5.11.16

O PT mudará para continuar o mesmo.

Não se enganem, a cobrança feita pela militância do Partido dos Trabalhadores para que aconteça uma mudança nas direções, começando pela Nacional, não trará grandes efeitos efetivos. É ledo engano achar que quem hoje detém a maioria irá abrir mão de continuar a comandar a sigla.
Nas redes sociais já se vê a briga entre, aqueles que não querem deixar, e os que querem virar protagonistas. E os argumentos são velhos conhecidos, feitos agora por quem se acha “o novo”. Cobra-se tese de um, pede-se a tese do outro. O que na verdade existe é o mesmo do mesmo.
O PT é formado por tendências. Vários pequenos partidos ligados a personalidades que conseguem monopolizar determinado conjunto de pessoas e que fazem tudo o que o seu rei mandar. As “teses” são elaboradas por iluminados. Elas não são debatidas com a base. O máximo que ocorre de democrático nisso, é que depois de prontas, são discutidas para dar um ar de conjunto.

Com os atuais problemas que passa o PT, cada um desses “caciques” resolveu cobrar mudanças urgente. E ninguém parece discordar desse encaminhamento. Mas ao ver como está se dando as movimentações, vejo que o Partido mudará para continuar o mesmo nas direções Nacional, estaduais e municipais. Quem conhece, milita e vive a política interna, sabe que vão trocar seis por meia dúzia.

4.11.16

Policia invade ENFF sem mandato de busca e apreensão.

Na manhã desta sexta-feira (04) cerca de 10 viaturas da policia civil e militar invadiram a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) em Guararema, São Paulo. 

Der acordo os relatos, os policiais chegaram por volta das 09h25, fechou o portão da Escola e pulou a janela da recepção dando tiros para o ar. Os estilhaços de balas recolhidos comprovam que nenhuma delas eram de borracha e sim letais. 

Neste momento a policia está em frente à ENFF, recuaram e estão aguardando um mandato de prisão.  

O MST repudia a ação da policia de São Paulo e exige que o governo tome as medidas cabíveis nesse processo. Somos um movimento que luta pela democratização do acesso a terra no país e não uma organização criminosa.

Com informações de pessoas ligaras do MST.

3.11.16

Rui Costa assina convênio do Fundo de Cultura que contempla 372 projetos em todo o estado.

O governador Rui Costa, juntamente com o secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, assinou, na manhã desta quinta-feira (3), no Palácio Rio Branco, em Salvador, o Termo de Acordo e Compromisso (TAC) dos Editais Setoriais 2016, que contam com um investimento de mais de R$ 30 milhões, proveniente do Fundo de Cultura da Bahia. Do total de 3.265 projetos culturais inscritos, 372 foram aprovados na etapa de análise de mérito. O destaque do ano foi o volume de recursos direcionado ao Audiovisual, que chegou a R$ 14,5 milhões, incluindo outras fontes de financiamento captadas pelo governo.
De acordo com o governador, o convênio significa um ato importante para a vida e os valores da Bahia. “É um ato de afirmação da cultura, de forma transparente e democrática, já que nenhum governo ou governante interfere na escolha dos projetos selecionados que receberão financiamento público. Fico contente em saber que conseguimos contemplar projetos dos quatro cantos do estado”, destacou Rui.
Foram selecionados projetos culturais dos 27 territórios de identidade da Bahia, distribuídos entre o Médio Sudoeste, que teve a maior quantidade de propostas aprovadas no comparativo por território (27,8%), além de regiões como o Setor Produtivo do Sertão, Velho Chico, Semiárido Nordeste II e Região Metropolitana de Salvador. 
Editais
Com 23 segmentos artístico-culturais contemplados, os Editais Setoriais já representam a maior ferramenta de fomento cultural da história da Bahia. A seleção foi iniciada em julho e recebeu 3.265 propostas, das quais 2.690 atendiam aos critérios estabelecidos e, destas, 372 foram selecionados por comissões específicas que envolveram o trabalho de 173 pessoas. A lista com os projetos aprovados foi divulgada no dia 29 de setembro e está disponível no site da Secult.
“Quero cumprimentar os artistas e os produtores que, a partir de hoje, começam a tocar seus projetos, e parabenizar as equipes da Secult e da Sefaz, que conseguiram manter o melhor fluxo de execução desde que o Fundo foi criado. Isso mostra a nossa determinação e nosso trabalho diário para que possamos usar melhor os recursos públicos. Consideramos estruturantes as políticas e ações na área da cultura”, afirmou Rui Costa.
Nesta edição, os setores de Capoeira e Leitura receberam verbas específicas, R$ 500 mil e R$ 200 mil, respectivamente. Capoeira teve 13 dos 106 inscritos aprovados e Leitura 11 das 55 propostas avaliadas. Outro destaque foi o edital de Cultura Popular – Versão Simplificada, considerado um marco nas políticas públicas por permitir que os proponentes possam descrever o seu projeto em áudio e vídeo. O segmento de Música concentrou o maior número de inscritos (401), sendo 15 selecionados com o investimento de R$ 1,5 milhão.
Fundo de Cultura

Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura do Estado da Bahia é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Está estruturado em quatro linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação – Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Correios oferece cursos a distância para a comunidade.



A Universidade Corporativa dos Correios (UniCorreios) passou a disponibilizar, esta semana, um novo ambiente de estudos destinado à comunidade e às instituições parceiras da empresa. O espaço UniCorreios EaD pode ser acessado pelo endereço http://unicorreiosead.correios.com.br/.
Já em sua primeira oferta de turmas, a UniCorreios abre 100 vagas para cada um dos cinco cursos disponíveis na plataforma até o dia 10 de dezembro. Serão ofertadas vagas para os seguintes cursos: Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (4h); Aprendendo Libras como Segunda Língua - Nível Básico (16h); Estudo e Aprendizado a Distância (8h); Etiqueta Empresarial (4h); e Redação Técnica (16h). Para acessar, basta o usuário se cadastrar com uma conta de e-mail válida e uma senha criada no próprio ambiente. Os cursos são todos autoinstrucionais e não exigem pré-requisitos para a realização.
Além da comunidade, o ambiente UniCorreios EaD poderá ser acessado por organizações parceiras dos Correios, no desenvolvimento de ações conjuntas e na realização de curso por servidores de outras esferas da administração pública. Futuramente, o acesso será estendido à rede franqueada da empresa.

A proposta da UniCorreios com a entrega do novo ambiente é primar pela disseminação da educação a distância como uma ferramenta de integração entre a empresa e sua cadeia de valor.
A melhor forma de acessar a Unicorreios EAD por um dispositivo móvel é utilizando o aplicativo Moodle Mobile, disponível para os sistemas Android, iOS e Windows Phone.

UniCorreios – A Universidade Corporativa dos Correios foi criada em 2001, visando uma vinculação mais estreita às metas e aos resultados estratégicos da empresa, bem como preencher algumas lacunas identificadas no sistema anterior, dentre as quais se destacam a necessidade de unificação das ações de educação, de promoção de um processo de aprendizado coletivo e contínuo, de capacitar toda a cadeia de valor e de utilização de novas tecnologias.

Bahia garante recursos de R$ 758 milhões para diversas obras de abastecimento de água

Barragem do Rio Colônia em Itapé, Barragem de Catolé, em Vitória da Conquista, ampliação do sistema de água em Feira de Santana, e a duplicação da Adutora de Água Tratada na Região Metropolitana de Salvador são algumas das obras contempladas
O Estado da Bahia obteve a garantia de apoio do governo federal na implementação de grandes obras no setor de abastecimento de água, cujos recursos alcançam R$ 758,4 milhões. Itabuna, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Ibitira, Lagoa Real, Candeias, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, e Madre de Deus serão as cidades beneficiadas.
A decisão ocorreu na terça-feira (1) em reunião do Grupo de Trabalho Interministerial do Ministério da Integração Nacional - cuja finalidade é identificar e propor medidas para enfrentamento de restrições ao abastecimento de água devido à seca em grandes centros urbanos -, que teve a participação de Cássio Peixoto, secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento da Bahia.
No plano de ações consta o aporte de recursos para a continuidade da construção da barragem do Rio Colônia, situada no município de Itapé, no litoral sul do Estado, que garantirá o abastecimento regular de água tratada para mais de 350 mil moradores da região.
Em abril deste ano, o governador Rui Costa – acompanhado pelo secretário Josias Gomes (Serin) - visitou Itapé onde foi constatado o andamento acelerado das obras da Barragem do Rio Colônia, que irá beneficiar aproximadamente 350 mil moradores da região Sul da Bahia.
Consta ainda a construção de barramentos auxiliares nos rios Cachoeira e Almada, ampliação e melhoria do sistema produtor do Rio Colônia e ampliação e melhoria na capacidade de reservação e distribuição do sistema. Os investimentos destinados a Itabuna são da ordem de R$ 80 milhões.
“De forma que consigamos por um fim a escassez hídrica nos mananciais explorados em Itabuna e região, que chegam a secar devido as estiagens, esta reunião foi bastante positiva”, destacou o secretário Cássio Peixoto.
Em Vitória da Conquista está prevista a construção da Barragem de Catolé, que depende apenas da liberação da Síntese de Projeto Aprovado (SPA) pelo Ministério das Cidades para ser licitada, bem como a ampliação da capacidade de adução, produção e distribuição do Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA). Os recursos totais para esta obra são de R$ 298.2 milhões.
Em Feira de Santana está prevista a ampliação do sistema de produção (captação, estação de tratamento, e adução), com objetivo de eliminar o déficit de produção em relação à demanda, ocasionado pelo crescimento dos municípios da região metropolitana, cujos recursos são da ordem de R$ 320 milhões.
Na Região Metropolitana de Salvador (Candeias, São Francisco do Conde, Madre de Deus e São Sebastião do Passé), está prevista a duplicação da Adutora de Água Tratada e ampliação do reservatório, com investimentos totais de R$ 26 milhões.

Também ficou acordado o compromisso para a construção da terceira etapa da Adutora do Algodão – investimento de R$ 34,2 milhões ­-, que beneficiará a população das cidades de Lagoa Real e do Distrito de Ibitira (na cidade de Rio do Antônio) que sofrem com a falta de água por problemas do manancial (Rio do Antônio para Ibitira e Riacho de São Pedro para Lagoa Real).

1.11.16

Alguém ainda tem dúvida que o Freixo já era?

Daqui a mais 4 anos ninguém mais vai lembrar que ele era o Fraga do filme, ninguém mais vai lembrar da tal CPI que ele presidiu mas quem trabalhou foi o Gilberto Palmares e ainda vão lembrar que ele foi aquele fracassado que conseguiu deixar o bispo que perdia de todo mundo ganhar. 

O comportamento do PSOL foi altamente destrutivo para as instituições democráticas do Brasil, especialmente esse projeto fracassado de "Freixo prefeito". Se não ganhou do político mais rejeitado da história do Rio de Janeiro, nunca vão ganhar com esse formato, precisam se reinventar. 

E é bom que assumam alguma responsabilidade especialmente sobre a massa de jovens que acreditam neles com a mesma hipnose febril dos fanáticos religiosos, pra que não odeiem o PT, Lula e Dilma como odeiam e como ajudaram a destruir até agora. 

O PSOL tem resultados pífios pra si, mas tem resultados destruidores de larga escala contabilizados nesses últimos 5 anos. E a campanha deles no segundo turno, sucedendo um erro atrás do outro e um posicionamento absurdamente paradoxal a tudo que dizem ser, apenas é um encerramento desse ciclo brutal de deterioração democrática que eles fomentam desde o início, sem parecer sentir qualquer vergonha de si pelo que estão fazendo de mal à sociedade brasileira.

Por Sérgip Telles.

31.10.16

Cartum no Jornal O Dia.

O meu amigo botafoguense, Sérgio Teles, virou personagem do cartum no jornal O Dia. A arte é do Gustavo Moore.