11.7.17

Lula assina documento pedindo a anulação do impeachment.


Ontem, 10, em Belo Horizonte, Minas gerais, o ex-presidente Lula assinou o manifesto pela anulação do impeachment durante o lançamento do memorial da democracia. Evento que aconteceu no Palácio das Artes.

O documento destaca uma das ações do PCO, entre as tantas que vem travando contra o golpe nos últimos anos, para a revogação do impeachment. Trata-se da ação “Amicus Curiae”, que pede ao STF o retorno de Dilma Rousseff ao cargo para o qual foi eleita e retirada através de um golpe político/jurídico.

Leia a integra da ação.

“MANIFESTO DO POVO BRASILEIRO PELA ANULAÇÃO DO IMPEACHMENT

DILMA, VOLTE!

Termine o mandato para o qual foi eleita por 54 milhões e meio de brasileiras e brasileiros.

Falamos em nome daqueles que a escolheram para governar o Brasil e também em nome daqueles que não a elegeram, mas que enxergam no impeachment um golpe à democracia.

Falamos em nome de um projeto para o Brasil, vitorioso nas urnas, porque prima pelo crescimento e desenvolvimento do país e pela inclusão social.

Falamos em nome das crianças que dependem do Brasil Carinhoso para terem os primeiros cuidados e assim crescerem com mais saúde e perspectivas.

Falamos em nome dos jovens que dependem de uma educação pública de qualidade para a construção de um futuro melhor para si e para o país.

Falamos em nome das mulheres que reconhecem em Dilma Rousseff a possibilidade concreta de participação ampla e efetiva da mulher na sociedade brasileira.

Falamos em nome de todos os segmentos da população historicamente excluídos e discriminados, que viram no seu projeto a oportunidade de uma inserção justa na sociedade.

Falamos em nome da imensa maioria que depende do SUS e daqueles que creem que a saúde é um bem público e não um serviço a ser negociado nos balcões dos rentistas.

Falamos em nome de todas e todos que viram no Minha Casa Minha Vida a tão sonhada oportunidade de acesso à moradia digna.

Estivemos a seu lado desde os primeiros ataques ao seu governo. Temos nos manifestado nas redes sociais e nas ruas em defesa do seu mandato.

Organizamos um grupo de pessoas que está entrando com ações jurídicas contra o impeachment. Nosso grupo financiou a petição de Amicus Curiae impetrada pelo Partido da Causa Operária, em apoio ao seu mandado de segurança juntos ao Supremo Tribunal Federal.

Além disso, daremos entrada a um processo junto à OEA, denunciando o golpe, pedindo a condenação do Estado Brasileiro por violação de direitos humanos e a sua recondução mediata ao mandato legitimamente conquistado.

Graças à sua força, determinação e dignidade a violenta pressão dos grupos golpistas não a fez renunciar e nem furtar-se a estar presente no Senado para uma longa e sórdida sabatina.

Sabíamos claramente que a senhora ali estava, acima de tudo, para defender direitos e conquistas do povo brasileiro e um futuro ainda mais promissor para todos.

Forças golpistas estão presentes em todos os poderes da república mas acreditamos que o golpe será anulado pelos ministros e ministras do STF, porque são guardiões da Constituição Federal. Portanto, não podem ser coniventes com o afastamento inconstitucional de um presidente da república.

Vamos focar com energia crescente nossa pressão sobre o Supremo para que anulem esse impeachment sem mérito. A soberania do voto popular precisa ser resgatada e o Brasil precisa desesperadamente contar com a senhora para vetar o retrocesso que querem nos impor.

Querida presidenta Dilma, sabemos que a tarefa é árdua, espinhosa, desgastante, mas é seu o mandato e não desse que a substituiu ilegitimamente, nem de nenhum outro que venha a substitui-la antes de dezembro de 2018, através de um pleito direto ou indireto. Não há solução democrática para o golpe senão sua própria anulação.

Conclamamos a todas as lideranças de partidos de esquerda e de movimentos sociais e sindicais a ouvirem e respeitarem suas militâncias, que clamam pelo apoio irrestrito ao seu retorno.

Unamo-nos nessa bandeira do ANULA, em nome do Brasil que queremos e merecemos.


Querida presidenta Dilma, volte! Em nome da DEMOCRACIA BRASILEIRA!”

Um comentário:

Vera Falcão disse...

Epa, esse manifesto não é uma ação do PCO, mas dos Comitês espalhados pelo Brasil que lutam pela Anulação do Impeachment, sigla MNAI (Movimento Nacional pela Anulação do Impeachment). Favor corrigir a informação.