15.9.16

Repente do Dallagnol, o Aparecedor.

I
O poeta Zé Limeira 
Disse-me que um promotor
Que é muito “aparecedor”
Precisa dizer besteira...
E que o Dalagnoll toupeira,
É a reencarnação
Dos bispos da Inquisição
Que o diabo mandou voltar...
NÃO TENHO COMO PROVAR
MAS TENHO CONVICÇÃO.

II
Um cavalo batizado,
Um clone de Pinochet,
Pra torturar o PT,
Dos tucanos pau mandado;
Dalagnoll,esse abestado
Pensa ser um sabichão,
Mas se estira o pescoção
É capaz de relinchar
NÃO TENHO COMO PROVAR
MAS TENHO CONVICÇÃO.

III
Dizem que a Madre Tereza
Viveu de fazer bagunça,
Criava muita miunça,
Confiando na beleza...
Que é torturante a frieza
No miolo de um vulcão,
Que Corisco e que Lampião
Vieram pra nos salvar...
NÃO TENHO COMO PROVAR
MAS TENHO CONVICÇÃO.

IV
Eu juro que a bomba atômica
É só um “Peido de veia”,
Que Jesus na Galileia
Só fez política econômica,
Que tem muita estória cômica
Na Bíblia e no Alcorão,
Que Cunha não é cunhão
Mas enche saco de ar...
NÃO TENHO COMO PROVAR
MAS TENHO CONVICÇÃO.

V
Muito romântica, Marcela
Casou-se só por amor...
Vi Nabucodonosor
Com a bunda na janela; 
Tem catarata e remela
No olho do furacão,
E Sarney do Maranhão
Nunca pensou em roubar...
NÃO TENHO COMO PROVAR
MAS TENHO CONVICÇÃO.

VI
Aécio Never, nem morto,
Nunca disse uma besteira,
Que ele nem fede nem cheira,
Nem gosta do aeroporto;
Temer não roubou no porto
Nem de santos nem do cão;
E Alckmin não é ladrão
Nem de merenda Escolar
NÃO TENHO COMO PROVAR
MAS TENHO CONVICÇÃO.

Autoria não identificardes.

Nenhum comentário: