30.1.12

Morreu Diogo Andrade de Brito, um dos pioneiros de Paulo Afonso/BA.

O domingo, dia 29 de janeiro, nos trouxe a notícia desagradável da morte de mais um pioneiro de Paulo Afonso. Diogo Andrade de Brito faleceu no começo do dia, às 7 horas da manhã, na mesa de cirurgia de um hospital em Salvador.
Todos nós perdemos um pouco. Perdeu o esporte, a música, a política, a justiça, a maçonaria, os companheiros da terceira idade.

Apesar da tristeza que nos envolveu com o impacto da notícia, não dá para visualizar nenhuma imagem nos últimos tempos que mostrem um Diogo triste e acabrunhado como poderia ser até normal para quem carregava quase 87 anos nas costas.

A alegria do músico da antiga Banda da Chesf, os acordes da música As Águas da Cachoeira, que fez em homenagem à Cachoeira de Paulo Afonso, os causos e histórias que a sua fantástica memória trazia para os risos de quem estava à sua volta, o pé de valsa, de bolero, de forró, qualquer que fosse o ritmo nas festas do pessoal da terceira idade que ele ajudou a construir e coordenar na FASETE e nos outros espalhados pela cidade, tudo isso nos traz à memória o Diogo que amava a vida que viveu intensamente.

Ele foi o primeiro Secretário da Câmara Municipal de Paulo Afonso, eleito pelo Partido Social Democrata - PSD e, quando este Poder Legislativo comemorava o seu Jubileu de Ouro, em 7 de abril de 2009, ali estava Diogo, na tribuna, lendo de forma perfeita e numa lucidez impressionante, a primeira ata, que ele mesmo redigira, a próprio punho, há cinquenta anos, em 9 de abril de 1959.

Em seu livro, Paulo Afonso, nós fizemos esta história, Euclides Batista conta, de forma abreviada, a caminhada de Diogo por estas terras pauloafonsinas. Em 13 de abril, Diogo da Gente, como o chamou Euclides, completaria 87 anos. (Com informações da Folha Sertaneja)

Um comentário:

J.Montalvao disse...

Tive o prazer de conviver com o irmão Diogo por muito tempo principalmente na Maçonaria, e entendo que o mesmo não morreu, porém, passou para o Oriente Eterno.


Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressureição e a vida.
Aquele que crê em mim ainda que morto viverá.
E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá....
João 11:25-26