2.6.12

Segundo dia da Festa do Turista. Muita cultura e tradição em Pirahas/AL.


No centro histórico da cidade o que se viu fora apresentações da mais tradicional cultura nordestina. O grupo de humor “Programa do Velho Chico” fez os presentes sorrirem bastante com a apresentação a sua apresentação. A interação entre os artistas populares e a platéia foi imediata. Tendo o grupo sido aplaudido durante toda a sua apresentação.
Em seguida o Grupo Cultural “Cangaceiros de Capiá” trouxe a dança do Xaxado. Com a indumentária que lembrava Lampião e Maria Bonita, eles representaram parte da história dessa gente que viveu pelos sertões nordestino. Inclusive tiveram suas cabeças expostas nas escadarias da estação de trem em Piranhas, após serem mortos pela “Volante”.
Sávio do Acordeom animou a todos com suas músicas e interpretações de diversos sucessos. O grupo foi uma grata surpresa. Eles tocaram o autentico forró pé de serra e contagiaram a todos.
Passaram pela arena da Festa do Turista o Governador do Estado Teotónio Vilela, o desembargador Washington Luiz, Augusto Cesar, administrador da Chesf em Paulo Afonso/BA e diversas autoridades. O evento é patrocinado pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco.

No centro da cidade a Tribuna Livre está em estado de abandono.


Criada para ser o ponto da liberdade de expressão no município de Paulo Afonso, a Tribuna Livre, local onde qualquer pessoa pode usar para expressar livremente o seu pensamento sem que haja censura. O local está abandona pelo poder público.
A Praça Abel Barbosa é a continuação da Praça do Trabalhador e fica na Avenida principal da cidade. Local de grande movimentação de pessoas e turistas, onde existe a maioria das lojas de comércio, mas que não recebe a atenção dos setores responsáveis pela limpeza e conservação do patrimônio público.
Com pouco investimento, a Tribuna Livre voltará a ser preservada, já que é um marco da cidade. Conquista da luta dos estudantes e trabalhadores da cidade, que saiam as ruas contra a ditadura militar que governava o Brasil.

1.6.12

Aviões do Forró e Galã do Brega fazem a abertura da Festa do Turista em Piranha/AL.

Foi montada um Mega Estrutura para o evento.

Já nas primeiras da noite de ontem (31), as pessoas começam a chegar para ver a apresentação das bandas Aviões do Forró e Galã do Brega na Festa do Turista de Piranhas em Alagoas. Eram 23h quando o Galã entrou no palco e fez as pessoas presentes se aglomerarem no pátio de eventos, onde está armada toda a estrutura.
Como em anos anteriores, o evento atraiu Turistas que se divertem a cada noite, ouvindo os artistas nordestinos.
Ontem foi só o primeiro dia. Hoje a festa continua com diversas atrações. Durantes os três dias a economia do municio gera um acréscimo na receita com a movimentação da formal e informal.
A Festa conta com o Patrocínio Cultura da Companhia Hidrelétrica do São Francisco.

30.5.12

Festa do Turista em Piranhas/AL começa nesta quinta.


Muito forró, danças, apresentações teatrais.

A  Festa do Turista vai animar a cidade de Piranhas, Alagoas  que fica a 270 km da Capital, Maceió . Realizada nos dias 31 maio, 01 e 02 de junho.  Com uma programação voltada para o turista, a festa traz varias apresentações culturais e o verdadeiro pé de serra.
Muito forró, danças, apresentações teatrais em um espaço aconchegante, o evento promete ser mais uma opção do sertão alagoano. 

Vereador Aroldo diz que a oposição só terá um candidato nestas eleições em Paulo Afonso.


“Os candidatos estão colocados, mas agora em junho nós iremos ver quem está melhor nas pesquisas e este será o candidato(a) da oposição”
A propalada divisão da oposição em Paulo Afonso parece não passar de desejo de parte dos políticos municipais e de alguns meios de (dês)informação da cidade. Os vereadores da oposição já identificaram a tática que vem sendo usada a mais de três meses por esse pessoal. Primeiro foi Sites e Blogs e uma rádio local que defendem a permanência do atual prefeito. Eles começaram a defender a possibilidade de lançamento de várias candidaturas a prefeito na oposição. Para embasar seus argumentos, eles falam em “democracia”. E é verdade, na oposição qualquer um pode colocar o nome a disposição. Já do lado da situação, só um grupo define os destinos, e isto não é considerado “ditadura” pelos Chapas Brancas.
Ocorre que ao identificar a ação de bondade nas escritas e participações no AR, a oposição já se vacinou contra a manobra divisionista há algum tempo.
Um dos atos mais patéticos foi o do vereador Antônio Alexandre na última segunda-feira (28) que fez um malabarismo muito grande, elogiando a candidatura de Gilson Fernandes. Só que o intuito dele, mesmo que todos os seus elogios fossem verdadeiros, traziam embutidos a vontade da divisão e o desespero em saber que se os opositores a Anilton se unirem ganham a eleição e fazem novamente a maioria dos vereadores.
Para debelar e sem mandar recados, o Vereador Aroldo do Hospital ontem disse ao Notícias do Sertão que, “Os candidatos estão colocados, mas agora em junho nós iremos ver quem está melhor nas pesquisas e este será o candidato(a) da oposição”. Ele respondia a pergunta sobre a colocação de duas candidaturas oposicionistas, a de Dona Sônia e a de Gilson.
Ele repetiu várias vezes, pode afirmar no Site, “quem aposta na divisão já começou perdendo esta. Nós temos responsabilidade (oposição) com a cidade e com a oposição”. E foi saindo para seu almoço.

Paulo Henrique Amorim e a Militância Virtual.

28.5.12

Programação do São João de Paulo Afonso é tão verdadeira quanto uma nota de R$ 3,00.


Postada na Rede Social, Facebook, a informação criou discussão.
Hoje (28) durante a manhã, foi postada na rede Social Facebook um “cartaz” onde mostrava a programação do São João em Paulo Afonso na Bahia. Nela constava; Vitor & Léo, Banda Magníficos e Mastruz com Leite, dentre outras.
No primeiro momento pessoas começaram a compartilhar, outras a reclamar do gasto com tantas atrações anunciadas. Já em um segundo momento, quando se descobriu que a notícia era falsa, a algazarra foi generalizada. E em poucos minutos, já tinha pessoas pedindo pelo “amor de Deus” que parassem de “compartilhar” tal notícia, já que e falsa.
Bastava dar uma olhada com mais cuidado, e se perceberia que não tem o símbolo oficial do município.

Vavá Ferras abandona a base de apoio ao Prefeito Anilton Bastos.

Indignado, está talvez seja a palavra que melhor sintetiza a entrevista do pmedebista Vavá Ferraz. É que algumas delas são impublicáveis, tal o grau de descontentamento dele com a administração atual de Paulo Afonso. Em tom forte ele começou a entrevista, realizada no gabinete do presidente da Câmara de Vereadores Regivaldo Coriolano, dizendo que era “homem” e por ver tantos motivos, “que um é pouco”, para ele falar de todas as irregularidades lá existentes.
Perguntado qual era o motivo do seu apoio ao prefeito e agora o abandono ao grupo, Vává disse que, “apoiei Anilton, mas sem apoiar os erros dele”. E por não ter buscado qualquer beneficio pessoal ou familiar, ele diz que por ser independente pode ir para onde bem queira.
Vavá ainda citou o caso da falta de UTI. Disse, “não tem UTI, mas tem dinheiro (480 mil) para contratar Ivete”. E completou, “para eles, quando morre um pobre é um descanço”.

QUE MORAL TEM O ESTADO?

Recentemente fui a uma unidade pública de saúde e me deparei com uma situação que deve ser bem comum em todo o Brasil: uma recepção desconfortável, superlotada por pessoas humildes, desassistidas, doentes e cansadas, alguns funcionários apáticos e, para terminar de compor o quadro, um cartaz onde se lia “CÓDIGO PENAL – ART. 331 – DESACATAR FUNCIONÁRIO PÚBLICO NO EXERCÍCIO DA FUNÇÃO OU EM RAZÃO DELA – PENA: DETENÇÃO, DE SEIS MESES A DOIS ANOS, OU MULTA”.
Não foi a primeira vez que vi um aviso com este conteúdo. Quem é usuário dos serviços públicos com freqüência o encontra em estações de metrô, hospitais, escolas, fóruns, delegacias e outras repartições que, via de regra, oferecem um atendimento de péssima qualidade.
Difícil é avistar um cartaz lembrando ao cidadão que a Constituição Federal, hierarquicamente superior ao Código Penal, reconhece a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, e a assistência aos desamparados como direitos sociais (art. 6º), e que o salário mínimo, segundo a mesma Constituição, deve ser capaz de atender as necessidades vitais básicas do trabalhador e da sua família, inclusive com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social (art. 7º, IV).
Outro cartaz inédito é o que anuncia que atrasar ou deixar de praticar um ato devido, ou praticá-lo contra a lei para satisfazer interesse ou sentimento pessoal também é crime, previsto pelo mesmo Código Penal (art. 319) que prevê o famoso crime de desacato.
Seria muito salutar que o Estado divulgasse em suas repartições que empregar irregularmente verbas públicas (art. 315, CP), exigir ou receber vantagem
indevida em razão da função pública (art. 316 e 317, CP) e patrocinar interesse privado perante a administração pública valendo-se da qualidade de funcionário público (art. 321, CP) são, da mesma forma que o desacato, atos criminosos.
A lista de cartazes mais necessários que o que dá publicidade ao crime de desacato é infindável, mas a administração pública insiste posicioná-lo em primeiro lugar.
É evidente que a ordem dos valores está invertida.
O crime de desobediência existe justamente para garantir que os serviços públicos sejam oferecidos ininterruptamente, protegidos dos transtornos ou embaraços eventualmente causados por algum baderneiro.
Ocorre que, no Brasil, este tipo penal tutela a indolência, a ineficiência, o favorecimento pessoal, o desmando e o autoritarismo, blindando-os contra qualquer crítica mais incisiva.
Que moral tem um Estado que não cumpre a sua Constituição, que não oferece saúde para seus doentes, educação para suas crianças, proteção para suas mulheres, em suma, dignidade para seu povo, para exigir acatamento de alguém?
Antonio Miguel Tenório Varjão dos Santos é professor auxiliar temporário da Universidade Federal de Alagoas e advogado de Camilo, Tenório & Heim Advocacia e Consultoria, em Paulo Afonso/BA.

PP de Paulo Afonso declarou apoio a Gilson Fernandes neste final de semana.


Oposição está dividida para as eleições na cidade

No sábado (26) o Partido progressista de Paulo Afonso formalizou o apoio a pré-candidatura do vereador do PSB – Partido Socialista Brasileiro Gilson Fernandes. Na oportunidade estavam os deputados Mário Negromonte, federal, e Mário Junior, estadual. Lá também esteve os vereadores Aroldo do Hospital, Osildo Alves, Celso brito e Dinho.

A informação é de que os Partidos PP, PSL, PTB, PSD e PRTB estão no consórcio de apoio a candidatura do PSB.

Tenho um compromisso de honra com Paulo Afonso, que é retribuir tudo que me concedeu nesses mais de 30 anos de vida, nessa terra que me adotou como filho. Agora, consolidando o apoio dos deputados Mario Negromonte e Mário Júnior que vêm fechados com todo o seu grupo, além da senadora Lídice da Mata e tantas outras lideranças baianas, me sinto pronto a defender essa pré-candidatura a prefeito e fortalecer o desejo desta comunidade: colocar essa cidade num processo definitivo de crescimento de forma sustentável e contínua, utilizando dos meios democráticos para realizar aquilo que os cidadãos esperam do seu prefeito, e não simplesmente, fazer o que dá mais voto”, expressou o pré-candidato a prefeito Gilson Fernandes.

Na fala dos deputados foram exaltadas as qualidades pessoais e profissionais de Gilson Fernandes, deixando claro que a escolha deste nome não foi ao acaso. Nas palavras do deputado federal Mário Negromonte, “a escolha de Gilson Fernandes se deu por que ele reúne as melhores condições para representar os partidos aliados... O que queremos construir aqui não é um projeto de interesses pessoais, mas sim um projeto político para este município...”, que era preciso alguém de consenso, que reunisse as características de um gestor honesto, competente e de passado limpo.

Para o vereador Celso Brito, presidente do PSB, “a atitude do deputado Negromonte foi muito nobre, e cabe aos partidos aliados reconhecerem que não foi fácil ao seu líder tomar tal decisão, que torna dever de todos abraçar e consolidar o apoio ao nome de Gilson Fernandes perante o eleitorado... Não é hora de expor as diferenças pessoais, mas de unir-se nos pontos comuns e no alvo, que é tornar essa cidade melhor pra se viver...

Os líderes manifestaram que esperam que os demais partidos de oposição também decidam pela pré-candidatura de Gilson Fernandes, reconhecendo que é preciso de um nome que comunga do pacto social e progressista, e que tenha participado diretamente das lutas da comunidade. Agora os partidos devem se preparar para suas convenções e nelas ratificar o apoio ao pré-candidato do PSB a prefeitura de Paulo Afonso em 2012.

27.5.12

Lançada a Pré-Candidatura de Dona Sônia com a presença de vários partidos e o Povo.


Esteve presente o presidente estadual do PCdoB Daniel Almeida.
 
Com a presença de várias lideranças e a participação da população, foi lançada ontem a Pré-Candidatura de Dona Sônia. O evento aconteceu no COPA – Clube Operário de Paulo Afonso. Passaram por lá, segundo os organizadores do evento, algo em torno de umas 800 pessoas. Muitas delas vindas de bairros distantes, para prestigiar o evento do PCdoB, que comemora 90 anos de sua existência e luta pelo Socialismo.

Presentes o Presidente Estadual da legenda, Daniele Almeida, o Presidente da Câmara de Vereadores, Regivaldo Coriolano, a presidenta do PT local, Maria, o presidente do PSDB, Ademar Martorelli e o ex-prefeito Raimundo Caires. Dentre dezenas de liderança políticas que dão apoio a união das oposições na cidade para as eleições municipais deste ano.
Durante sua fala, Dona Sônia disse estar muito emocionada por ver o Clube lotado de pessoas que acreditam no projeto de mudança em Paulo Afonso. Ela foi interrompida várias vezes enquanto falava, pelo público presente, que a aplaudia e gritava seu nome. Em um momento do encontro, uma das mulheres presente disse ao Notícias do Sertão, “agora é a hora da mulher administrar Paulo Afonso. É Dilma lá e Sônia cá!”.
Para Regivaldo Coriolano, este é o momento da sociedade se encontrar com quem teve um grande trabalho na área social do município. Para ele, Dona Sônia retomará todos os investimentos que foram abandonados pela atual administração no social. Dentre algumas dessas ações; a reabertura da Casa do Homem do Campo, fechada por "malvadeza" do atual prefeito. E a reabertura da Maternidade no Bairro Tancredo Naves, que “depois de fechada por Anilton” só trouxe dor e sofrimento as mulheres daqueles bairros.
Quem mais se mostrava satisfeito era o ex-prefeito Raimundo Caires que é o responsávei direto pela indicação de Sônia como candidata. Ele que tem um recall muito grande das últimas eleições na cidade é seu maior cabo eleitoral.

Pastor Heleno e Rosa Maria comemoram acordo para eleições em Canindé.


Pastor Heleno e Rosa Maria receberam ontem (27), amigos e amigas para anunciar o acordo que levará os dois a serem candidatos a Prefeito e Vice-Prefeita no Município de Canindé do São Francisco em Sergipe.
O encontro aconteceu No Sindicato dos Trabalhadores e contou com a presença de diversos pré-candidatos a vereadores, que vão estar na campanha dos dois. Estiveram também diversas lideranças comunitárias da cidade e da zona rural. Entre elas, Missinho, líder dos professores e ligado ao Partido dos Trabalhares.
Rosa Maria falou que “nos juntamos para ganhar, nos juntamos para mudar a administração política em Canindé”. Foi quando ela anunciou aos presentes que é pré-candidata a vice-prefeito.
Já Heleno Silva disse que, “afirmo aqui, Rosa é quem ira me ajudar na prefeitura”. Ele de dirigia a todos para que não tivessem qualquer duvida da parceira entre os dois para Mudar Canindé. Ainda segundo ele disse ao Notícias do sertão, “nós só fizemos o que o povo cobrava. Nós juntamos para ganhar e administrar esta cidade”. A conversa entre os presentes era a de que “Juntou, Ganhou”.

Leandro Fortes deixa Revista Época nua.


Na tarde da terça-feira 22 um assessor do vice-presidente da República, Michel Temer, Márcio Freitas, fez uma ligação urgente para a redação em Brasília de Época, revista semanal da Editora Globo. Do outro lado da linha, o diretor da sucursal, Eumano Silva, ouviu a informação de que circulava um zunzunzum entre alguns repórteres da capital: a Polícia Federal havia localizado nos autos da Operação Monte Carlo interceptações telefônicas nas quais Silva e Idalberto Matias Araújo, o Dadá, combinavam a publicação de uma reportagem contra uma concorrente da Delta Construções, a empreiteira-mãe da quadrilha do bicheiro Carlinhos Cachoeira.
Freitas informou ainda a Silva sobre a suspeita de que as informações colhidas pela PF haviam vazado para Carta Capital. “Há o boato de que você está sendo demitido por isso”, disse o assessor de Temer ao chefe da sucursal de Época. “Eu não sei de nada, continuo diretor”, respondeu Silva, segundo relato do próprio Freitas.
A essa altura você já deve ter se perguntado sobre o motivo do interesse de um assessor do vice-presidente em conferir com o diretor de Época a veracidade ou não de um boato sobre suposta reportagem de revista concorrente. Simples: desde o início de maio, Temer tornou-se uma espécie de mensageiro da família Marinho. O vice de Dilma Rousseff tem ouvido e repassado os recados do grupo que comanda a Globo ao governo e aos integrantes da CPI do Cachoeira. E que pode ser resumido em um ponto: a mídia não pode virar alvo na CPI. Como naquelas brigas de gangue, vale o ditado “mexeu com um, mexeu com todos”. Isso inclui deixar de fora a mais explícita das relações do bando de Cachoeira com os meios de comunicação: aquela estabelecida com a revista Veja.

Leandro Fortes, é Jornalista da Revista Carta Capital.

Franklin e a Ley de Medios: nada além da Constituição.


Na abertura do III Encontro de Blogueiros em Salvador, o Ministro da Comunicação do Governo Lula e autor de uma excelente Ley de Medios que o Acorda Bernardo engavetou, criou a palavra de ordem que, daqui para a frente, deverá orientar a batalha de todos os que querem um marco regulatório que democratiza a comunicação brasileira: “nada além da Constituição”.
Tudo o que nos queremos está lá, disse ele.

Não queremos nada que fira a Constituição.

Não queremos monopólio.

A Constituição proíbe o monopólio.

Não queremos que político – que tenha “foro privilegiado” -  tenha monopólio.

A Constituição proíbe isso.

Queremos conteúdo local, regional ?

A Constituição também quer.

Não gostamos de vender horário, já que tevê é uma concessão ?

A Constituição proíbe.

Lutamos pelo direito de resposta ?

A Constituição exige o direito de resposta.

Essa foi a linha de raciocínio do Franklin.

Lutar pelo que presecreve a Constituição significa também lutar pela Liberdade de expressão, que a Constituiçãao assegura – como bem lembrou o Ministro Ricardo Lewandowski na frase que enviou ao III Encontro:

“A Constituição Federal, nos artigos 5o., incisos IV e IX, e 220, garante o direito individual e coletivo à manifestação do pensamento, à expressão e à informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, independentemente de licença e a salvo de toda restrição ou censura”.


Quando o PiG (essa expressão não é do Franklin) diz que lutar pela liberdade de expressão é uma ameaça a liberdade de imprensa, cabe perguntar: eles lutaram pela liberdade de imprensa quando mais ela foi ameaçada ?

Eles se insubordinaram contra a Censura ?

Que autoridade moral têm eles ?

Eles não estão mais sozinhos para inventar a bolinha de papel, tentar esconder o áudio do Policarpo (Franklin não o citou nominalmente, provavelmente por uma questão de higiene).

Os blogueiros sujos têm que tomar deles a bandeira da Constituição.

Ainda mais que a reforma do Marco Regulatório é inevitável.

E, para evitar um “rachuncho”, é preciso “otimismo, determinação e inteligência”, disse ele.

Inteligência significa ampliar o espaco de atuação desses grilos falantes, que somos nós, os blogueiros sujos.

Evitar o “rachuncho” significa impedir que o Marco Regulatório seja construído numa reunião dos donos da Globo (ele não citou nominalmente), os representantes das telefônicas e três ou quatro parlamentares.

Isso seria um rachuncho.

O debate tem que ir para a rua, para o Congresso.

Repactuar.

Porque não estão em jogo apenas interesses econômicos, empresariais, mas políticos também.

Em tempo: sobre a batalha do Professor Fábio Konder Comparato para fazer o Congresso regulamentar os artigos da Constituição que tratam  da Comunicação, leia aqui a última vitória que ele obteve.


Paulo Henrique Amorim.

Concursados invadem Encontro de Blogueiros em Salvador.

Eles pediram aos presentes que falem da causa ao Brasil.


Ontem (25) um grupo de pessoas vindas de Paulo Afonso esteve na capital baiana, onde está acontecendo o III Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas do Brasil. Eles vieram pedir ajuda aos  presentes para que falem ao Brasil da causa deles.
Mais de 1.800 pessoas passaram no concurso realizado na prefeitura de Paulo Afonso na Bahia no ano de 2008. Mas o atual prefeito Anilton Bastos se recusa a contratá-los e ao mesmo tempo vem contatando quase que semanalmente pessoas com terceirizados, aumentando significativamente os custos do município com pessoal.
Júnior, um dos representantes dos concursados teve a oportunidade de falar para todos e expor a luta que vem travando contra a intransigência do prefeito. Durante sua fala ele foi muito aplaudido por todos e obteve a garantia de alguns dos principais jornalistas brasileiros presentes.

Jornalista da Veja agora é um Blogueiro Sujo.

A revista está presente no III BlogueProgBrasil em Salvador.


O jornalista Paulo Henrique Amorim pede que o movimento de Blogueiros no Brasil seja aberto a novas frentes de comunicação. Hoje o movimento está firme entre aqueles Jornalistas, “Twitteiros” e “Facebookeiros” ligados a lutas populares.
A surpresa para todos os presentes foi que, antes mesmo de que PHA pedisse, a revista Veja se adiantou e mandou para o III BlogProgBrasil o jornalista James. Ele fez sua inscrição normalmente e hoje já é saudado por aqueles que o identificam como “o mais novo blogueiro sujo da internet”. Termo utilizado pelo PIG – Partido da Imprensa Golpista, para se referir aos que utilizam as redes sociais desmascarando as mentiras apregoadas diariamente pelos grandes conglomerados do jornalismo tupiniquim.
O James talvez não seja tão bem tratado como está sendo pelo pessoal do encontro. Ele já foi convidado a dar entrevistas a TVT, falar para a platéia, mas infelizmente para ele, não pode emitir sua opinião livremente.

Concursados levam documentos a ser entregue ao Ministro Ayres Brito.


Com a ausência do Ministro Ayres Brito, que por se sentir impedido de estar presente no III BlogProg que acontece na cidade de Salvador,  os representantes dos concursados da cidade de Paulo Afonso na Bahia, entregaram copia do documento que seria entregue a ele aos jornalistas Leandro Fortes e Paulo Henrique que se comprometeram a fazer chegar as mãos do ministro, para que ele tenha ciência da causa dos mesmo.
Segue a copia do documento: 
Paulo Afonso, 24 de maio de 2012.

EXMO. SR. DR. MINISTRO AYRES BRITO
PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Os que assinamos este documento somos os APROVADOS NO CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DOS CARGOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO NO ESTADO DA BAHIA e o fazemos em nosso nome e de todos os demais nossos companheiros (1.800) aprovados.
Vimos fazer um só pedido: que possa V.Exa. despachar, o mais rapidamente possível,  o PROCESSO SL 572 – SUSPENSÃO DE LIMINAR que chegou ao Gabinete da Presidência no dia 18 de maio próximo passado.
Há quatro anos o Prefeito Municipal – Anilton Bastos – vem protelando a nossa nomeação usando todos os artifícios judiciais para impedir nossa nomeação. EM AÇÃO CIVIL PÚBLICA, DE AUTORIA DA PROMOTORA DE JUSTIÇA DE PAULO AFONSO, FOI PROFERIDA LIMINAR ORDENANDO A NOSSA NOMEAÇÃO. NO ENTANTO, O PREFEITO VEM DESCUMPRIDO A ORDEM LIMINAR HÁ MAIS DE DOIS ANOS. Por isso, o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA JÁ REQUEREU A INTERVENÇÃO NO MUNICÍPIO, o que está em andamento.
Excelência. O concurso foi legal, sério, e dos cerca de 14.000 participantes, após o resultado final homologado, NENHUM DOS CONCORRENTES IMPUGNOU OU ALEGOU QUALQUER VÍCIO NO TOCANTE A REALIZAÇÃO DO CONCURSO. A LIMINAR EM EXAME FOI DEFERIDA A PEDIDO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE PAULO AFONSO, autor da AÇÃO CIVIL PÚBLICA, O QUE POR SI SÓ PROVA A LISURA DO CONCURSO PÚBLICO.
Pior, SR. MINISTRO, EM VEZ DE CONTRATAR OS CONCURSADOS O PREFEITO NOMEOU MAIS DE 2.000 TEMPORÁRIOS SEM TESTE SELETIVO.
O pedido de suspensão da liminar perante o Supremo Tribunal Federal foi feito depois que o Município de Paulo Afonso, através de seu Prefeito, fez o mesmo pedido perante o TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA BAHIA E PERANTE O SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, POR DUAS VEZES. É CERTO QUE TODOS OS PEDIDOS FORAM REJEITADOS. Ao Prefeito na sua insana teimosia de desobedecer as ordens judiciais só resta o pedido a ser julgado por esse Colendo Supremo Tribunal Federal.
A PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA, em seu parecer, opinou pela EXTINÇÃO DO PEDIDO SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO. É O QUE ESPERAMOS.
SR. PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, confiantes no que conhecemos de V.Exa., nordestino, sergipano nosso vizinho das margens do Velho Chico, comprometido com a Democracia e com a Justiça, com arraigado humanismo  e sábio aplicador do Direito Constitucional, é que esperamos o pronto julgamento de V. Exa., certos de que, por tudo isso, a JUSTIÇA será feita.
Respeitosamente,