10.5.13

14 barracas foram destruídas em incêndio na Prainha de Canindé de São Francisco.


Na madrugada de hoje, 10, por volta das 2h da manhã um incêndio consumiu 14 barracas que ficavam na Prainha de Canindé de São Francisco, principal ponto turístico da cidade.
Ate o momento a policia técnica não informou qual a causa do incêndio no local. Segundo moradores que chegaram logo que se ouviu uma explosão, o fogo teria começado em uma das barracas que ficava no meio das que foram destruídas. O material utiliza
do na construção das mesmas era madeira e tinham muitas cadeiras de material plástico.
O corpo de bombeiros só chegou ao local quando o dia já estava claro e nada mais pôde ser feito. A prefeitura enviou vários carros pipas que ajudaram no rescaldo.
O prefeito Heleno Silva esteve no local durante a madrugada e viu de perto a tragédia. Muitas das pessoas perderam tudo. Lá estava o sustento delas.

8.5.13

Grupo teatral pernambucano passa por Canindé de São Francisco.


A companhia de teatro “O Poste” esta rodando todo o Brasil e este ano retorna a Canindé de São Francisco em Sergipe, agora com a peça “cordel do amor sem fim” e promete arrancar muitos risos e choros dos presentes.
A equipe teatral chega à cidade no sábado, 11, a passagem dos representantes da companhia por Canindé ao invés gasto, trará lucro, com a visita aos pontos turísticos e culturais de nossa cidade. Juntamente com a peça chega também mais uma oportunidade para os amantes das artes cênicas. A companhia também ira oferecer aos futuros atores da nossa terra oficinas teatrais. A turma terá capacidade para absorver vinte e cinto alunos e terá a duração de 3h. Acontecerá no clube Altemar Dutra.
As inscrições para a oficina estarão abertas ate sexta-feira, 10, na secretaria de cultura, das 8h às 20h. Assim como a apresentação teatral, a oficina, para quem se inscrever, não será cobrada nenhuma importância.

6.5.13

O dia em que Chapeuzinho Vermelho comeu o Lobão.


Eu sou do tempo em que ouvir o que o cantor Lobão cantava era ser diferente, revolucionário, estar a frente do que os seus amigos pensavam a época. Lembro-me de ter visto várias vezes as pessoas me olharem com indiferença só porque eu ouvia no toca disco do carro e em alto e bom som as músicas do LP “Vida Bandida”. O titulo 1 tinha inclusive o mesmo nome do LP.
Passou o tempo e ainda fazendo lindas poesias que depois de musicadas me contagiava muito, eu admirava o artista. Era a rebeldia em pessoa traduzida pelos textos de Lobão. Confesso que percebi que algo estava começando a dar errado quando vi a vida intima do cantor começar a ser exposta nos discos que vieram a seguir.
Mas acho que a carreira de Lobão entrou em declínio total quando em um dos “Programa Livre”, apresentado por Sérgio Groisman no SBT, ele ao se referir a Deus soltou a frase que chocaria aqueles jovens que assistiam ao vivo e a todos os que estavam vendo pela TV, naquele dia. Lobão ao se referir ao Pai, disse “Pau no .. de Deus”. Talvez seja mera coincidência o fato de que o cantor teve sua carreira destruída, mas eu quero acreditar que as pessoas que davam guarida ao Lobo, perceberam que a rebeldia tinha ultrapassado o limite da criação e entrada na loucura.
O fato é que, Lobão deixou de escrever belas poesias e começou a aparecer em programas e revistas, quase sempre de forma moribunda. A imagem de Lobão ficou associada a um usuário de drogas e suas criações ficaram no passado. Lobão morreu como artista a bastante tempo e não percebeu ainda.
Hoje para chamar a atenção para um livro que escreveu, ele mais uma vez se utiliza do artifício de falar bobagens. Agride a história, destila palavras como se fosse veneno e por isto mesmo, poderá engolir a saliva e ser vitima dele mesmo.
Lobão acorda que o tempo não pára, mas a história não pode ser mudada só porque você deseja vender um livro.