23.12.16

Apoio: Além proteger mulheres da capital baiana, a unidade também atua no interior do estado nos municípios de Juazeiro, Paulo Afonso, Feira de Santana e Serrinha.

Criada em 8 de março de 2015 para atender mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, a Operação Ronda Maria da Penha vem trazendo ótimos resultados para quem precisa de ajuda para denunciar os  agressores. A unidade especializada no atendimento às vítimas de violência sob medida protetiva já realizou 58 prisões de agressores em flagrante, 727 atendimentos, 282 palestras de conscientização, além de efetuar 2.722 visitas.

Atualmente, a Bahia conta o atendimento da ronda em cinco municípios. São eles Salvador, Juazeiro, Paulo Afonso, Feira de Santana e Serrinha. Para a comandante da Operação Ronda Maria da Penha no estado, a major Denice Santiago, preservar a vida dessas mulheres é devolver a paz para a vida delas. “Esse é o esforço de 71 policiais especializados que dedicam até as horas de lazer para melhorar a vida dessas guerreiras. Para mim, comandar a Ronda Maria da Penha é encontrar minha missão como policial”, afirmou.

O serviço atende às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar que estejam sob medida protetiva. O acompanhamento ocorre após o Tribunal de Justiça, através da Vara de Violência Domestica e Familiar, acionar a ronda. A partir daí, as vítimas recebem o atendimento de conscientização sobre a importância da separação do agressor e contam com o apoio do policial caso haja necessidade.

Em 2016, a Secretaria da Segurança Pública estendeu o atendimento a dois novos municípios. “Uma as prioridades para 2017 é justamente a extensão do serviço de proteção às mulheres. Além da ampliação da Operação Ronda Maria da Penha estão previstas as inaugurações de Deams em Alagoinhas e Paulo Afonso”, anunciou o titular da SSP, Maurício Teles Barbosa. Violência contra mulher é crime. Denuncie!

Nenhum comentário: