2.9.12

Morreu “Odara”, morre um pouco a Alegria do povo do lugar


Muitas são as histórias que poderia contar de Bezinho Odara. Mas nenhuma é oportuna falar hoje aqui. É que com a ida dele ao encontro de tantos Malucos Belezas, o Céu hoje deve estar em festa. Fico a imaginar meu amigo encontrando seu Pai Galigá, e vindo em sua direção Rau Seixas com sua guitarra na mão. Isto sim é que é festa de Rock Roll. Dois sonhadores juntos cantando coisas que só eles mesmos entenderam.
Há uma coisa a se falar de Odara, ele veio ao mundo e soube como poucos viver a sua vida sem dar satisfação a ninguém. Como poucos, sonhou e buscou realizar cada um deles do seu jeito.
Não tive a oportunidade de falar ainda com meu irmão Tica Roque, mas ele deve estar muito sentido com a ausência que ira sentir desse nosso amigo. Para se ter uma ideia, foi Odara quem tocou no casamento do meu irmão. Isto basta para dizer o quanto um amigo faz pelo outro. Neste caso, um fazia o outro feliz.
Odara meu amigo, ao encontrar com os meus que já partiram,avisa que aqui as coisas andam caminhando para o bem, que o esforço é grande de me tornar uma pessoa cada vez melhor. Diz também que continuo mais intransigente com os ladrões do dinheiro público. (Foto publicada no internet)