9.12.15

Durante confronto, PM mata dois irmãos em Poço Redondo.

Irmãos eram acusados de praticar crimes na cidade.
Dois mortos e um adolescente apreendido. Este foi o saldo de uma perseguição realizada pela equipe do Pelotão Especial de Policiamento em Área de Caatinga (Pepac) da Polícia Militar de Sergipe a três irmãos suspeitos pela prática de crimes no município de Poço Redondo. De acordo com a Polícia Militar, os três são acusados de envolvimento com roubos e tráfico de drogas na região.
Os mortos foram identificados como José Carlos Soares Vicente de Melo e José Soares Vicente, conhecido como Bocão, que teria idade inferior a 18 anos. O terceiro, que sobreviveu à perseguição, também é um adolescente, que foi apreendido no hospital da cidade, para onde os outros dois irmãos baleados foram encaminhados para atendimento médico.
O confronto aconteceu depois que os policiais militares receberam denúncia dos moradores locais, segundo informações do tenente-coronel Paulo César Paiva, chefe da PM5, o setor responsável pela comunicação social da corporação. Os três irmãos, segundo o tenente-coronel, estavam na rua G, no bairro São José, na área urbana de Poço Redondo, e estariam armados. Moradores telefonaram para a polícia, informaram a localização e a equipe do Pepac iniciou as buscas. Percebendo a presença dos policiais, os três correram e entraram na casa de número 299, aparentemente abandonada, segundo o tenente-coronel.
No momento, por volta das 23h, houve troca de tiros e dois deles foram atingidos. O terceiro suspeito conseguiu fugir, mas acabou preso no hospital local onde os feridos estavam recebendo atendimento médico. Inicialmente, o sobrevivente foi identificado como adolescente, mas a polícia ainda não divulgou a idade. “O pai não sabe informar a idade dos filhos, eles estavam sem documentos e o pai disse que estava aliviado porque não suportava mais a ação criminosa dos filhos”, comentou o tenente-coronel Paiva.
Depois de encaminhar os dois irmãos baleados ao hospital, os policiais receberam novas ligações dos moradores, informando que o sobrevivente continuou naquele bairro armado ameaçando as pessoas, em decorrência das denúncias que chegaram à polícia.
Os PMs retornaram ao local, mas ele não mais se encontrava. Momentos depois, o adolescente foi localizado no hospital, onde foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia da cidade, segundo informações do tenente-coronel. Ao final, foram apreendidas três armadas, revólveres de calibre 32 com munições [três das quais deflagradas e outras três picotadas] que estariam com os suspeitos, segundo o tenente-coronel.

Por Cássia Santana do Infonet.

Nenhum comentário: