19.8.09

Aloprada da Receita Federal mentiu sobre reunião com Dilma Roussef.

Está na página de rosto da revista digital Terra Magazine. “Lina muda duas vezes versão sobre pedido de Dilma”, é o título da matéria assinada pela jornalista Marcela Rocha. A ex-secretária da Receita Federal, Lina Vieira, reafirma em depoimento à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado que encontrou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Mas muda sua avaliação sobre o pedido da ministra. "Não houve pressão, não entendi que era para encerrar as investigações" sobre as empresas da família de José Sarney (PMDB-AP).
A repórter narra o vai-e-vem da mentirosa.
"Ou a senhora mente para nós ou mentiu para o jornal", ataca a senadora Ideli Salvatti (PT-SC) . Após a intervenção da petista, Lina retorna à mesma versão dada ao jornal Folha de S. Paulo. "Entendi como um pedido para encerrar as investigações".
"Não menti para o jornal, nem aqui". E assim, Lina volta à versão anterior. Oscilante, Lina é o alvo dos senadores. A base governista tenta amenizar a versão da ex-secretária; aposta em um erro de avaliação. A oposição tenta de todas as formas que Lina afirme que a ministra Dilma fez um pedido de encerramento das investigações.
Por Oldack Miranda.
Lina Vieira também colocou-se à disposição para uma "confrontação da verdade com a ministra". UAU.
Os urubus da oposição estão à espreita, atrás de carniça.

2 comentários:

Anônimo disse...

Assisti todo o depoimento na cpi, e com certeza se alguém está mentindo não é a lina vieira.
O que acontece é que os petistas não adimitem que o condidato deles é uma ex guerrilheira, mentirosa e interesseira, Deus me livre de ter essa pessoa como presidente no próximo ano.

Anônimo disse...

... E já começaram o jogo sujo para desarticular a campanha da nossa futura presidenta. lamento informar: Não tem boquinha não! O melhor presidente que o brasil já teve (que eu alcançei), chama-se Luís Inácio LULA da Silva, e se DEUS quiser, ele fará o seu sussessor! Pode até não ser a Dilma, mas, fará sim. A minuria nunca será maior que a maioria. É claro e evidente! A voz do povo é a voz de DEUS!