8.1.21

Unidade de Beneficiamento de Mandioca, Banana e Milho de Presidente Tancredo Neves é entregue requalificada


A unidade de beneficiamento de mandioca, banana e milho de Presidente Tancredo Neves foi entregue, pelo Governo do Estado, nesta quinta-feira (07), requalificada, e a expectativa é que gere mais empregos e renda no Território Baixo Sul.

O investimento foi feito por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que destinou R$3,6 milhões para levar melhorias e equipar a agroindústria, situada na localidade de Moenda.

A unidade é gerida pela Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), que vem atuando como agente de transformação financeira, social, econômica e solidária na região, além de garantir a oferta de produtos de qualidade, como goma de mandioca, chips de banana, em quatro sabores, flocos de milho, farinha de mandioca, geleia de mel de cacau, mel, curau de milho verde e palmito.

Atualmente, a cooperativa fornece os produtos processados de mandioca e banana, e também in natura, para supermercados da capital e do interior, como o Walmart, Gbarbosa, Atakarejo, Rede Fort, Cereais do Nico, Atacadão Centro Sul. Outras redes estão em fase de cadastro. 

O secretário de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes, destaca que o município de Tancredo Neves é um dos mais importantes municípios da região do Baixo Sul em se tratando de diversificação da agricultura familiar: “A Coopatan é hoje um dos modelos que deram certo de cooperativismo em uma cultura que a rigor não tinha uma rentabilidade tão alta quantos outros cultivos agrícolas, por se tratar de mandioca. E eles fizeram com que essa atividade não só fosse um importante meio econômico para os cooperados, como também pudesse aumentar de forma extraordinária a produtividade. A média hoje passa das 30 toneladas por hectare e se consolidou como uma atividade importante economicamente”.

Para o presidente da Coopatan, Juscelino Macedo, por meio do Bahia Produtiva, foi possível colocar a unidade de produção de tapioca para funcionar, adquirir equipamentos, melhorar a produção e a logística de comercialização dos produtos:

“Esses investimentos fizeram com que a cooperativa acessasse e chegasse aos grandes mercados da capital, aumentou nosso giro, foi uma grande conquista e ela vai atender mais pessoas, gerar mais renda pra seus cooperados e para comunidade. Foi graças a esse recurso, que mesmo em meio à pandemia, nosso faturamento aumentou 50% em 2020 e deve ser ainda melhor neste ano”.

O governador autorizou ainda dois convênios do Bahia Produtiva com a Associação dos Produtores Rurais da Comunidade de Tesoura e a Associação dos Agricultores e Agricultoras Familiar do Riachão do Meio (AAFARME), selecionadas no edital de qualificação de agroindústrias, gerando um investimento no valor de R$454.4 mil, que beneficiará diretamente 40 famílias.

Foto: Carol Garcia/GOVBA.

Nenhum comentário: