11.1.12

Bira Corôa parabeniza delegada por aplicação de lei.

O deputado Bira Corôa (PT), presidente da Comissão de Promoção da Igualdade do Legislativo estadual, parabenizou a atitude da delegada Elza Bonfim em ter agido de acordo com a lei ao flagrar ato de racismo em um supermercado de Salvador. Na última sexta-feira (6), a delegada deu voz de prisão a uma cabeleireira que ofendeu a operadora de caixa do estabelecimento, chamando-a de “preta e burra”.

Em ofício encaminhado com cópia para o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e o delegado geral da Polícia Civil, Hélio Paixão, o parlamentar disse que atitudes como a de Elza precisam ser destacadas e divulgadas para promover uma reflexão na sociedade. Bira Corôa reforça que a ofensa sofrida pela trabalhadora não se apaga facilmente, mas a atitude da delegada “contribui para diminuir o sentimento de impunidade e promover o combate a práticas de intolerância e preconceito racial”.

A lei 2.848, em seu artigo 140, determina para crime de injúria – com a utilização de elementos referentes à cor, raça ou etnia – uma pena que varia de um a três anos de detenção e multa.

Nenhum comentário: