22.3.13

Hacker do grupo Anonymous divulga dados de milhares de funcionários do Mossad.

Depois de um ataque cibernético contra o site do serviço secreto israelense, o Mossad, hackers revelaram a informação pessoal de 35.000 funcionários da organização israelense. 
O grupo aAnonima disse que o ataque através de sua conta no Twitter.

Enquanto isso, o grupo Anonymous disse que está sendo preparado para o próximo 07 de abril um ataque sem precedentes contra o ciberespaço israelense, com o objetivo de eliminar a país a partir da rede global.

O famoso hacker de AnonGhost revelou este mês que "equipes de hackers decidiram unir-se contra Israel como uma entidade" e que "Israel deve estar preparado para ser "retirada da Internet".

A mensagem sobre o ataque contra Mossad realiza a hashtag #OpIsrael lançado por Anonymous no final de 2012, depois que Israel começou a intensificar os seus ataques contra a Palestina.

21.3.13

O prefeito de Canindé de São Francisco participou ontem, 19, da ação realizada dentro da Semana da Água que está acontecendo no município pelo departamento meio ambiente, ligado a secretária da água. Ele esteve acompanhado de alunos e professores da rede pública municipal e de vários secretários. Na oportunidade foi feito o peixamento com 15.000 alevinos. Os estudantes que participaram do passeio no catamarã participaram do concurso de redação. Muitos deles, mesmo morando as margens do “Velho Chico” nunca tiveram a oportunidade de conhecer as belezas do cânion. A IX semana da água continua hoje com a palestra com o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (Tema: Água! O Tesouro do Sertão); Exposição itinerante – Rio São Francisco, organizada por Luiza Pfal; Lançamento do I Concurso Fotográfico, sob o tema “Um despertar para um novo mundo” (Local: Clube Altemar Dutra, às 19h). E amanhã, 21, Palestra “Protagonismo juvenil e sua importância para a conservação dos recursos ambientais”, ministrada por Thiago Roberto Soares Vieira (Engenheiro, Engenheiro Florestal, Coordenador do Monumento Natural Grota do Angico – SEMARH). Local: Clube Altemar Dutra. Dia 22 (sexta-feira): XIV Caminhada pela Vida. Saída da Praça central, às 07h. O prefeito Heleno Silva se disse satisfeito com as ações feitas no município na área do meio ambiente. “Nós estamos trabalhando para celebrar um convênio com a secretaria do desenvolvimento urbano do estado, no intuito de dar um destino no material como resíduos sólidos”.


O prefeito de Canindé de São Francisco participou ontem, 19, da ação realizada dentro da Semana da Água que está acontecendo no município pelo departamento meio ambiente, ligado a secretária da água. Ele esteve acompanhado de alunos e professores da rede pública municipal e de vários secretários. Na oportunidade foi feito o peixamento com 15.000 alevinos.
Os estudantes que participaram do passeio no catamarã participaram do concurso de redação. Muitos deles, mesmo morando as margens do “Velho Chico” nunca tiveram a oportunidade de conhecer as belezas do cânion.
A IX semana da água continua hoje com a palestra com o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (Tema: Água! O Tesouro do Sertão); Exposição itinerante – Rio São Francisco, organizada por Luiza Pfal; Lançamento do I Concurso Fotográfico, sob o tema “Um despertar para um novo mundo” (Local: Clube Altemar Dutra, às 19h). E amanhã, 21, Palestra “Protagonismo juvenil e sua importância para a conservação dos recursos ambientais”, ministrada por Thiago Roberto Soares Vieira (Engenheiro, Engenheiro Florestal, Coordenador do Monumento Natural Grota do Angico – SEMARH). Local: Clube Altemar Dutra. Dia 22 (sexta-feira): XIV Caminhada pela Vida. Saída da Praça central, às 07h.
O prefeito Heleno Silva se disse satisfeito com as ações feitas no município na área do meio ambiente. “Nós estamos trabalhando para celebrar um convênio com a secretaria do desenvolvimento urbano do estado, no intuito de dar um destino no material como resíduos sólidos”.

20.3.13

Rosália França se submete a 3ª cirurgia de transplante total de fígado e passa bem.


Rosália França, submeteu-se a cirurgia do primeiro transplante de figado, em julho de 2012,  ficando mais de 60 dias internada, na UTI do Hospital Português, em Salvador-Ba. Infelizmente esse procedimento não deu certo, pois houve trombose nas artérias que irrigavam o novo órgão.
Rosália retornou para a lista de espera, mas com prioridade, devido sua necessidade, e em novembro de 2012, ela foi chamada novamente, urgentemente ao Hospital Português, sendo submetida, pela segunda vez, a outro transplante total de fígado. Infelizmente, repetiu-se a intercorrência de trombose.
Ainda convalescendo do segundo transplante, ela recebe em seu leito na UTI, a visita do chefe da equipe de cirurgiões de transplante hepático, Dr. Jorge Bastos, que afagando sua cabeça, diz: "vamos ter que fazer de novo ...", eu, Antonio França, seu irmão, estava presente. E, naquele instante, ela estava tão sofrida que não conseguiu nem chorar com a intensidade que a situação motivava.
Ela foi relistada para o terceiro transplante, sem ao menos ter alta do segundo. E nas vésperas do natal de 2012, ocorreu a terceira cirurgia. Que, ao nosso ver, seria a última, seja qual fosse o resultado, haja vista, seu fraco estado, fisico e clinico. O procedimento foi um sucesso, pois a equipe médica, retirou o órgão do doador acompanhado das artérias, vez que a paciente tinha  predisposição à trombose, ficando a mesma anticoagulada no pós.
No entanto, acredito que nosso Deus estava vigiando, e teve piedade de salvar mais um filho seu.
Seu estado de saúde é estável, está em casa, na capital baiana, se recuperando, tanto que os médicos já autorizaram que visitasse sua terra natal, Paulo Afonso, mesmo  por poucos dias.
Agradecemos imensamente a Equipe de Transplante Hepático do Hospital Português, do seu chefe, Dr. Jorge Bastos, Dr. Bruno Almeida, Dr. Paulo Bitencourt, Dra. Andréia Cavalcanti, Dra. Liana de Codes, aos Enfemeiros, aos Técnicos de Enfermagem, A Chefe da UTI, Dra. Auxiliadôra.

18.3.13

PORQUE SUJAMOS AS VIAS PÚBLICAS.


Não que somos literalmente sujos, mas que a somatização da falta de políticas públicas sérias, junto a protótipos sem resultados de programas de educação ambiental cheios de metodologias e didática com ares filosóficos dão o tom dessa diária ação coletiva nas comunidades em geral.
No Brasil e principalmente nas cidades, o que às vezes presenciamos é a total inércia na aplicação de programas educativos que possam ter resultados imediatos, onde a intervenção de certos atores que não tem compromisso atropelam o processo de mitigação, reparação dos danos ambientais no tocante ao lixo descartado.
Ora, se por um lado há pessoas querendo realmente contribuir com uma educação ambiental que atinja de forma linear o processo em que as pessoas despertem para tal temática, por outro existem aos milhares pressupostos ambientalistas e técnicos que nada entendem do processo e ficam palpitando sobre o que devemos fazer e procuram intervir no processo de educação ambiental nesse aspecto do descarte e da coleta seletiva do lixo doméstico.
A esses pressupostos temos uma receita infalível que é a de reaprender todo processo e fazer uma leitura antropológica sobre o que é viver nas comunidades e posteriormente, entender suas nuances sociais, ou seja, procurar ler e entender como fomos educados ao longo da história e entender um dos objetivos da educação ambiental: “Promover de forma direta e em consonância com o seu público alvo, novos modelos para aplicar e remediar um aprendizado sobre aquilo que se quer modificar, mitigar, aprender e desenvolver ações para que futuras gerações possam preservar o conhecimento, a ação e a remediação” (SILVANO, 2010).
Aí sim, depois, poderá implementar através de programas e projetos de educação ambiental com resultados imediatos e satisfatórios as ações que as demandas internas necessitem.
O processo é lento e as vezes sem o mínimo de resultado, mas, temos que realizar uma leitura na questão histórica e cultural do passado, e aí sim teremos diversas opções e razões para continuar o processo de educação ambiental coletiva com poucos resultados.
Silvano Wanderley.