Dimas Roque: Tá na internet: Por que dois pesos e duas medidas?

27.1.20

Tá na internet: Por que dois pesos e duas medidas?


Todo estado totalitário começa quando a Constituição e as regras são rasgadas, desde a operação Lava Jato, criada com o único objetivo de apurar desvios na Petrobras, que estamos assistindo horrores e aberrações ilegais na condução dessa operação. 

Verdadeiros espetáculos midiáticos para destruir oponentes via instrumentos legais usados de forma ilegal, a "delação premiada" muitas vezes não vem acompanhada de provas, ela "virou" a própria prova em casos convenientes para obterem execrações públicas seletivas, bem como também vazam seletivamente depoimentos vazios sem apontamentos de provas.

O pior desse enredo do Estado policialesco ilegal, é que está gerando disseminação, operações similares e atores midiáticos do Judiciário e do Ministério Público agem desrespeitando regras e expondo seletivamente alguns escolhidos para a condenação pública antecipada, e se a delação não for devidamente comprovada, quem devolve a justiça para os citados?

A morte do ex Deputado Ibsen Pinheiro pode dá uma pista para essa pergunta acima, esse se perdeu na vida pública por uma antecipação de culpa que não se comprovou, até quando serão permitidas as ilegalidades dessas operações, até quando o estado marginal terá ares de legalidade?

Tivemos duas operações aqui na Paraíba que demonstram claramente a diferença de tratamentos na condução das investigações,  falo da Operação Irêres, que apura desvios de milhões nas obras da Lagoa de João Pessoa, certamente você nem lembrava do nome dessa operação, que é sigilosa, silenciosa e cuidadosa, a outra chamada Calvário, apura desvios de verbas públicas no Estado da Paraiba, essa foi feita no modelo "Lava Jato", espetaculosa, midiática e barulhenta, seletiva e cheia de personagens que lembram heróis justiceiros. 

Não combato investigações Legais que apurem e detectem culpados e corruptos, mas combato quem usa da Ilegalidade em qualquer processo, como também o uso da condenação por delações não comprovadas, faço isso por entender que o princípio da presunção de inocência ainda vale na nossa Constituição, deixo isso para reflexão, por que tanta diferença entre as duas operações, Irêres e Calvário? Alguém precisa exigir Legalidade em qualquer Operação de investigação, pois senão, a corrupção já  reinará impune desde a condução dos processos.

A quem interessa agir condenando previamente a política, escolhendo os agentes e aliviando para outros?

Por: Joaci Tavares de Araújo Júnior.

Nenhum comentário: