30.6.14

Saubara, Jeremoabo, Guaratinga: essas são algumas cidades baianas de artistas e tecelões que têm seus trabalhos expostos e comercializados na feira de artesanato Showroom Brasil Original, montada no Shopping Barra este mês e que segue até o próximo dia 13 de julho. Concebida para aproveitar o período da Copa, a feira já cativou turistas do Brasil e, principalmente, do exterior, e pretende movimentar, somente na Bahia, mais de R$ 400 mil até o fim do Mundial.

“Colombianos, americanos, australianos, chilenos, indianos, canadenses, holandeses, franceses, alemães, argentinos”, diz a consultora Fátima Seabra, citando a origem dos clientes que já estiveram no local, até agora. E os gastos costumam ser bastante generosos. “Um colombiano levou mais de R$ 800 (em produtos). Teve um italiano que levou uma colcha por R$ 2.125”, conta Fátima, antes de dizer que as compras, em geral, variam entre R$ 120 a R$ 500. 

Do Correio24Horas.
A agricultura, pecuária e aquicultura da Bahia serão contempladas com recursos da ordem de R$ 1,2 bilhão, oriundos do Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015. O Acordo para operacionalização do Plano será assinado nesta terça-feira (1º), pelo governador Jaques Wagner, às 11h, no auditório da Secretaria da Agricultura (Seagri), no Centro Administrativo da Bahia.

O objetivo é aumentar o apoio aos mais de três milhões de agricultores familiares baianos, que representam 15% do segmento do Brasil, proporcionando novas condições para a manutenção e a expansão de suas atividades, através de ações como a redução das taxas de juros, aumento do limite de financiamento e ampliação dos recursos para assistência técnica.

Durante a solenidade serão assinados contratos ofertados pelo Governo do Estado para a agricultura familiar. Entre elas, a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre o Incra e a Seagri para implantação de 40 Salas de Cidadania Digital na Bahia. Será assinado ainda um contrato entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e o Centro de Convivência e Desenvolvimento Agroecológico do Sudoeste da Bahia (Cedasb), para construção de 1.335 cisternas de placas no valor de R$ 3.7 milhões.
Com um investimento de R$ 5,75 milhões do Governo do Estado, a Farmácia da Bahia, inaugurada nesta segunda-feira (30), no município de Anguera, na Região Metropolitana de Feira de Santana, vai distribuir remédios, por intermédio da rede do Sistema Único de Saúde (SUS), para os mais de 10 mil habitantes da cidade. A cerimônia de abertura teve a presença do governador Jaques Wagner, que considerou a ação mais um complemento para melhorar a saúde no estado. “Essa área é uma das minhas maiores preocupações e, por isso, tem sido prioridade no nosso governo".

Anguera faz parte do programa estadual que tem o objetivo de melhorar a assistência e uso de medicamentos no estado. Outras unidades já foram instaladas em 13 municípios do interior baiano. Durante a cerimônia de inauguração, o governador assinou a autorização para licitação das obras de pavimentação no município, no valor R$ 500 mil, que serão realizadas por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), além da construção de mais um posto de saúde em Anguera.
Com um investimento de R$ 5,75 milhões do Governo do Estado, a Farmácia da Bahia, inaugurada nesta segunda-feira (30), no município de Anguera, na Região Metropolitana de Feira de Santana, vai distribuir remédios, por intermédio da rede do Sistema Único de Saúde (SUS), para os mais de 10 mil habitantes da cidade. A cerimônia de abertura teve a presença do governador Jaques Wagner, que considerou a ação mais um complemento para melhorar a saúde no estado. “Essa área é uma das minhas maiores preocupações e, por isso, tem sido prioridade no nosso governo".

Anguera faz parte do programa estadual que tem o objetivo de melhorar a assistência e uso de medicamentos no estado. Outras unidades já foram instaladas em 13 municípios do interior baiano. Durante a cerimônia de inauguração, o governador assinou a autorização para licitação das obras de pavimentação no município, no valor R$ 500 mil, que serão realizadas por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), além da construção de mais um posto de saúde em Anguera.
Com um investimento de R$ 5,75 milhões do Governo do Estado, a Farmácia da Bahia, inaugurada nesta segunda-feira (30), no município de Anguera, na Região Metropolitana de Feira de Santana, vai distribuir remédios, por intermédio da rede do Sistema Único de Saúde (SUS), para os mais de 10 mil habitantes da cidade. A cerimônia de abertura teve a presença do governador Jaques Wagner, que considerou a ação mais um complemento para melhorar a saúde no estado. “Essa área é uma das minhas maiores preocupações e, por isso, tem sido prioridade no nosso governo".

Anguera faz parte do programa estadual que tem o objetivo de melhorar a assistência e uso de medicamentos no estado. Outras unidades já foram instaladas em 13 municípios do interior baiano. Durante a cerimônia de inauguração, o governador assinou a autorização para licitação das obras de pavimentação no município, no valor R$ 500 mil, que serão realizadas por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), além da construção de mais um posto de saúde em Anguera.

26.6.14

Dez meses após a implantação do programa Mais Médicos na Bahia, 1.359 profissionais vinculados à iniciativa estão ajudando a melhorar a saúde da população com mais atendimentos. O grupo está atuando em várias regiões do estado, em 367 municípios e em nove polos do Distrito Sanitário Especial Indígena, ampliando a capacidade de assistência no estado. Os dados foram apresentados no ‘Seminário Mais Médicos para o Brasil, Mais saúde para os Brasileiros’ realizado nesta quinta-feira (26), na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), Centro Administrativo (CAB), em Salvador.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, o secretário estadual da Saúde, Washington Couto, e outros representantes do setor no estado e município participaram do evento. Entre os resultados apresentados e objetivos do programa Mais Médicos estão ampliação do atendimento, aumento no número de vagas nas universidades e construção de mais de 26 mil Unidades Básicas de Saúde.

De acordo com o ministro, as regiões nordeste e norte têm recebido atenção especial. “Segundo dados levantados pelo Ministério da Saúde, essas são regiões onde há maior carência [de profissionais] e não foi por acaso que grande parte dos médicos do programa foi enviada para esses locais. Estamos atentos às necessidades regionais”.
Começa nesta quinta-feira (26) a 19ª edição do Festival de Música Instrumental da Bahia, em Salvador. O evento vai ser realizado até domingo (29), na sala principal do Teatro Castro Alves, às 20h, e os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada).
A programação terá sempre três shows por noite. Nesta quinta-feira, Toninho Ferragutti e Marco Pereira, Eric Almeida e a Orquestra de Violões da Ufba se apresentam no TCA.

Criado em 1980, o evento faz uma homenagem aos 60 anos da escola de música da Ufba e ao músico Amilton Godoy, 73 anos, um dos fundadores do Zimbo Trio e um dos maiores pianistas brasileiros. Mais informações, acesse o site do evento.
Do G1.
A Associação Conexão Hip HoPoçõe s realiza nos dias 26, 27 e 28 de junho, o VI Encontro Regional de HIP HOP, na cidade de Poções – BA. Com tema “Os direitos são humanos, pena que não são iguais”, o encontro conta com uma programação abrangente e gratuita, que inclui oficinas, palestras, batalhas de break, mutirão de graffite, Batalha de FreeStep, show’s e rodas de diálogo com os temas acesso a cultura, violência contra a juventude e promoção da igualdade racial.
Um evento de cunho sócio-politico-cultural, mobilização e formação de/para/com a juventude, que tem o objetivo contribuir para o enriquecimento das experiências de ações comunitárias de jovens para jovens e reforçar o papel social do movimento hip hop e sua incidência nas políticas públicas.

Representantes da cultura hip hop de 20 cidades da Bahia e de outros estados como Pernambuco e São Paulo participarão do encontro. Entre os convidados estão King Nino Brow (Casa do HipHop de Diadema (SP), B.boys Banks, Bank Spin Crew, e Dj Branco (CMA HipHop).

23.6.14

Não se sabe quem, ainda, postou uma foto onde artistas supostamente estariam na casa do Luciano Huck. Nela, o autor da postagem informava que aqueles, na foto, teriam se reunido e apoiariam a candidatura do tucano Aécio Neves. Eu lembro de ter visto centenas de compartilhamentos com críticas acidas a turma exposta. Dentre estes estava o cantor Pernambuco Alceu Valença. O desmentido, por parte dele, só veio dias depois. Mas o estrago entre os que elogiavam e os que criticavam já estava feito. As acusações e defesas, de parte a parte, usavam dos melhores aos piores adjetivos para falar sobre o assunto.
O desmentido veio, também em redes sociais, “Estão dizendo que a foto postada foi tirada na última semana na casa de Luciano Huck. Bom, não conheço o apresentador pessoalmente e nem sei onde mora”, escreveu o pernambucano. Para comprovar que a foto é antiga, Alceu afirma que usa barba há três anos e, na fotografia, ele aparece sem. “Quem postou a foto, coloque suas barbas no molho. Digo, aqui, que não estou apoiando a candidatura do mineiro, estão dizendo que a foto postada foi tirada na última semana na casa de Luciano Huck. Bom, não conheço o apresentador pessoalmente e nem sei onde mora”, escreveu o pernambucano. Para comprovar que a foto é antiga, Alceu afirma que usa barba há três anos e, na fotografia, ele aparece sem. “Quem postou a foto, coloque suas barbas no molho. Digo, aqui, que não estou apoiando a candidatura do mineiro”.
Em seguida quem acusava de traidor da classe passou a defender e ironizar os que antes apoiavam e agora buscavam o silêncio obsequioso.
Para completar, Alceu que antes estava calado sobre assuntos de política e Copa resolveu falar. Em sua viagem a Capital Baiana, Salvador, ele declara, “Chego no aeroporto esperando o caos anunciado durante meses pela mídia do mau humor. Sorrio ao perceber que tudo está muito bem organizado. Sigo para Bahia acompanhado pelos meus seguranças, Giovanni, italiano e Rubens, argentino!”. Virou o queridinho dos seus antigos detratores e passou a ser odiado pelos que antes o elogiavam por, supostamente estar na foto dos artistas que votaram contra a Presidenta Dilma.

Essas birutas de Redes Sociais, estão se tornando a melhor leitura atualmente, mudam conforme a informação que lhes é passada. Cobram dos outros que chequem antes as informação, Mas desinformados saem escrevendo de tudo e sobre tudo em qualquer assunto.
Visando a facilitar o escoamento da produção agrícola familiar, bem como a mobilidade em áreas rurais, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) está recuperando acessos vicinais de 18 municípios do Médio São Francisco baiano – área de atuação da 2ª Superintendência Regional da Codevasf, sediada em Bom Jesus da Lapa –, graças a 26 convênios firmados com prefeituras municipais.

O investimento para a recuperação de cerca de 890 quilômetros de vias vicinais chega a R$ 34 milhões, com recursos do Orçamento Geral da União destinados à Codevasf por meio de emendas parlamentares. Os municípios beneficiados são América Dourada, Barra, Barro Alto, Canarana, Carinhanha, Central, Cocos, Gentio do Ouro, Guanambi, Ibipeba, Ipupiara, Itaguaçu da Bahia, Jussara, Lapão, Presidente Dutra, Santana, São Gabriel e Souto Soares.

No município de Central serão recuperados 25,10 quilômetros de acessos, representando um investimento de quase R$ 1,2 milhão. “Essa obra será muito importante para o nosso município porque vai melhorar o escoamento da produção agrícola, em que se destacam o milho, a mamona e o feijão. Além disso, todos os agricultores serão beneficiados com acesso às suas propriedades. As duas vias que serão recuperadas são muito importantes e muito movimentadas e auxiliarão nosso turismo, pois melhorarão o acesso aos nossos sítios arqueológicos”, diz o prefeito do município de Central, Uilson Monteiro da Silva.

21.6.14

Eu me arrependi. Me arrependi de não ter comprado ingressos, de não ter tirado férias, de não estar hoje em Porto Alegre e amanhã em Manaus. De não poder torcer ao vivo pelo Brasil, pela Austrália ou por Gana. Me arrependi de ter ficado de mimimi na hora errada.

Eu gosto de futebol, mas gosto de várias outras coisas muito mais do que de futebol. E uma delas é Copa do Mundo. Um não tem nada a ver com o outro, ainda que tenha tudo a ver. Cada uma delas marca a gente de um jeito diferente.

Me lembro onde estava em todos os anos desde 1982, quando o Brasil foi desclassificado e meu pai levou meu irmão e eu para tomar um sorvete e esfriar os ânimos. Os ânimos dele. Eu ainda não entendia muito bem a dimensão de tudo aquilo, mas ainda lembro da cara de desconsolo do velho e do silêncio sepulcral da cidade. Acho que foi quando eu descobri o que era decepção. Foi a Copa do sorvete.

Teve um ano, que a gente se reunia na chácara de uns amigos para fazer churrasco e ver todos os jogos do Brasil. Não lembro da escalação, nem quem ganhou a Copa, mas lembro do Ricardo, um menino de franja caída sobre os olhos, por quem eu era apaixonada, que chegava sempre chapado num Fiat 147 rebaixado. Ele mal olhava para mim, mas eu só tinha olhos para ele. Foi a Copa do Ricardo.

Em 1998, eu estudava no Canadá. Já no primeiro jogo, descobrimos em Little Portugal um bar sintonizado no jogo. Encheu de brasileiro, ganhamos sei lá contra quem, fechamos a rua, teve Carnaval, a polícia não entendeu nada. No segundo jogo, o esperto do portuga, dono do bar, conseguiu transmissão da Globo e passou a cobrar 10 doletas de entrada. Entupia. Perdemos na final, a rua lotada de brasileiros e gringos na maior festa. Os policiais não se conformavam: haven't you lost the game? Foi a Copa do Galvão.

O ano do Japão e da Coréia do Sul eu não esqueço, pelo menos do perrengue. Colocava o despertador para acordar de madrugada e ir para a sala enrolada num cobertor. Ouvia os gritos nos prédios ao lado, as luzes acendiam. O Brasil ganhava, ninguém mais dormia e eu morria de arrependimento de não estar no bar mesmo com frio e com sono. Mas o que eu me lembro mesmo foi que me reuni com um turma para tomar café da manhã e ver a final. A gente ganhou, mas ver jogo de madrugada é muito chulé. Foi a Copa do #nãovaitercerveja.

Então, chega o ano em que a Copa é no Brasil. Sempre quis uma Copa no Brasil. Vou tirar férias, passar o mês viajando pelo país, assistir a todos os jogos possíveis, fazer festa na rua, me embebedar abraçada com gente desconhecida.

Broxei junto com o clima anti-copa e não fiz nada para participar dela.

Ela chegou e eu fiquei de fora. Engrossei a massa dos sem-ingresso. Também quero cantar o hino à capela, quero ir na FIFA Fun Fest, quero beber na Vila Madalena até de manhã com gente feliz e estrangeira. Quero esquecer até 13 de julho que tudo foi feito errado.

Ontem, quando ficava pronta para ir ao trabalho, um amigo me ofereceu ingressos para ver a Espanha ser despachada de volta pra casa. Sem condição. Tinha que bater ponto em Curicica. Assisti ao jogo pela TV. Continuo em último no bolão. Mas tenho me divertido mesmo à distância como nunca em todos os mundiais da minha vida com tudo que leio, vejo e ouço. Eita, povo criativo. Eita, povo emocionante.

Ainda tenho esperança de emplacar um jogo ao vivo e fazer num dia só o que planejei para o mês todo. Tem gente que está preocupado se o Brasil vai ganhar, eu só quero me divertir. Está sendo a Copa das Copas.

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, neste sábado (21), durante discurso na Convenção Nacional do PT, o Plano de Transformação Nacional, que será o principal eixo do seu programa de governo.

Segundo ela, a iniciativa engloba um conjunto de medidas que levarão o País a um novo ciclo histórico de desenvolvimento. As medidas envolvem reformas política, federativa, urbana e de serviços públicos, além de outros mecanismos capazes de produzir revoluções educacional, tecnológica e digital.

 “Temos, agora, uma oportunidade rara na história: defender os grandes resultados de um ciclo fabuloso e, ao mesmo tempo, ter força para anunciar o nascimento de um novo ciclo de desenvolvimento”, disse Dilma, no evento que oficializou sua candidatura ao Palácio do Planalto, em Brasília. 

Dilma afirmou que o principal mecanismo para deflagrar uma revolução digital no país será o programa Banda Larga para Todos, que tem a meta de promover a universalização do acesso de todos os brasileiros a um serviço de internet barato, rápido e seguro.

19.6.14

Como anunciamos em postagens de meses atras, o atual deputado federal e cacique do DEM - Democratas em Paulo Afonso, oficializou a sua candidatura a estadual este ano. Quem deve estar gostando da notícia são os Petistas Adesistas de primeira e última hora aqui da cidade. Claro,porque foram iludidos, ou se deixaram, com promessas e ilusões oferecidas em suas reuniões, e aqueles que se colocaram contra eram achincalhados. Mas agora a história é real, e eu gostaria de ver a cara daquele que mentiu, e mente compulsivamente aos militantes do PT.
O deputado federal Luiz de Deus oficializou, nesta quarta-feira (18), sua candidatura a deputado estadual pelo Democratas, durante a Convenção do Partido, no Espaço Unique Eventos, em Salvador. O parlamentar, que já exerceu quatro mandatos na Assembleia Legislativa da Bahia, pretende retornar a bancada baiana, após representar o estado na Câmara do Deputados, em Brasília. O deputado explanou sobre o sentimento de satisfação em disputar a vaga no parlamento. “Eu me sinto muito satisfeito e contente em poder voltar a Assembleia, caso tenha sucesso na eleição. No cargo de deputado estadual, a gente fica mais próximo do povo, do eleitor, dos municípios onde somos votados”, disse o candidato.
E não se enganem, a turma do DEM pode ter mudado de roupa (PDT), mas vai continuar votando em seus lideres e aqueles que acharem que a coisa será diferente, que esperemos o resultado das eleições deste ano.

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Des. Eserval Rocha ingressou com pedido de desativação de algumas comarcas da Bahia, através do Processo Administrativo TJ-ADM-2014/06329. Abaré é uma delas, a comarca possui em torno de 3.000,00 (três mil) processos – Na Vara Cível e Vara Crime, Jurisdição plena e caso seja desativada o destino será a de Chorrochó-Ba. 


Em 2011, a então presidente do TJBA, Desembargadora Telma Brito desativou cerca de 45 comarcas e o ato gerou prejuízo à toda à sociedade onde tiveram comarcas desativadas. População na maioria das vezes carente, tendo que se deslocar com despesas de transporte para terem acesso à justiça, ferindo assim um direito previsto na Constituição Federal: “Todo cidadão deve ter acesso à justiça”. 


A população encontra-se indignada e procurando apoio das lideranças políticas, Câmara de Vereadores e Prefeitura para unirem forças contra a desativação dessas comarcas e lutar em favor do progresso. A Diretoria Executiva do Sinpojud veio a público declarar que considera a desativação de comarcas um retrocesso à justiça da Bahia. 


Lista de comarcas que correm risco de desativação: Abaré, Antas, Aurelino Leal, Baixa Grande, Belo Campo, Boa Nova, Boquira, Capela do Alto Alegre, Cocos, Conceição de Feira, Ibicuí, Ibirapitanga, Itapebi,  Itapitanga, Jaguaripe, Jiquiriçá, Milagres, Nova Canaã, Nova Fátima, Paratinga, Pau Brasil, Rio de Contas, Santa Luzia, Tanque Novo e  Wanderley.


Fonte: Sinpojud


15.6.14

Adilson Luiz da Cruz, de 42 anos, é Taxista em São Paulo. Ele, como os Cochinhas paulistas foram protagonistas de histórias no Brasil, na última quinta-feira, 12. Cada um com sua educação. Enquanto o trabalhador, de classe social não muito VIPs, encontrou 40 ingressos de um grupo de Mexicanos, esquecidos no interior do seu veículo, após uma “corrida” com dois alegres turistas, os devolveu. Ele disse no momento em que foi indagado sobre ter feito a devolução que, “aquilo não era meu, era a minha obrigação devolvê-los”.  Ficamos também sabendo que ele teve uma formação humilde, mais muito rígida na sua infância. O que provavelmente moldou o seu caráter. A notícia orgulhou a todos nós!
No mesmo dia, pessoas da classe social endinheirada, que nasceram no meio onde o dinheiro não é problema, patrocinaram um espetáculo deprimente na Arena Corinthias, também na cidade de São Paulo. Elas agrediram verbalmente uma mulher, mãe, avó e Presidenta da República do Brasil. Uma vergonha mundial.

Dois mundos que refletem bem o que é educação de berço.
Descobertos pela mídia alternativa, os patrocinadores das agressões a Presidenta da República Federativa do Brasil, Dilma Roussef, a grande mídia começa a mudar, como sempre faz para manipular a notícia, o termo para definir o que aconteceu na Arena Corinthias, na abertura da Copa do Mundo de Futebol. As agressões verbais gritadas por parcela dos presentes, e que começam a serem identificados, quer seja por participarem incentivando, quer seja fazendo a divulgação dos impropérios na internet, mudam o termo de “agressões” para “vaias”. É verdade que houve vaias sim. Mas segundo os que lá estavam, aconteceram por parte dos que se indignaram com o que vinha dos camarotes endinheirados. Aconteceram em desacordo com o que acontecia com uma mulher em pleno estádio, como se ela estivesse sido levado a força ao coliseu medieval.
O acontecimento foi tão sujo, que as Redes Sociais passaram os dias seguintes discutindo o que o fato. E até muitos dos que discordam do Partido da Presidenta, expressaram suas opiniões em desacordo aquela mancha social vindo da capital paulista. Só não vi até agora um dos jogadores da seleção brasileira falar algo em desacordo as agressões, e tivemos que ver o Maradona, da Argentina, fazer isto. O que para mim é vergonhoso. Assim nossos jogadores passam a mensagem de que o que importa mesmo é a grana que recebem em seus clubes e pouca importa o que acontece no Brasil. Já tivemos melhores pessoas vestindo estas camisas.
Ontem, em Belo Horizonte, Minas Gerais, uma parcela ainda menor, tentou puxar novamente Xingamentos contra a Presidenta, mas desta vez a sociedade presente saiu em defesa da mulher, da presidenta e vaiaram aqueles militantes sociais riquinhos. Os campos estavam se tornando arena de disputa eleitoral. Este foi o maior erro cometido pela grande imprensa brasileira, que passou muito tempo derramando gasolina através de suas matérias e comentarias de seus articulistas diários. A Copa vai passar e os ricos e endinheirados brasileiros vão retirar suas bundas das cadeiras e camarotes, vão retornar para suas mansões e o povão tomará seus lugares. Esta plateia que ocupará os estádios são pessoas que foram e são beneficiadas pelos programas do governo federal. E se derem o troco aos locutores das emissoras de TV que entregaram o fosforo os baderneiros? Tudo pode acontecer, após o que a grande mídia fez com o Brasil.

Se eu pudesse ser escutado pelo Governo e Pelo Partido dos Trabalhadores, diria que na final da Copa, no Rio de Janeiro, a Dilma deve ir sim, e acompanhada de todos os parlamentares, governadores e prefeitos que puderem estar lá. Lula não pode faltar! Está será a maior demonstração de que a Presidência da República deve ser defendida. Podem até acontecer novos xingamentos, mas o povão iria adorar ver que se enfrenta o problema é de frente e sem medo de cara feia. A grande maioria da população está com o Governo, basta dar uma olhada nas pesquisas.

13.6.14

Onde estavam ontem os políticos que festejaram a escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014? Onde estavam: Lula, Sérgio Cabral, Eduardo Campos, Aécio Neves, José Serra, Jaques Wagner, Yeda Crusius, Cid Gomes, Carlos Eduardo de Sousa Braga, Wilma de Faria, Roberto Requião, José Roberto Arruda, Blairo Maggi? Onde estava Marina Silva que queria uma sede no Estado dela, o Acre? Onde estavam os prefeitos, senadores, deputados, ancoras de televisão e rádio que queriam tanto a Copa do Mundo? Onde estavam os prefeitos e governadores responsáveis pelas obras exigidas pela Fifa? Ontem, coube a uma única mulher receber toda a agressão de uma torcida rica e privilegiada que conseguiu ingressos para o jogo de abertura em São Paulo. Uma elite raivosa que não perde a chance de destilar seu ódio de classe, seus preconceitos e sua falta de educação. Parabéns, presidenta Dilma, você não se escondeu nos palácios da República como fizeram os governadores, inclusive o senhor Geraldo Alckmin.
Por Florestan Fernandes Jr.

11.6.14

Com a viagem inaugural feita pela presidente Dilma Rousseff e pelo governador Jaques Wagner, o Sistema Metroviário de Salvador foi oficialmente inaugurado na manhã desta quarta-feira (11). Acompanhados pela imprensa e outras autoridades, Dilma e Wagner percorreram o trajeto Acesso Norte / Campo da Pólvora / Acesso Norte. A primeira viagem oficial marca o início da operação assistida da primeira etapa da Linha 1, trecho que passa pelas estações da Lapa, Campo da Pólvora, Brotas e Acesso Norte.

Na fase experimental, o transporte será oferecido de forma gratuita, de segunda a sexta-feira, de 12h às 16h, com capacidade de passageiros limitada. O período assistido, que segue até 14 de setembro, vai permitir aos baianos se familiarizem com o transporte, enquanto a concessionária CCR Metrô Bahia realiza os retoques finais antes da operação comercial do sistema.
Com a viagem inaugural feita pela presidente Dilma Rousseff e pelo governador Jaques Wagner, o Sistema Metroviário de Salvador foi oficialmente inaugurado na manhã desta quarta-feira (11). Acompanhados pela imprensa e outras autoridades, Dilma e Wagner percorreram o trajeto Acesso Norte / Campo da Pólvora / Acesso Norte. A primeira viagem oficial marca o início da operação assistida da primeira etapa da Linha 1, trecho que passa pelas estações da Lapa, Campo da Pólvora, Brotas e Acesso Norte.

Na fase experimental, o transporte será oferecido de forma gratuita, de segunda a sexta-feira, de 12h às 16h, com capacidade de passageiros limitada. O período assistido, que segue até 14 de setembro, vai permitir aos baianos se familiarizem com o transporte, enquanto a concessionária CCR Metrô Bahia realiza os retoques finais antes da operação comercial do sistema.

10.6.14

Não é o amor que eu ando seguindo
Dia e noite perseguindo a luz
Não encontro nada que me faça feliz.
Não busco a paz no fim da linha
A luta interna que travo é comigo mesmo.
Um novo projeto de irrigação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) vai impulsionar a agricultura e poderá beneficiar cerca de 40 mil pessoas no semiárido baiano, com a implantação de até 30 mil hectares irrigados. Nesta terça-feira (10), o presidente da Codevasf, Elmo Vaz, assinou ordem de serviço, no valor de R$ 5,5 milhões, para atualização do estudo de viabilidade e consolidação do anteprojeto de engenharia do projeto no Vale do Iuiu, na região de Guanambi (BA).

“Essa área está praticamente pronta para se tornar um grande projeto de irrigação. Hoje já existem cerca de 180 agricultores familiares assentados, numa área que é do Incra, que será a área inicialmente atendida. E, numa fase inicial, pretendemos implantar 5 mil hectares irrigados, o que vai gerar 5 mil empregos diretos. Mas é um projeto que tem uma amplitude muito maior, e vamos buscar contemplar os três segmentos: agricultores familiares assentados, pequenos agricultores e empresários”, afirmou o presidente da Codevasf, Elmo Vaz. 

Nos feriados de Corpus Christi (19/6) e São João (24/6), as unidades de atendimento dos Correios, na capital e interior,não funcionarão, exceto a agência Aeroporto Luiz Eduardo Magalhães, que funcionará em regime de plantão, das 8h às 12h.

9.6.14

Glória e região têm encontro marcado neste sábado (7), para receber 115 canoas do Projeto Renovar e participar do 1º Seminário de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para a pesca e aquicultura. Os eventos, realizados pelas secretarias de Desenvolvimento e Integração Regional e da Agricultura, por meio da Bahia Pesca, devem reunir cerca de 500 pessoas na Chácara Fernandes e na prainha de Glória, a partir das 14h.

“É um momento de importantes discussões para definirmos as melhores estratégias e planejamento do novo perfil de assistência técnica desenvolvido pela Bahia Pesca, os gargalos e perspectivas para aumento da produção de pescado no território de Itaparica”, explica o presidente da Bahia Pesca, Cássio Peixoto. “E, já que estamos falando de um dos principais polos de produção de pescado do estado, temos que estimular o segmento, entregando equipamentos que vão incrementar a atividade na região”, diz Peixoto.

As embarcações de fibra de vidro e alumínio beneficiarão 345 famílias. Todos os barcos estão equipadas com motor de popa, kit salvatagem e passaram pela vistoria da Capitania dos Portos. “A entrega dos barcos faz parte do Projeto Renovar, que visa substituir as embarcações obsoletas atuais por barcos mais leves e seguros, dando mais conforto aos pescadores e contribuindo para o aumento de sua produtividade e renda”, complementa o gestor da Bahia Pesca.
Brasileiros e estrangeiros que estiverem nas cidades-sede durante os jogos da Copa do Mundo terão acesso a preservativos e testes de HIV, ações que fazem parte da campanha global "Proteja o Gol, nesta partida não deixe a Aids marcar", com foco na prevenção à Aids e a outras doenças sexualmente transmissíveis. Em Salvador, a campanha foi lançada nesta segunda-feira (9), no Teatro Castro Alves, com a presença do governador Jaques Wagner, do ministro da Saúde, Arthur Chioro, e representantes das Nações Unidas.

"Fazer a campanha durante a Copa do Mundo chama mais atenção para que, principalmente, os jovens se conscientizem sobre a importância da prevenção. Fazemos uma ação de prevenção todos os anos, durante o carnaval, que tem tido resultados positivos. Na Copa, a visibilidade para este tipo de ação é mundial", afirmou o governador.

8.6.14

Que a gelatina é derivada dos colágenos dos ossos, das peles e de outras partes do tecido conjuntivo?
Portugal, Brasil e Algarves já formaram um Reino Unido pancontinental?
A cúpula da Catedral de Santo Isaac é revestida de ouro puro?
O nome do planeta anão Plutão foi sugerido por uma menina de onze anos de idade?
A primeira bandeira da República do Brasil vigorou apenas quatro dias?

Nada disso vai mudar a sua vida, mas é bom ficar sabendo.

7.6.14

Na Sessão do Pleno do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) desta quinta-feira, 05, foram julgados 26 processos e dois protocolos. Foram julgadas irregulares as contas da vice-prefeitura de Canindé, Câmara de Pedrinhas, Câmara de Tobias Barreto, Câmara de N. Sra. Aparecida e da Sedetec.

O conselheiro Ulices Andrade rejeitou as contas anuais do exercício financeiro de 2010 da Prefeitura Municipal de Pacatuba, com interesse de Diva de Santana Melo. Com voto de vista, acompanhando o relator conselheiro Luiz Augusto, Ulices também rejeitou as contas anuais referentes a 2011 da Prefeitura de Monte Alegre, com o interesse de João Vieira de Aragão.

Em voto de vista, Ulices Andrade decidiu pela irregularidade das contas da vice-prefeitura de Canindé do São Francisco, relativas ao ano de 2006, com interesse de Eliane Magna Braz Carvalho. O conselheiro julgou o processo das contas anuais de 2005 do Fundo Municipal de Saúde de Nossa Senhora do Socorro de interesse de José Job de Carvalho Filho como regular com ressalvas. Ele votou pela regularidade da prestação de contas da Defensoria Pública de janeiro a fevereiro de 2010 de interesse de Elber Batalha de Góes.

5.6.14

Entre os dias 16 e 18 de junho de 2014 a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) recebe inscrições para o Processo Seletivo (Edital nº 54/2014), no qual dispõe de uma vaga para Professor Substituto.

O profissional aprovado fará jus à remuneração de R$ 2.919,02, correspondente ao regime de 40 horas semanais, pela atuação no Departamento de Educação, do Campus VIII, em Paulo Afonso - BA. Para tanto, deve possuir Graduação em Matemática ou Engenharia com Pós-Graduação em Matemática.

As inscrições devem ser efetuadas no período já indicado, pelo site www.selecao.uneb.br, e com o recolhimento da taxa no valor de R$ 50,00.

Os inscritos serão submetidos à Entrevista e às Provas Didática e de Títulos, previstas para serem aplicadas de 26 a 28 de junho de 2014.

Aí o cara diz: tu é petista!
E Eu digo: Porra nenhuma!
Eu lá gosto de Petista. Uns caras que deram a oportunidade de pobre comprar apartamentos, carros (as estradas estão cheias deles), que dão casas populares, aumentaram o salário mínimo como nunca antes na história do Brasil, estão fazendo a transposição do São Francisco, isso vai beneficiar os miseráveis do nordeste, que nem deveriam existir. Pois, falei e falo, que odeio essa corja vermelha. E não é porque votei em Lula duas vezes, votei em Dilma e votarei novamente este ano, que gosto dessa turma.
Odeio petista. Essa praga que mudou o Brasil para melhor.
E não é porque a minha primeira filiação partidária teve o número 02, na ficha, que alguém pode me acusar de algo tão grave atualmente. Sou e serei isento de sigla partidária.
Um dos meus filhos, e são muitos, me perguntou porque não desenho uma estrela vermelha no peito. Avisei que não faria isto nunca, por não me considero dessa turma. Claro que, para desencargo de consciência, perguntei a um tatuador quanto isto custaria. Mas estou aqui sem cometer este escarneio em minha pele.
Não é porque grito: Vida longa ao Partido dos Trabalhadores.
Que alguém pode afirmar: este é petista de carteirinha.

E tenho dito!

4.6.14

Persiste entre formadores de opinião, o uso pejorativo do termo “ambientalista”, visando depreciar os cidadãos que lutam pela causa ambiental, além de tentar esconder outras intenções, menos ingênuas, como fazer o jogo dos poderosos, dos poluidores, que têm seus interesses contrariados pela persistência daqueles que defendem a preservação do meio ambiente e das condições de vida no planeta. 

Os últimos relatórios dos grupos de trabalho do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) mostram inquestionavelmente que a ação humana é a principal causa da elevação da temperatura média da Terra, ou aquecimento global. Mesmo assim, interesses poderosos das industrias de combustíveis fósseis e nucleares, da agroindústria, dentre outros, continuam a negar este fato, financiando campanhas que atacam aqueles que propõem mudanças no atual estilo de vida perdulário, no consumo e na produção de matérias primas e energia.

O crescimento sempre foi um objetivo da política econômica. Acreditava-se que o aumento da renda de um país fosse suficiente para proporcionar uma vida melhor a seus habitantes. Portanto, a partir de uma análise simplificada, geralmente utilizando o Produto Interno Bruto (PIB) como indicador base, bastava o anúncio de seu aumento, para que se aceitasse que os indicadores de bem estar o estavam acompanhando. Isto de fato não acontece.

Já há alguns anos, verificam-se os danos causados pela atividade econômica sobre o planeta. Em nome do crescimento a qualquer preço, tudo é permitido, inclusive a destruição do meio ambiente. São incontestes as evidencias de que não é mais possível crescer e enriquecer para melhorar a qualidade de vida da maioria da população. Ou seja, manter os padrões atuais de produção e consumo esbarra nos limites físicos do nosso planeta.

Estamos recebendo sinais de reação da Terra à quantidade excessiva de gases emitidos, que geram o denominado “efeito estufa”, em particular devido ao CO(dióxido de carbono), pelo uso massivo dos combustíveis fósseis. A Terra reage também ao desmatamento desenfreado das florestas para diferentes finalidades, ao desperdício e poluição das fontes de água doce, reduzindo assim sua disponibilidade pelo uso irracional desse bem fundamental para a vida.

O IPCC, através de seus relatórios e pareceres, traz conclusões científicas irrefutáveis sobre o aquecimento global, que provoca um aumento significativo na freqüência e na intensidade dos “desastres naturais”. A concentração de CO2 na tênue atmosfera que nos protege atingiu, em abril de 2014,  400 ppm (partes por milhão), superando o limite histórico. Valor emblemático, pois este é valor considerado pelos cientistas como limite para evitar os piores cenários do clima. Segundo o IPCC, acima de 400 ppm de CO2a temperatura média do planeta poderá subir entre 2 a 5 graus centígrados até o final deste século, e isto poderá provocar a aceleração do degelo, tempestades mais violentas, graves impactos sobre a biodiversidade, com a inevitável extinção de espécies, e milhões de refugiados ambientais, os quais terão de buscar outros lugares para viver.

No entanto, mesmo com todas as catástrofes recentes, em todo o mundo, e com os claros alertas científicos do IPCC, continuamos sem dar a devida atenção ao maior desafio de nosso tempo: as mudanças climáticas. Elas estão entre nós e estão se acelerando.

Precisamos, pois, entender que todos os que lutam pela vida no planeta Terra – que lutam por um mundo melhor, por uma sociedade mais igualitária, e socialmente mais justa – são também, responsáveis pela preservação ambiental. Ou seja, com exceção daqueles que lutam apenas para manter os seus privilégios, somos todos ambientalistas.

Heitor Scalambrini Costa. Professor da Universidade Federal de Pernambuco.

3.6.14

Os Correios colocam em circulação nesta terça-feira (3) a emissão especial "2014: Ano da Agricultura Familiar", composta por dois selos em formato de se-tenant — conjunto de selos que formam um só desenho.
Os selos mostram agricultores trabalhando na produção alimentícia e destacam elementos típicos da agricultura familiar, como horta, rio, trator, animais domésticos e ferramentas. Nas imagens, destaca-se a presença da mulher como agente produtivo. A técnica utilizada foi pintura com tinta acrílica e nanquim, pela artista Isa Frantz. A tiragem é de 900 mil selos, com valor facial de R$ 1,50 cada.

Mais 80 mil baianos de cinco municípios do Recôncavo vão poder viajar com segurança e tranquilidade com a recuperação dos 20 quilômetros da BA-491 que ligam a sede de Cabaceiras do Paraguaçu à BR-101. A ordem de serviço para a pavimentação do trecho, que vai receber investimento de cerca de R$ 8,7 milhões, foi assinada na manhã desta terça-feira (3), pelo governador Jaques Wagner, no município que também recebeu uma ambulância do Governo do Estado.

O governador destacou as ações desenvolvidas na região. “Esta era uma estrada sonhada por mais de 20 anos pela população local, e que agora está sendo recuperada. Estamos entregando esta ambulância, importante para a saúde das pessoas, e temos ainda diversas obras de água na região, que durante muito tempo teve problema de abastecimento”.

Em Cabaceiras do Paraguaçu, segundo o governador, os povoados de Cerquinha, Aporá, Tabua, Jacaré, Tupiaçu e Timboinha vão receber sistemas de abastecimento de água e cisterna. “Os projetos já estão aprovados pela Embasa”, anunciou Wagner. Além de Cabaceiras do Paraguaçu, serão beneficiados pela estrada os municípios de Santo Estevão, Governador Mangabeira, Cruz das Almas e Muritiba.
O 72º Batalhão de Infantaria Motorizado, coordenador da Operação Pipa no Médio São Francisco, informa à população que a vistoria para a contratação de carros-pipa para a prestação de serviço no município de Chorrochó - BA será realizada no local Praça Cel João Sá, 665, Centro, zona urbana, no dia 04 de junho de 2014, das 07:30 às 10:00 horas.

·         Serão contratados, à princípio, 21 (vinte e um) caminhões;
·         Poderá haver redução de vagas em relação ao mês anterior devido ao aumento do teto máximo de contratação por profissional autônomo;
·         O contrato obedecerá rigorosamente o princípio da concorrência pública aberta a qualquer profissional autônomo que desejar participar.

2.6.14

Macieiras com dois anos de plantadas alcançaram uma média de produção de 40 toneladas por hectare no lote do agricultor André Pavesi, do perímetro Senador Nilo Coelho, em Petrolina, semiárido pernambucano. O desempenho é muito superior ao da média desse cultivo no sul do país, onde o clima mais frio e chuvoso favorece a fruta: lá, são de 12 a 15 toneladas por hectare ao ano, em média.
Pavesi é um dos produtores cujo lote está em área de cultivo experimental de projeto em parceria entre a Embrapa Semiárido e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para desenvolver, no Submédio São Francisco, cultivos alternativos como maçã, pera, caqui, cacau, rambutã.
“Acreditei no projeto e vejo que a região tem potencial produtivo. A maçã já tem seu processo consolidado. O plantio da fruta começa no próximo ano e em 2016 já teremos maçã nordestina do Vale do São Francisco no mercado”, aposta o produtor, um dos palestrantes do seminário Novas Frutíferas para o Semiárido Irrigado, que integrou a programação da 25ª Feira Nacional de Agricultura Irrigada (Fenagri), evento que vai até sábado (31) em Petrolina.
De cinco variedades testadas para o plantio da maçã nos perímetros irrigados da região do Vale do São Francisco, duas serão postas no mercado: eva e princesinha.
O seminário debateu as novas culturas que estão sendo testadas na área irrigada do Vale do São Francisco. Frutas como pera, maçã e caqui estão em processo final de experiência para tornar essas culturas viáveis comercialmente.
A diversificação de novas frutíferas para a região irrigada vem sendo testada em áreas do perímetro irrigado Nilo Coelho para o desenvolvimento da experiência. Uma dessas áreas pertence a Pavesi, agricultor e engenheiro agrônomo, 50 anos, sendo 30 dedicados a produzir no Vale do São Francisco.
Pavesi tem um lote empresarial com 60 hectares produzindo uva e manga. Desde 2011, ele cultiva meio hectare de maçã e meio hectare de pera dentro do projeto de viabilização das novas culturas para a região.
De acordo com os testes, a melhor época para a colheita da maçã ficará entre agosto e setembro. Por isso, nessa terceira safra da experiência, será feita a antecipação da colheita diferente das primeiras safras em que foram colhidas nos meses de novembro e dezembro. “Mesmo tendo a concorrência de outras regiões produtoras, é nesse período que descobrimos uma melhor qualidade da fruta”, explicou André Pavesi.
Outro grande entusiasta da nova fase da fruticultura regional do polo Petrolina-Juazeiro é o produtor Milton Bin, que também tem área testada com pera, maçã e caqui. Milton também falou com entusiasmo das novas frutíferas para uma plateia formada por profissionais da área, pesquisadores e estudantes. Ele acredita que o caqui é considerado a mais exótica para a região, das culturas em experiência, e deverá ser a que agradará mais o gosto local.
“Temos que buscar as novas potencialidades para a região. A uva e a manga já estão consolidadas e, no caso do caqui, acredito que cairá no gosto da população”, frisou Milton, que planta em área irrigada do Nilo Coelho e que pretende levar a experiência para uma área do perímetro Salitre, em Juazeiro (BA), perímetro também implantado e gerido pela Codevasf.

Outro entusiasta também do perímetro Nilo Coelho é o produtor Hiroto Yukihare que, além de disponibilizar um espaço de seu lote para os experimentos da Embrapa, ele resolveu apostar também nas novas potencialidades por conta própria. “Tenho um hectare com pera e outros dois que estou utilizando fora da parceria com a Embrapa por acreditar que as novas culturas serão viáveis em nossa região”, contou durante o seminário.
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial