30.1.18

Lidice da Mata, Moema Gramacho e Alice Portugal lançam movimento de mulheres em defesa da democracia.

Um povo sem organização não é um povo livre afirmam em manifesto e conclamam mulheres e homens a participar do movimento 

A senadora Lidice da Mata (PSB) a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT) e a deputada federal Alice Portugal (PC do B) lançam na quarta-feira (31), o Grito das mulheres pela democracia! O objetivo é defender a democracia, inclusive o direito de Lula ser candidato e ampliar a presença das mulheres, nas chapas majoritárias e proporcional, frequentemente ameaçadas mesmo dentro dos espaços mais progressistas. 

Para elas, algumas pautas demandam o protagonismo das mulheres, mas essas ações precisam ser feitas por todos, uma vez que a democracia real deve ser o lugar em que todas pessoas podem fazer política e clamar pelas transformações necessárias. “De conquistas históricas a mudanças recentes, a construção democrática passa pela sociedade civil demandando suas pautas para uma cidadania plena em espaços institucionais e em todos os espaços da sociedade”, explicam.

“Os exemplos multiplicam-se a cada dia em que as mulheres lutam pela sua própria libertação e criação de uma nova sociedade, onde os abismos que tinham sido criados pelo patriarcado e a mentalidade masculina estão a ser desmantelados”, explicam. 

O evento acontece com a participação de Lidice, Moema, Alice, além de Fabíola Mansur, Fátima Nunes, Luiza Maia, Maria Del Carmem, Neuza Cadore, Arany Santana, Fábia Reis, Julieta Palmeira, Olívia Santana, Maria Quitéria, Marta Rodrigues, Aladilce Souza, Naide Brito, Marcha Mundial das Mulheres, Secretaria de Mulheres da CUT, no restaurante Casa de Palha, Estrada do Coco, em Lauro de Freitas, a partir das 16h.


Grito das mulheres pela democracia! 
Libertação das mulheres é a libertação da sociedade”.
Dia 31.01.2018
Local : Restaurante Casa de Palha, Estrada do Coco - Lauro de Freitas
Horário: 16h

Mais informações:
(71) 99235 0032
(71) 99965 7299 
(71) 99991 8893

Nenhum comentário: