10.8.11

Vereadores derrotam Anilton em votação na Câmara.

Os vereadores de Paulo Afonso presentes na sessão ordinária realizada na manhã do dia 08 de agosto votaram o veto do executivo referente ao projeto de lei nº 11/11 que dispõe sobre o funcionamento da maternidade do Hospital Municipal de Paulo Afonso, de autoria do vereador Edson Oliveira.

Em votação secreta, os vereadores fizeram sua opção, tendo como resultado 8 votos a favor e 1 contra. Sendo assim, o veto do executivo foi reprovado pela Câmara. Os edis Petrônio Nogueira e Antônio Alexandre, ausentes na sessão, não participaram da votação.

O presidente da Casa Regivaldo Coriolano avalia o resultado da votação e fala do empenho dos vereadores para a reabertura da maternidade do HMPA. “Baseada na interpretação jurídica que foi dada pelo nosso procurador entendemos que ele não está criando nenhuma nova estrutura, e sim a manutenção da maternidade já existente, então na verdade esse resultado da votação de 8 votos a 1, mostra o interesse de todos os vereadores para que esta maternidade seja reaberta o mais rápido possível”, ressaltou Coriolano.

Outro assunto da pauta da sessão foi o requerimento verbal do vereador Celso Brito solicitando emenda modificativa ao artigo 52 do regimento interno, alterando o horário das sessões. “Espero contar com a maioria dos vereadores, pois acredito que essa mudança para o horário diurno só trará benefícios aos vereadores, funcionários e a população de Paulo Afonso”, argumentou o parlamentar.

Usaram da palavra no grande expediente os vereadores Aroldo do Hospital Gilson Fernandes, Celso Brito e Daniel Luiz e mais uma vez ressaltaram o não cumprimento do executivo aos requerimentos aprovados pela Câmara e a atual situação da saúde no município. (ASCOM / CMPA).

Nenhum comentário: