17.5.14

Lula aponta ‘virulência’ no discurso da mídia conservadora contra ele e Dilma.

Em palestra de abertura do IV Encontro Nacional dos Blogueiros, nesta sexta-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi direto ao ponto. “Eu me dou o direito de dar entrevista para quem eu quero, na hora que eu quero”, disse, após constatar que ficou “impressionado com a violência” com que a imprensa tratou a entrevista dele blogueiros, no Instituto da Cidadania, há cerca de um mês.

Lula não se fez de rogado e criticou a fundo a mídia conservadora. Na primeira parte de seu discurso, ele citou legislações recentes feitas na Inglaterra, Argentina e Equador que impuseram normas ao funcionamento da mídia.
– Todos as sociedades democráticas do mundo contam com mecanismos de regulação dos meios de comunicação. Nos Estados Unidos, há a proibição da chamada propriedade cruzada. Em outros países, como Espanha, Portugal, França e Itália há leis que tratam dos meios de comunicação. Não venham dizer que isso é censura, ou que estamos querendo controlar os meios de comunicação. Estou citando países capitalistas. Não venham dizer que sou esquerdista, nem citei a Venezuela do saudoso presidente Chávez – disse Lula.
E continuou:
– Tenho viajado pelo mundo todo fazendo esse debate, mas o que vejo aqui é uma mídia que desanca o país. Queria que ficasse claro que ninguém quer censurar ninguém, queremos apenas gritar mais alto “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós”.
O líder popular também criticou a negação à política:
– A negação da política não melhorou nenhum pais do mundo”, apontou. “Eu não acredito em política sem esperança.
Ele disse ver como a televisão se dá o luxo de “esculhambar a política”. Ele disse que não vale a pena chorar porque tal jornal fala mal do PT, e que o que precisamos fazer é usar os blogs que estão do lado do País.

Nenhum comentário: