30.8.13

É surpreendente  o avanço nas comunicações com o advento  das redes sociais, informações circulam em tempo real para milhões de pessoas que tem acesso á notícias que não são veiculada nos tradicionais meios  de comunicação, porém da mesma maneira que as redes sociais são uma “revolução” podem ser também uma ferramenta de manipulação e boataria,é o que acontece e muito no Facebook onde está montada uma verdadeira estrutura de boatos  e circulação de ódio contra o Partido dos Trabalhadores e também contra setores de esquerda na sociedade.

Espetáculos de mentiras como uma provável volta do Comunismo e tomada do poder  através do Foro de São Paulo que nada mais é do que um fórum de debates das esquerdas latino americanas para discutirem programas de governo e avançarem em estratégias conjuntas para tornar a América Latina um lugar mais soberano,menos desigual ,afinal a via pela qual defendem os “comunistas” do Foro para mudança da sociedade é através das eleições e participação do povo nas decisões de Governos o que retiraria o vazio e vácuo criado por Governos que se distanciam e não escutam os anseios do povo.

Mentiras em relação á  Lula, Dilma.

É certo que as elites sempre odiaram o PT e a esquerda como um todo ,porém as coisas vem tornando traços psicóticos ,violentos e criminosos,quando a  mentira,o estimulo ao ódio e violência passam á ser prática comum dessa mesma direita,mentiras como a fazenda de Lulinha ,Avião de Lulinha,Lulinha ser dono da Friboi,filha de Dilma ser dona de 20 empresas,Dilma ter comprado mansões, que Lula voltou a ter câncer,Dilma cortar internet por causa de manifestações mostra o modus operandi de uma verdadeira quadrilha de calúnia e difamação neonazista que opera na rede social .

27.8.13


Tem dias que eu sinto que me falta a juventude. Nestes momentos eu me lembro das namoradas que tive e como era lindo o amor juvenil. Para quem não me conheceu ainda, eu era uma rapaz magro, andava de chinelo de couro lap-lap, com uma camiseta de uma manga só e tinha uma vasta cabeleira, que,  em alguns momentos da minha vida, chegou bem perto da bunda. Naquele tempo, se me perguntar a idade eu mando ir pra zorra, arrumar namorada era uma coisa linda. Mas,  lindo foi quando tive duas namoradas ao mesmo tempo. E mais incrível que possa parecer, elas eram irmãs e sabiam dividir o lindão aqui.

Era muito comum ver gente nova chegando para morar na rua em que vivo até hoje. A construção da barragem da PA IV – Paulo Afonso IV tinha começado, e muitas famílias vinham em buscar de emprego. E como as obras ficavam perto da casa dos meus pais, muitas destas preferiam estar próximos.
Foi em uma das vindas que eu conheci as irmãs, Amélia e Leide. Confesso que foi amor à primeira vista. Neste caso a primeira visão, eu vi as duas no mesmo momento. O belo aqui, que sempre ficou na esquina, sentado na calçada e vendo as garotas que passavam, indo e vindo do Colégio Sete de Setembro, agora tinha outros objetivos que era o de conquistar uma das duas e namorar.

O tempo passou, e nestes momentos confesso: que demora  é coisa dolorida. Porque o amor tem que fazer sofrer? Me enturmei com elas, fui devagarinho, mas parecendo um mineirinho, e me aproximei primeiro da Amélia. Ela era a mais parecida comigo. Tinha vontades e não escondia isto. Já Leide era mais recatada, vivia por perto, dava toda a pinta de que também tinha interesse, mas quando eu me aproximava ela fugia. Típico das mulheres quando querem fazer chamar a atenção para elas. E não é que a danada fez isto acontecer, e eu que já estava nas primeiras investidas em Amélia resolvi mudar de foco e parti em busca da irmã. Elas acham que nós nunca sabemos o que queremos. Estão erradas. Nós queremos  todas. Não entendem que o coração de um homem é tão grande que é pequeno  para uma só mulher ocupar.
Mas nem tudo o que o coração programa sai conforme ele quer. A danada da Leide que também disse querer, resolveu que era a sua irmã, quem deveria me ter. Eu então fui a Amélia falei o que acontecia, mostrei que o certo era nós três ficarmos juntos. Eu queria mesmo era as duas. A  Amélia foi até sua irmã e firmaram um acordo arretado. Um dia eu ficava com uma, no outra a outra ficava comigo. Tava indo tudo certo, não havia ciúme entre elas. Todos os amigos sabiam, só não a família delas.
Conversa vai, conversa vem. Um dia, eu estava  aos beijos com Leide e a danada da Amélia apareceu. Isto não estava no combinado. E como disse o poeta; o combinado é para ser acatado. Mas a primeira enciumada, e ela não tinha razão, resolveu que daquele dia em diante não mais queria me ver. Fiquei  triste em casa, que agora só a Leide tinha para ver.
O ciúme de Amélia foi tão grande, que um dia deu para  perceber a todos e  me apareceu o pai dela na casa dos meus pais. Ele informou o que vinha acontecendo. Disse que eu teria tirado ousadia com suas filhas e que daquele dia em diante, se eu novamente fizesse, ele então me caparia. Ao ouvir daquela boca, a promessa de me deixar como um eunuco, me fez refletir por muitos dias, o que eu deveria fazer. Mesmo jovem e apaixonado pelas duas, eu tinha mais amor pela minha vida. Mais ainda pelas duas bolinhas, que anos mais tarde me ajudaram a montar minha família. Hoje eu tenho seis filhos. Flávio, Ulisses, Iury, Caio, Lis e Lara que são meus grandes amores.
Amélia e Leide ainda estão vivas. Moram na mesma cidade que eu. As vezes passo por elas e me dá uma saudade dos tempos em que um beijo na boca era a prova de um grande amor. Hoje as mulheres pioraram. Só sabem pedir carinho. Reclamam de tudo na vida. E não percebem que nós, os homens, quando arrumamos algum amor nas esquinas, é só uma forma de dar, muito amor e carinho aquelas que sozinhas, não teriam uma chance de conhecer, o que é o amor e o homem ideal.


Eu estava matutando na noite deste sábado e acessei a Wikipédia para entender o significado da palavra trouxa, encontrando ali o seguinte: "Trouxas" (ou "Muggles", na tradução Inglesa) é um conceito que designa pessoas que não possuem poderes mágicos, não sendo então, bruxos. A palavra trouxa aqui mencionada foi retirada da obra de Harry Porter.
Do que encontrei na Wikipédia passei a fazer um paralelo em algumas situações vividas em Jeremoabo. Como trouxa significa uma pessoa que não tem poderes mágicos, é fácil entender que um ato administrativo aparentando uma forma prevista em lei não tenha valia por desvio de finalidade e ai haverá um trouxa de Harry Porter.   
Em Jeremoabo, na prática, não há oposição no Legislativo Municipal a fiscalizar os atos do Poder Executivo pela grande maioria governista. Aparentemente Jairo do Sertão começou a tomar a posição que deveria ter tomado nos quatro anos anteriores e assim acontecendo estará representando parcela significativa da população de Jeremoabo. De futuro poderá até pensar em voos maiores e tendo uma conduta de oposição poderá vir receber apoio de diversos matizes para o desempenho de seu cargo. Como Vereador, mesmo estando só na Câmara, tem o direito a voz e isso ninguém poderá tomar-lhe. 
Fora da Câmara Beto do Caju vem desempenhando seu papel de oposicionista e já levou ao conhecimento de diversas instituições acontecimentos que revelam descompromisso com a coisa pública em Jeremoabo. De Aracaju com as notícias que lhes são passadas e o que colhe na internet Dedé vem sustentando a curiosidade do seu público que reside na oposição e nas instituições que acompanham os acontecimentos da vida pública.
Um exemplo.  Igor Montalvão acompanhou um cliente do Escritório Montalvão Advogados Associados a uma audiência na Polícia Federal em Juazeiro e em razão do seu sobrenome uma Autoridade Policial presente lhe perguntou qual a relação que tinha com Dedé Montalvao, sendo informado que era sobrinho do titular do jeremoabohoje-Blog. A autoridade lhe disse que acompanhava o jeremoabohoje e assim como Dedé tinha ojeriza aos desvios de conduta e por ele aquele ex-prefeito já estaria na prisão. Não precisa dizer o nome dele né?
Eu estava acessando o Diário Oficial do Município de Jeremoabo e me deparei com o Decreto nº. 001/2013, publicado no dia 08.01.2013, onde a Prefeita Municipal declarava estado de emergência as áreas ali definidas e constantes do croqui de que trata o art. 1º do Decreto.  É fato público e notório que o município de Jeremoabo tem sua localização do semiárido do Estado da Bahia e sofreu os males da seca por três anos. Relevante e necessário foi o Decreto embora as ações mais importantes da Administração no combate a seca fosse a distribuição de suco de laranja e aquisição de 34 veículos novos, salvo engano, um de preço superior a R$ 130.000,00 destinado servir ao gabinete da Prefeita.
 No mesmo Diário Oficial consta o Decreto nº. 002, que no seu art. 1º definiu: “Art. 1º Fica decretado Estado de Emergência no município de Jeremoabo, a partir de 02 de Janeiro de 2013, face a necessidade urgente e emergente de contratação de empresa única especializada em limpeza pública, para a realização simultânea de serviços de significativa relevância para o Município de Jeremoabo.” Ora, contratar empresas para execução de serviços ou obras de combate a seca é uma coisa, porém, contratar empresa sem licitação para serviços de limpeza pública é outra coisa. Quem é partidário da Prefeita sustenta que isso foi necessário porque Pedrinho de João Ferreira deixara a cidade bagunçada e os de oposição sustentam que isso merece uma investigação do Ministério Público. 
Vê-se que a intenção manifestada no Decreto era a contratação de empresa certa e previamente escolhida para execução dos serviços de varrição com dispensa de licitação, a depender apenas da conveniência político-administrativa exclusivo da Prefeita. Posteriormente foi contratada  com dispensa de licitação a empresa CONSTRULOK Transportes e Incorporações Ltda-ME ao custo de R$ 310.088,82 para um período de 60 dias. Dispensa nº. 101/13. Contrato Adm n. 020/13. Objeto: Prestação de serviços de limpeza pública em caráter emergencial.
Vamos acender o debate. Em artigo de minha autoria que foi publicado na Gazeta Juris, revista imprensa de circulação nacional e em diversos sites jurídicos, sob o título DISPENSA DE CITAÇÃO eu afirmei que se instalara a indústria do cataclismo por decreto. O Dr. Luiz Cláudio Barreto Silva no artigo CATACLISMO POR DECRETO: A AFRONTA AO PRINCÍPIO DA MORALIDADE, ao fazer remissão ao meu artigo escreveu: "A mentira iluminada pela inteligência tem um esplendor que a verdade não possui". Essa manifestação do saudoso poeta Carlos Drummond de Andrade retrata lamentável prática que vem sendo adotada em numerosos municípios. Sob falso argumento de situação de urgência, calamidade não menos numerosos decretos são editados burlando, por meio desses artifícios o rigor da dispensa licitação[1] pública, previsto na Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993.”
A Constituição Federal determina que em se tratando de contratação de obras, serviços e alienação de bens se adote procedimento licitatório. A  Lei nº. 8.666/1993 somente prevê a dispensa nas hipóteses do inciso IV do art. 24. Para que seja dispensada a licitação, exigem-se os seguintes requisitados: a) estado de emergência ou calamidade pública, fato natural; b) demonstração concreta e efetiva da potencialidade do dano e a demonstração de que a contratação é a via adequada e efetiva para eliminar o risco, necessidade de atendimento.
Vamos contribuir para o debate e o aperfeiçoamento dos institutos jurídicos. Se apreciada a contratação pelo Ministério Público ou diretamente pelo Poder Judiciário e a contratação da CONSTRULOK se disser OK, significa que os agentes públicos não são os “trouxas de Harry Porter”, são verdadeiros como os bruxos.  Se houver entendimento contrário os agentes públicos envolvidos poderão responder por ato de improbidade administrativa e crime de responsabilidade, para o Prefeito e os demais responderão por improbidade e o crime do art. 89 da lei das Licitações que prevê: “Art. 89. Dispensar ou inexigir licitação fora das hipóteses previstas em lei, ou deixar de observar as formalidades pertinentes à dispensa ou à inexigibilidade: Pena - detenção, de 3 (três) a 5 (cinco) anos, e multa.”
A legalidade ou ilegalidade da contratação da CONSTRULOK poderá ser constada por pronunciamento do TCM – BA em processo de denúncia, como poderá haver representação ao Ministério Público para investigação civil e criminal, ou o cidadão poderá questionar o ato por meio de Ação Popular proposta no juízo da Vara da Fazenda Pública em Jeremoabo. Revestido o ato de legalidade, a empresa de Contabilidade contratada e o Departamento Jurídico do município deixará um legado substancial para o operador do direito público, agentes políticos ou não.
Paulo Afonso, 24 de agosto de 2013. 

Fernando Montalvão. montalvao@montalvao.adv.br
Tit. Escritório Montalvao Advogados Associados.
www.montalvao.adv.br
Interatividade e saúde pública abrem o programa de rádio Conversa com o Governador desta terça-feira (27). Na edição, o governador Jaques Wagner responde ao internauta Jorge Américo Góes de Almeida e fala dos investimentos em saúde. O tema foi proposto por meio da fan page JaquesWagnerOficial no Facebook. Além da chegada de médicos, por meio do Programa Mais Médicos, do governo federal, Wagner informa que os investimentos do governo do Estado nessa área são de mais de R$ 620 milhões.
“Nós construímos cinco hospitais, triplicamos o número de leitos de UTI, já entregamos 17 unidades de pronto atendimento, sendo 14 no interior e três em Salvador, e ainda temos a expectativa de novas unidades, ampliando assim a oferta de serviço, fora os 530 postos de saúde da família, que nós espalhamos pela Bahia inteira”, conclui o governador.
A adesão da Bahia, na quinta-feira (29), ao Programa Mulher Viver sem Violência, do governo federal, é outro assunto em destaque. “É mais uma adesão do governo do Estado, de tal forma, que a gente possa superar mais essa mácula que é a violência contra a mulher”, afirma o governador Jaques Wagner. Nesta edição, ele também comenta sobre a definição, na semana passada, da empresa que vai cuidar da linha do Metrô de Salvador.
O governador avalia que a adesão ao Programa Mulher Viver sem Violência é de grande importância para a Bahia, “porque efetivamente hoje nós ainda temos um volume de violência contra as mulheres extremamente alto. E o que é mais assustador, boa parte dessa violência é domiciliar”.
Wagner comenta que o programa federal de proteção às mulheres tem cinco estratégias. Uma delas é a Casa da Mulher Brasileira, para acolhimento das vítimas e para o registro dos problemas. A ampliação da Central de Atendimento à Mulher, por meio do Ligue 180, e a implantação de centros de atendimento às mulheres nas regiões de fronteiras e de seca também estão previstas.
“Então, é mais um esforço do governo federal que tem a adesão da Bahia, de tal forma que a gente possa superar mais essa mácula que é a violência contra a mulher”.

Completando as estratégias da iniciativa, Wagner diz que estão à organização e humanização do atendimento às vítimas de violência sexual e a realização de campanhas continuadas de conscientização.
Com a chegada de mais 50 médicos de Cuba, neste domingo (25), o atendimento à saúde será reforçado em 22 municípios do interior baiano. Os profissionais foram recebidos pelo secretário da Saúde do Estado, Jorge Solla, no Aeroporto Internacional de Salvador e vieram por meio do Programa Mais Médico, do governo federal, contratados por intermédio da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
Segundo o secretário, os 22 municípios foram escolhidos pela necessidade. “Muitos destes municípios há muito tempo tentam preencher estas vagas. Os médicos vão trabalhar em unidades de saúde da família que já existem, são postos de saúde montados e com equipes completas, muitas delas têm odontólogos, só faltava o médico”, destacou Solla.

Os médicos que chegaram neste domingo serão escalados para trabalhar nos municípios de Adustina, Araci, Buritirama, Campo Alegre de Lourdes, Carinhanha, Cansanção, Central, Cocos, Coronel João Sá, Correntina, Formosa do Rio Preto, Itiúba, Jeremoabo, Macaúbas, Mansidão, Nova Soure, Remanso, Riacho de Santana, Serra Dourada, Sítio do Quinto, Souto Soares e Tucano.
Diante dos constantes estudos sobre impacto ambiental nas regiões do alto, médio e baixo São Francisco, notamos diversas formações de erosão ao longo das margens e em outras distâncias bem próximas as plantações agrícolas em pleno status de degradação ambiental.
Os comitês de bacia ainda não atentaram para esse dano, numa clara demonstração de vista grossa aos problemas que está sendo recorrente em toda região que percorre o Rio São Francisco.
Se gasta muito com encontros e audiências para sedimentar seu corpo gerencial e deixa de lado a contratação de profissionais para elaborar estudos e propor melhorias no sentido de mitigar esses danos.
Para tal, basta geoprocessar de maneira responsável e sem viés político e chamar as autoridades – o Ministério do Meio Ambiente, Secretarias Estaduais e Governos, para uma solução imediata – e Legislar sobre o tema.
Uma das maiores provas é que em certos locais o Rio São Francisco está perdendo quantidade de água em seu leito, devido à erosão sem controle e sem fiscalização adequada e sem aplicação das Leis.
Há locais em que no passado, bastaríamos apenas 2 metros para começar a nadar e mergulhar no Rio, e, que hoje andamos em torno de 10 metros com água na cintura e isso é uma realidade absurda, devido à incompetência das instituições de Meio Ambiente, Poder Judiciário e do Poder Executivo Federal.
Estes são os maiores culpados pela degradação do Rio São Francisco, onde não encaram essa realidade, pela não aplicabilidade dos processos de educação ambiental, pela não fiscalização devida nas regiões produtivas, pela falta de profissionais sérios no sentido de Legislar sobre o assunto, cobrando assim o real poder de polícia ambiental constituída e por fim um bom senso de quem produz e de quem poderá educar sobre os processos de degradação ambiental que está ocorrendo ao longo do percurso que nosso Rio São Francisco tem e que está em certas regiões agonizando devido à falta de uma atenção especial por parte de certas autoridades ambientais.
Silvano Wanderley. 

18.8.13

Quando se noticiou que Roberto Gurgel teria desautorizado a vice presidenta da Procuradoria Geral da Republica, muitos comemoram. Teria surgido naquele momento alguém com disposição para enfrentar de frente o Procurador Geral?
De uma hora para outra, pois muitos nunca tinham ouvido falar da senhora Deborah Duprat, ela se tornou a queridinha de parte da esquerda festiva e carente. Sites, blogs e nas redes sociais víamos artigos e notícias dando conta que nascerá ali a “Mulher Maravilha”. É que virou moda transformar os “heróis” instantâneos em super heróis. Um caso emblemático é o do presidente do Supremo, o Joaquim Barbosa, que alto destruiu sua imagem de “Batmam” da justiça com seus arroubos e desvios de conduta na corte.
Um dos poucos que desconfiou da armação da briga na procuradoria foi o Paulo Henrique Amorim que ao dialogar com o “Oráculo”, personagem criado por ele que mais parece seu alto ego. Ele desdenha da briga ao escrever “QUEM APÓIA DEBORAH PARA A PGR?”, e levanta a suspeita ao levantar a desconfiança do Site 247, que estaria usando a estratégia de divulgar a dita briga.
Passavam os dias e a desconfiança já tinha chegado à sala da presidência. A funcionária do povo Dilma Roussef teria pedido a seus auxiliares todas as informações sobre o “quiprocó” na PGR. Não demorou muito e as notícias chegadas aos montões eram de que não passaria briga para Inglês ver. Foi ai que Dona Dilma, que vem a ser a Presidenta do Brasil, decidiu pelo nome de Rodrigo Janot. Ele foi o candidato mais votado em uma eleição promovida pela ANPR - Associação Nacional dos Procuradores da República. Mineiro, com 56 anos, atua no MPF - Ministério Público Federal desde 1984. Exerce o cargo de subprocurador desde 2003. Ele presidiu a ANPR de 1995 a 1997 e já havia integrado a lista tríplice de 2011, que deu o segundo mandato a Roberto Gurgel.
Nas redes sociais muitos se apressaram em afirmar que Janot seria Tucano. Conversando com um Grão Duque do Partido, ele me disse que a informação não procede.

Nas redes sociais há uma dês confiança danada com este nome. Vamos esperar para ver se será mais um queridinho da mídia nativa e se vai engavetar as denuncias contra Tucanos de alto linhagem. O Tremsalão será uma prova de fogo para saber quem é mesmo esse Janot.

17.8.13

Mais de 3,4 mil pessoas serão beneficiadas com o sistema de abastecimento que vai levar água para comunidades rurais no município de Casa Nova, no Baixo Médio São Francisco. A autorização para as obras foi assinada neste sábado (17), pelo governador Jaques Wagner e o presidente da Codevasf, Elmo Vaz.

O investimento da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) será de R$ 17,2 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), por meio do programa federal Água para Todos, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e inspirado no programa baiano que tem o mesmo nome.

De Casa Nova, o governador seguiu para Chorrochó, para autorizar a implantação do sistema de esgotamento sanitário (SES) do município, localizado na microrregião de Paulo Afonso. A obra será realizada através da parceria entre a Embasa e a Codevasf, envolvendo recursos de R$ 6,4 milhões e beneficiando 6,5 mil habitantes da zona rural de Chorroró.

Os serviços compreendem implementação de mais de 15 quilômetros em rede coletora, seis mil metros de ramais prediais, uma estação elevatória e uma estação de tratamento, além de 5.300 metros em ramais domiciliares. O prazo para execução das obras é de 540 dias, contados a partir da assinatura da ordem de serviço.
Antes de se mudar para o Assentamento Umburana da Serra, seu Getúlio, mais conhecido como Deto, morava no povoado do Jorrinho e não tinha trabalho nem renda fixa. Acordava todos os dias sem a certeza de que conseguiria colocar o pão na mesa. Agora, como morador do assentamento, ele relata, feliz, a experiência de poder mudar de vida. “É a minha primeira casa e estou muito feliz com isso, e a nossa intenção é de crescer cada vez mais, ter uma possibilidade de criar uma cabra, de criar uma vaquinha mais sossegado. A minha vida a partir de quando eu recebi essa casa mudou muito. Aqui eu tenho plantação de banana, criação de galinha, a verdura do consumo de casa eu não compro, eu tiro lá mesmo no meu quintal”, explica.
Seu Getúlio faz parte de uma das 26 famílias de Tucano que financiaram uma moradia própria, construída através do Programa Nacional de Credifundiário, de reforma agrária, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em parceria com o Governo do Estado e a Prefeitura de Tucano. A inauguração do local aconteceu nesta sexta-feira (16), com a presença de diversos representantes e dos próprios assentados.
Clique aqui e confira matéria completa.

16.8.13

O prefeito de Canindé de São Francisco Heleno Silva pediu a Procuradoria Geral do Município que fosse providenciada uma ação civil pública, em que solita da DESO – Companhia de Saneamento Básico o abastecimento imediato do conjunto Beira Rio. As providências foram tomadas no dia 15 de agosto sob nº 201364001948.
A ação foi ajuizada especialmente porque o conjunto está sendo abastecido com água imprópria para o consumo humano. É que o local onde se está captando a água é também onde se recebe o escoamento da irrigação dos lotes e com quantidade elevada de agrotóxicos, vindo de diversos plantios. No mesmo local também são lançados domésticos clandestinos e o despejo final do sistema de tratamento do matadouro.
Conforme laudo emitido pela Vigilância Sanitária, todos os resultados das coletas da água dos condomínios que ficam na Beira Rio, sem exceção, estão insatisfatórios. Desta forma, o consumo de água contaminada pode causar danos gravíssimos à saúde das pessoas que residem naquele bairro, com cefaleia, náuseas, diarreia.

12.8.13

Um trecho de 30 quilômetros da BA-130, entre os municípios de Baixa Grande e Macajuba, foi inaugurado neste sábado (10) pelo governador Jaques Wagner. A recuperação da estrada facilita o escoamento da produção agropecuária e mineral da região, beneficiando ainda mais de 200 mil moradores dos municípios de Baixa Grande, Macajuba, Mundo Novo, Ruy Barbosa, Utinga, Itaberaba, Mairi e Bonito.
O governador Jaques Wagner destacou que as intervenções em estradas feitas na Bahia de 2007 até agora não têm precedentes. “Chegamos a 7.200 quilômetros de estradas já entregues. Outros trechos já estão prontos e serão entregues em breve e, até o final de 2014, a meta é alcançar ou ultrapassar os nove mil quilômetros de estrada”.
As obras na BA-130 contaram com investimento de R$ 11 milhões e foram realizadas pelo Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba).

5.8.13

O prefeito de Canindé de São Francisco Heleno Silva esteve hoje, 05, na sede da Chesf – Companhia Hidrelétrica do São Francisco na cidade de Recife em Pernambuco juntamente com o secretário de planejamento Breno George. Eles foram recebidos pelo presidente da empresa João Bosco e pelo diretor de engenharia José Aílton. Trataram da assinatura dos documentos de transferência da propriedade da área do terreno em que se localiza o Hotel Águas de Xingó, que agora é de propriedade definitiva do município.
Para o prefeito este é um divisor, já que o município não tinha como investir em um patrimônio que ainda não era de sua propriedade. “Agora com a posse definitiva da área, nós vamos definir o que melhor poderá ser feito com o hotel. Há várias possibilidades e nenhuma está descartada por enquanto. Vamos fazer o que for melhor para municipalidade” disse ele.
Heleno Silva aproveitou ainda para discutir com os diretores da Chesf algumas possibilidades de ajuda da empresa para com Canindé. A empresa tem um debito social muito grande com a região, por conta da construção da Usina de Xingó. “Nosso povo teve que ser retirada de suas terras e uma nova cidade foi construída. Tivemos perdas irreparáveis ao longo dos anos, mas acreditamos que se juntarmos a prefeitura e a Chesf em beneficio do nosso povo vamos conseguir minimizar os problemas causados”, falou o prefeito.
Começa a ficar claro, para analistas políticos que ainda duvidavam das intenções do Núcleo de Mídia e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, ora ocupada pela jornalista Helena Chagas, em aplicar a teoria conhecida como “mídia técnica”. Ao transferir para as Organizações Globo, nos últimos dois anos, valores de mais de R$ 1 bilhão, a despeito das acusações que pesam sobre a empresa, que responde a processo por sonegação fiscal e evasão de divisas da ordem de outros R$ 500 milhões, os integrantes dos postos-chave em uma das áreas mais estratégicas do governo da presidenta Dilma Rousseff seguiam à risca o roteiro determinado pela oposição. Tanto a secretária Chagas quanto seu segundo em comando, Roberto Messias, sempre lidaram, de perto, com as empresas da família Marinho.
Matéria publicada na noite anterior, assinada pela jornalista Conceição Lemes, no site Viomundo, apurou que Messias é ligado ao PSDB, enquanto sua superiora imediata ocupou cargos de alto escalão nas Organizações Globo. O bloqueio às revistas, rádios, blogs e jornais independentes, entre eles o Correio do Brasil, era apenas um sintoma dos problemas que Dilma vê, agora, propagados ao máximo nos protestos de rua contra a mídia conservadora que, durante a gestão de ambos à frente da Secom, sempre foi considerada prioritária, tanto em nível publicitário quanto no tráfego de informações. Messias apresentou sua verdadeira face à jornalista ao demonstrar seu intenso desejo de ver o ex-colega do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, ser preso. Pizzolato defende sua inocência mas descobriu, talvez tarde demais, que os tucanos ainda mandam nacomunicação do governo petista.
Leia, a seguir, os principais trechos da reportagem de Conceição Lemes:
Em recente entrevista com a ministra-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom-PR), a jornalista Helena Chagas, perguntei:
No julgamento do chamado mensalão, o STF julgou irregular, crime, o BV (Bonificação por Volume) da Visanet. Embora já esteja demonstrado que o dinheiro é privado e não público, Henrique Pizzolato corre o risco de ir para a cadeia. Em função dessa decisão, a Secom vai buscar de volta o dinheiro do BV da Globo?
Mal acabara de dizer Pizzolato corre o risco de ir para a cadeia, Roberto Messias, também presente, me cortou:
Roberto Messias — Demorou.
Viomundo – Por quê?
Roberto Messias – Sou o cidadão agora falando. Eu trabalhava com ele…
Viomundo – Por que demorou para ele ir pra cadeia?
Roberto Messias – Ué, porque eu acho que tem um…
Messias é o secretário-executivo da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Cuida da publicidade do governo federal: ministérios, órgãos relacionados e estatais. Onde e quanto investir estão principalmente em suas mãos.
Para não desviar o foco, não insisti naquele momento. Testemunharam-no Helena Chagas, que se manteve em silêncio, assim como Fabrício Costa, secretário de Comunicação Integrada da Secom.
Após a entrevista, já fora do gabinete da ministra, voltei a falar com Messias:
– Você acha mesmo que o Pizzolato tem que ser preso?
– Acho.
– Por quê?
– Porque sim.
– Vocês trabalharam no Banco do Brasil (BB)?
Movimenta a cabeça afirmativamente.
– Mas por que ele tem de ser preso?
– Porque sim…
Como o segundo da Secom-PR do governo Dilma, de forma intempestiva, comete essa indiscrição?!
“Declaração gratuita, só pode ser rivalidade partidária”, avaliou o próprio Henrique Pizzolato, após ler a reportagem do Viomundo. “Mais do que tudo, ele conhece os documentos, sabe que a utilização do dinheiro do Fundo Visanet não era de minha área de responsabilidade e que estou sendo condenado injustamente.”

3.8.13

Ontem, 02 de agosto, milhares de estudantes, familiares e políticos estiveram na cidade de Nossa Senhora da Glória participando da 2ª Manifestação pela criação da Universidade do Sertão. Um compromisso de campanha, segundo seus organizadores, da presidenta Dilma quando esteve no estado.
A concentração do ato foi na rodovia Engenheiro Jorge Neto, na entrada da cidade. O primeiro aconteceu antes no município de Poço Redondo. Está é uma reivindicação antiga da região, pois a maioria do jovens se quer tem condições de se deslocarem para os grandes centros e cursa uma universidade. A disputa para que o polo da UFS seja instalado está sendo feito pelas cidades de Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Nossa Senhora da Glória e Monte Alegre.

Presente ao ato,m o prefeito de Canindé Heleno Silva disse que “não importa qual cidade será escolhida. É claro que temos interesse que seja na nossa, mas o mais importante é que a universidade do sertão seja definitivamente implantada para que beneficie a todos os sertanejos” finalizou ele.
A Bahia reúne nesta segunda e na terça-feira (5 e 6) cinco países do Cone Sul da América Latina, incluindo o Brasil, no Encontro Internacional de Agendas Subnacionais de Trabalho Decente, promovido pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e Organização Internacional do Trabalho (OIT). A solenidade de abertura será às 8h30 de segunda-feira, no Hotel Deville (antigo Quatro Rodas).

O evento terá a presença do governador Jaques Wagner, do diretor da OIT para o Cone Sul da América Latina, Guillermo Miranda, do ministro do Trabalho, Emprego e Seguridade Social da Província de Santa Fé/Argentina, Julio Cesar Genesini, do secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia, Nilton Vasconcelos, e da diretora da OIT no Brasil, Laís Abramo.
"Travessia" é o próximo longa metragem do jovem diretor baiano João Gabriel.  No elenco, estão alguns nomes de peso do cinema nacional, muitos atores baianos e alguns de outros estados. O diretor está à procura de novos atores e atrizes, mesmo os que não têm ainda experiência em cinema.
João Gabriel explica que “Travessia” é um projeto premiado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia no edital de 2013, com previsão para ser rodado em Novembro deste ano na cidade de Salvador. “É um filme totalmente urbano que revela uma Salvador contemporânea, uma cidade que vive entre o moderno e o histórico, sem estereótipos”, acrescenta o diretor.
 A trama se desenvolve entre dois núcleos distintos: jovens que mergulham fundo em suas relações e se arriscam para levar uma vida regada de prazer, em festas, noites… E a vida de um homem, já maduro, que procura também sentido para realizar os seus instintos. Um dia, um acidente faz este homem visitar forçosamente uma UTI hospitalar. Ele vai tentar reencontrar o seu filho que está distante e vive intensamente essa Salvador.

Quem estiver interessado em participar da seleção de elenco, basta enviar um e-mail com fotos para travessiaelenco@gmail.comou curtir a página de Travessiamovie no Facebook e enviar uma mensagem.

2.8.13

Algum tempo depois dos "co-irmãos", a Editora Abril recorreu ao infatigável Passaralho para dar um jeito na incompetência de quem a dirige.
Desta vez, segundo comunicado da própria empresa, 150 cabeças foram cortadas, algumas revistas "descontinuadas", para usar a linguagem paupérrima e abominável desses "empreendedores".
Com as medidas que tomou, a Abril revela que a crise no setor editorial é uma das mais profundas já vistas no Brasil.
E, pior, não há nada que indique que termine tão cedo.

As causas, porém, não devem ser creditadas a fatores externos ao dia a dia das empresas, como, por exemplo, um desaquecimento econômico, esse mesmo tão alardeado pelas suas próprias publicações.
Isso porque esse país que a Abril, Estadão, Folha, Globo e que tais fazem questão de mostrar aos seus leitores simplesmente não existe, é uma ficção criada por eles na tentativa de, como partidos políticos informais que são, vencer a disputa pelo poder político, defenestrar os trabalhistas do Palácio do Planalto, derrotar, enfim, o projeto que pretende resgatar o Brasil de séculos de injustiças e desigualdades sociais e econômicas.
A razão principal para o desajuste nas contas desse império da informação, controlado por meia dúzia de famílias, é que, simplesmente, eles são péssimos administradores de seus negócios.
Talvez porque seus olhos estivessem embotados pelo ódio aos inimigos na guerra que declararam às forças progressistas desde que o Brasil se livrou da ditadura militar, eles foram incapazes de acompanhar as transformações tecnológicas verificadas no mundo, não conseguiram perceber que a internet se constituía na revolução mais importante da civilização dos últimos tempos.
Apegados ao conservadorismo exacerbado, se deixaram atropelar pela história - e hoje estão a um passo, um mísero passo, de virarem, eles próprios, história.
Não conheço um só jovem que assine um jornal ou uma revista.
Em compensação, todos usam, com toda a naturalidade, smartphones, tablets, notebooks, todos participam de redes sociais, se comunicam das mais variadas formas instantaneamente, sabem muito mais do que se passa no planeta, pelo menos sobre o que interessa a eles, do que a maioria dos jornalistas que se julgam formadores da opinião pública.
Esse fato, por si só, é mais expressivo que dezenas de teorias que se formulam sobre o tema.
E leva a uma conclusão óbvia: os impérios da comunicação, como todos os impérios que já existiram, vão desaparecer.
Pode ser daqui a poucos anos ou demorar mais.
O destino, porém, é irremediável.

E, para a desgraça desses executivos geniais, desses luminares da administração, não há Passaralho, por mais faminto que esteja, que possa dar jeito.
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial