sido candidato e vereador em 1988, eleito Deputado Estadual no ano de 2002, reeleito em 2006, eleito Deputado Federal em 2010 e reeleito Deputado Federal em 2014.

"Chama-se "investigação" porque exatamente não é mera suposição.

Investigação é uma busca motivada que procura olhar a realidade buscando "provas" de uma determinada narrativa.

Newton estranhou que tudo "caísse" e não se satisfez com as respostas. Foi investigar ...

Pois bem, eu sou um zeloso gestor público que tenho que lutar contra a corrupção no meu país.

Meu país tem 200 milhões de habitantes vou investigar todos? Não dá. Então eu tenho que fazer "recortes" ... diminuir meu conjunto-universo. Bom ... como eu quero investigar corrupção e enriquecimento ilícito vou investigar todos os que enriqueceram rapidamente e sem explicação aparente. Todos.

Lula enriqueceu? Não.
Mas FHC era professor e ficou rico, Serra nem se sabe o que é e ficou milionário. Sarney, Cunha e etc.
O que leva a investigar Lula e não os outros?

Ahhhh o Lula foi gestor público.
Ok, então vamos investigar TODOS os gestores públicos? Não dá ...

De novo, vamos ter que recortar. Como quero os gestores corruptos vou ver os que enriqueceram sem explicação aparente. Lula enriqueceu? Não.

Ahhhh mas eu não acredito que ele não tenha enriquecido. Ok, então quebramos sigilo fiscal, financeiro, telefônico e fazemos busca e apreensão em sua casa. Veja que tudo isto é apenas baseado na minha vontade, porque não havia motivo para tudo isto. Mas ainda assim fazemos esta ilegalidade.

Terminados todos os procedimentos nada foi encontrado.

Ahhh mas eu não acredito, ele deve ter laranjas e estar escondendo patrimônio. Ok, então vamos grampear TODOS OS SEUS advogados, fazer quebras de sigilo em todos os filhos, amigos, pessoas próximas, esposa e devassamos todas as informações. Ok, ainda que seja ilegal, fazemos. E fazemos baseados apenas EM UMA ENORME VONTADE DE PROVAR uma tese que não tem a mínima justificativa na realidade. Mas faz-se tudo isto durante 3 anos. 3 Anos de grampos a mais de 20 advogados, aos filhos e etc.

Nada é encontrado. Ora ... por todas as lógicas do universo é para encerrarmos a discussão.
Mas não é isto que se faz, porque eu ACREDITO QUE ELE É LADRÃO.

Então, eu passo a desconfiar que esta pessoa realmente tenha dado as tais "palestras" que ele justifica ter ganho um pouco de dinheiro. Apesar de terem vídeos, aúdios e notícias na imprensa dos países. Não pode. Ele não pode ter feito. Depois passo a desconfiar dos valores, afinal o Karnal ganhar 80 mil por palestra é legal, o FHC ganhar 100 mil reais por palestra é ótimo, mas o maior político vivo da América, considerado o melhor presidente entre os anos de 2002 e 2010, tendo recebido mais de 50 títulos de doutor honoris causa NÃO PODE GANHAR mais que os brancos e bem nascidos e instruídos.

Então eu passo a criminalizar atividades totalmente normais como visitar um apartamento para compra, ou passar tempo em propriedades de amigos. Ou comprar caiaquinhos para se divertir. Mas mesmo assim nada é provado. Então eu passo a usar a imprensa para mostrar para todo mundo que esta pessoa fala "palavras de baixo calão", "que toma pinga", que é "bobo, feio e nojento".

Mas continua-se sem absolutamente nenhum indício de enriquecimento, de atividade desonesta ou ilegal.

Ahhh mas ele foi falar bem da Odebrecht no exterior ... 
Que bom que foi. O primeiro ministro japonês veio ao Brasil fantasiado de Mario Bros para promover a Nintendo e a Olimpíada no Japão. E ele ainda era primeiro ministro. Lula não era mais presidente.
O Sarkozy saiu pelo mundo para vender os caças Rafale da França. Bill Clinton dava conferências pelo mundo patrocinado pela Exxon Mobil. Clint Eastwood fazia palestras pela Associação Nacional de Rifles. Não há nada de errado nisto.

E Lula continua morando no mesmo apartamento, tomando a mesma cerveja, seus filhos continuam de classe média. Não têm imóveis, não têm contas no exterior, não almoçam ou jantam em restaurantes de 3000 reais a conta. Nada ... nada indica qualquer enriquecimento.

Se depois disto tudo você não entendeu o que é "perseguição", o que é "preconceito de classe", o que é "ódio político" e porque a esquerda fica revoltada vendo que Cunhas, Aécios e família, Serras e Família, FHC e família, Sarney e família NUNCA receberam um milésimo de todos  este "esforço patriótico contra a corrupção" então você é desonesto intelectualmente e é parte do problema que este país está enfrentando."

Por Fernando Horta.

Na internet, vídeo mostra Léo Pinheiro todo enrolado na delação da Lava Jato.

video

Em Mato Grosso o campo jorra sangue.

A Prelazia de São Félix do Araguaia, em reunião com suas/seus agentes de pastoral, seu bispo dom Adriano Ciocca Vasino e o bispo emérito dom Pedro Casaldáliga, na cidade de São Félix do Araguaia - MT, manifesta sua dor, indignação e solidariedade com as famílias assassinadas na Gleba Taquaruçu, município de Colniza – MT, no dia 20 de abril.

Este massacre acontece num momento histórico de usurpação do poder político através de um golpe institucional, com avanços tão graves na perda de direitos fundamentais para o povo brasileiro que coloca o governo do atual presidente Temer numa posição de guerra contra os pobres, isso refletido de forma concreta nos projetos, como as Medidas Provisórias 215 e 759, que violam direitos dos povos do campo e comunidades tradicionais, como também no acirramento do cenário de violações contra as/os defensores de direitos humanos. Diversos políticos expõem abertamente seus discursos de ódio e incitação à violência contra as comunidades que lutam pelos seus direitos. Vivemos um clima de “Terra sem lei”, uma verdadeira guerra civil em nosso país.

Como consequência, o ano de 2016 foi o mais violento dos últimos 13 anos, apontando para uma perspectiva desoladora no campo. E esta situação de Colniza, onde assassinaram inclusive crianças, nos expõe diante dos objetivos de ruralistas que não temem nada para conseguir as terras que buscam.

As famílias de agricultores da Gleba Taquaruçu vêm sofrendo violência desde o ano de 2004. Neste período, em decisão judicial, a Cooperativa Agrícola Mista de Produção Roosevelt ganha reintegração de posse concedida pelo juiz de Direito da Comarca de Colniza, como anunciada na Nota da Comissão Pastoral da Terra, de 20 de abril deste ano. Em 2007, ao menos 10 trabalhadores foram vítimas de tortura e cárcere privado e, neste mesmo ano, três agricultores foram assassinados.

Como estão, neste momento, as famílias que vivem em Colniza? O município já foi considerado o mais violento do país. Sabemos que na região existem outros conflitos de extrema gravidade, como o da fazenda Magali, desde o ano 2000, e o conflito na Gleba Terra Roxa, desde o ano de 2004. A população teme que outros massacres possam acontecer.

Clamamos justiça e que os autores desses crimes sejam processados e punidos. A conseqüente impunidade no campo, fruto da omissão dos órgãos públicos, perpetua a violência.

Na semana em que lamentamos o massacre de Eldorado dos Carajás, ocorrido em 17 de abril de 1997, que vitimou 19 lutadoras e lutadores do povo, somos surpreendidos por outro massacre no campo, que quer amedrontar, calar as vozes e submeter a dignidade do povo brasileiro.

Temos a certeza que o massacre ocorrido jamais roubará os sonhos e as esperanças do povo.  E jamais calará a voz das comunidades que lutam. 

O sangue dos mártires será sempre semente de JUSTIÇA e VIDA!
São Félix do Araguaia, 21 de abril de 2017.

Do Conjur.

As “provas” do Léo Pinheiro sumiram da mídia, de tão risíveis que foram.

Não é estranho? Primeiro, tivemos quatro dias de delírios na mídia com  as denúncias de Léo Pinheiro sem qualquer prova. Ontem, ele reuniu as ‘provas’ e as entregou ao MPF em Curitiba. O silêncio da mídia hoje é tão estridente que dói. Nem o G1, nem o Jornal O Globo,  nem a Folha, nem a Veja, nem a Época, nem a Isto é. Ninguém, absolutamente ninguém, fala das provas. O que aconteceu? Aconteceu algo simples: as provas só provam que Léo Pinheiro não possui qualquer prova. Elas não servem para nada. Vamos verificar uma por uma.

Os documentos de Léo Pinheiro deveriam provar que Lula foi beneficiado pela reforma do triplex. Provas são evidencias capazes de não deixar dúvidas sobre a veracidade dos fatos ocorridos. E sobre a autoria desses fatos. A arma do crime encontrada na mão do suposto executor de um homicídio é uma prova. Vale então verificar se os documentos apresentados por Léo Pinheiro são ou não provas dignas de crédito. Vejamos essas provas, de acordo com reportagem da Folha publicada ontem:

“o registro de que dois carros em nome do Instituto Lula passaram pelo sistema automático de cobrança dos pedágios a caminho do Guarujá entre 2011 e 2013. Não há, no entanto, documento que comprove que as viagens tiveram como destino o apartamento.”
Essa primeira prova, é ridícula e seria perder tempo fazer maiores considerações. Basta repetir o que a própria matéria diz: “Não há, no entanto, documento que comprove que as viagens tiveram como destino o apartamento”.

“Há também registros de ligações telefônicas entre Pinheiro e pessoas ligadas a Lula, como Clara Ant, Paulo Okamotto, José de Filippi Jr. e Valdir Moraes da Silva (segurança), a partir de 2012. As listas trazem data e duração da conversa, mas não seu conteúdo.”
Novamente aqui, ficamos sem qualquer elemento que permita estabelecer algum vínculo entre essas ligações e o objeto das denúncias, o triplex. E só o conteúdo das conversas seria de fato uma prova. A reportagem novamente comenta o óbvio: “As listas trazem data e duração da conversa, mas não seu conteúdo”.

“Foram anexados ainda e-mails que mostram a agenda de Lula, na qual aparece a previsão de encontros com Pinheiro, e mensagens da secretária do instituto para Okamotto, que preside a entidade, avisando que o empresário havia ligado para falar com ele.”
Conversas entre empresários e um ex-presidente são tão banais quanto os pardais. Ainda que fosse presidente, isso não seria crime. Não sendo, já que as conversas aconteceram após o fim do segundo mandado, ai mesmo é que não faz sentido mencioná-las, sequer como um remotíssimo indício de alguma coisa.

A intenção era a de provar que, sendo beneficiado pelo triplex, Lula teria recebido da OAS R$ 3.7 milhões originados de propinas por contratos na Petrobras. Provado que o triplex pertencia a Lula ou se destinava a ele, ficaria provado o recebimento dos R$ 3.7 milhões e, com isso, restaria provado também que Lula era o “comandante em chefe”, o “general” dos Petrolão.

As provas de Léo Pinheiro são uma farsa, e, se provam alguma coisa, é que ele não tem provas e, por isso, mentiu descaradamente para conseguir sua delação premiada. É por ser um “ativo tóxico”,  uma “moeda podre” destituída de valor real, que o impacto dessas ‘provas’ sobre a mídia foi justamente a do anticlímax, instaurando o silêncio mortal que nos agride os ouvidos hoje.

Por Bajonas Teixeira, O Cafezinho.

Ato contra a reforma da previdência.


Aula pública com advogado em Curitiba.

O Advogado Marcelo Lavenère é presença confirmada na Aula Popular - desvendando a lava jato, que acontecerá em praça pública em Curitiba no próximo dia 02 de maio. #AdvogaDemocracia                        
Aldo Arantes, Presidente Nacional da Frente de Advogadas e Advogados pela Democracia, Justiça e Cidadania, é presença confirmada  na Aula Popular - desvendando a lava jato, que acontecerá em praça pública em Curitiba no próximo dia 02 de maio. #AdvogaDemocracia

Decepcionado com Elba Ramalho.

Brasília comemorou nesse 21 de Abril seus 57 anos de existência e o Governo de Brasília GDF tem promovido uma série de shows em comemoração à data.
O primeiro grande show de destaque foi Elba Ramalho que subiu no palco às 22h dessa sexta-feira na Torre de TV de Brasília, região central da cidade. Como um bom membro da Capital do Forró (Caruaru/PE) fui ver o show de uma artista que, acima de tudo, canta e valoriza a cultura do Nordeste. Outro motivo especial para sair de casa é que por muitos anos Elba Ramalho abriu o São João de Caruaru, razão suficiente para eu matar as saudades e afagar a memória.
Em determinado momento da apresentação, como é de praxe em praticamente todos os eventos públicos que agregam o povo (e sobretudo em Brasília, uma das capitais, senão a capital, mais politizadas do país, por razões óbvias), o público gritava enfaticamente "Fora Temer". E eu na minha 'perfeita ilusão' (sim, eu amo Lady Gaga) achei que a artista apoiaria a manifestação ou, no mínimo, respeitaria silente a liberdade de expressão. Minha ilusão decorreu do fato de boa parte da classe artística ter reconhecido o Governo Temer como inimigo da categoria desde a extinção do Ministério da Cultura, seu ato político inaugural. Decorreu também do fato de achar que Elba, como legítima nordestina que é, tinha clareza do que foi o desenvolvimento do Nordeste nos governos democráticos anteriores ao atual (e o quanto as medidas impopulares do PMDB-PSDB afetarão o nosso povo daqui pra frente). Ledo engano.
Primeiro Elba Ramalho interrompeu a manifestação dizendo "Vamos parar com essa política chata! São todos iguais. Vamos passar o Brasil a limpo" no melhor discurso (Sérgio) Morista que poderia haver. Em seguida, e como extensão desse primeiro momento, quando a maioria do público havia se dado conta do absurdo que acontecera e estava calada, a artista começa a bater boca com alguém na frente do palco "Você é um petista que quer me agredir? Quer subir aqui e cantar no meu lugar?". Foi horrível, constrangedor e decepcionante. O que inicialmente parecia apenas despolitização era na verdade uma posição. Posição que, para além de tudo, (1) criminaliza o PT e (2) enfia toda a esquerda em um único partido político. Posteriormente, ela cantou "Monte Castelo" não por estar na terra do gigante Renato Russo, mas pelos versos bíblicos que ela carrega e finalizou com uma música do cancioneiro católico cujo nome eu não sei, mas que é famosa pelos trechos "E ainda se vier noites traiçoeiras...". Fui teletransportado de um show público, laico (sim, foi pago com recursos do Estado), à meia-noite, repleto de gays (sim, Brasília é super livre e 'friendly') para uma missa dominical das 10h da manhã.
Pra completar o circo de horrores, uma mulher, saída não sei de onde nem de que partido político, legitimada e estimulada pela cantora, veio até a nossa roda, composta por parte da esquerda acadêmica da Pós do Instituto De Ciencia Politica - IPOL/UnB que somou coro ao "Fora Temer" nos chamar de "bostinhas" (sic) e gritar "Avante Temer" (kkkkkkk). Uma artista de verdade, ainda mais uma que canta um repertório popular - repertório esse carregado de dimensões políticas, injustas e carentes - não pode estar desconectada dos anseios do seu povo sob risco dele não se ver reconhecido nela.

Elba Ramalho, apesar de conterrânea, você não me representa e nem a grande parcela nordestina atingida pelos movimentos anti-democráticos (com grande expressão no Sudeste da Paulista) que estão a perder de vista o pouco de dignidade conquistada nos governos eleitos democraticamente.

Por Cleiton Feitosa.

21.4.17

Começa hoje o Moto Paulo Afonso.


Hoje, 21, tem início na cidade de Paulo Afonso na Bahia mais um evento que reunirá milhares de motociclistas de todo o Brasil. O evento é considerado entre os motos clubes como o maior evento do norte nordeste.
Este ano a Amopaf - Associação dos Motociclistas de Paulo Afonso disponibilizou uma área de camping para quem não conseguir hospedagem em hotéis e pousadas. E informam que muitos dos praticantes também alugaram casas e quartos. E evento, faz anos, é o que mais movimenta a economia no município.
Toda a estrutura foi montada no Centro de Cultura Lindinalva Cabral. Este ano, as atrações para animar os presentes ficarão por conta de: Ritchie, Kiko Zambianchi, Almir (Ex-Fevers), Kid Vinil e Joãozinho e Banda Sete.

Programação.

Centro de Cultura Lindinalva Cabral.
20h: Banda Retrô.
22h: Almir.
00h: Joãozinho Dantas.

Centro de Cultura Lindinalva Cabral.
19h: Banda Preto e Branco.
21h: Banda D’Rock
23H: Jam Sessiom com Kiko Zambianchi e Ritchie.
01h: Classic do Rock.

Tábua de salvação.

Você sabe que vive em um País com uma imprensa de merda quando jornalistas, colunistas, comentaristas e puxa-sacos em geral gastam toda energia de suas vidas miseráveis se agarrando à delação requentada de um pobre diabo que para incriminar Lula alega que as provas contra ele foram destruídas.

O fingimento da imprensa.

O brilhante texto do advogado eleitoralista e criminalista, Djefferson Amadeus, “Moro finge que não está fingindo que está fingindo que prenderá Lula”, no site Conjur, pode ser estendido para todos os demais atores políticos do campo interessado no golpe, inclusive e, principalmente, a imprensa. A consequência é uma sociedade robotizada e imbecilizada que brada, a plenos pulmões, que é a favor do abuso de autoridade.
O editorial do jornal “Folha de S. Paulo”, desta quinta-feira (20), é um primor de fingimento de que não finge que fique que é imprensa. O jornal mente, ao atribuir ao Partido dos Trabalhadores (PT) o fortalecimento de um antiquíssimo esquema de corrupção, na Petrobras, quando, na realidade, esse esquema foi combatido justamente pelo PT, como ficou revelado não apenas no depoimento de Marcelo Odebrecht, mas pelo placar de partidos envolvidos no referido esquema.
Ato intrínseco da sua genética autoritária e julgadora, a Folha acusa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como se houvesse alguma prova contra o presidente, além de delações de presidiários desesperados por liberdade. Ela finge que não protege Moro para detratar quem defende o presidente Lula, classificando esses como extremistas. De extremismo ela entende, apoiou a ditadura militar de 1964, defende a Lava Jato sob todas as coisas com a mesma intensidade que detrata Lula e o PT.
Finge que informa para confundir o leitor, ao circunscrever a operação Lava Jato no âmbito jurídico, afastando-a do proselitismo político, como se ela não fosse um processo política em andamento. Critica o maniqueísmo como se ela mesmo não o fosse, ao apresentar a Lava Jato como paraíso e Lula e o PT como infernos. Um jornal que não cobrou de Temer a confissão do golpe, em entrevista à TV Bandeirantes.
Tenta afastar Moro do proselitismo político, mas desvia o olhar para o protagonismo midiático de um juiz que se presta a usar redes sociais para pedir apoio e não cobra dele por participar de lançamentos de livros de jornalistas alinhados e ser fotografado em convescotes com investigados pela operação que dirige?
Protege com unhas e dentes um juiz que agiu ao arrepio da Lei, ao divulgar conversa captada ilegalmente de agente público com foro privilegiado. Um juiz que exige a presença nas 87 oitivas de testemunhas de defesa do acusado. Se isso não é protagonismo político, é o quê? Aliás, uma política rasteira e infantil.
Quanto à irrealidade condenada pelo jornal, é o que ele passa, como se o País vivesse a plenitude de suas instituições, como se a democracia vigorasse e a economia desse sinais de reação positiva. Furor foi o que o jornal ajudou produzir, com uma cobertura enviesada, na qual o ódio foi um dos sentimentos produzidos pelo uso contínuo de ataques ao PT, a Lula, às esquerdas e à política de uma forma geral.
Por Guilherme Silva

Terra Sem Males, de Brasília-DF
Foto: Joka Madruga/Terra Sem Males

Moro: sorrisos para temer, carranca para Lula.

A primeira vez em que eu e a torcida do Flamengo vimos o juiz Sergio Moro sorrir foi na conversa animada com Aécio Neves no evento de premiação dos melhores do ano passado.
A segunda foi ontem, ao cumprimentar Temer na cerimônia de entrega de medalhas de Honra ao Mérito Militar.
Moro estendeu a mão e sorriu para um presidente da República que é acusado por ex-diretores da Odebrecht de ter comandado a negociação de 40 milhões de dólares em propina para o PMDB.
E que só não está sendo investigado devido a um artigo da constituição e não por ser um homem de reputação ilibada.
Moro estendeu a mão e sorriu para um presidente da República que acobertou publicamente o ex-deputado Eduardo Cunha já condenado, inicialmente, a 15 anos de prisão e segue atendendo seus pedidos de nomeações de aliados.
Moro estendeu a mão e sorriu para um presidente que criou um ministério para acobertar seu amigo Moreira Franco, também delatado pela Odebrecht.
Moro estendeu a mão e sorriu para um presidente cujo principal ministro, Eliseu Padilha é acusado, também por ex-diretores da Odebrecht de ser o principal intermediário entre a empreiteira e o partido nas negociações de propina.
Moro estendeu a mão e sorriu para um presidente cujo governo tem oito ministros sob investigação por corrupção.
Os gestos falam por si. Eu nunca vi o juiz Sergio Moro sorrir e estender a mão a Dilma ou a Lula.

Para eles, Moro reserva a carranca, talvez para intimidá-los.

Matéria publicada aqui.

Você ainda não entendeu? Então vamos lá.

Chama-se "investigação" porque exatamente não é mera suposição.
Investigação é uma busca motivada que procura olhar a realidade buscando "provas" de uma determinada narrativa.

Newton estranhou que tudo "caísse" e não se satisfez com as respostas. Foi investigar ...

Pois bem, eu sou um zeloso gestor público que tenho que lutar contra a corrupção no meu país.

Meu país tem 200 milhões de habitantes vou investigar todos? Não dá. Então eu tenho que fazer "recortes" ... diminuir meu conjunto-universo. Bom ... como eu quero investigar corrupção e enriquecimento ilícito vou investigar todos os que enriqueceram rapidamente e sem explicação aparente. Todos.

Lula enriqueceu? Não.
Mas FHC era professor e ficou rico, Serra nem se sabe o que é e ficou milionário. Sarney, Cunha e etc.
O que leva a investigar Lula e não os outros?

Ahhhh o Lula foi gestor público.
Ok, então vamos investigar TODOS os gestores públicos? Não dá ...

De novo, vamos ter que recortar. Como quero os gestores corruptos vou ver os que enriqueceram sem explicação aparente. Lula enriqueceu? Não.

Ahhhh mas eu não acredito que ele não tenha enriquecido. Ok, então quebramos sigilo fiscal, financeiro, telefônico e fazemos busca e apreensão em sua casa. Veja que tudo isto é apenas baseado na minha vontade, porque não havia motivo para tudo isto. Mas ainda assim fazemos esta ilegalidade.

Terminados todos os procedimentos nada foi encontrado.

Ahhh mas eu não acredito, ele deve ter laranjas e estar escondendo patrimônio. Ok, então vamos grampear TODOS OS SEUS advogados, fazer quebras de sigilo em todos os filhos, amigos, pessoas próximas, esposa e devassamos todas as informações. Ok, ainda que seja ilegal, fazemos. E fazemos baseados apenas EM UMA ENORME VONTADE DE PROVAR uma tese que não tem a mínima justificativa na realidade. Mas faz-se tudo isto durante 3 anos. 3 Anos de grampos a mais de 20 advogados, aos filhos e etc.

Nada é encontrado. Ora ... por todas as lógicas do universo é para encerrarmos a discussão.
Mas não é isto que se faz, porque eu ACREDITO QUE ELE É LADRÃO.

Então, eu passo a desconfiar que esta pessoa realmente tenha dado as tais "palestras" que ele justifica ter ganho um pouco de dinheiro. Apesar de terem vídeos, aúdios e notícias na imprensa dos países. Não pode. Ele não pode ter feito. Depois passo a desconfiar dos valores, afinal o Karnal ganhar 80 mil por palestra é legal, o FHC ganhar 100 mil reais por palestra é ótimo, mas o maior político vivo da América, considerado o melhor presidente entre os anos de 2002 e 2010, tendo recebido mais de 50 títulos de doutor honoris causa NÃO PODE GANHAR mais que os brancos e bem nascidos e instruídos.

Então eu passo a criminalizar atividades totalmente normais como visitar um apartamento para compra, ou passar tempo em propriedades de amigos. Ou comprar caiaquinhos para se divertir. Mas mesmo assim nada é provado. Então eu passo a usar a imprensa para mostrar para todo mundo que esta pessoa fala "palavras de baixo calão", "que toma pinga", que é "bobo, feio e nojento".

Mas continua-se sem absolutamente nenhum indício de enriquecimento, de atividade desonesta ou ilegal.

Ahhh mas ele foi falar bem da Odebrecht no exterior ... 
Que bom que foi. O primeiro ministro japonês veio ao Brasil fantasiado de Mario Bros para promover a Nintendo e a Olimpíada no Japão. E ele ainda era primeiro ministro. Lula não era mais presidente.
O Sarkozy saiu pelo mundo para vender os caças Rafale da França. Bill Clinton dava conferências pelo mundo patrocinado pela Exxon Mobil. Clint Eastwood fazia palestras pela Associação Nacional de Rifles. Não há nada de errado nisto.

E Lula continua morando no mesmo apartamento, tomando a mesma cerveja, seus filhos continuam de classe média. Não têm imóveis, não têm contas no exterior, não almoçam ou jantam em restaurantes de 3000 reais a conta. Nada ... nada indica qualquer enriquecimento.

Se depois disto tudo você não entendeu o que é "perseguição", o que é "preconceito de classe", o que é "ódio político" e porque a esquerda fica revoltada vendo que Cunhas, Aécios e família, Serras e Família, FHC e família, Sarney e família NUNCA receberam um milésimo de todos  este "esforço patriótico contra a corrupção" então você é desonesto intelectualmente e é parte do problema que este país está enfrentando.

Por Fernando Horta.

Charge do dia.


20.4.17

Estudantes da Rede Municipal de Ensino participarão de Oficinas Criativas de Contos.

O Município de Nossa Senhora da Glória na Gestão do Prefeito Chico do Correio e da Vice Adriana de Ancelmo, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura na pessoa da Secretária Rosivania de Andrade em parceria com a Academia Gloriense de Letras – AGL, estará organizando na Escola Municipal Tiradentes, as Oficinas Criativas de Contos: Suspense, Terror, Fantasia e Ficção Científica.
O projeto será desenvolvido ao longo do ano e culminará com a publicação e lançamento de um livro de contos produzidos pelos participantes.  Na etapa inicial, o projeto está dividido em oficinas e a primeira ocorrerá no dia 20 de maio de 2017, e terá como público alvo, os estudantes do Ensino Fundamental e Médio das escolas públicas. Serão 20 vagas para alunos do 6º ao 9º da Escola Municipal Tiradentes e 10 vagas para estudantes visitantes.
A inscrição é gratuita e deverá ser feita na Secretaria da Escola; os interessados procurar Elma.
Confira as datas das oficinas:
📝 Primeira Oficina: (Contos de Suspense) – 20/05;
📝 Segunda Oficina: (Contos de Terror) – 10/06;
📝 Terceira Oficina: (Contos de Fantasia) – 29/07;

📝 Quarta Oficina: (Contos de Ficção Científica) – 19/08.

Produtores do perímetro irrigado de Lagarto registram melhorias após investimento do Governo do Estado.

Sete meses após o governador Jackson Barreto entregar oito novas motobombas e a recuperação do maquinário e tubulações da Estação de Bombeamento (EB) 02, o perímetro Piauí obteve avanços na irrigação.

Sete meses após o governador Jackson Barreto entregar oito novas motobombas e a recuperação do maquinário e tubulações da Estação de Bombeamento (EB) 02, o perímetro Piauí, em Lagarto, segundo produtores, obteve melhorias na irrigação. Além de novos equipamentos, o perímetro passará por reformas e recebe, ao todo, R$ 916 mil em recursos do Proinveste. O polo agrícola foi responsável, apenas em 2016, pela produção de 7.604 toneladas de alimentos, dentre eles a batata-doce, mandioca, quiabo, tomate e maracujá. Com esse quantitativo, os produtores conseguiram gerar o montante de R$ 12,9 milhões.

“Recebemos bombas novas no perímetro, que ajudaram 100% na irrigação, e está funcionando tudo direitinho. Aqui no meu terreno planto alimentos como batata, macaxeira, hortaliças, milho, e o Piauí é muito importante para mim, pois é quem sustenta a todos nós. Sem água no verão não podemos plantar nada, e através do perímetro várias famílias conseguem sobreviver. Tiro meu sustento todo daqui, pois não há outra fonte de renda. De modo que a ajuda do governo é essencial para nós”. Esse é o depoimento do agricultor Genivaldo de Jesus, proprietário de um dos 421 lotes do perímetro irrigado de Lagarto.

Genivaldo, assim como os demais agricultores, recebe em seu terreno água para a agricultura, além de assistência técnica rural. Ele é um dos beneficiados do projeto de irrigação pública do Governo do Estado, administrado pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro). Segundo o gerente do Piauí, Gildo Almeida, o perímetro desenvolve 28 culturas e promove o incentivo à agricultura orgânica.

Prefeitura de Estância realiza serviço para evitar alagamento em residências da Rua Maria Santana Santos.

Uma ação conjunta realizada entre as Secretarias Municipais de Urbanismo e Obras está sendo realizada na Rua Maria Santana Santos, comunidade estanciana que sofre há anos com a problemática das enchentes e que tem recebido da administração pública ações voltadas a solução deste problema.
Durante todo o dia de ontem e nesta quinta-feira, 20, a Prefeitura intensificou os trabalhos de colocação de manilhas aumentando a capacidade das galerias existentes, proporcionando um maior e melhor escoamento das águas pluviais na comunidade provenientes de um loteamento adjacente.
Com a colocação dessas manilhas, a Prefeitura visa proporcionar aos moradores da Rua Maria Santana Santos condições de uma vida mais digna, evitar que suas casas sejam alagadas no período chuvoso e reverter em serviços à população dos valores que eles pagam através do IPTU.

É a Prefeitura de Estância trabalhando para a cidade renascer e crescer. 

Unicamp adere a Greve Geral.

Os professores da Unicamp - Universidade Estadual de Campinas decidiram, em assembleia geral ocorrida nesta quinta-feira, 20, aderir à greve geral marcada para o próximo dia 28 e realizar atividades no campus da Universidade, em conjunto com o STU - Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp e DCE - Diretório Central dos Estudantes. Os professores decidiram também participar das manifestações que deverão ocorrer, ao longo do dia, na região central de Campinas e no ato em São Paulo.
A assembleia deliberou ainda por formar uma Comissão de Mobilização para auxiliar a diretoria da ADunicamp - Associação de Docentes da Unicamp a organizar, em conjunto com o STU e o DCE, as atividades no campus, com o objetivo de esclarecer e discutir as reformas da Previdência e Trabalhista, principais alvos dos protestos da Greve Geral.
Por deliberação da assembleia, a ADunicamp deverá disponibilizar transporte para os professores interessados em participar das manifestações em Campinas e em São Paulo. 
Em Campinas, a passeata está marcada para as 16h, com concentração a partir das 11h, na região central. Em São Paulo, ocorrerão várias manifestações.
A Greve Geral do dia 28 é convocada pelas principais centrais sindicais brasileiras contra as reformas da Previdência e Trabalhista que o governo do presidente Michel Temer tenta aprovar no Congresso Nacional.

Porque temos que ser contra o desmonte da previdência proposto pelo governo ilegítimo de temer e seus tucanos amestrados.

A reforma da previdência que está sendo proposta pelo golpistas, ela nada mais é, que um ataque direto aos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras do nosso país!
Vejam alguns dados  que comprovam que essa proposta é uma proposta Robin Wood ao contrário? O governo está tirando dinheiro do setor que produz para cobrir um rombo do setor que não produz!
O sistema previdenciário  do setor privado pagar em média 1.600,00 reais por aposentados.
O poder executivo paga em média, 9.000,00 reais por aposentados.
O poder judiciário paga em média, 25.000,00 reais por aposentados.
O poder legislativo paga em média, 28.000,00 reais por aposentados.
O ministério público paga em média, 30.000,00 reais por aposentados.
O setor público  gasta em média, 115.000,000,00 bilhões de reais por ano para atender um milhão de aposentados.
Enquanto isso o sistema previdenciário do setor privado, "INSS", gasta 500.000,000,00 de reais em média por ano e atende 33 milhões de pessoas.

Para se ter uma ideia de tamanha discrepância, o déficit  do setor público nos últimos 15 anos, de 2001 à 2015 somou um trilhão e trezentos bilhões de reais, para atender um milhão de aposentados.
Neste mesmo período o déficit do setor privado, somou 450.000,000,00 bilhões de reais para atender vinte e nove milhões de aposentados.
Qual setor que o governo deve propor a reforma mesmo?
GREVE GERAL DIA  28 / 04.


Por Aías Cavallo.

Márcio: entrevista de Lula à rádio de Sergipe mostra o seu compromisso com a nossa gente".

O secretário nacional de Finanças do PT, Márcio Macêdo, participou, na manhã desta quinta-feira (20), da entrevista concedida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, à rádio Fan FM, de Aracaju. Em sua intervenção, Márcio elogiou a iniciativa do ex-presidente em dialogar com os sergipanos e ressaltou o “compromisso de Lula com a nossa gente”. O ex-presidente agradeceu a participação de Márcio e destacou a amizade entre eles.
“Esta entrevista ao povo de Sergipe demonstra o compromisso de Lula com a nossa gente, a sensibilidade dele com o povo e a convicção de que temos um projeto nacional para enfrentar este momento difícil, no qual o nosso patrimônio está sendo vendido, no qual as políticas em favor do povo estão sendo reduzidas e as lutas dos trabalhadores estão sendo jogadas na lata do lixo. Lula está sintonizado e enfrenta este momento de perseguição, com resignação e altivez”, disse Márcio Macêdo. “A entrevista de Lula mostra que é possível o povo voltar a sorrir e de que é possível o Brasil voltar a crescer”, frisou.
Márcio ainda destacou que tem aprendido muito com Lula em sua convivência na Direção Nacional do partido. “Me enche de orgulho e alegria estar convivendo muito com Lula. Tenho aprendido muito com ele, com a forma como ele respeita do povo e como sintoniza o relógio e o coração dele com o do povo. Estou muito feliz em ter o presidente Lula falando com a nossa gente, com o povo do Estado de Marcelo Déda e Zé Eduardo Dutra. Estado este que resiste com muita bravura diante do que está ocorrendo no país”, afirmou.
Em resposta a Márcio Macêdo, Lula externou a sua satisfação em dialogar com o povo sergipano. “Estou muito feliz em falar com o povo sergipano, terra de Marcelo Déda, de Zé Eduardo, queridos amigos, e terra de Márcio Macêdo, com quem também tenho mantido uma relação de amizade. Sobre o que disse Márcio Macêdo, posso garantir que se tem uma coisa que eu aprendi na vida é cuidar do povo mais humilde e fazer a economia crescer”, disse.
A entrevista
Na entrevista, Lula criticou as propostas do governo Michel Temer de reformas trabalhista e da Previdência. "É um crime contra os trabalhadores brasileiros o que estão fazendo com a Previdência nesse País. Eu tenho certeza que não vai passar [no Congresso]. Os trabalhadores não merecem ser castigados pelos erros do governo", salientou.
Sobre a reforma trabalhista, Lula defendeu que se faça mudanças na lei, mas não da forma como foi proposto. "Sempre achei que de tempos em tempos deve-se fazer uma adequação na legislação trabalhista, fazer algumas reformas. Mas isso tem que se fazer discutindo com os sindicatos, com os trabalhadores. É claro que essa lei pode precisar de um aperfeiçoamento, mas isso se faz discutindo com quem está no mundo do trabalho. Agora você rasgar tudo aquilo que os trabalhadores conquistaram no século XX e não propõe nada para eles... isso é um atentado contra as conquistas dos trabalhadores. Um grande equívoco do governo", argumentou.

Macambira celebra a cultura indígena em homenagem ao Dia do Índio.

Na manhã da última quarta feira, 19, o prefeito Luciano de Vital (PT), prestigiou as homenagens alusivas ao dia do índio, que ocorreram na Escola Municipal Cecílio Eugênio Alves.

Com o objetivo de resgatar a cultura indígena e a sua contribuição para a formação do povo brasileiro, evento mostrou a sociedade macambirense algumas características culinárias indígena que estão presentes no nosso dia a dia.

Celebrado anualmente em 19 de abril, no Brasil, o Dia do Índio é uma importante data para reforçar a identidade e a cultura dos povos indígenas. “É preciso manter viva a chama dos povos indígenas, e, atuando no combate ao preconceito", ressaltou Luciano.

Neste ano, lembra-se os 20 anos da morte de Galdino, índio Pataxó queimado vivo em 1997, enquanto dormia em um ponto de ônibus. "A luta do Galdino permanece viva. Vamos preservar a sua luta", concluiu  prefeito Luciano.

Entrevista de Lula ao radialista George Magalhães.

Vem aí, o 1º Pedal do Sertão.

video

Trabalhadores da Petrobras e terceirizadas aprovam paralisação no dia 28.

Hoje, 20, pela manhã, foi realizada uma assembleia com os trabalhadores (as) terceirizados e da Petrobras da área de Balsamo. Durante o encontro se falou sobre as reformas da previdência, trabalhista, nova lei da terceirização, o cenário político atual e o processo de privatização da Petrobras.
Segundo Radiovaldo e Manoel, que estiveram presentes, os encaminhamentos foram passados a direção do Sindipetro e centrais sindicais. Essa mobilização é em função da Greve Geral que está marcada para o próximo dia 28 de abril.
Ao final foram votados por unanimidade, a participação da categoria na greve geral e a luta para barrar as reformas e o processo de privatização da empresa.

Estiveram presentes cerca de 150 trabalhadores (as) das mais diversas empresas prestadoras de serviço e Petrobras.

Ao ordenar que Lula compareça a 87 audiências, Moro tem atitude rasteira.

A exigência de mais acusações a Lula, como condição para reconhecer ao ex-presidente da OAS o direito à delação premiada, de uma parte indica que à Lava Jato continuam faltando provas de muitas ilegalidades que atribuiu (e difundiu) ao seu principal alvo; de outra, reacende o problema do facciosismo com que procuradores deturpam a função constitucional do Ministério Público. A Lava Jato quer, além de novidades acusatórias, saciar a sua obsessão com o mal afamado apartamento no Guarujá, que Leo Pinheiro diz ser da OAS, não se efetivando a compra que Marisa iniciou e Lula rejeitou.

Apesar da intimidação a Leo Pinheiro, a expectativa da Lava Jato está mais no grupo de funcionários e ex-dirigentes que o acompanhariam na delação. É a continuada prioridade às delações, em detrimento de investigações. Só o atual estágio de "negociação" com Leo Pinheiro e a OAS já consumiu quatro meses. Nem parece que a Polícia Federal recolheu numeroso material na empreiteira e na cooperativa financiadora do apartamento, para base documental de investigações e eventuais provas.

Por essas e muitas outras no gênero, tem sentido a preocupação no Judiciário com a probabilidade de muitas prescrições.

Assim como têm razão os ministros do Supremo que negam a responsabilidade do tribunal na lentidão judicial desse caso. O ritmo de valsa está no Ministério Público, tanto na Lava Jato como na Procuradoria Geral da República.

Estava com endereço errado, por exemplo, a pressa cobrada do ministro Edson Fachin para examinar, decidir caso a caso e liberar o pacotaço proveniente de delações da Odebrecht.

O acúmulo desse material na Lava Jato, em vez da remessa ao Supremo em lotes sucessivos, resultou em atraso nas duas pontas. A Lava Jato acumulou para ser retumbante na entrega. É a prioridade ao escândalo.

O retorno da Lava Jato à fase em que tinha controle sobre seus rumos, sem envolver o PSDB e o PMDB como a Odebrecht obrigou, não se deu só em procuradores e policiais.

O juiz Sergio Moro ofereceu mais uma demonstração de como concebe o seu poder e o próprio Judiciário. Palavras suas, na exigência escrita de que Lula compareça às audiências das 87 testemunhas propostas por sua defesa:

"Já que este julgador terá que ouvir 87 testemunhas da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (...), fica consignado que será exigida a presença do acusado Luiz Inácio Lula da Silva nas audiências na quais serão ouvidas as testemunhas arroladas por sua defesa, a fim de prevenir a insistência na oitiva de testemunhas irrelevantes, impertinentes ou que poderiam ser substituídas, sem prejuízo, por provas emprestadas". É a vindita explicitada.

Um ato estritamente pessoal. De raiva, de prepotência. É uma atitude miúda, rasteira. Incompatível com a missão de juiz. De um "julgador", como Moro se define.

O Judiciário não é lugar para mesquinhez.

Por Jânio de Freitas.

Publicado na Folha de São Paulo.

O Barão Precisa de Ajuda.

Governo de Sergipe entrega obras na cidade de Lagarto.

Hoje é dia de festa para a cidade de Lagarto que está completando 137 anos e a população ganhou mais de R$ 120 milhões em investimentos do Governo de Sergipe que estão melhorando as suas vidas!

O Mercado Municipal José Corrêa Sobrinho, teve um investimento de mais de 19 milhões e está pronto, mais uma obra do Governo de Sergipe para a população da Lagarto.

Vem aí, o Congresso da UMESI.

A União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Indiaroba realizado no Centro Integrado de Convenções de Indiaroba, com a intenção de mobilizar a Classe Estudantil quanto ao seu importante papel  na luta por uma Educação Pública gratuita e de qualidade.

PREFEITURA DE INDIAROBA

Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude

Departamento de Juventude

União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Indiaroba

GOVERNANDO COM VOCÊ!!!

Seminário promovido pelo Estado capacita prefeitos e gestores municipais para a captação de recursos.

A Bahia possui 417 municípios, distribuídos pelas mais diversas regiões e onde vivem 15 milhões de pessoas. Com características geográficas, culturais e econômicas diferentes, cada um desses municípios precisa de políticas públicas específicas para atender às demandas dos moradores.


Para que as prefeituras possam elaborar projetos que se transformem em políticas públicas eficientes, o governador Rui Costa participou do seminário 'Planejamento, Cenário e Oportunidades para o PPA Municipal 2018-2021' nesta quarta-feira (19), no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). 

O evento, destinado a prefeitos e gestores municipais, foi promovido pela Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan), em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), e a UPB.  a Secretaria de Relações Institucionais do Estado (Serin), cujo secretário Josias Gomes esteve representado por Anabel de Sá Lima Carvalho, coordenadora executiva da Coordenação de Assuntos Federativos (Coaf).

Na ocasião, Rui Costa destacou que é preciso haver um alinhamento entre as prioridades do governo federal, Estados e municípios. “O PPA [Plano Plurianual] serve para isso. É um planejamento de quatro anos, para que se possa alinhar os projetos dos municípios com as possibilidades dos governos estadual e federal. Por isso é importante a gente capacitar os prefeitos e os gestores e alinhar os esforços, concentrando prioridades”, defendeu o governador.

Rui Costa acrescentou a necessidade de modernizar os atores econômicos locais para a construção de ações e iniciativas que garantam o desenvolvimento da Bahia. “Neste sentido, o vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão, está percorrendo a Bahia com uma caravana, discutindo quais são as prioridades para cada uma das regiões”.

Diversidade - Prefeito de Filadélfia, na região centro norte da Bahia, Lourivaldo Pereira Maia descreve as características do município e diz que o seminário vai ser produtivo. “Nossa região tem como característica a caatinga. Nós estamos no semiárido e temos falta de água, de chuva, e de emprego. Esse seminário vai nos orientar para que fiquemos alinhados com as políticas públicas estaduais e federais. Assim, poderemos levar água, gerar renda e desenvolvimento para o nosso município". 

Segundo o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, a região Sul é carente, mas tem grande potencial turístico. “Com este seminário, nós podemos programar nossos projetos de acordo com as características da região e alinhados com as possibilidades oferecidas pelo governo estadual e federal. A gente fica feliz quando tem um apoio como este para planejar as ações que serão desenvolvidas para o nosso povo durante quatro anos”.

De acordo com o vice-governador João Leão, o Governo do Estado está com uma agenda territorial (Ageter) de desenvolvimento econômico, baseada nas características de cada um dos territórios.

“Nós queremos que o PPA seja um complemento dessa agenda territorial, para levar o desenvolvimento a todos os municípios da Bahia. Nós iremos a todos os territórios. Iniciamos pelo Baixo Sul e, na próxima semana, vamos ao Nordeste 2, no semiárido”.

Situação econômica - No evento, o governador comentou também que o país não está vivendo um período de fartura. “Estamos enfrentando o período mais difícil do ponto de vista econômico e político. Esta é a maior crise vivida nos últimos 60 anos. O país nunca tinha vivido dois anos seguidos de PIB negativo e isso aconteceu em 2015 e 2016”. 

De acordo com Rui Costa, o Governo do Estado está desenvolvendo diversas ações estruturantes para prevenir os efeitos de crises como a atual no futuro. “Nós concluímos, por exemplo, o cadastro do Mais Futuro para apoiar os jovens que estão matriculados em uma das quatro universidades do Estado. Cada aluno vai receber uma bolsa de R$ 300 se morar até 100 quilômetros de onde estuda e R$ 600 se for a mais de 100 quilômetros. Também resolvemos centralizar os estágios de nível superior, estamos oferecendo 2,5 mil vagas e já passamos de 9 mil inscritos", informa o governador.

Por Raul Rodrigues.

Foto: Manu Dias.