24.3.17

Lista dos deputados Baianos que votaram contra o Trabalhador.


CNBB entra na briga em defesa dos Direitos Sociais.


Eu quero Lula, 2018!


Qual direito você perdeu hoje?


Bob Fernandes/Coercitiva contra blogueiro, e "disenterias": o desobedece...

O deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), que ajudou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) a articular o golpe parlamentar de 2016, que instalou Michel Temer no Palácio do Planalto, divulgou nota nesta quinta-feira para dizer que os trabalhadores brasileiros foram condenados à escravidão com o projeto de terceirização aprovado ontem; "É inaceitável!", diz ele; mas se é assim, por que apoiou o golpe?

Do 247.

Povo sem Medo vai as ruas do Brasil.


A importância de ser político e não idiota. Por Mario Sergio Cortella

Mais uma do Papa Francisco.

Esse cara é genial.

"Os rios não bebem sua própria água; as árvores não comem seus próprios frutos. O sol não brilha para si mesmo; e as flores não espalham sua fragrância para si. Viver para os outros é uma regra da natureza. (...)
A vida é boa quando você está feliz; mas a vida é muito  melhor quando os outros estão felizes por sua causa".

PAPA FRANCISCO

A classe média está de partida.

A classe média afivelou as malas. Vai fazer uma longa viagem e não sabe se volta (isso, se puder retornar ! ).
Ela parte deixando para trás a ilusão que pertencia a elite e que imitando hábitos e trejeitos de uma casta superior poderia posar de rica.
Se despede do apartamento de três quartos financiado na zona nobre da cidade. Na garagem fica o carro bacana com as prestações atrasadas. Adeus ao sonho de ver o filho formado fazer uma pós-graduação no exterior.
Ela embarca com a incerteza de adquirir a aposentadoria e sem saber se vai continuar a pagar o plano de saúde da família.
Esse momento exige desapego dos mimos das grifes importadas, dos jantares creditados nos cartões, das viagens internacionais.
A viagem de agora é pra 'não sei pra onde'.
A classe média tem um semblante de esposa traída, bem pior, o ex-marido já mantinha um casamento oficial, anterior ao dela. Muito duro. Difícil de acreditar.
A classe média perdeu a voz, o ímpeto, a arrogância. Hoje anda disfarçada e correndo das câmaras de tv, das postagens indignadas nas redes sociais. Sumiu das ruas e das sacadas.
A classe média se despede levando apenas duas coisas na mala: uma camiseta da seleção brasileira e uma panela.
Good bye.

Por Zuggi Almeida.