6.1.20

Nova denúncia. Motoristas do SAMU não teriam curso de Atendimento Pré-hospitalar



Após a denúncia, aqui mesmo no Blog, de que “Motorista do SAMU não seria capacitado para exercer a função” na cidade de Paulo Afonso na Bahia, o secretário da saúde, Guiarone Garibaldi, esteve em um programa na Rádio Angiquinho informando que não procedia as informações, negando o fato.

Agora, outra revelação surge e diz que não seria só um motorista, mais vários deles estariam sem o curso atualizado de APH - Atendimento Pré-hospitalar. O que, segundo a pessoa, seria totalmente fora dos padrões do Sistema de Atendimento Médico de Urgência.

Segundo o denunciante, “Curso de internet não é valido....o que é valido é o curso do sest senat”. E teriam vencido o tempo em junho de 2019, precisando serem renovados.

Ainda, segundo a denúncia, “Está faltando funcionario no quadro 4 condutores e 4 técnicos no samu”.

Uma das exigências para condutores de ambulância é a de ter recebido o treinamento especializado, o que já está previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CBT – Lei 9.503/1997). E que, nos atendimentos, o condutor de ambulância acompanhe a equipe de saúde no atendimento básico de suporte à vítima.

Nós enviamos um pedido de informações a Ascom do Município, que nos respondeu, "são 12 motoristas, todos com curso pré- hospitalar, aliás estão renovando o curso mais uma vez".

* Os textos estão escritos conforme foram recebidos.
  As setas indicam os três condutores que estariam habilitados.

Nenhum comentário: