28.11.15

A violência contra a mulher foi o assunto da Roda de Conversa no município de Canindé.

Na noite desta sexta-feira, 27, no município de Canindé de São Francisco no estado de Sergipe, foi realizada uma Roda de Conversa com a participação do Prefeito Heleno Silva e da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Valéria Fernandes Gomes. Ela falou da importância de trazer o tema da violência para toda a sociedade. Também deu números que mostram que, as agressões acontecem da forma mais grave possível, dentro de casa e na frente de crianças.
A maioria das mulheres agredidas são dependentes economicamente, dos companheiros. O índice no município de Canindé é alarmante. Na sede (Canindé) 72,41%, nos Povoados Capim Grosso 13,79%, Alto Bonito 6,8%, Curituba 3,4% e Cuiabá 3,4%. Deste 89% são para agressões físicas e 10% são de estupros.
O estado de Sergipe ocupa a segunda posição no ranking de violência contra a mulher no Nordeste. Foi o percentual de homicídios dolosos, aqueles em que se há a intenção de matar, registrados pelas autoridades policiais durante o ano de 2014 que constatou essa triste notícia.
As vítimas, em Canindé, estão sendo encaminhadas ao Conselho da Mulher, que vem tendo participação importantíssima nas apurações, dando continuidade ao sistema de proteção as vítimas de violência.
“A violência contra a mulher não é aceitável nos nossos tempos. E para coibir, nós criamos em Canindé o Conselho da Mulher, que atua, não só para conscientizar a não agressão, mas também para dar apoio as mulheres que são agredidas covardemente”, disse Heleno Silva na Roda de Conversa. O prefeito ainda lembrou que quando um homem agride uma mulher, esse desce ao nível mais baixo em que se possa, como homem.
Também estiveram presentes na roda de Conversa, os secretários de saúde, Enock Luiz, da Educação Eliane de Moura Moraes, do Meio Ambiente, Heráclito Azevedo, do Turismo Dimas Roque e representas da sociedade civil organizada.
Ccom.