6.9.13

Pedido de vistas salva Lula no tribunal de justiça.

O desembargador Luciano Mata pediu vistas do processo de número 3577-4 que trata o afastamento do prefeito de Delmiro Gouveia, Luiz Carlos Costa, o Lula Cabeleira, e de sua vice, Ziane Costa. O julgamento que teve início na tarde desta quarta-feira, 4, foi adiado e voltará ao Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na próxima quarta-feira (11).

Dois desembargadores manifestaram votos favoráveis à manutenção do afastamento de Lula Cabeleira, o relator do processo, desembargador Frederico da Silva Gouveia e o desembargador Alberto Jorge.

Lula Cabeleira foi afastado do cargo pelo juiz José Eduardo Nobre Carlos por denúncias de abuso de poder político e econômico, que envolveu isenção de cobrança de tarifas no Mercado Público de Delmiro e obras asfálticas realizadas um mês antes das eleições para beneficiar povoados naquele município, sobre a suspeita de beneficiamento para sua candidatura.

A ação foi impetrada pelo seu oponente político, Padre Eraldo, em dezembro do ano passado, derrotado por 13.160 votos, contra 12.228.
Do Alagoas 24h.

5.9.13

Amizade com mulher é uma zorra. (Do Livro: Quando o Amor Incomoda)


Primeiro porque temos que ficar ouvindo todas as nossas amigas esculacharem com o sexo masculino, e ainda temos, como educados que somos, ficar sorrindo.
Só para que elas gostem um pouco mais da gente. É assim a vida de um homem que tem mulheres em sua lista de amizade.

Veja só o que me aconteceu durante a minha juventude:

A Olga  apareceu certo dia lá em minha casa. Chegou como quem tinha descoberto a mosca azul, fazia pouco tempo. Ela sem titubear foi logo abrindo o coração. E disse que tinha mantido relações pela primeira vez.

Zorra!  E eu que pensei que ela ainda era virgem e se guardava para mim! E ainda disse que o sujeito que foi seu primeiro homem, era o miserável do Rafael. Aquele cara de fuinha. Desgraçado. Carcará sanguinolento!

Como ela pode fazer isto?

 

É que eu gostava dela gente. Era apaixonado por ela e a danada vem em minha casa e fala isto sem se preocupar. Sou amigo. Mas não precisava saber e saber dessa maneira. Assim é demais para meu pobre coração.

Ela nem percebeu que enquanto ela falava, eu me estrebuchava todo no sofá. A cada cena contada, era como se eu estive sendo corno por tabela. É claro que eu nunca me declarei a ela. Pois sempre brincava.

Deve ter sido isto! Eu brincava!

E ela dizia: - Deixa disso. Somos só amigos.

Vou avisando uma coisa a você mulher que por descuido da vida resolver ler esta narrativa:

Homem detesta ser chamado de amigo. O que ele quer mesmo é beijar!!  Entenderam, ou vou ter que desenhar?

Voltando...

A danada me disse que fazia tempo que estava feito lagartixa, subindo pelas paredes. E esperou completar os dezoito anos para poder fazer o que fez. Então, me disse que só aconteceu uma única vez.

Meus amigos, essa é uma daquelas desculpas que elas sempre dão. Não consigo saber ainda se elas acham que nós acreditamos, ou se é porque acabou mesmo o repertório delas.

Sentada em minha frente, e já passada meia hora, eu já estava vendo ela com outros olhos. Eu já a via com olhos de raio X. Enquanto ela, sem parar um só minuto, falava, falava, falava...

Mas a pior coisa que ouvi foi quando ela, desavergonhadamente, despudoradamente, sem perceber que me fazia sofrer com tudo o que eu estava ouvindo disse, “estou há quatro meses sem ter relações”. E eu lá queria saber disso. Eu lá precisava ouvir isto?

Foi ai que tomando forças. Me sentindo um “He Man”, investi na minha “Chirra” e perguntei;

- Tu ainda estás com ele?

Ela me respondeu de pronto:

- Nada!

O tom da resposta dela me encorajou ainda mais e eu parti feito um carcará em busca da burrega.

- Posso te perguntar uma coisa?

Ela sorriu! Que sorriso lindo aquele. Ela estava se mostrando aberta a pergunta seguinte, e eu emendei.

- Qual a chance de eu ser teu próximo?

A resposta veio com a velocidade de um disco voador.

- Tá me estranhando

Aquela tarde está na minha memória até hoje. Já fiz de tudo para esquecer. Mas não consigo. Alguns dias atrás eu a vi saindo de uma loja. Estava com dois filhos. Um no braço e outro era puxado pela mão. E eu fiquei vendo aquela cena de cinema italiano. O corpinho já não era mais de bailarina espanhola e eu estou hoje aqui. Sozinho, mas enfrentando a luta diária de encontrar um novo amor.

Entendam. O homem se apaixona, enquanto as mulheres amam. Mas só quando encontram um grande amor. Antes, elas nos fazem sofrer pra caramba.

4.9.13

PED 2013: lançamento da candidatura de Rui Falcão à presidência do PT

2.9.13

STF, o DOI CODI do século XXI.

Era meio dia quando foi feito a troca deles pelo embaixador americano. Aquele foi um dia marcante para a história brasileira. A política tinha tomado um rumo sem volta e enquanto seus familiares ficavam para trás, homens e mulheres que entregaram a sua juventude na luta por melhorias para a população do seu país eram expulsos por terem se rebelado contra as injustiças cometidas pelos militares. Entre eles estava um magrelo que mais tarde seria um dos responsáveis por conduzir a política interna do partido que mudou a cara do Brasil.
Mas ele não foi o único. Naqueles dias um se destacou na guerrilha do Araguaia. Militante de esquerda, enfrentou os militares que tinham se apossado do poder através de um golpe militar. Na prisão foi torturado e não perdeu a ternura. Sua vida é pública sem um arranhão. Mora na mesma casa até hoje. Como diria o Mino Carta até o mundo mineral sabe que aquele baixinho é honesto.
No ano de 2005, por conta da disputa pela indicação de um diretor da Eletrobrás, que dizem seria de direito do PTB – Partido Trabalhista Brasileiro, o caldo entornou. O Roberto Jefferson, presidente da legenda, acusa o ministro da Casa Civil de segurar a nomeação. Neste tempo surge na imprensa a denúncia, com direito a vídeo, mostrando o pagamento de propina a um indicado, o ex-chefe do DECAM/ECT, Maurício Marinho, pelo partido na Empresa dos Correios e telégrafos. Jornais, impressos e a internet são inundados com informações sobre o caso. Em determinado momento fica difícil de saber o que é verdade e o que é só especulação.
A ira se abate sobre Jefferson que resolve dar uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo. Para dar o troco ele afirma que o governo tem um esquema de pagamentos a deputados e senadores, que receberiam para aprovar projetos do executivo. A semana posterior a publicação talvez tenho sido a mais turbulenta da era PT. Muitos acreditavam na queda da República. Estava criado o termo “mensalão”. Palavra mais usada pela imprensa em todos os tempos, para se referir à política da corrupção. Uma coisa deve ser dita, as provas apresentadas até hoje, demonstraram que a denúncia não se sustenta e que no máximo indica o uso de caixa 2 para campanha eleitoral.
Criado o circo. Dois daqueles bravos jovens revolucionários foram envolvidos nas denúncias. Estavam agora sendo cassados implacavelmente pela justiça. Eles negam terem participado de qualquer movimento dentro do governo para pagamento de propina. A justiça não pensou assim. Foram parar em um julgamento televisionado ao vivo por empresas de televisão, que a cada palavra proferida contra eles, coloca um “especialista” para destilar seu veneno.
Zé Dirceu e José Genuíno, cassados pela ditadura militar no Brasil, são sobreviventes das torturas praticadas nas cadeias, estão, sendo cassados novamente. A tortura agora não é no Pau de Arara, o DOI CODI nestes tempos usa capa preta e senta na sala da Casa Grande no planalto central do país. Ela é praticada por novos senhores de engenho.Se não conseguiram antes derrota-los nas lutas das ruas, a justiça está sendo usada para cassar, praticar a tortura mental e possivelmente condena-los. Algo que nem a ditadura conseguiu fazer.
Ouvir o ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal, em seu voto afirmar que sabe que Genuíno é inocente, ao declarar, "lamento condenar homem que jamais lucrou com a política", mas ao mesmo tempo aceitar ver a maioria dos algozes condena-lo, é triste, é nojento.
Já o Zé Dirceu foi acusado de algo, que depois seu próprio acusador em juízo negou, ter dito, o inocentando. Mas dia após dia está sendo torturado, e possivelmente será preso, ele e Genuíno, como forma de revanche por ter um dia se colocado contra a elite dominante para que o Brasil tenha hoje menos miséria em suas cidades. O líder está ferido!
A indignação se abate sobre muitos militantes do Partido dos Trabalhadores e de boa parte da população brasileira. Não podemos nos abater, temos que demonstrar a nossa insatisfação, seja através de e-mails, redes sociais na internet, salas de aula ou ruas. É preciso falar, gritar aos quatros cantos do mundo que Zé Dirceu e José Genuíno estão sendo condenados injustamente. Se pecados políticos eles tem, saibam todos que não são estes de que estão sendo acusados pela justiça e pela grande mídia.
Nós queremos um julgamento justo!
Liberdade para Dirceu e Genuíno!