4.11.15

Militantes lançam carta aberta em solidariedade a Gilberto Carvalho.

Segundo o documento, a tentativa de vincular o ex-ministro e sua família aos esquemas de corrupção investigados no âmbito da Operação Zelotes não tem fundamento na realidade
Em solidariedade ao ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, militantes, amigos e colegas que trabalharam com o petista divulgaram carta aberta, nesta quinta-feira (29).
Carvalho teve seu nome citado na Operação Zelotes e investigadores da Receita Federal pediram a quebra dos sigilos fiscal e bancário dele e dos seus filhos.
“Constitui-se em ameaça ao Estado Democrático e de Direito, neste sentido, que este conhecido militante da democracia sofra da violência política, promovida ou com a anuência de agentes públicos (setores do Ministério Público, Polícia Federal e Judiciário)”, afirma a carta.
Segundo o documento, tais setores procuram atingi-lo até a partir da intimidação de sua família e que o pedido de investigação não tem “fundamento na realidade, antes sim em notícias das empresas de mídia sabidamente partidárias, que incentivam diuturnamente o ódio político, disfarçado de combate à corrupção”.
A carta aberta acrescenta, ainda, que a vinculação do nome de Carvalho é tentativa de “atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff, mas também para tentar desmoralizar um militante da transformação social, para que sirva de exemplo aos demais”.
O ex-ministro emitiu nota, na última quarta-feira (29), em que reitera sua indignação com a veiculação do seu nome ao caso e desafia quem quer que seja a provar que ele tenha recebido recursos ilicitamente no período em que trabalhou no Palácio do Planalto.
Do Educação PT Bahia.

Nenhum comentário: